Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Freeletics se torna o personal trainer mais popular do Brasil com histórias reais de transformações de usuários

Publicado

em

Aplicativo de Inteligência Artificial para exercícios físicos atinge 1,7 milhões de usuários no Brasil e celebra com lançamento de série documental com histórias de superação de seus usuários

Imagine ter um personal trainer 24 horas a sua disposição e cobrando um terço do preço que a mensalidade da academia da seu bairro. Esses são alguns dos ingredientes que fizeram do Freeletics o personal trainer mais popular do Brasil, ultrapassando a marca de 1,7 milhões de usuários no país – a maior rede de academias do país, a SmartFit, tem cerca de 700 mil clientes, por exemplo -, mas a força motriz para o crescimento da plataforma no país foi outro: as pessoas. “As histórias reais de transformação corporal e de vida dos nossos usuários brasileiros ajudou a desmistificar a complexidade tecnológica do produto e democratizou o uso da plataforma”, explica o diretor de operações do Freeletics no Brasil, Gabriel Teodoro de Oliveira.

Para marcar a expansão global da marca, uma série documental batizada de “Redefina Seus Limites” foi lançada e trouxe histórias inspiradoras de usuários do mundo todo para mostrar como a tecnologia pode ajudar todo o tipo de gente a mudar de vida por meio do esporte. “Temos cases de sucesso dentro da nossa própria comunidade de usuários, não precisamos recorrer às celebridades, como fazem os concorrentes”, afirma Oliveira.

O Freeletics (www.freeletics.com) é um aplicativo de inteligência artificial que programa treinos personalizados de HIIT, Musculação e Corrida. Lançado na Alemanha em 2013, é usado em mais de 160 países e por mais de 16 milhões de Atletas Livres, como são conhecidos os membros da comunidade de usuários da plataforma. O app funciona como um treinador digital, que entende os feedbacks dos usuários para adaptar e personalizar ao máximos as rotinas de treino, mesmo quando existem tipos severos de restrição ou exigências extremas, como no caso dos atletas profissionais. A plataforma ainda com uma rede social interna que ajuda atletas a trocarem conhecimento com usuários do mundo todo e buscarem motivação para seguir se aprimorando.
No Brasil, histórias de transformação viralizaram na internet e entre a comunidade fitness. Desde o advogado paulistano de 27 anos que saiu da obesidade para um abdômen trincado, até a mãe que deixou o sedentarismo após não aguentar brincar com os filhos para se tornar uma triatleta, até a fantástica história da carioca que foi diagnosticada com miocardite por causa do uso excessivo de emagrecedores e que virou competidora de crossfit com a ajuda dos treinos do Freeletics.

Continue lendo

Digital

Rocky.Monks é o mais novo parceiro da JustForYou

Publicado

em

A agência digital full service Rocky.Monks, em mais uma movimentação de mercado, fecha uma nova parceria com a JustForYou, maior marca de personalização de produtos de hair care da América Latina. Com início neste ano, a parceria visa aumentar os resultados em mídias pagas, expandindo a marca  e ajudando na divulgação das novidades da empresa.

“Nosso time de Mídias Pagas já está a todo vapor. Para nós, é de suma importância parcerias com grandes empresas como é o caso da JustForYou, e tenho certeza de que, com um bom trabalho do nosso time, vamos atingir ótimos resultados para que essa parceria dure por muitos anos”, explica Daniela Gebara, sócia fundadora e diretora comercial da Rocky.Monks.

A JustForYou é mais um grande cliente como Telhanorte e Loungerie, que também compõem a carteira de mais de 80 clientes da Rocky.Monks. Além disso, em 2021, a agência foi reconhecida como uma das melhores agências de comunicação para se trabalhar pelo GPTW.

Continue lendo

Digital

Monetização de dados é componente importante da Transformação Digital que movimentará US$ 2,3 trilhões até 2032

Publicado

em

O conceito Data Driven e a consequente monetização desses dados cresce exponencialmente e cada vez mais deve fazer parte dos negócios em todos os níveis. O mercado de transformação digital vai movimentar US$ 2,3 trilhões até 2032, com crescimento médio de 14,2% ao ano, de acordo com o relatório Market Research Report da Fact.MR. Apenas este ano, a expectativa é de que o segmento atinja US$ 621 bilhões. A consultoria Forrester avalia que as empresas que são Data Driven estão crescendo 30% ao ano.

O consultor Caio Cunha, presidente da WSI Master Brasil e membro do Global WSI Internet Consultancy Advisory Board, afirma que o novo modelo significa sobrevivência no mercado. “Ser Data Driven hoje é um diferencial competitivo. Muitos dos concorrentes já adotam e os que não adotarem vão sair do mercado. Cada vez mais os clientes querem ações mais inteligentes”, sentencia o consultor.

Cunha explica que a empresa que é Data Driven usa uma base de dados estruturada, com informações concretas para a tomada de decisões, apoiada em ferramentas de Business Inteligence, inteligência de negócios na tradução. O sistema usa grande quantidade de dados de maneira rápida, segura e eficiente.

“Monetizar esses dados passou a ser interessante. Essas tecnologias podem ser usadas para reduzir custos com automação de tarefas, aumentar receitas identificando e servindo melhor os clientes, atrair mais clientes com engajamento reduzindo esforços, ser mais pessoal e melhorar qualidade dos serviços sem aumentar a equipe”, afirma o consultor.

Continue lendo