Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Presença digital das empresas afeta lucratividade

Publicado

em

ESPM Media Lab chega a uma metodologia capaz de mostrar a presença digital da empresa frente aos seus concorrentes e ao lucro.

O ESPM Media Lab, em seu núcleo de pesquisa sobre Digital Analytics, coordenado pelo professor Dr. Cláudio Oliveira, lança o ESPMid, que concentra o Índice de Maturidade Digital (IMD) e o Índice de Presença Digital (IPD), com o objetivo de oferecer às empresas e as agências de comunicação, propaganda e marketing uma visão precisa sobre como está a presença digital da marca, frente aos investimentos realizados, sua concorrência e a lucratividade da companhia.

Para demonstrar um caso aplicado a esta metodologia utilizada para medir o IPD, Oliveira realizou um estudo com a indústria bancária. Neste estudo são analisadas sete variáveis, que mostraram aderência ao lucro dos bancos com a matemática do IPD, levando em consideração a correlação das variáveis com o lucro de cada instituição e a performance delas em cada variável. O estudo aponta que o número de curtidas na página de Facebook e a média de acessos à página do site institucional foram os índices com maior correlação entre seu desenvolvimento e o lucro dos bancos analisados. O Itáu aparece em primeiro lugar com 7,04 e, o Bradesco em segundo com 6,45, seguido da Caixa Econômica Federal om 4,89 e do Banco do Brasil com 3,56.

Embora o investimento do Itaú seja menor que o do Bradesco, o banco teve performance melhor nas variáveis curtidas de Facebook e visitas a páginas do site. “Sabemos que é cada vez mais importante aos acionistas entenderem como está a presença digital da empresa, pois este é um indicativo importante de como está a competitividade da marca. Nosso objetivo ao criar estes índices foi de mostrar como eles ajudam os executivos a tomar decisões”, ressalta Oliveira.

Além do IPD, Oliveira desenvolveu um painel de controle que mostra aos executivos, por meio de uma nota de 0 a 10, como está o desempenho, por exemplo, de uma campanha por celular, sua taxa de conversão, o custo por aquisição, dentre outros.

“Sabemos que um dos maiores problemas para os profissionais envolvidos com a área digital é o relacionamento com as outras áreas da empresa envolvidas nas ações, justamente porque não havia indicadores de mensuração que fossem fáceis de serem digeridos por profissionais que não são de tecnologia. Apresentamos estas métricas a profissionais de empresas e de agência e todos afirmaram que o IPD e o IMD ajudarão no diálogo com os clientes e os executivos que precisam decidir sobre os investimentos em ações no digital”, esclarece Oliveira.

 

Diagnóstico       

O ESPM Media Lab lançou na página de Digital Analytics um acesso gratuito para as empresas realizarem um diagnóstico sobre sua presença digital. Elas poderão realizar esta avaliação pela página: http://pesquisasmedialab.espm.br/digital-analytics/ Neste link também estão mais detalhes sobre estas pesquisas que levaram ao desenvolvimentos do IPD e do IMD.

 

Continue lendo

Universo Live

Mercado do Live Marketing busca capacitação

Publicado

em

Profissionais ligados ao Live Marketing estão aproveitando o ritmo menos acelerado para buscarem capacitação e qualificação para a retomada pós-pandemia. A AMPRO Saber, a plataforma de cursos de qualificação criada pela AMPRO – Associação de Marketing Promocional / Live Marketing, tem contabilizado crescimento no número de interessados pelos cursos.

No próximo dia 22 de abril, a partir das 18h30, já está confirmada o curso online “Concursos, Sorteios, Vale-brindes: Entenda a Certificação Necessária e Evite Problemas”, ministrada por Vanessa Calabria Macarrão, do FAS Advogados. O curso vai abordar sobre a legislação de promoções e prêmios, conceito de promoção comercial, modalidades e requisitos de realização, comprou-ganhou, campanhas de incentivo, programas de fidelidade e ações de chash-back e desconto.

Na sequência, no dia 27 de abril, a partir das 19h, uma próxima turma acompanha o curso “ROI de Eventos – Conheça e Aplique”, com Roberta Nonis, da Evento Único Consultoria. A aula vai orientar agências e clientes a definirem objetivos tangíveis e intangíveis de seus eventos desde o briefing, formatando o evento com foco na mensuração de resultados.

“Diversas modalidades do Live Marketing, como os concursos, sorteios, vale-brindes, as promoções no ponto de venda, o trade marketing, não pararam. São atividades que devem continuar sendo motivadas e gerando novos Jobs. Por isso também a procura pelo curso sobre promoções com premiações. Eventos também continuam acontecendo na modalidade online e o conteúdo do dia 27 foi pensado para o preparo dos profissionais para a medição de retorno, tanto em eventos digitais quanto no retorno dos eventos presenciais”, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

A agenda de eventos do AMPRO Saber, bem como detalhes e inscrições, está disponível no site da AMPRO: https://ampro.com.br/agenda

Continue lendo

Universo Live

Publicidade nos muros das favelas gera cestas básicas ao G10

Publicado

em

Presente em comunidades de todo o país, o Outdoor Social® foi criado para conectar marcas com o público das favelas e aquecer a economia local. Na prática, como modelo de mídia OOH (Out Of Home), o morador recebe para tornar o muro de sua casa um outdoor para anúncios, fazendo com que a população local tenha contato com as marcas. “É uma forma de mostrar ao mundo o poder de consumo da região e possibilitar uma renda extra aos expositores, que são domiciliados locais”, explica Emilia Rabello, fundadora do Outdoor Social®, pioneiro no segmento OOH em favelas.

Nesse momento de agravamento da pandemia, além da renda extra, que auxilia os moradores, o Outdoor Social® destinará cestas básicas para o G10, bloco das 10 maiores favelas do Brasil. A cada painel instalado em abril, uma cesta básica é doada. A meta é alcançar o mínimo de 1.000 outdoors, de marcas como O Boticário e Tim, colocados nos muros dos moradores das principais favelas do país. O intuito é amenizar os impactos socioeconômicos deste momento de crise no país. “Estamos em uma situação crítica com o agravamento da pandemia e precisamos nos mobilizar. Só na primeira semana, conseguimos entregar 268 cestas e esperamos distribuir ainda mais rapidamente. Com essas doações, queremos atravessar juntos o momento de crise e inspirar outros líderes empresariais a destinarem parte do lucro à entrega social”, conta Emilia.

Segundo o Monitor das Doações Covid-19, organizado pela Associação Brasileira dos Captadores de Recursos (ABCR), a população brasileira fez muitas doações durante os 12 meses da pandemia no país. A cifra da solidariedade já totaliza R$ 6,5 bilhões, englobando doações de pessoas físicas e jurídicas. Desse valor, 84% são originários de companhias privadas.

 “Não podemos mais esperar por políticas públicas. Somos um povo forte, unido, trabalhador e juntos, sairemos dessa”, ressalta Gilson Rodrigues, presidente do G10. Acreditando na soma de esforços para atender as necessidades da sociedade, Emilia reforça o potencial que as comunidades têm. “As favelas brasileiras possuem um enorme potencial cultural, intelectual e econômico. Por isso, precisamos seguir somando esforços para garantir as ferramentas de pleno desenvolvimento dessas populações e alavancar a economia do país”, finaliza.

Continue lendo