Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Criteo aponta que 79% dos consumidores brasileiros são omnishoppers

Publicado

em

Segundo estudo, a maioria dos compradores tem o primeiro contato com o produto na loja física, mas conclui a aquisição no ambiente online

Omnishoppers gastam em média 7% a mais nas compras online e 44% a mais no varejo tradicional se comparados aos consumidores comuns

O omnishopping é um fenômeno global e, no Brasil, já é praticamente onipresente. É o que revela o estudo The Shopper Story 2017, da Criteo S.A. (NASDAQ: CRTO), empresa líder em tecnologia para commerce marketing. O relatório mostra que 79% dos brasileiros são omnishoppers e utilizam uma variedade de dispositivos, canais e plataformas para navegar e comprar.

A maioria dos brasileiros adota o showrooming, quando o cliente tem o primeiro contato com o produto na loja física, mas compra online. Segundo a pesquisa, 64% dos consumidores percorrem esse caminho ocasionalmente e 29% o fazem com frequência. No sentido contrário, 62% dos brasileiros aderem eventualmente ao webrooming, pesquisando pela Internet e comprando no varejo tradicional. Os que fazem isso regularmente somam 20%.

Quando comparados a compradores que ainda não adotam um comportamento multicanal, os omnishoppers gastam em média 7% a mais no ambiente online e 44% a mais no varejo tradicional. Globalmente, mais de três quartos dos consumidores já estão engajados no omnichannel.

“Com a popularização dos smartphones, os consumidores passaram a ter liberdade para buscar informações sobre produtos e comprar online de qualquer lugar, inclusive de dentro da loja física do varejista. Dessa forma, a decisão de onde, quando e como comprar depende de diversos elementos, como comodidade, facilidade e, claro, preço. É por isso que uma estratégia de marketing bem sucedida precisa focar no cliente e não no canal de vendas ou dispositivo. As empresas que têm essa compreensão certamente saem na frente num mercado cada vez mais competitivo”, explica Alessander Firmino, diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina.

Mais descobertas:

Digital direciona a conversão

Com o mobile cada vez mais presente na vida cotidiana, o ambiente online é agora um ponto crítico para a decisão de compra. Para quase metade de todos os omnishoppers, websites e apps são a última influência para efetivar a aquisição. Além disso, 54% dos brasileiros afirmam já terem comprado no site do varejista utilizando o smartphone, enquanto estavam dentro da loja física desse mesmo varejista.

Sites de varejo como ponto de partida

No Brasil, 68% dos consumidores que já tem um tipo de item em mente iniciam a pesquisa em sites e não em mecanismos de busca. Entre aqueles que sabem exatamente o que querem este índice é ainda maior: 73%. Mesmo os que não procuram por um produto específico tendem a começar a jornada desta forma, com 51% afirmando entrarem primeiro no site do varejista.

Consciência digital

A televisão e outras formas de publicidade off-line não são mais geradoras de consciência de marca para os omnishoppers. Ao invés disso, sites e aplicativos desempenham esta função globalmente.

Os sites e apps de varejo estão mais influentes que nunca

Para aproximadamente 50% dos consumidores, os sites e apps de varejo são mais influentes no processo de compra do que o boca a boca, os mecanismos de busca ou mesmo as redes sociais. Pessoas que iniciam sua jornada em sites de varejo também apresentam maior intenção de compra.

Compras por impulso

Os consumidores são tão propensos a comprar por impulso no ambiente online como são nas lojas físicas. No Brasil, as categorias mais compradas pela Internet, nesses casos, são: Vestuário (83%), Brinquedos & Games (78%), Beleza & Sáude (67%), Produtos para Casa (66%) e Eletrônicos (62%).

Consumidores reconhecem e entendem o valor do Retargeting

Em relação a abordagem, 56% dos omnishoppers brasileiros gostam de receber anúncios de retargeting, especialmente quando há a possibilidade de obter descontos maiores para os produtos que pretendem comprar. Já 29% gostam deste tipo de comunicação porque funcionam como um lembrete dos itens que estão considerando adquirir.

Metodologia

O estudo Shopper Story 2017 foi supervisionado por um pesquisador independente e conduzido usando o painel global da Research Now, com 10 mil consumidores de idades entre 16 e 65 anos nos EUA, Japão, Reino Unido, Alemanha, França e Brasil. Todos os participantes são consumidores multicanal que navegam online diariamente e possuem um smartphone.

Esta pesquisa reforça a necessidade dos varejistas desenvolverem uma abordagem colaborativa que sirva para se conectar com o omnishopper, tanto offline quanto online.

Continue lendo

Universo Live

Jogos Olímpicos 2021: O que esperar do desempenho digital do esportivo mundial mais aguardado do ano?

Publicado

em

Jogos Olímpicos 2021: O que esperar do desempenho digital do esportivo mundial mais aguardado do ano?
Mesmo antes da chegada da pandemia, o setor de entretenimento já dava fortes indícios de grandes mudanças para se conectar e melhorar ainda mais a experiência do usuário durante experiências presenciais. O digital precisou assumir o lugar do presencial, marcando o surgimento do Phygital. Após mais de um ano de reclusão social, o termo passou a ser um forte aliado do setor de eventos, que passou, e ainda passará por transformações e realizações no formato híbrido. Com a chegada dos Jogos Olímpicos de Tóquio – esportivo mais aguardado do ano -, os sócios da MField, agência especialista em estratégias de influenciadores e conteúdo para ativações digitais, projetam suas expectativas no desempenho e estratégias de marketing do evento, que será responsável por apresentar as principais tendências e formatos que funcionarão de forma assertiva dentro do cenário esportivo.

Registrando um prejuízo de R$ 270 bilhões no último ano, o mercado de eventos foi um dos mais afetados com o agravamento da pandemia, segundo pesquisa realizada pela CNN. Sendo assim, o uso da tecnologia como solução criativa foi essencial para seguir movimentando o setor. A exemplo dos últimos eventos esportivos como o Super Bowl, e a final da NBA, as Olimpíadas de 2021, anteriormente previstas para acontecerem entre julho e agosto de 2020, promete ser o evento com um dos maiores investimentos em tecnologia, uma vez que, o momento atual ainda necessitar de distanciamento social para evitar o contato e aglomeração entre pessoas de diferentes países. A transmissão dos jogos em novos formatos e plataformas se tornou essencial para suprir as expectativas de desempenho diante do atual cenário, impulsionadas também pela cidade sede, conhecida mundialmente por ser uma das maiores potências em tecnologia, e desenvolvimento de recursos e planejamento.

Para Flávio Santos, CEO da MField, e empresário com mais de 15 anos no gerenciamento de contas digitais, o investimento em novos formatos é importante para acompanhar as novas tendências do mercado, principalmente diante de um nicho que está cada vez mais conectado com o marketing digital e de influência. “Percebemos hoje que o universo do esporte abrange os mais diferentes públicos, principalmente com o crescimento do número de influenciadores que falam do assunto, em sua maioria os próprios atletas. Com isso, proporcionar essa nova experiência traz além da audiência esperada, uma nova conexão entre o evento e o público, além de maior atenção de marcas”, destaca o empresário.

Para as marcas, a aposta no ambiente digital tem se mostrado uma prática eficaz e assertiva para amplificação das estratégias de marketing. Cada vez mais premiações, campeonatos, festivais e programas com cunho esportivo têm tido maior repercussão nas redes sociais, com transmissões e interações ao vivo, e réplica de conteúdos personalizados criados especificamente para os eventos, junto aos conteúdos de influenciadores do nicho que comentam os mesmos em tempo real. “Vivemos em um mundo que está constantemente conectado, as pessoas estão a todo tempo se atualizando de tudo que acontece ao redor do mundo em tempo real, e vemos isso com aumento da audiência em eventos, e principalmente no lançamento de conteúdos exclusivos do gênero em serviços de streaming”, pontua Gustavo Almeida, diretor de produtos da MField.
 
No entanto, o investimento por parte das marcas ainda passa por grandes adaptações, uma vez que o esporte tem como principal característica a presença de torcedores de diversos países, além da venda de itens exclusivos durante o período em que o evento esteja acontecendo. “O período de transição entre os formatos é crucial para adaptar o público que é habituado com o presencial, com os jovens, que seguem antenados virtualmente. O adiamento de um ano foi importante para que a organização tivesse uma clara percepção do que melhorar no desempenho dos Jogos, com base na realização de outros esportivos”, analisa Flávio. “O momento, irá apresentar grandes mudanças para o entretenimento, que serão responsáveis por seguir conquistando, cada vez mais, novos espaços entre diferentes classes, idades e nacionalidades”, conclui o empresário.
Continue lendo

Universo Live

Ampro Globes Awards lança campanha para o Festival de Criatividade

Publicado

em

Ampro Globes Awards lança campanha para o Festival de Criatividade

A Ampro acaba de lançar a campanha para o festival de criatividade Ampro Globes Awards 2021. A campanha foi criada pela pela TracyLocke Brasil. Como regra do festival a agência do ano cria a campanha do ano seguinte e a TracyLocke foi a grande vencedora de 2020 com o Grand Prix, 10 ouros, 10 pratas e 1 bronze. Em um ano em que o mercado de live marketing fala sobre se reinventar, ressignificar e renascer, a agência traz a campanha ‘Re-Ampro Globes Awards. Um prêmio pra quem se reinventa.’

As peças exaltam os símbolos de reinvenção de diferentes culturas, como o escaravelho sagrado e o pilar djed, da cultura egípcia, a tríscele, da cultura celta e a roda do dharma da cultura hindu. Além de peças de social, a campanha conta também com um anúncio long copy que questiona os profissionais que querem se reinventar acreditando nas mesmas coisas. As inscrições para o Ampro Globes Awards poderão ser feitas a partir do dia 19 de julho.

“O Ampro Globes Awards é uma premiação que vem se reinventando nos últimos anos, assumiu o foco na criatividade e se modernizou da escolha do júri, hoje muito mais plural e com metas claras de diversidade e transversalidade racial ao seu sistema de julgamento. É muito bom poder ajudar o festival a mostrar sua cara com uma campanha que representa o seu momento e do próprio mercado.” comenta Daniel Ottoni, CCO da TracyLocke Brasil.

“Como a própria campanha diz: O verbo pode até mudar, mas o prefixo RE segue firme, sempre nos cutucando para sair da zona de conforto. Não tenho dúvidas que mais uma vez teremos o melhor ano do festival. O Ampro Globes Awards vai fazer 21 anos e chega na sua maturidade priorizando a sua essência: a criatividade.”, comenta Alexis Paglianini, presidente da Ampro.

FICHA TÉCNICA

Título: Re-Ampro Globes Awards 2021

Agência: TracyLocke Brasil

Cliente: Ampro

Aprovação Cliente: Alexis Paglianini

CEO: Thomas Tagliaferro

CCO: Daniel Ottoni

COO: Michel Issa
VP de Experience: Breno Ferreira
Head de Planejamento: Michele Gruc

Diretora de Criação: Aline Noya

Criação: Cleber Pereira, Lucas Basilio Vidigal
Ilustração: Cleber Pereira

Diretora de Contas: Renata Alterio

Supervisora de contas: Danielle Florido Aragon

Atendimento: Juliana Fontanete Silveira

Continue lendo