Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Cresce o empoderamento feminino no Brasil

Publicado

em

Dados apresentados em encontro da AMPRO mostram avanços nos últimos anos, mas país ainda está em 90º lugar no ranking mundial

“Empoderar as mulheres é o certo a se fazer e também a decisão mais inteligente para os negócios e países”. Com esta premissa, Adriana Carvalho, gerente dos Princípios de Empoderamento das Mulheres na ONU Mulheres, introduziu sua palestra durante o encontro “Empoderamento Feminino: onde estamos hoje?”, organizado pelo Comitê Women Empowerment da AMPRO – Associação de Marketing Promocional. O evento reuniu executivas e profissionais do Live Marketing no final de novembro, em São Paulo.

Na oportunidade, Adriana, que também é conselheira do Comitê, apresentou dados sobre o ranking de igualdade de gênero em diversos países, mostrando o Brasil na 90ª posição. Outros dados do PNAD 2014, por exemplo, mostraram que a renda das mulheres foi 70% da renda dos homens, enquanto que, no caso das negras, o percentual cai para 40% da renda dos homens brancos. Há 10 anos, a proporção do salário de mulheres brancas era de 63% da renda dos homens.

Em termos de representatividade na publicidade brasileira, as mulheres brancas são 74%, contra 87% de homens brancos e apenas 21% de mulheres negras. No entanto, a participação da mulher negra como protagonista subiu 600% desde a primeira onda do estudo (julho de 2015) e a quantidade dos comerciais que mostram atitudes empoderadas dos personagens aumentou de 12% para 31%.

O encontro também contou com a participação de Fabiana Schaeffer, sócia-diretora da agência Netza, que falou sobre como encara o empoderamento feminino e como ele é praticado em sua agência. “Cresci em torno de figuras de mulheres fortes, o que me orientou naturalmente, e a diversas gerações de minha família, com esse perfil de força e liderança. Na Netza, valorizamos as pessoas acima de tudo, respeitamos a diversidade em todas suas formas”, comentou. A agência de Fabiana, que é associada ao Pacto Global da ONU desde 2015, conta com 60 funcionários e diversas mulheres em cargos de liderança de projetos e equipes. “O empoderamento está no ser humano independentemente de sua orientação sexual, gênero, religião ou escola em que se formou”, defende.

“Nosso encontro foi surpreendente, saímos mais engajadas na causa. É sempre importante fomentar a discussão e disseminar as informações para que cada um possa fazer a sua parte. Trazendo informações, números, depoimentos, experiências, as pessoas começam a visualizar formas de promoverem esse engajamento dentro do seu universo. A representatividade, a inclusão e a diversidade são parte de quem somos.”, complementa Fabiana.

Para o CCO da Mark Up, Sandro Vieira, que também participou do evento, “o mundo moderno não tem mais espaço para pensamentos e comportamentos onde não exista igualdade, em nenhuma esfera. É urgente falar do assunto e mais que isso, criar ferramentas que possam combater o preconceito e a diferença com veemência. A iniciativa da AMPRO e do Comitê é uma ferramenta poderosa em busca dessa ‘igualdade’ tão falada e ainda tão distante do ideal e é importante que mais homens a apoiem e participem para que a cultura da igualdade reverbere e se torne algo comum”.

O encontro fez parte do calendário de ações proposto pelo Comitê Women Empowerment da AMPRO, que tem como objetivo contribuir para o crescimento e o desenvolvimento profissional do gênero no mercado de Live Marketing. Entre as ações de 2017, esteve ainda 1º Curso de Gestão para Mulheres, em parceria com a FGV.

“Esses dois anos à frente do Comitê foi um motivo de muito orgulho e privilégio e ter encerrado a minha gestão com a presença de Adriana e Fabiana foi uma certeza de que estamos no caminho correto e que esse Comitê tem muito a fazer. Cada coração que tocarmos, minimamente que seja, já é válido. Tenho certeza que a nova liderança vai ampliar, trazer novos ares e desafios, com entregas incríveis”, afirmou Silvana Torres, sócia-diretora da Markup, que dirigiu o Comitê durante o biênio 2016/2017.

A Associação de Marketing Promocional é a única que desenvolve nacionalmente a teoria e a prática do setor de Live Marketing de forma ampla. Com sede em São Paulo, completou 24 anos em 2017 e possui cerca de 300 empresas associadas, com representação em várias regiões (sul, sudeste, centro-oeste e norte/nordeste). www.ampro.com.br

Continue lendo

Universo Live

NovaDAX distribui criptomoedas na Stock Car

Publicado

em

A sétima etapa da temporada de 2022 da Stock Car aconteceu no Autódromo de Interlagos, em São Paulo e agitou o mundo dos criptoativos. A NovaDAX – exchange global de negociação de criptomoedas e patrocinadora oficial da Stock Car, marcou presença com uma ação de live marketing, seguindo tendências de players internacionais ao apostar no automobilismo de maneira inovadora e imersiva.

“As ações de live marketing são importantes para criar awareness da marca e produtos, ao mesmo tempo em que aproximam o público e desenvolvem uma conexão mais próxima com os clientes”, diz Aloizio Manoel, trainee marketing da NovaDAX.

Os convidados tiveram a oportunidade de interagir com uma máquina de vento com distribuição gratuita de papéis que presentam valores reais em criptomoedas, ao mesmo tempo em que recebiam informações valiosas sobre as soluções da corretora de criptoativos, que tem se destacado no mercado brasileiro.

A ação foi idealizada e produzida pela Agência Folzke, que aposta na nova economia da geração Z.

“A NovaDAX é um retrato da nova economia, da era tech em que estamos vivendo e irá se intensificar ainda mais com a geração Z. Tudo isso está em total sintonia com a missão da Folzke e nos inspira a criar soluções cada vez mais criativas e imersivas”, conclui Gabriel Folzke, diretor da agência Folzke.

Continue lendo

Universo Live

Budweiser apresenta projeto artístico que impede a demolição de quadras de basquete de rua pelo Brasil

Publicado

em

As quadras de basquete de rua fazem parte da vida das pessoas. Elas estão nos bairros, nos centros, na infância e na juventude e, por isso, acabam se tornando mais do que um lugar para se jogar basquete. Mas se por um lado a quadra é sinônimo de lazer, cultura, música e senso de comunidade, ela também é um espaço altamente visado pelo mercado imobiliário. Afinal, são 420m2 de um terreno plano que poderia dar lugar para novos estacionamentos e prédios.

Infelizmente, quando uma quadra é destruída, não se perdem apenas 420 m2, mas toda a cultura que está a sua volta e, por isso, a Budweiser, parceira da NBA e uma das porta-vozes do basquete no Brasil, decidiu agir. A marca encontrou uma brecha na Lei de Tombamento Brasileira nº 25/1937, que diz: “um lugar de interesse público com valor artístico é considerado patrimônio público e não pode ser demolido”.

Intitulada “Quadras Indestrutíveis”, a iniciativa criada pela agência Africa contempla a realização de um projeto artístico, com relevância cultural ao local, em uma quadra de rua. Com o projeto realizado, é possível entrar com um pedido de tombamento*. Para isso, a Budweiser resumiu o processo em cinco passos, descritos no site Quadras Indestrutíveis : 1) Escolha uma quadra pública de basquete; 2) Encontre um tópico relevante para a cultura local; 3) Selecione um artista; 4) Budweiser conecta o artista, a quadra e você; 5) Entre com o pedido de tombamento.

“Esse é um projeto extremamente relevante, que dá poder para as pessoas exigirem o que é delas por lei. Cada dia que passa é mais comum vermos quadras abandonadas, sem cuidado ou iluminação. As pessoas não merecem esse descaso, elas merecem cultura e lazer,” comenta André Mota, gerente de estratégia da marca Budweiser na Ambev.

O projeto piloto, realizado com sucesso em uma quadra em Natal, RN, mostrou o potencial de transformação da iniciativa. A Budweiser convidou um artista local, que criou uma arte homenageando um dos principais jogadores brasileiros de basquete, também nascido na cidade, Oscar Schmidt. Após a realização da obra, o pedido de tombamento foi feito e levado para o secretário de cultura junto ao prefeito. Hoje, a quadra já é considerada um patrimônio cultural e não pode ser demolida. Daqui em diante, ela servirá apenas para lazer, entretenimento, cultura e até como ponto turístico na cidade.

Pelo site, já foram registradas cerca de 16 quadras, que agora estão no processo para receberem um artista e serem transformadas. Na Mooca, tradicional bairro da cidade de São Paulo, SP, uma quadra acaba de ser finalizada.

Continue lendo