Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Estudo do Facebook aponta que consumo de vídeos e uso de realidades mistas devem aumentar até 2020

Publicado

em

Na segunda edição da série “20 shifts”, o Facebook IQ, time de estudos da empresa, analisou cinco mudanças tecnológicas que transformarão a maneira como as pessoas se conectam e criam comunidades. Estima-se ainda que daqui três anos, a cada três experiências, uma acontecerá por um novo meio. O levantamento traz também a informação de que 68% das pessoas entrevistadas veem o uso da realidade virtual como uma prática comum para o dia a dia no futuro.

O estudo tem como objetivo analisar tendências para os próximos anos e ajudar as pessoas a identificar oportunidades de negócio. Um dos achados da pesquisa mostra que em 2020, 75% do tráfego móvel online será consumido por vídeos, assim como a navegação na internet não dependerá mais de telas.

“A comunicação como conhecemos está em transformação. O uso da realidade virtual e da inteligência artificial, por exemplo, se tornará mais comum e habitual para as pessoas”, explica o vice-presidente do Facebook para América Latina, Diego Dzodan “Os anunciantes vão precisar seguir se adaptando e queremos mostrar o que eles podem considerar para garantir relevância no mundo em evolução”, finaliza.

Confira abaixo os detalhes das cinco tendências indicadas por essa nova fase do estudo:

Concisão é a alma do negócio
À medida que as pessoas estão expostas a um fluxo maior de conteúdos, sua capacidade de absorver informações também acelerou. Ao analisar o Feed de Notícias, o time do FBIQ percebeu que o tempo necessário para uma pessoa assimilar um conteúdo por um dispositivo móvel é menor que em um desktop – de 1,7 segundo contra 2,5 segundos. Também foi reportado que os mais jovens rolam seu Feed de Notícias duas vezes mais rápido que gerações anteriores.

Mais vídeos
Com a popularização no consumo de vídeos, percebemos que este crescimento continuará sendo alimentado pelos Millenials, especialmente quando a conectividade global se torna mais rápida, as telas ficam melhores e ambas tornam-se mais acessíveis. As pessoas estão mais propensas a assistir diariamente um vídeo em um dispositivo móvel do que em um computador. Na Austrália, por exemplo, 48% dos entrevistados afirmam ter efetuado uma compra após assistir um vídeo com conteúdo patrocinado.

A força do ao vivo
As pessoas há muito buscam compartilhar momentos e experiências, mesmo quando não fisicamente juntas. E graças às novas tecnologias, já é possível fazer isso de maneira mais intensa, multisensorial e coletiva do que nunca. Hoje, um a cada cinco vídeos no Facebook são transmissões ao vivo. Ao mesmo tempo, o consumo de vídeos ao vivo cresceu quatro vezes em um ano. Ou exemplo são os jogos no Messenger – 1.5 bilhões de pessoas jogaram juntas nos primeiros 90 dias de 2017

Realidades fluidas
Logo a diferença entre realidade virtual e aumentada deixará de existir, formando uma tecnologia única, se moldando às necessidades das pessoas. Independente do tipo de conteúdo, as possibilidades de criar empatia, experiências de conexão e transporte só continuarão a crescer. Enquanto forma de entretenimento e uso prático no dia a dia, 59% das pessoas entrevistadas acreditam que essas tecnologias podem ajudar na hora de experimentar roupas ou maquiagem, por exemplo. Já 51% ponderam em seu uso para testar um carro antes de finalizar a compra.

Um novo contexto
Até o próximo triênio, as pessoas vão querer ou precisam se envolver com conteúdo, serviços e seu ambiente através de uma variedade de mídias. Você pode “assistir” a um vídeo no trabalho ouvindo apenas o áudio, ou então recorrer às legendas e consumir aquele conteúdo sem áudio. Você poderia ligar para o seu salão de beleza para agendar um horário – ou optar por fazer isso utilizando o Messenger. As pessoas gostam da ideia de ter opções, e tendem a se mostrar mais flexíveis quando existe uma adaptação às suas necessidades.

Continue lendo

Digital

Digi é finalista do prêmio internacional IMA Summit Awards 2022

Publicado

em

O IMA Summit Awards 2022 anunciou os finalistas da principal premiação dos Estados Unidos no setor de marketing de incentivo e relacionamento, que avalia campanhas de agências do mundo todo. A Digi, uma das principais agências de Marketing de Incentivo e Relacionamento do país e três anos consecutivos vencedora do Circle of Excellence Awards (a premiação anual do IMA – Incentive Marketing Association), recebeu duas indicações.

Na categoria Excelência em Incentivo de Vendas, a campanha de lançamento de Coca-Cola sem Açúcar é uma das finalistas. A ação para o Halloween de Fanta entrou no shortlist da categoria Excelência em Merchandising em Programa de Incentivo.

A premiação é organizada pelo IMA (Incentive Marketing Association ou Associação de Marketing de Incentivo) desde 2015, para celebrar a excelência no setor de Incentivo, Recompensa e Reconhecimento em todo mundo.

A Digi compete com campanhas feitas para empresas como Intel, Lexus, IBM e Vodafone, por agências europeias e norte-americanas. Os vencedores do IMA Summit Awards 2022 serão conhecidos durante cerimônia de premiação em Utha, nos Estados Unidos, no dia 12 de julho.

Para a campanha de lançamento da nova Coca-Cola sem Açúcar no Brasil, a Digi criou um programa de incentivo para os times de vendas e merchandising dos produtores da marca, baseado em um novo aplicativo, similar ao Instagram. O app criado pela Digi permitia postagens de fotos e vídeos dos vendedores, os primeiros a experimentarem o novo sabor, antes mesmo dos consumidores. Foram mais de 2 mil postagens, 30 mil likes e 5 mil comentários, além de milhares de prêmios exclusivos Coca-Cola.

Já para engajar a força de vendas dos fabricantes de Fanta e garantir positivação e presença da marca em milhares de PDVs em todo Brasil, a Digi criou, em outubro de 2021, uma ação de trade marketing e ativação com o tema Halloween, que envolveu 3.500 colaboradores. Os times de merchandising “vestiram” com as cores de Fanta e a temática assustadora de Halloween as áreas de exposição de produtos, participaram com suas dancinhas no TikTok e ganharam milhares de prêmios. A campanha também recebeu mais de 5 mil fotos dos times de vendas de 470 cidades brasileiras.

“É com grande alegria e orgulho que recebemos essas duas indicações em um prêmio internacional tão importante do mercado de marketing de incentivo mundial, promovido pelo IMA, a principal associação do setor. É o quarto ano consecutivo de indicação da Digi, provando que estamos cada vez mais concentrados em desenvolver ações inovadoras e disruptivas para nossos clientes, sempre parceiros, investindo em pessoas e infraestrutura para crescer com qualidade e de maneira sustentável”, declara Pedro Bannura, presidente da Agência Digi.

Continue lendo

Digital

Orla carioca na onda das Blockchains

Publicado

em

A orla carioca vai contar com uma novidade digital: a entrada no mundo dos Fan Tokens. A Orla Rio, em parceria com a DaX, empresa de tecnologia que utiliza blockchain para gerar experiências e negócios, vai lançar, em julho, um projeto inédito e phygital (combinação do mundo digital com o físico) do primeiro quiosque no mundo financiado por fan tokens.

A iniciativa vai permitir que o público adquira tokens pela internet que renderão experiências extras e únicas no quiosque escolhido, como uma espécie de clube de benefícios exclusivos para seus sócios. O local escolhido para o piloto do projeto ainda está sendo definido pela concessionária, mas ficará nas praias de Ipanema ou Leblon e ficará pronto já para o próximo verão, garante João Marcello Barreto presidente da Orla Rio.

Continue lendo