Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

MKT: Pesquisa exclusiva mostra Inbound como fonte de leads mais qualificados

Publicado

em

Segundo levantamento da HubSpot, 88% das empresas que alinham marketing com vendas têm resultados eficazes

 

Em relatório da HubSpot (br.hubspot.com) divulgado este mês sobre o estado do Inbound Marketing na América Latina, o desempenho da área de vendas para a eficácia do marketing ficou evidente. Dos 1.800 entrevistados, 75% afirmaram que hoje o Inbound é a principal estratégia. Com a importância cada vez mais reconhecida, o desafio passa, agora, a ser tirar o máximo proveito da prática – e comprovar sua eficiência com números.

Onde há alinhamento completo entre marketing e vendas – estabelecido por meio de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível de Serviço, em português) – e são aplicadas estratégias de Inbound, o sucesso é relatado em 88% dos casos. Infelizmente, esse cenário ainda é raro: ocorre em apenas 20% das companhias, segundo os entrevistados. Já nas empresas em que a prática ainda não foi abraçada e os departamentos não conversam, o percentual de êxito despenca para 12%.

Ainda assim, um dado mostra o quanto a afinação entre equipes precisa melhorar. Para os profissionais de vendas, o marketing é a pior fonte de leads, com somente 21% da preferência dos entrevistados, atrás daqueles gerados diretamente pelo departamento de vendas (30%), e de referências (44%). No entanto, no que diz respeito à qualidade dos leads, os advindos de práticas de Inbound são os melhores, segundo 59% dos respondentes.

“Uma das maiores mudanças que temos visto em relação ao Inbound Marketing é que, antes, a criação e publicação de conteúdo ainda ocorria relativamente desconectada da empresa. Agora, o mercado está mais ciente do papel do Inbound na cadeia de valor, por isso a influência da equipe de vendas nos resultados”, explica Rodrigo Souto, gerente de marketing da HubSpot.

Foco do Inbound e principais desafios

Segundo a pesquisa exclusiva, a prioridade dos profissionais de marketing que adotam o Inbound é o aumento da presença orgânica de suas empresas nos buscadores, por meio de práticas de SEO – resposta dada por 64% dos participantes -, seguida de criação de conteúdo para blogs (55%) e de conteúdo interativo (48%).

A escolha da prioridade reflete nos desafios vislumbrados pelos entrevistados: 66% declararam ser a geração de tráfego e leads a principal dificuldade a ser superada. Em seguida vêm dois itens intrinsicamente ligados, o cálculo do retorno sobre o investimento, o ROI (42%), e a garantia de um orçamento suficiente para manter as estratégias de trabalho (31%). “Mensurar o ROI é essencial para alcançar, inclusive, um orçamento maior nos anos seguintes”, diz Souto.

De acordo com o levantamento, as equipes que calculam o ROI têm probabilidade quase duas vezes maior de aumentarem seus orçamentos do que aquelas que não o fazem, em 50% dos casos contra 29%. Além disso, onde os resultados são aferidos de forma precisa, a percepção da eficiência da estratégia é mais alta: nestas empresas, 56% acreditam que o trabalho é bem-feito, contra 44% nas que não medem o retorno sobre o investimento com exatidão.

Esta é a terceira edição do levantamento sobre o estado do Inbound Marketing na América Latina e traz ainda perspectivas de conteúdo para o futuro, comparações entre estatísticas locais com outras regiões do mundo, dados sobre métodos de trabalho de equipes de venda, entre outras informações. O relatório pode ser conferido na íntegra nesta página: br.hubspot.com/estado-do-inbound.

Continue lendo

Digital

Raccoon.Monks vai atuar no desenvolvimento de e-commerces via VTEX

Publicado

em

A transformação digital acelerada provocou um crescimento exponencial das compras online, bem como o surgimento de diversos novos e-commerces. Segundo um estudo do PayPal, no último ano, 789 novas lojas virtuais foram criadas por dia no Brasil. Outro dado, da ConQuist Consultoria, mostrou que 71% dos brasileiros preferem comprar online do que fisicamente. Tais números mostram a força do e-commerce para o varejo nacional.

Sempre atenta nas movimentações de mercado, a agência digital full service Raccoon.Monks, uma das maiores da América Latina, oferece um novo serviço:  o desenvolvimento completo de e-commerces por meio da plataforma VTEX, uma das mais completas soluções disponíveis na área.

A agência escolheu a VTEX após estudos e feedbacks coletados com os parceiros e times de performance. “Atuamos com Desenvolvimento Web desde 2017, criando sites, blogs e Landing Pages para clientes como Nubank, iFood e MRV. Além disso, nos baseamos em performance e a VTEX se mostrou uma plataforma robusta, que garante toda infraestrutura para o bom funcionamento do e-commerce, incluindo segurança, escalabilidade e estabilidade, mesmo em picos de acessos ao site”, explica Luiz Fernando Bacellar, gerente de Tecnologia da Raccoon.Monks.

Outro benefício da plataforma é a tecnologia VTEX IO, que permite o desenvolvimento focado na experiência do usuário, já que a interface da loja independe do back-end (a estrutura e os códigos do servidor, que não são vistos pelo internauta). Isso facilita atualizações, além de trazer funcionalidades que podem ser aproveitadas na estratégia, como, por exemplo, a feature Live Shopping – ferramenta de transmissão e venda ao vivo.

O modelo de trabalho que a Raccoon.Monks oferece para criar e-commerces é completo. O início é na etapa Discovery, na qual é feito um mapeamento da jornada do usuário no site e das integrações que serão realizadas. Em seguida, vem a criação de wireframes e mockups, o desenvolvimento, a manutenção e o lançamento da loja virtual. Há, ainda, as estratégias de Data Analytics, SEO (otimização para mecanismos de busca), CRO (otimização da taxa de conversão) e mídias após o lançamento, para alavancar resultados de vendas.

O novo serviço busca tanto empresas que já possuem e-commerce e estão insatisfeitas com a performance, quanto empreendedores que estão iniciando, mas que já consideram a loja virtual como pilar da estratégia digital e omnichannel.

“Quando o site é desenvolvido desde o princípio para ser otimizado e com o tracking implementado corretamente, as estratégias de mídias, SEO e CRO se tornam muito mais eficientes em menos tempo. Buscamos oferecer uma solução de ponta a ponta para maximizar os resultados, a partir do desenvolvimento completo do e-commerce, para assim garantir uma base sólida para as estratégias de performance de nossos parceiros”, conta Bacellar.

Continue lendo

Digital

Riachuelo inova com inclusão digital e empoderamento dos clientes com autoatendimento

Publicado

em

Inovação, dinamismo e agilidade garantem à Riachuelo o posto de uma das maiores empresas de moda do Brasil. Mas foi na digitalização do atendimento ao cliente que a rede com mais de 360 lojas físicas, e-commerce, marketplace com mais de 170 sellers e 30 milhões de clientes no cartão Riachuelo, ganhou destaque em 2021.

Em abril do último ano, a Riachuelo decidiu oferecer o serviço de autoatendimento para seus clientes e escolheu a plataforma colaborativa DialMyApp, que digitaliza as ligações para centrais de atendimento e convida o cliente a olhar para a tela do seu smartphone. Lá o cliente encontra menus com variadas opções de autosserviço que solucionam problemas como segunda via da fatura do cartão, limite e desbloqueio do cartão, alterações cadastrais e outros serviços, sempre de forma digital e eliminando filas de espera no atendimento telefônico.

A plataforma DialMyApp é um hub digital que une todas as opções para atender seus clientes, que podem decidir seguir para: o atendimento humano, ir para o WhatsApp, seguir para o chat ou ficar no menu digital e ter uma excelente experiência de atendimento.

Segundo Keegan Nylander, Gerente de Grupo de Produtos de Crédito, Cobrança, CRM, WhatsApp e Atendimento da Midway, empresa financeira do Grupo Guararapes, controlador das lojas Riachuelo, o grande diferencial da plataforma DialMyApp é a forma didática como ela orienta o cliente a aderir ao atendimento digital. “Você pode ter todos os seus canais de atendimento digitalizados, mas ainda existe uma grande parcela da população que não sabe utilizá-los, quando o assunto é comercial. Enxergamos a plataforma como uma excelente oportunidade de educar digitalmente nossos clientes e ajudá-los a vivenciar uma excelente experiência”.

Continue lendo