Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Paulistano vai ganhar iPhone X se andar pela cidade com app

Publicado

em

Rival do Uber e única empresa 100% brasileira do mercado de apps de transporte dará um Iphone X para o usuário que somar mais pontos durante o mês de fevereiro; promoção foi motivada por recorde downloads

Desde novembro do ano passado, São Paulo virou o cenário de um novo jogo, mas não em um videogame da moda, um jogo na vida real e no trânsito da região, que em janeiro ultrapassou o número de 200 mil players (usuários ativos) em três meses de existência. Para comemorar o recorde, o aplicativo de mobilidade 4Move premiará com um iPhone X o paulistano que somar mais pontos em viagens durante o mês de fevereiro.

Além de reunir as funcionalidades básicas encontradas nos apps como Uber, 99 e Cabify, que já agradam os brasileiros, o 4Move faz uma aposta que segue as tendências globais ao investir na gamificação do app. Para começar a usar, o usuário primeiro deve escolher seu avatar, boneco que será o seu ícone no app, procedimento similar ao de um videogame. Quando a corrida começa, cada quilômetro rodado é transformado em pontos, que fazem o avatar subir de fase. Cada novo patamar alcançado rende prêmios ao passageiro, que vão de ingressos para o cinema, vouchers para restaurantes, smartphones, até viagens para a Disney ou Cancún com acompanhante e tudo pago, por exemplo. Os pontos também podem ser transformados em desconto em viagens futuras ou trocados por dinheiro vivo, que pode ser transferido para a conta corrente do usuário.

Existem quatro formas diferentes de viajar com o aplicativo: Blue, a versão mais barata, mas com carros vistoriados pela 4Move para garantir o padrão de conforto; Black, a versão premium, com carros executivos; Táxi Comum e Táxi Executivo. “Nossa ideia é estimular os passageiros a inserir de vez essa opção de transporte na rotina, mas para isso temos que ser vantajosos financeiramente, além de entreter o usuário.

Para usar o app, assim como acontecia na época “cool” das redes sociais, é preciso ser convidado. Cada novo usuário poderá personalizar um código para ser compartilhado entre os seus amigos. Quando cada um desses amigos utilizar o código para fazer o primeiro acesso, os pontos de quilômetros rodados deles também serão contabilizados na conta do usuário que fez o convite, acelerando o processo de recolher prêmios, converter os descontos ou receber o dinheiro de volta. “Queremos que o 4Move seja o melhor aplicativo tanto para o usuário, quanto para o motorista”, explica George Gomes – CIO e co-fundador da 4Move.


Treinamento e apoio aos motoristas parceiros

“A popularização dos aplicativos de transporte no Brasil se deve muito ao serviço diferenciado que era prestado quando os produtos ainda eram novidade, e abandonar isso irrita muito os usuários”, reforça Julio Cesar Moreira, CEO e criador da plataforma. Com isso em mente, a 4Move construiu uma sede própria na capital, um Centro de Excelência em Atendimento para dar treinamento e suporte aos motoristas parceiros. Além de dicas de atendimento, comportamento com os passageiros e segurança, o espaço tem infraestrutura para que os veículos passem por vistoria antes de entrarem em ação e os motoristas só são aceitos por meio de indicação de veteranos bem avaliados.

Durante esse período, os parceiros são informados que o sistema de avaliação, em que os passageiros atribuem notas de 0 a 5, afeta diretamente no valor recebido pela corrida – notas mais altas valem mais dinheiro.

A cada corrida realizada, os motoristas também somam pontos e podem convidar amigos para usar o app e aumentar seu faturamento. Os bônus por quilômetros rodados, notas altas e elogios dos passageiros viram pontos que também serão trocados por mais dinheiro e prêmios. “A ideia é que o motorista tenha ferramentas e seja motivado a prestar o melhor serviço possível, pois isso interfere diretamente na capacidade de faturamento dele”, explica Adriano Soncini, sócio da 4Move.



Investida agressiva no mercado

O plano da 4Move é dominar 10% do mercado brasileiro já nos primeiros 12 meses de operação. “Vamos brigar com as grandes, mesmo sem ser grande, mas com uma estratégia criativa e com foco nos clientes”, avisa Julio Cesar. A empresa nasce com um aporte na casa dos 10 milhões de reais, que é bem menor que os valores recebidos pelos concorrentes, provenientes de grandes investidores internacionais. “Por isso vamos apostar em construir uma rede de usuários e parceiros que nos faça crescer com foco em qualidade e em uma convivência mais humana”, diz o CFO e co-fundador da 4Move, Hector Felippe.

O aplicativo está disponível para download na Apple Store e GooglePlay.

Continue lendo

Digital

DreamONE conquista a conta de comunicação digital da Husqvarna Construção na América Latina

Publicado

em

DreamONE, agência de marketing integrado com foco no entendimento e geração de resultados para o negócio de seus clientes, será responsável a partir de agora pela conta da Husqvarna Construção na América Latina. A empresa com sede na Suécia tem como objetivo consolidar a sua presença na região latino-americana como também como referência em soluções inovadoras para a área de construção civil, que geram uma cultura de valor tanto para a marca quanto para o consumidor.

A estratégia de comunicação elaborada pela DreamONE para a Husqvarna irá contemplar ações de marketing institucional, social media e performance de mídia para a marca em países como Brasil, Argentina, Colômbia e México. “A ideia do projeto é mostrar para o público o quanto a Husqvarna é uma empresa inovadora. Para isso, vamos desenvolver uma narrativa criativa, simplificada e despojada em suas redes sociais como Linkedin, Facebook e Instagram. Assim, criamos uma aproximação entre a marca e seus clientes, além de auxiliar na prospecção de novos parceiros”, argumenta Ricardo Tarza, sócio e diretor de inovação e criação da DreamONE.

Com mais de 330 anos de atuação no mercado, a Husqvarna é reconhecida por todo mundo pela inovação e qualidade dos seus produtos, que atendem tanto profissionais e grandes empresas quanto consumidores de todos os continentes.

Além da Husqvarna, a DreamONE conta com mais sete clientes ativos em seu portfólio. Entre as principais, estão a Microsoft Brasil – principal fabricante global de softwares de computador, eletrônicos, entre outros – e a InterCement – fabricante dos cimentos Cauê, Zebu e Goiás no Brasil e outras 5 marcas globais.

Continue lendo

Digital

Digital Favela fecha 2021 conectando 120 anunciantes a 3 mil influenciadores de comunidades

Publicado

em

A Digital Favela, única empresa a transformar moradores de favelas de todo o Brasil em influenciadores digitais, potencializando suas conexões com as marcas, apresenta o balanço de seu primeiro ano completo de atuação. A operação chega ao fim de 2021  com mais de 120 anunciantes utilizando sua plataforma de mídia, com mais de 3 mil influenciadores, majoritariamente micros e nanos, dando visibilidade e credibilidade às suas campanhas de forma autêntica e legítima – recebendo, em troca, remuneração que por muitas vezes os permitem realizar verdadeiras mudanças as suas vidas e de suas famílias.

“Há mais de 14 milhões de moradores de favelas em todo o Brasil, muitos em situação de extrema vulnerabilidade”, enfatiza Celso Athayde, cofundador da DF ao lado de Guilherme Pierri. “Com os cachês recebidos por cada campanha, muitos dos nossos influenciadores compram itens básicos do lar, como uma cama ou uma geladeira, o que confirma o poder de transformação e inclusão da Digital Favela”, revela.

Com o apoio da CUFA (Central Única das Favelas), parceira social da companhia, a DF resolve um dos principais desafios deste novo segmento de marketing de influência: encontrar as pessoas mais adequadas para cada marca. São mais 3 mil favelas mapeadas em todo o Brasil e um ativo de 6,5 mil influenciadores cadastrados, que falam diariamente sobre finanças, educação, beleza, saúde, tecnologia, viagens, bem estar e outras dezenas de temas para seus milhares de seguidores.

Há pouco mais de 3 meses, a DF também lançou sua área proprietária de conteúdo, a CRIA D.FAVELA, um hub especializado em produção e cocriação que utiliza mentes brilhantes de dentro das próprias comunidades para que o parceiro anunciante possa realizar projetos especiais exclusivos, como podcasts e vídeos institucionais, com uma força de trabalho da própria favela – incluindo produtores, roteiristas, fotógrafos e redatores. O podcast inédito do rapper Dexter, multiartista da cena hip-hop, ator e ativista, foi o primeiro projeto realizada pela CRIA e traz um formato inédito para as plataformas de streaming.

Do ponto de vista de estrutura, a Digital Favela já conta, hoje, com 22 funcionários diretos, além outros 27 indiretos, presentes dentro das principais favelas do Brasil. São pessoas que fazem a interlocução direta entre anunciantes e influenciadores, facilitando a penetração de ativações e comunicações regionais nos territórios.

Os planos para 2022 são grandiosos. Além de mirar sua internacionalização, a DF irá possibilitar ações de experiências de marca dentro das maiores favelas do País. “Percebemos que nossos anunciantes sempre tiveram imensa dificuldade de penetrar no território das favelas. Agora, porém, além de campanhas feitas pelos próprios moradores, as empresas poderão fazer verdadeiras imersões nas comunidades, inclusive com bases de experimentação de produtos”, adianta Guilherme Pierri.

Continue lendo