Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

A maioria dos consumidores deixaria de fazer negócios com empresas após uma violação de dados, conclui pesquisa da Gemalto

Publicado

em

A maioria (70%) dos consumidores deixaria de fazer negócios com uma empresa se esta sofresse uma violação de dados, de acordo com uma pesquisa com mais de 10 mil consumidores de todo o mundo realizada em nome da Gemalto, líder mundial em segurança digital. Além disso, sete em cada dez consumidores (69%) sentem que as empresas não levam muito a sério a segurança dos dados dos seus clientes.

Apesar dessas preocupações, o estudo da Gemalto concluiu que os consumidores falham em proteger-se no mundo online, com mais da metade (56%) ainda utilizando a mesma senha para várias contas digitais. Mesmo quando as empresas oferecem soluções robustas de segurança, como autenticação de dois fatores, dois quintos (41%) dos consumidores admitem não usar a tecnologia para proteger suas contas nas redes sociais, deixando-os vulneráveis à violação de dados.

Isso pode ocorrer porque a maioria dos consumidores (62%) acredita que a empresa que detém seus dados é a maior responsável por sua segurança. Assim, as empresas são forçadas a realizar etapas adicionais para proteger os consumidores e pôr em prática medidas de segurança, bem como educá-los sobre os benefícios de sua adoção. Concluiu-se que varejistas (61%), bancos (59%) e sites de redes sociais (58%) têm bastante trabalho a fazer, sendo os setores que os consumidores deixariam se sofressem uma violação.

“Os consumidores estão evidentemente felizes em abrir mão da responsabilidade de proteger seus dados, mas esperam que sejam mantidos em segurança sem qualquer esforço de sua parte”, disse Jason Hart, CTO de Identidade e Proteção de Dados na Gemalto. “Diante da iminência de regulamentações como a GDPR, agora cabe às empresas garantir que estão forçando a utilização de protocolos de segurança para seus clientes para manter os dados seguros. Não é mais suficiente oferecer essas soluções como opção. Esses protocolos devem ser obrigatórios desde o início – caso contrário, as empresas enfrentarão não só consequências financeiras, mas também ações jurídicas dos consumidores.”

Apesar do seu comportamento, a preocupação com a segurança dos consumidores é alta, já que dois terços (67%) têm receio de serem vítimas de uma violação de dados no futuro próximo. Consequentemente, os consumidores agora responsabilizam as empresas – se seus dados forem roubados, a maioria (93%) dos consumidores realizaria ou consideraria realizar medidas jurídicas contra a empresa comprometida.

 

Os consumidores confiam mais em alguns setores do que em outros

Quando se trata das empresas em que os consumidores menos confiam, mais da metade (58%) acredita que os sites de redes sociais são uma das maiores ameaças aos seus dados, com um em cada cinco (20%) receoso com sites de viagens – o dado preocupante é que um em cada dez (9%) acha que nenhum site oferece risco.

Por outro lado, um terço (33%) dos consumidores confia seus dados pessoais mais aos bancos, apesar de serem alvos frequentes e vítimas de violações de dados, enquanto órgãos reconhecidos do setor (12%), fabricantes de dispositivos (11%) e o governo (10%) sejam os próximos da lista.

Hart continua: “É impressionante que os consumidores agora estejam colocando seus próprios dados em risco, ao não utilizarem essas medidas, apesar das crescentes preocupações em relação à sua segurança. Isso resulta em uma quantidade alarmante de violações – 80% – sendo causadas por credenciais fracas ou previamente roubadas. Algo tem que mudar logo tanto para as empresas quanto para os consumidores, ou a situação tende a piorar.”

Continue lendo

Universo Live

Red Bull Racing promove corrida entre carro de F1 e avião de ponta-cabeça

Publicado

em

Red Bull Racing promove corrida entre carro de F1 e avião de ponta-cabeça

Imagine uma corrida em linha reta entre um carro de Fórmula 1 e um avião. Para deixar mais emocionante, a aeronave fará o percurso de ponta-cabeça e a pouquíssimos metros do solo. Na sua opinião, quem venceria? O que poderia parecer impossível se tornou real em solo europeu. De modo inédito, a Red Bull Racing Honda desafiou o piloto-acrobático Martin Sonka, campeão mundial do Red Bull Air Race, para um sprint jamais visto. Sob o comando do ex-piloto David Coulthard, o público pode desbravar essa aventura de carona com o escocês pelo novo vídeo “From Castle to Castle”, disponível gratuitamente na Red Bull TV por meio do link https://win.gs/3iFykR2 .

Lançado nesta terça-feira (15), a produção promove uma viagem pelos castelos da República Tcheca e da Eslováquia e coloca o carro de Fórmula 1, modelo RB7, para acelerar em superfícies de paralelepípedo, asfalto e terra batida. O grande confronto final de velocidade foi uma corrida no campo de aviação de Poprad, na Eslováquia. Enquanto Coulthard pisava fundo no RB7, o tcheco Martin Sonka escolheu uma rota alternativa: virou o seu avião Extra 300 SR de ponta-cabeça e, a poucos metros acima do carro, os motoristas ficaram quase olho no olho durante todo o tempo.

“Nós temos uma visão muito limitada dentro dos nossos cockpits e, para voar a um nível tão baixo e invertido, tenho mais ou menos de olhar para frente para poder controlar a altura do avião. O piloto (David) também tem de olhar para frente, contudo, devido aos apoios de cabeça e pescoço que os pilotos de F1 utilizam, ele não consegue olhar para cima. Resolvemos esse problema colocando um pequeno espelho na frente dele para que pudesse me ver e olhar adiante. Foi incrível voar nessa formação, além disso, sou um grande fã de Fórmula 1. Então, ver o carro tão perto da cabine do meu avião foi algo realmente especial”, afirma Sonka.

“Tudo é real. Quando a aeronave está a apenas alguns metros acima do RB7 e de cabeça para baixo, isso é real, essa é a habilidade de Martin. Ele é um profissional de excelência. Eu realmente gosto de ter a oportunidade de pilotar o carro de Fórmula 1 em diferentes países e, aqui na República Tcheca e na Eslováquia, estamos em ruas de paralelepípedos, pistas empoeiradas e algumas belas paisagens com montanhas ao fundo. ‘From Castle to Castle’ tem sido uma jornada de descoberta para mim, além de mostrar o que um carro de Fórmula 1 pode fazer fora da pista”, completa David.

Continue lendo

Universo Live

Agência MoodCom assina ativação da Cachaça 51 na live com a dupla Zé Neto e Cristiano

Publicado

em

Agência MoodCom assina ativação da Cachaça 51 na live com a dupla Zé Neto e Cristiano
A dupla queridinha do sertanejo realizou uma nova live com direito a sucessos autorais e de outros cantores no repertório.
O palco paradisíaco do show, instalado no Hot Beach Resort, em Olímpia, no interior de São Paulo, recebeu mais de 5 horas de evento, com presença de diversas atrações que impressionaram os espectadores.
Com o pé na areia e clima de descontração, os cantores conduziram, com maestria e muita animação, sucessos de diferentes décadas e de diferentes estilos musicais. Com participação especial de Luisa e Maurílio e da dupla consagrada no sertanejo César Menotti e Fabiano, a live trouxe à tona sucessos atuais e de outras décadas, animando o povo com as vozes marcantes dos cantores. Sucessos como ˜Bebida na ferida˜, ˜Derreter a aliança˜ e ˜Como um anjo˜ estavam entre os sucessos tocados.
A pegada eclética, com músicas antigas e modernas, românticas e agitadas levou os espectadores à loucura e os comentários, em tempo real, não pararam por um minuto. A live manteve-se lotada e agitada até o fim, animando o dia de 2.5 milhões de pessoas que acompanharam o evento pelo canal oficial da dupla no YouTube. Outras presenças ilustres incluíram a presença do prefeito e vice-prefeito da cidade de Olímpio, além da apresentação do comediante Murilo Couto.
A Cachaça 51 patrocinou o evento e a ativação da marca foi um projeto assinado pela agência MoodCom, expondo os produtos da Cia, trazendo a interação dos cantores com a marca, produtos, com as promotoras e com o kit especial que foi vendido que foi vendido pelo ecommerce da empresa através de QR Code exibido durante a live.
Continue lendo