Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Freeletics se torna o personal trainer mais popular do Brasil com histórias reais de transformações de usuários

Publicado

em

Aplicativo de Inteligência Artificial para exercícios físicos atinge 1,7 milhões de usuários no Brasil e celebra com lançamento de série documental com histórias de superação de seus usuários

Imagine ter um personal trainer 24 horas a sua disposição e cobrando um terço do preço que a mensalidade da academia da seu bairro. Esses são alguns dos ingredientes que fizeram do Freeletics o personal trainer mais popular do Brasil, ultrapassando a marca de 1,7 milhões de usuários no país – a maior rede de academias do país, a SmartFit, tem cerca de 700 mil clientes, por exemplo -, mas a força motriz para o crescimento da plataforma no país foi outro: as pessoas. “As histórias reais de transformação corporal e de vida dos nossos usuários brasileiros ajudou a desmistificar a complexidade tecnológica do produto e democratizou o uso da plataforma”, explica o diretor de operações do Freeletics no Brasil, Gabriel Teodoro de Oliveira.

Para marcar a expansão global da marca, uma série documental batizada de “Redefina Seus Limites” foi lançada e trouxe histórias inspiradoras de usuários do mundo todo para mostrar como a tecnologia pode ajudar todo o tipo de gente a mudar de vida por meio do esporte. “Temos cases de sucesso dentro da nossa própria comunidade de usuários, não precisamos recorrer às celebridades, como fazem os concorrentes”, afirma Oliveira.

O Freeletics (www.freeletics.com) é um aplicativo de inteligência artificial que programa treinos personalizados de HIIT, Musculação e Corrida. Lançado na Alemanha em 2013, é usado em mais de 160 países e por mais de 16 milhões de Atletas Livres, como são conhecidos os membros da comunidade de usuários da plataforma. O app funciona como um treinador digital, que entende os feedbacks dos usuários para adaptar e personalizar ao máximos as rotinas de treino, mesmo quando existem tipos severos de restrição ou exigências extremas, como no caso dos atletas profissionais. A plataforma ainda com uma rede social interna que ajuda atletas a trocarem conhecimento com usuários do mundo todo e buscarem motivação para seguir se aprimorando.
No Brasil, histórias de transformação viralizaram na internet e entre a comunidade fitness. Desde o advogado paulistano de 27 anos que saiu da obesidade para um abdômen trincado, até a mãe que deixou o sedentarismo após não aguentar brincar com os filhos para se tornar uma triatleta, até a fantástica história da carioca que foi diagnosticada com miocardite por causa do uso excessivo de emagrecedores e que virou competidora de crossfit com a ajuda dos treinos do Freeletics.

Continue lendo

Digital

Peppery conquista Locaweb

Publicado

em

A Locaweb, pioneira em soluções B2B para transformação digital no Brasil, escolheu a Peppery como sua nova agência de social media. A decisão foi tomada após processo de concorrência conduzido em formato 100% digital, com reuniões e apresentações realizadas remotamente.

“Para nós, desde sempre, tudo é digital. Por isso, foi até natural conduzir esta concorrência de um jeito não presencial. A Peppery de fato mostrou o melhor escopo de trabalho e acreditamos em uma parceria duradoura”, detalha Vinicius Koch, gestor de comunicação & branding da Locaweb.

“Estamos felizes demais por começar essa história mesmo em tempos tão complicados. Desde o início sentimos uma sinergia muito grande com o time da Locaweb e tenho certeza de que vamos fazer grandes trabalhos, indo muito além do always on tradicional para ser realmente relevantes”, completa Luis Maia, CEO da Peppery.

Um bom exemplo é o primeiro projeto realizado pela nova parceria: “A Chefa tá On”. Lançada como teaser no Dia Internacional da Mulher, a plataforma irá ajudar empreendedoras selecionadas com uma consultoria completa para elevar os seus negócios. O acompanhamento acontecerá nas redes sociais da Locaweb e será coordenado pela Peppery.

Continue lendo

Digital

Marketing é para todos

Publicado

em

É inegável que nos últimos anos houve uma invasão das redes sociais tanto em nossa vida pessoal quanto no trabalho e a especialista em Marketing e comportamento de consumi, Fátima Bana, explica que há muito mais por trás dos tão falados algoritmos das redes sociais.

Não basta apenas aparecer nas plataformas de buscas para garantir o cliente ou a venda. “Afinal, de que adianta investir rios de dinheiro em captação e geração de leads, se a operação ainda tem problemas e não entrega (o serviço ou produto) com o mínimo esperado? Já pensaram nisso?”, explica Fátima Bana.

Ao falar sobre isso, a especialista se refere a todo o funil de Growth, reforçando que não adianta focar apenas em acompanhar os números online e esquecer que outros pontos são super importantes. O comportamento do cliente vai muito além do que observamos nos dashs. O marketing digital acaba entregando números interessantes, reduz o CAC, só que com isso ele acaba comprando sempre os mesmos clientes pela performance, sendo com a estratégia esse poderia estar vindo sem custo algum, já que comprou o produto. “Eis o segredo de ir além dos números e atuar na linha de frente, em agir como seu cliente age e criar uma experiência focada com a que ele quer ter” – resume.

Conhecer os clientes é o primordial, mas humanizar as relações (mesmo que a distância) é o que garante a recorrência. “É claro que não podemos deixar os algoritmos de lado, eles são ferramentas indispensáveis. É Eles oferecem um parâmetro para todas as ações, são responsáveis por definir as métricas de avaliação e de performance, mas quem foco apenas neles, tá perdendo espaço” – afirma.

Estamos vivendo uma geração de demanda do office que não está sendo valorizada. Acreditamos que todos os consumidores são iguais, que possuem um comportamento parecido, mas não é bem assim, não vivemos em bolhas! As marcas precisam entender que cada cliente é único, e começar a aliar uma estratégia de aquisição e fidelização do consumidor com uma estratégia de comunicação.

“Engana-se quem acha que só porque está em um ambiente virtual, não há necessidade de oferecer uma experiência diferente em uma, ou em todas as etapas de compra. Conhecer o passo a passo dessa jornada pode ser crucial para fechar o caixa de maneira positiva e, principalmente, para reter, fidelizar, ser admirado e recomendado pelo seu público”, finaliza Fatima Bana.

Continue lendo