Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Cresce o empoderamento feminino no Brasil

Publicado

em

Dados apresentados em encontro da AMPRO mostram avanços nos últimos anos, mas país ainda está em 90º lugar no ranking mundial

“Empoderar as mulheres é o certo a se fazer e também a decisão mais inteligente para os negócios e países”. Com esta premissa, Adriana Carvalho, gerente dos Princípios de Empoderamento das Mulheres na ONU Mulheres, introduziu sua palestra durante o encontro “Empoderamento Feminino: onde estamos hoje?”, organizado pelo Comitê Women Empowerment da AMPRO – Associação de Marketing Promocional. O evento reuniu executivas e profissionais do Live Marketing no final de novembro, em São Paulo.

Na oportunidade, Adriana, que também é conselheira do Comitê, apresentou dados sobre o ranking de igualdade de gênero em diversos países, mostrando o Brasil na 90ª posição. Outros dados do PNAD 2014, por exemplo, mostraram que a renda das mulheres foi 70% da renda dos homens, enquanto que, no caso das negras, o percentual cai para 40% da renda dos homens brancos. Há 10 anos, a proporção do salário de mulheres brancas era de 63% da renda dos homens.

Em termos de representatividade na publicidade brasileira, as mulheres brancas são 74%, contra 87% de homens brancos e apenas 21% de mulheres negras. No entanto, a participação da mulher negra como protagonista subiu 600% desde a primeira onda do estudo (julho de 2015) e a quantidade dos comerciais que mostram atitudes empoderadas dos personagens aumentou de 12% para 31%.

O encontro também contou com a participação de Fabiana Schaeffer, sócia-diretora da agência Netza, que falou sobre como encara o empoderamento feminino e como ele é praticado em sua agência. “Cresci em torno de figuras de mulheres fortes, o que me orientou naturalmente, e a diversas gerações de minha família, com esse perfil de força e liderança. Na Netza, valorizamos as pessoas acima de tudo, respeitamos a diversidade em todas suas formas”, comentou. A agência de Fabiana, que é associada ao Pacto Global da ONU desde 2015, conta com 60 funcionários e diversas mulheres em cargos de liderança de projetos e equipes. “O empoderamento está no ser humano independentemente de sua orientação sexual, gênero, religião ou escola em que se formou”, defende.

“Nosso encontro foi surpreendente, saímos mais engajadas na causa. É sempre importante fomentar a discussão e disseminar as informações para que cada um possa fazer a sua parte. Trazendo informações, números, depoimentos, experiências, as pessoas começam a visualizar formas de promoverem esse engajamento dentro do seu universo. A representatividade, a inclusão e a diversidade são parte de quem somos.”, complementa Fabiana.

Para o CCO da Mark Up, Sandro Vieira, que também participou do evento, “o mundo moderno não tem mais espaço para pensamentos e comportamentos onde não exista igualdade, em nenhuma esfera. É urgente falar do assunto e mais que isso, criar ferramentas que possam combater o preconceito e a diferença com veemência. A iniciativa da AMPRO e do Comitê é uma ferramenta poderosa em busca dessa ‘igualdade’ tão falada e ainda tão distante do ideal e é importante que mais homens a apoiem e participem para que a cultura da igualdade reverbere e se torne algo comum”.

O encontro fez parte do calendário de ações proposto pelo Comitê Women Empowerment da AMPRO, que tem como objetivo contribuir para o crescimento e o desenvolvimento profissional do gênero no mercado de Live Marketing. Entre as ações de 2017, esteve ainda 1º Curso de Gestão para Mulheres, em parceria com a FGV.

“Esses dois anos à frente do Comitê foi um motivo de muito orgulho e privilégio e ter encerrado a minha gestão com a presença de Adriana e Fabiana foi uma certeza de que estamos no caminho correto e que esse Comitê tem muito a fazer. Cada coração que tocarmos, minimamente que seja, já é válido. Tenho certeza que a nova liderança vai ampliar, trazer novos ares e desafios, com entregas incríveis”, afirmou Silvana Torres, sócia-diretora da Markup, que dirigiu o Comitê durante o biênio 2016/2017.

A Associação de Marketing Promocional é a única que desenvolve nacionalmente a teoria e a prática do setor de Live Marketing de forma ampla. Com sede em São Paulo, completou 24 anos em 2017 e possui cerca de 300 empresas associadas, com representação em várias regiões (sul, sudeste, centro-oeste e norte/nordeste). www.ampro.com.br

Continue lendo

Universo Live

Mercado do Live Marketing busca capacitação

Publicado

em

Profissionais ligados ao Live Marketing estão aproveitando o ritmo menos acelerado para buscarem capacitação e qualificação para a retomada pós-pandemia. A AMPRO Saber, a plataforma de cursos de qualificação criada pela AMPRO – Associação de Marketing Promocional / Live Marketing, tem contabilizado crescimento no número de interessados pelos cursos.

No próximo dia 22 de abril, a partir das 18h30, já está confirmada o curso online “Concursos, Sorteios, Vale-brindes: Entenda a Certificação Necessária e Evite Problemas”, ministrada por Vanessa Calabria Macarrão, do FAS Advogados. O curso vai abordar sobre a legislação de promoções e prêmios, conceito de promoção comercial, modalidades e requisitos de realização, comprou-ganhou, campanhas de incentivo, programas de fidelidade e ações de chash-back e desconto.

Na sequência, no dia 27 de abril, a partir das 19h, uma próxima turma acompanha o curso “ROI de Eventos – Conheça e Aplique”, com Roberta Nonis, da Evento Único Consultoria. A aula vai orientar agências e clientes a definirem objetivos tangíveis e intangíveis de seus eventos desde o briefing, formatando o evento com foco na mensuração de resultados.

“Diversas modalidades do Live Marketing, como os concursos, sorteios, vale-brindes, as promoções no ponto de venda, o trade marketing, não pararam. São atividades que devem continuar sendo motivadas e gerando novos Jobs. Por isso também a procura pelo curso sobre promoções com premiações. Eventos também continuam acontecendo na modalidade online e o conteúdo do dia 27 foi pensado para o preparo dos profissionais para a medição de retorno, tanto em eventos digitais quanto no retorno dos eventos presenciais”, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

A agenda de eventos do AMPRO Saber, bem como detalhes e inscrições, está disponível no site da AMPRO: https://ampro.com.br/agenda

Continue lendo

Universo Live

Publicidade nos muros das favelas gera cestas básicas ao G10

Publicado

em

Presente em comunidades de todo o país, o Outdoor Social® foi criado para conectar marcas com o público das favelas e aquecer a economia local. Na prática, como modelo de mídia OOH (Out Of Home), o morador recebe para tornar o muro de sua casa um outdoor para anúncios, fazendo com que a população local tenha contato com as marcas. “É uma forma de mostrar ao mundo o poder de consumo da região e possibilitar uma renda extra aos expositores, que são domiciliados locais”, explica Emilia Rabello, fundadora do Outdoor Social®, pioneiro no segmento OOH em favelas.

Nesse momento de agravamento da pandemia, além da renda extra, que auxilia os moradores, o Outdoor Social® destinará cestas básicas para o G10, bloco das 10 maiores favelas do Brasil. A cada painel instalado em abril, uma cesta básica é doada. A meta é alcançar o mínimo de 1.000 outdoors, de marcas como O Boticário e Tim, colocados nos muros dos moradores das principais favelas do país. O intuito é amenizar os impactos socioeconômicos deste momento de crise no país. “Estamos em uma situação crítica com o agravamento da pandemia e precisamos nos mobilizar. Só na primeira semana, conseguimos entregar 268 cestas e esperamos distribuir ainda mais rapidamente. Com essas doações, queremos atravessar juntos o momento de crise e inspirar outros líderes empresariais a destinarem parte do lucro à entrega social”, conta Emilia.

Segundo o Monitor das Doações Covid-19, organizado pela Associação Brasileira dos Captadores de Recursos (ABCR), a população brasileira fez muitas doações durante os 12 meses da pandemia no país. A cifra da solidariedade já totaliza R$ 6,5 bilhões, englobando doações de pessoas físicas e jurídicas. Desse valor, 84% são originários de companhias privadas.

 “Não podemos mais esperar por políticas públicas. Somos um povo forte, unido, trabalhador e juntos, sairemos dessa”, ressalta Gilson Rodrigues, presidente do G10. Acreditando na soma de esforços para atender as necessidades da sociedade, Emilia reforça o potencial que as comunidades têm. “As favelas brasileiras possuem um enorme potencial cultural, intelectual e econômico. Por isso, precisamos seguir somando esforços para garantir as ferramentas de pleno desenvolvimento dessas populações e alavancar a economia do país”, finaliza.

Continue lendo