Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Waze anuncia São Paulo como novo parceiro do Programa Connected Citizens

Publicado

em

Cidade com o maior números de usuários do aplicativo no mundo agora faz parte de programa que promove a troca de informações de trânsito com expectativa de aliviar congestionamentos

A cidade de São Paulo anuncia uma parceria de compartilhamento de dados com o Waze (http://www.waze.com). Desenvolvido como uma troca de informações em mão-dupla e gratuita, o Programa Connected Citizens empodera municipalidades a aproveitar os insights em tempo real para melhorar congestionamentos e a tomada de decisões. No Brasil, o Centro de Operações do Rio de Janeiro, a cidade de Petrópolis, o Departamento de Transporte e Trânsito de Juiz de Fora e a cidade de Vitória já fazem parte do programa gratuito de compartilhamento de dados.

Para celebrar a parceria, São Paulo e o Waze lançaram uma iniciativa para ajudar a cidade a localizar semáforos quebrados, reportados pelos usuários do Waze, e usando o novo recurso de aviso de semáforos quebrados para relatar, reunir dados e corrigir rapidamente. A prefeitura e o aplicativo incentivarão Wazers a enviar um relatório de perigo indicando onde a sinalização está localizada. Os órgãos municipais irão rever os relatórios e fazer um esforço em equipe para consertá-los. Com isso, os usuários são convidados a fazer sua parte e manter o mapa atualizado, além de ajudar na mobilidade urbana. Para reportar um semáforo quebrado, o usuário pode abrir o menu de alertas, entrar em “Perigo” e selecionar “Semáforo quebrado”. A campanha começa hoje e vai até 13 de outubro.

O presidente da CET, João Octaviano Machado Neto, destaca que a parceria aumentará o “campo de visão” e permitirá maior agilidade no acionamento das equipes de manutenção. “A cidade de São Paulo tem hoje 6.399 cruzamentos semafóricos. Desse total, a CET tem o monitoramento eletrônico de 1.500 aparelhos. Para os demais casos, a CET depende de chamadas operacionais de agentes de trânsito ou do aviso do cidadão pelo telefone 1188 ou pelo site da CET. Com a parceria, a CET amplia seu poder de monitoramento na cidade e, com isso, pode iniciar um planejamento para reduzir o tempo de resposta para as falhas detectadas na capital”.

O secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda, destaca que a ação é importante para usar a tecnologia a favor da cidade. Os avisos enviados pelos usuários vão permitir um monitoramento mais amplo de todas as regiões. “Essa parceria é inovadora e importante para usarmos a tecnologia a favor da melhoria do trânsito e da mobilidade em São Paulo. Com isso, a CET passa a ter automaticamente, em tempo real, todos os dados online da plataforma do Waze e pode, a partir disso, pode adotar ações pontuais de gerência de tráfego”, explica.

Contribuindo para cidades mais inteligentes, o CCP oferece a organizações municipais uma visão sem precedentes em termos de problemas de trânsito, o que permite decisões que tenham impacto para os cidadãos e que ajudem as cidades a estarem mais conectadas às pessoas. O Waze fornece informações em tempo real, anônimas, sobre incidentes e lentidão nas vias diretamente da fonte: os próprios motoristas. São Paulo é a cidade com maior número de usuário ativos no mundo – são mais de 3,5 milhões de usuários ativos, que dirigem juntos mais de 500 milhões de quilômetros por mês. Em troca, os parceiros fornecem dados em tempo real sobre obras reportadas por órgãos públicos, acidentes e fechamentos de vias para que o Waze retorne com uma das visões mais sucintas e completas sobre as condições das rotas.

“O trânsito é uma questão global, e cada cidade tem seus problemas relacionados a infraestrutura. Nosso papel, como um aplicativo de navegação, é ajudar nossos usuários a gastar menos tempo no trânsito e compartilhar nossas idéias com cidades e parceiros para ajudá-los a melhorar a mobilidade urbana”, disse Andre Loureiro, Country Manager do Waze no Brasil e Diretor Geral para América Latina. “São Paulo é a principal cidade para Waze no mundo, e tem um grupo de usuários ativos que produz muitos insights para nós. Começar essa parceria com uma campanha para alertar todos os semáforos que não estão funcionando é uma excelente maneira de mostrar como o Waze está mudando a maneira como a cidade funciona “.

Continue lendo

Digital

Peppery conquista Locaweb

Publicado

em

A Locaweb, pioneira em soluções B2B para transformação digital no Brasil, escolheu a Peppery como sua nova agência de social media. A decisão foi tomada após processo de concorrência conduzido em formato 100% digital, com reuniões e apresentações realizadas remotamente.

“Para nós, desde sempre, tudo é digital. Por isso, foi até natural conduzir esta concorrência de um jeito não presencial. A Peppery de fato mostrou o melhor escopo de trabalho e acreditamos em uma parceria duradoura”, detalha Vinicius Koch, gestor de comunicação & branding da Locaweb.

“Estamos felizes demais por começar essa história mesmo em tempos tão complicados. Desde o início sentimos uma sinergia muito grande com o time da Locaweb e tenho certeza de que vamos fazer grandes trabalhos, indo muito além do always on tradicional para ser realmente relevantes”, completa Luis Maia, CEO da Peppery.

Um bom exemplo é o primeiro projeto realizado pela nova parceria: “A Chefa tá On”. Lançada como teaser no Dia Internacional da Mulher, a plataforma irá ajudar empreendedoras selecionadas com uma consultoria completa para elevar os seus negócios. O acompanhamento acontecerá nas redes sociais da Locaweb e será coordenado pela Peppery.

Continue lendo

Digital

Marketing é para todos

Publicado

em

É inegável que nos últimos anos houve uma invasão das redes sociais tanto em nossa vida pessoal quanto no trabalho e a especialista em Marketing e comportamento de consumi, Fátima Bana, explica que há muito mais por trás dos tão falados algoritmos das redes sociais.

Não basta apenas aparecer nas plataformas de buscas para garantir o cliente ou a venda. “Afinal, de que adianta investir rios de dinheiro em captação e geração de leads, se a operação ainda tem problemas e não entrega (o serviço ou produto) com o mínimo esperado? Já pensaram nisso?”, explica Fátima Bana.

Ao falar sobre isso, a especialista se refere a todo o funil de Growth, reforçando que não adianta focar apenas em acompanhar os números online e esquecer que outros pontos são super importantes. O comportamento do cliente vai muito além do que observamos nos dashs. O marketing digital acaba entregando números interessantes, reduz o CAC, só que com isso ele acaba comprando sempre os mesmos clientes pela performance, sendo com a estratégia esse poderia estar vindo sem custo algum, já que comprou o produto. “Eis o segredo de ir além dos números e atuar na linha de frente, em agir como seu cliente age e criar uma experiência focada com a que ele quer ter” – resume.

Conhecer os clientes é o primordial, mas humanizar as relações (mesmo que a distância) é o que garante a recorrência. “É claro que não podemos deixar os algoritmos de lado, eles são ferramentas indispensáveis. É Eles oferecem um parâmetro para todas as ações, são responsáveis por definir as métricas de avaliação e de performance, mas quem foco apenas neles, tá perdendo espaço” – afirma.

Estamos vivendo uma geração de demanda do office que não está sendo valorizada. Acreditamos que todos os consumidores são iguais, que possuem um comportamento parecido, mas não é bem assim, não vivemos em bolhas! As marcas precisam entender que cada cliente é único, e começar a aliar uma estratégia de aquisição e fidelização do consumidor com uma estratégia de comunicação.

“Engana-se quem acha que só porque está em um ambiente virtual, não há necessidade de oferecer uma experiência diferente em uma, ou em todas as etapas de compra. Conhecer o passo a passo dessa jornada pode ser crucial para fechar o caixa de maneira positiva e, principalmente, para reter, fidelizar, ser admirado e recomendado pelo seu público”, finaliza Fatima Bana.

Continue lendo