Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Samba Tech realiza estudo e aponta que 26% dos produtores de vídeos ganham dinheiro com conteúdo

Publicado

em

Chamada de InsightSamba, pesquisa tem como objetivo entender como pessoas e empresas produzem e distribuem seus vídeos na internet

A Samba Tech, empresa de distribuição de vídeos online na América Latina, lança estudo chamado InsightSamba e aponta que 26% dos produtores de vídeos ganham dinheiro com conteúdo. Objetivo da pesquisa é entender como pessoas e empresas produzem e distribuem seus vídeos na internet.

Durante 13 dias, a Samba Tech ouviu a opinião de duas mil pessoas de diferentes faixas etárias, que responderam voluntariamente a um questionário com 24 perguntas, todas relacionadas ao universo dos vídeos online. Entre os participantes estão profissionais e amadores na produção de conteúdo em vídeos de todas as regiões do País. O grupo foi composto, majoritariamente, pelas pessoas que declararam ter entre 25 e 34, o que correspondeu a 45,2% de toda a amostra. Logo atrás estão aquelas que têm entre 19 e 24 anos, ocupando uma parcela de 23,8% da amostra total.

Os participantes foram divididos em dois conjuntos, os que produzem vídeos – 48,7%, e os que não produzem – 86,3. Todos os produtores de vídeos também foram divididos em grupos, aqueles que se consideram amadores – 83,3%, e os que se avaliam como profissionais – 16,7%.

“Decidimos realizar esse levantamento para mostrar para as pessoas que o mercado de vídeos online se tornou um verdadeiro oceano azul para quem tem boas ideias e conteúdo de qualidade. Em um mundo que está totalmente conectado, podemos perceber que a produção de conteúdo independente cresce a cada dia e, acredite ou não, há espaço para todo mundo, para aqueles que se consideram amadores e também para os que já são profissionais“, comenta Pedro Filizzola, CMO da Samba Tech.

Durante o estudo, também foi observado que a produção de vídeos é algo relativamente novo. 66,9% dos participantes declararam produzir vídeos há menos de dois anos, sendo que destes, 44,1% começaram há menos de um ano. As porcentagens que correspondem aos produtores mais antigos no mercado, ou seja, que produzem vídeos há três ou mais de cinco anos são 20,3% e 12,7%, respectivamente. O levantamento também aponta que 49,1% dos profissionais passaram a investir em produção de vídeos como uma atividade paralela ao trabalho. Apenas 23,3% dos participantes declararam utilizar a ferramenta como um hobby.

Também foi observado que 73,2% dos produtores de vídeos não têm essa prática como uma fonte de renda. O formato de monetização de vídeos mais utilizado pelos produtores de conteúdo foi o de venda de conteúdo, na internet, que correspondeu a 17,4% dos participantes do estudo.

“Ao final deste levantamento, concluímos que o número de pessoas, tanto profissionais quanto amadoras, que têm interesse em investir em vídeos online como fonte de renda cresce a cada dia. Portanto, é preciso que essas pessoas tenham acesso a ferramentas que auxiliem e facilitem este processo”, finaliza Filizzola.

Continue lendo

Universo Live

Painel feito com 1.400 latas de alumínio é inaugurado no metrô Sumaré

Publicado

em

Até o dia 9 de junho, um painel de 11,3 metros, produzido com aproximadamente 1.400 latas de alumínio, vai declarar seu amor pelos oceanos na passagem da Unibes Cultural para o metrô Sumaré, em São Paulo. A ação é realizada pela Ball Corporation, líder mundial em embalagens sustentáveis de alumínio, em parceria com a Unibes Cultural, e traz um retrato do fundo do mar de Fernando de Noronha (PE) para a cidade, em uma reprodução em alta qualidade de uma das obras do fotógrafo Marcelo Krause, mundialmente reconhecido pelos registros subaquáticos.

A foto retrata uma tartaruga-de-pente em seu habitat natural, acompanhada da frase “Nosso amor pelo oceano é infinito”. A instalação é um convite às pessoas para repensarem escolhas de consumo e buscarem alternativas mais sustentáveis para a preservação dos ecossistemas. Servindo como uma experiência sustentável, a obra é composta por latas de alumínio, embalagem que, no Brasil, é amplamente consumida, com cerca de 33 bilhões de latas produzidas anualmente, e reciclada de maneira abundante, com taxa de 98,7%. Em parceria com o centro cultural localizado na Oscar Freire, a Ball também instalou um painel de 5 metros dentro do museu e está preparando uma surpresa para o Dia Mundial dos Oceanos, no dia 8 de junho. Todos os que visitarem o local poderão escanear um QR code posicionado junto à obra e, então, navegar por uma página online com conteúdo ambiental e dados sobre o painel.

“No Brasil, um dos países que é referência mundial em reciclagem de alumínio, esse nosso amor cultural pelas praias deve se tornar consciente. Nós precisamos cuidar dos oceanos. Esse painel é emblemático por ser montado com latas de alumínio, que têm um índice de reciclagem de quase 99% no país, e tem um ciclo de vida real e circular, sem desperdícios em aterros ou, pior, no meio ambiente”, conta Estevão Braga, diretor de Sustentabilidade da Ball para América do Sul.

“Uma das funções da arte é trazer reflexão. Em um 2022 em que sentimos cada vez mais o impacto das mudanças climáticas e da poluição marinha, despertando a urgência pelo cuidado do ser humano em relação ao planeta, a arte se une à necessidade de responsabilização pelo meio ambiente e traduz neste painel o amor consciente pelos mares. A Unibes Cultural trabalha com exposições que causam contemplação, e temos orgulho de receber o painel gigante da Ball que traz a ideia tão clara de como o consumo pode se reverter em carinho com oceanos”, diz Bruno Assami, Diretor Executivo da Unibes Cultural.

Todas as embalagens utilizadas na instalação serão recicladas.

Continue lendo

Universo Live

Kitano promove experiência culinária imersiva

Publicado

em

A Kitano, marca de temperos e especiarias pertencente à General Mills, promove uma experiência culinária imersiva no Rooftop Kitano Reserva, instalado no alto de um prédio no coração de São Paulo. Em parceria com as agências Mestiça e Grupo InPress, a marca realiza um evento fechado para convidados, com uma linda vista da metrópole, próximo à Avenida Paulista, a marca lança sua nova linha premium de temperos, a Kitano Reserva.

A ação foi desenvolvida buscando reverenciar a nova linha de produtos, que leva a Kitano para um novo caminho no universo de temperos e especiarias, o premium, o reservado, o exclusivo. Kitano Reserva é a excursão da marca no mercado de ingredientes premiuns que cada vez mais é demandado pelo consumidor que aprecia uma cozinha mais elaborada, mesmo que cozinhar não seja sua profissão, mas quando faz, não abre mão de ter acesso ao que existe de melhor no mercado para desenvolver suas criações.

Estamos bastante animados com a entrada da Kitano nesse novo mercado”, comenta Géssica Sponchiado, gerente de Marketing da Kitano. “Gostamos de ter opções de produtos para os diferentes públicos consumidores, do paladar mais simples ao sofisticado”, completa.

Ao longo da semana, a Kitano vai receber 5 creators de São Paulo: Lucas Barreto, Milena Toscano, Fabi Santina, Mari Rezende e Clarisse Duarte – que vão cozinhar para seus amigos. Cada influenciador vai criar uma receita de prato principal utilizando um produto da linha Kitano Reserva. A entrada e sobremesa ficarão a cargo do Chef Samuele Oliva, do The View, que também será responsável por outros pratos principais.

Cada influenciador terá o suporte de uma equipe que vai ajudá-lo em todo o processo, da seleção dos ingredientes ao serviço de mesa. E, claro, utilizando os temperos da nova linha, que reúnem sabores selecionados para conferir mais intensidade e frescor às receitas, além do design sofisticado, tudo para que vivam a experiência completa de um verdadeiro Chef nessa ocasião tão especial.

Continue lendo