Conecte-se com a LIVE MARKETING

Eventos

Proteção de dados é tema de Congresso Internacional em São Paulo

Publicado

em

Dezenas de especialistas, nacionais e internacionais, discutem a urgência na adaptação para a conformidade com a nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD); prazo termina em fevereiro de 2020

Nos próximos dias 26 e 27 de novembro, São Paulo sediará o Congresso Internacional de Proteção de Dados, que irá discutir os rumos do uso de dados e quais as principais ações que as empresas precisam tomar sobre coleta, gestão e uso de dados pessoais. Organizado pela LEC Legal, Ethics & Compliance e a Associação Brasileira de Proteção de Dados (ABPDados), o evento será realizado World Trade Center (WTC), em São Paulo, e deve receber 300 profissionais.

O encontro tem como foco o fomento, a análise e a visão de especialistas sobre o uso ético e seguro de dados pessoais, que são a moeda da economia digital, sob as mais diversas perspectivas, incluindo jurídica, de compliance, tecnologia, gestão, e negócios. No primeiro dia, durante o Workshop Day, serão realizadas 9 atividades, como “Implementação jurídica da LGPD e a figura do Encarregado (DPO)” divididas em três salas simultâneas. O segundo será dedicado aos painéis, com 7 temas confirmados, como “Data Breach – Como não perder 50 milhões de reais por infração: debate sobre aplicação de sanções e medidas para mitigá-las”.

As discussões em torno do tema também acontecem em um momento em que o volume de dados digitais vazados, por meio de incidentes de segurança ao redor do mundo, mais que dobrou nos últimos meses.

Segundo levantamento da empresa francesa Gemalto, no primeiro semestre do ano, cerca de 4,55 bilhões de registros foram expostos na internet, um avanço de 133% na comparação com o mesmo período de 2017. Isso significa que, a cada minuto, 4.827 dados são perdidos ou roubados. Por hora, são 289 mil e, por dia, quase 7 milhões. Com as novas leis, as empresas precisam estar ainda mais atentas e prontas para se adaptarem, uma vez que o prazo de adequação o país termina em fevereiro de 2020.

De acordo com Marcio El Kalay, sócio da LEC, o evento trará informação suficiente para os profissionais implementarem as metodologias em suas empresas. “Teremos conteúdo prático, com os mais capacitados especialistas da área”, acrescenta.

Segundo Rony Vainzof, fundador e Vice-presidente da ABPDados, o mercado precisa iniciar a adaptação  o mais rápido possível. “A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) já pegou. Estamos vivendo uma nova fase do compliance, que agora, além do combate à corrupção, visa o uso ético e seguro dos dados pelas entidades públicas e privadas”, ressalta. Na Europa, as empresas tiveram dois anos para se adequar à lei, e ainda existem companhias fora da meta estipulada.

Com o assunto em alta por conta das últimas leis aprovadas em todo o mundo, a primeira edição do evento no Brasil receberá importantes nomes, como Sophie Kwasny, head of the Data Protection Unit of the Council of Europe, que participará do painel “LGPD x GDPR, EUA e LATAM: o desafio da aplicação extraterritorial de legislações no contexto da economia globalizada”, no dia 27, às 11h25.

Também teremos a presença de Demi Getschko, Conselheiro do CGI.br, Diretor-Presidente do NIC.br e Professor Associado da PUC; Guilherme Roschke, Counsel for International Consumer Protection at the Federal Trade Commission; Daniel Ackerman, Intellectual Property Law Enforcement Coordinator at U.S. Department of Justice; Ilene Patricia de Noronha Najjarian, Procuradora Federal lotada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM); Luana Lund, do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), entre outros convidados.

Com esta nova demanda de governança em proteção de dados e o risco de multas altíssimas, que podem chegar a R$ 50 milhões, as principais empresas que mantém operações no Brasil estarão no Congresso, assim como os grandes players do mercado.

O evento busca auxiliar principalmente os profissionais de Segurança e Tecnologia da Informação, das áreas jurídica, e compliance. Porém, com uma abrangência geral e aplicação em todos os setores da economia, o Congresso conta também com profissionais de demais setores como fundos de investimento, varejo, seguradoras, telecom, serviços, segurança corporativa, automotivo, aviação civil, farmacêutica, financeiro e fomento comercial.

Veja a programação completa no site: http://www.congressodeprotecaodedados.com.br/agenda/

Serviço:

Congresso Internacional de Proteção de Dados

Local: WTC – Av. das Nações Unidas, 12.551 – Brooklin Novo, São Paulo / SP – Brasil

Data: 26 e 27 de novembro de 2018

Horário: das 8h às 18h

Inscrições: https://bit.ly/2Oi64kv

Mais informações: www.congressodeprotecaodedados.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Eventos

AMPRO Live Talks vai abordar futuro dos programas de incentivo

Publicado

em

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional / Live Marketing prepara, para o próximo dia 18 de maio, o AMPRO Live Talks – O Futuro das Campanhas de Incentivo, Loyalty e Premiação. Serão quatro especialistas, juntamente com o mediador Evanildo Barros Jr. – Chairman e CSO da Vertem, para tratarem sobre o futuro dos programas de incentivo e premiações com a expectativa do retorno das viagens.

“O Marketing de Incentivos foi uma das ferramentas do Live Marketing que não pararam durante a pandemia. Com exceção das viagens, outras modalidades de premiações continuaram sendo oferecidas pelas empresas. O objetivo do encontro é entender como estão as perspectivas para o setor, com a iminência do retorno das viagens, quais foram os aprendizados durante a pandemia e o que há de novo no mercado”, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

O AMPRO Live Talks tem presenças confirmadas de Willian Gil, Diretor de relações institucionais da Sodexo Benefícios e Incentivos, que vai abordar sobre Premiação e Home Office; Sidney Alonso, Presidente LATAM do Site – Society for Incentive Travel Excellence e presidente da Avant Garde, para tratar sobre as viagens de incentivo na retomada econômica; Israel Salmen, fundador do Méliuz e Empreendedor Endeavor, sobre cashback nas campanhas de incentivo e loyalty; e Sarah Buchwitz, Vice-Presidente de Marketing e Comunicação da Mastercard Brasil, sobre o futuro das campanhas de incentivo e premiação na visão do cliente.

O evento será online, a partir das 18h30 do dia 18 de maio. Outros detalhes e inscrições pelo link: https://bit.ly/incentivo180521. As vagas são limitadas.

 

SERVIÇO – AMPRO Live Talks – O Futuro das Campanhas de Incentivo, Loyalty e Premiação

Data: 18 de maio de 2021

Horário: das 18h30 às 20h

Informações e inscriçõeshttps://bit.ly/incentivo180521

Evento gratuito para associados AMPRO. Vagas limitadas.

Continue lendo

Eventos

Dobradinha entre games e inclusão social é destaque na Campus Party Brasil 2021

Publicado

em

A Campus Party, maior experiência tecnológica do mundo, está de volta em uma versão digital planejada especialmente para atender as expectativas e interesses do público brasileiro. O evento acontecerá entre os dias 22 a 24 de julho e será totalmente gratuito. Como não poderia deixar de ser, a programação voltada para a comunidade gamer é um dos destaques. Para criar uma realidade social totalmente disruptiva, a Campus trará uma série de novidades que pretendem engajar gamers e comunidades pelo Brasil e mundo afora, por meio de transmissões ao vivo de fóruns e campeonatos em plataformas de streaming. 

Para Ronaldo Geraidine, responsável pelos games e esports da Campus Party Digital, os jogos eletrônicos são um reflexo do modus operandi de nossa sociedade. Diante desse cenário, diversas desenvolvedoras tem trabalhado intensamente para tornar os jogos cada vez mais inclusivos. “Partindo dessa realidade é nosso papel abrir espaço para movimentos legítimos que trazem causas de suma importância social. A Campus Party é e sempre será um evento que prestigia e acolhe comunidades, para os games não poderia ser diferente”, ressalta. 

Ele acredita em uma conexão cada vez mais intensa entre gamers e campuseiros. Afinal, a edição de 2021 preza por uma integração cada vez maior entre esses públicos. Para ele, o futuro dessa união está traçado. “Nosso objetivo étransformar a Campus Party num hub também para comunidades de games. Esse tipo de interconexão transcende o evento e abre possibilidades para uma série de novas ações em conjunto. Eu aposto que vamos conseguir”, projeta. 

Conheça algumas das principais atrações da Campus Party Digital Edition 2021:  

Projeto Valkirias: 

Criado pela gamer Pamela Mosquer, o projeto treina garotas que desejam melhorar nas filas ranqueadas ou se tornarem profissionais de League of Legends. Em março, as mais de 300 participantes do projeto organizaram o 1º Torneio Valkirias de PUBG Mobile para mulheres. A competição chamou atenção do público no Facebook e Youtube. E cercadas de expectativas, as Valkirias estarão nesta edição da Campus Party Digital. 

Copa Rebecca Heineman (CRH): 

O campeonato com foco no público trans promete agitar a Campus Party Digital Edition no Brasil. A CRH surgiu de uma parceria entre Transcurecer (Sher Machado) e a organização de eSports Strigi Manse. A primeira edição do campeonato, teve o apoio da Riot Games, criadora do jogo League of Legends. A transmissão foi feita através do Canal da Strigi Manse e obteve cerca de 2.600 espectadores únicos, além de 4.200 visualizações ao vivo.  

Sher Machado diz que o convite da Campus Party para realizar a segunda edição da Copa Rebecca Heineman no festival é uma oportunidade incrível. Afinal, não existe lugar melhor para chamar a atenção das organizações de eSports.  

“Queremos nos tornar cada vez mais conhecidos e fortes nos esportes eletrônicos. Dessa forma, outros membros da nossa comunidade serão alcançados e irão se juntar a nós. Tudo isso possibilitado por esse espaço saudável e de acolhimento incrível que é a Campus Party”, afirma Sher.  

Liga dos Surdos: 

A Liga dos Surdos foi formada em 2019 por André Luiz Santos, “NerdSurdo”, a partir de uma comunidade de surdos que se dedicavam a jogar League of Legends e começaram a organizar campeonatos e a disputar outras modalidades de esportes eletrônicos. A presença da Liga na segunda edição da Campus Party Digital visa incentivar maior participação de pessoas com deficiência na comunidade gamer e de eSports. 

Wakanda Streamers: 

A Wakanda Streamers nasceu em 2018, focada inicialmente em streamers pretos inseridos na comunidade gamer. Mas após inúmeros pedidos de pessoas que se identificaram com a ideia, houve uma ampliação. Hoje o grupo dá suporte à comunidade preta através de redes de apoio, com troca de experiências, orientações e prestação de serviços. Durante a Campus Party, o grupo quer, além de jogar, reunir campuseiros para debater novas iniciativas para a comunidade preta. 

Afrogames: 

Idealizado pelo empresário Ricardo Chantilly, em parceria com o AfroReggae, o projeto AfroGames foi inaugurado em maio de 2019, em Vigário Geral, no Rio de Janeiro. É o primeiro centro de treinamento em games e eSports dentro de uma favela e visa formar jogadores e profissionais da indústria dentro da comunidade. O projeto conta com vagas em três modalidades: League Of Legends, Fortnite e Programação de Jogos. A Campus Party é a plataforma ideal para apresentar o sucesso do projeto. 

Brazilians Against Time (BRAT): 

Trata-se de uma maratona de games, com jogadores voluntários e baseada em speedruns (competição que visa terminar o jogo no menor tempo possível). Objetivo da BRAT é conseguir fundos e ajudar causas humanitárias. O evento acontece desde 2016 e já teve seis edições que juntas arrecadaram mais de R$ 139 mil para diversas instituições como: AACD, APAE-SP e Médicos Sem Fronteiras.  

Campus Party Digital Edition 2021 

A segunda edição da Campus Party Digital promete trazer para o mundo virtual o mesmo sentimento de pertencimento e diversão que seus participantes têm nas edições físicas. Visa estimular a integração entre todas as comunidades e participantes.  

Além disso, a meta é superar a entrega de eventos no molde “zoom + plateia”, com um projeto omnichannel, que transmite o conteúdo em várias plataformas de streaming e redes sociais. 

O festival já tem as participações confirmadas de Maitê Lourenço (CEO e fundadora do BlackRocks Startups), Eva Lazarin (CEO e fundadora da Benkyou), Luís Justo (CEO do Rock in Rio) e Caito Maia (Fundador da Chilli Beans), entre vários outros nomes de peso. 

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo