Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Estudo do Facebook aponta que consumo de vídeos e uso de realidades mistas devem aumentar até 2020

Publicado

em

Na segunda edição da série “20 shifts”, o Facebook IQ, time de estudos da empresa, analisou cinco mudanças tecnológicas que transformarão a maneira como as pessoas se conectam e criam comunidades. Estima-se ainda que daqui três anos, a cada três experiências, uma acontecerá por um novo meio. O levantamento traz também a informação de que 68% das pessoas entrevistadas veem o uso da realidade virtual como uma prática comum para o dia a dia no futuro.

O estudo tem como objetivo analisar tendências para os próximos anos e ajudar as pessoas a identificar oportunidades de negócio. Um dos achados da pesquisa mostra que em 2020, 75% do tráfego móvel online será consumido por vídeos, assim como a navegação na internet não dependerá mais de telas.

“A comunicação como conhecemos está em transformação. O uso da realidade virtual e da inteligência artificial, por exemplo, se tornará mais comum e habitual para as pessoas”, explica o vice-presidente do Facebook para América Latina, Diego Dzodan “Os anunciantes vão precisar seguir se adaptando e queremos mostrar o que eles podem considerar para garantir relevância no mundo em evolução”, finaliza.

Confira abaixo os detalhes das cinco tendências indicadas por essa nova fase do estudo:

Concisão é a alma do negócio
À medida que as pessoas estão expostas a um fluxo maior de conteúdos, sua capacidade de absorver informações também acelerou. Ao analisar o Feed de Notícias, o time do FBIQ percebeu que o tempo necessário para uma pessoa assimilar um conteúdo por um dispositivo móvel é menor que em um desktop – de 1,7 segundo contra 2,5 segundos. Também foi reportado que os mais jovens rolam seu Feed de Notícias duas vezes mais rápido que gerações anteriores.

Mais vídeos
Com a popularização no consumo de vídeos, percebemos que este crescimento continuará sendo alimentado pelos Millenials, especialmente quando a conectividade global se torna mais rápida, as telas ficam melhores e ambas tornam-se mais acessíveis. As pessoas estão mais propensas a assistir diariamente um vídeo em um dispositivo móvel do que em um computador. Na Austrália, por exemplo, 48% dos entrevistados afirmam ter efetuado uma compra após assistir um vídeo com conteúdo patrocinado.

A força do ao vivo
As pessoas há muito buscam compartilhar momentos e experiências, mesmo quando não fisicamente juntas. E graças às novas tecnologias, já é possível fazer isso de maneira mais intensa, multisensorial e coletiva do que nunca. Hoje, um a cada cinco vídeos no Facebook são transmissões ao vivo. Ao mesmo tempo, o consumo de vídeos ao vivo cresceu quatro vezes em um ano. Ou exemplo são os jogos no Messenger – 1.5 bilhões de pessoas jogaram juntas nos primeiros 90 dias de 2017

Realidades fluidas
Logo a diferença entre realidade virtual e aumentada deixará de existir, formando uma tecnologia única, se moldando às necessidades das pessoas. Independente do tipo de conteúdo, as possibilidades de criar empatia, experiências de conexão e transporte só continuarão a crescer. Enquanto forma de entretenimento e uso prático no dia a dia, 59% das pessoas entrevistadas acreditam que essas tecnologias podem ajudar na hora de experimentar roupas ou maquiagem, por exemplo. Já 51% ponderam em seu uso para testar um carro antes de finalizar a compra.

Um novo contexto
Até o próximo triênio, as pessoas vão querer ou precisam se envolver com conteúdo, serviços e seu ambiente através de uma variedade de mídias. Você pode “assistir” a um vídeo no trabalho ouvindo apenas o áudio, ou então recorrer às legendas e consumir aquele conteúdo sem áudio. Você poderia ligar para o seu salão de beleza para agendar um horário – ou optar por fazer isso utilizando o Messenger. As pessoas gostam da ideia de ter opções, e tendem a se mostrar mais flexíveis quando existe uma adaptação às suas necessidades.

Continue lendo

Digital

Adtech Meediaonne quer democratizar publicidade de performance e acelerar negócios de PMEs e agências

Publicado

em

Criada por um time de especialistas em publicidade digital, a adtech de inteligência de performance Meediaonne acredita no poder dos dados e da tecnologia da sua plataforma para desenvolver os negócios de pequenas e médias empresas e agências de marketing. “Cremos que a tecnologia dará mais autonomia para a criação e gestão de campanhas de performance, com custos mais baixos e maior alcance”, explica Luiz Fernando Morais, um dos fundadores e CEO da Meediaonne.

A plataforma da Meediaonne foi desenvolvida em parceria com empresas de tecnologia da Seastorm Ventures e apresenta grande capacidade de simplificação de campanhas em meios digitais, em um único lugar, com distribuição automatizada para as principais redes disponíveis. Com isso, a adtech tem como objetivo aumentar em média 50% da taxa de retorno sobre o investimento.

“A publicidade digital de alto impacto não precisa ser cara e nem exclusiva das grandes marcas. O mercado está em transição e temos evoluído para um modelo mais acessível, que beneficia, sobretudo, pequenos e médios empreendedores”, diz Morais.

De olho no mercado de publicidade e marketing de conteúdo online, o executivo explica que sua plataforma é relevante e estratégica para as agências, que desejam reduzir custos e aumentar competitividade e para as PMEs que precisam aportar inteligência em performance ao seu negócio.

A ideia do negócio é desmistificar e democratizar o processo de publicação e personalização de campanhas, oferecendo serviço simplificado com uma ferramenta potente e um serviço de atendimento personalizado. “Somos capazes de atender muitos clientes por meio da nossa metodologia inovadora, equipe de especialistas e desenvolvimento contínuo da plataforma. Queremos ajudar as pequenas e médias empresas a investirem com qualidade, escalarem o negócio de forma saudável e reduzirem os custos”, explica o executivo.

A Meediaonne iniciou as operações no começo deste ano com seis funcionários, e a meta é triplicar de tamanho até o fim de 2021. A empresa, alavancada pela Seastorm Ventures, embarca em um mercado que movimenta cerca de R$ 16 bilhões por ano. Os planos da adtech é proporcionar cada vez mais visibilidade, fluxo e autonomia aos clientes, com base em tecnologia e dados, tornando-se agente de transformação no ecossistema. “Entendemos que não há mais separação entre tecnologia e negócios e nesse sentido, queremos ajudar a alavancar novos negócios oferecendo inteligência de performance a PMEs e agências de maneira automatizada, simples, ágil e acessível”, completa.

Continue lendo

Digital

Agência Raccoon, em parceria com Gama Academy, promove curso gratuito em Marketing Digital

Publicado

em

Estão abertas as inscrições para o Raccoon Academy, projeto realizado pela agência digital full service Raccoon em parceria com a Gama Academy , escola que forma profissionais para o mercado digital. Ao todo, serão selecionadas 40 pessoas para um treinamento gratuito em Marketing Digital com foco em Mídia de Performance. As inscrições deverão ser realizadas pelo site até o dia 01/12.

Para participar, as pessoas interessadas poderão ser de qualquer região do país, já que as aulas são online, ter perfil analítico e experiência prévia com marketing digital, além de conhecimento em ferramentas do Google.

“O Raccoon Academy é uma grande oportunidade para a jornada das pessoas que querem ser impulsionadas no mundo do Marketing Digital. Será um momento para desenvolvimento pessoal e profissional, com suporte teórico e muita mão na massa. Além disso, as pessoas que participarem do curs, podem ter a possibilidade de fazer parte da Raccoon através de vagas exclusivas e integrarem times de alta performance. A área de Mídias tem crescido cada dia mais e estamos com entusiasmo para receber as pessoas formadas pelo projeto”, conta Giovana Coral, HR Business Partner na área de Mídias da Raccoon.

“Somando esforços com a expertise educacional da Gama e posicionamento no ecossistema de inovação e tecnologia, vamos lançar o programa no mercado no modelo de Education Recruitment. Esse modelo tem as etapas completas de atração e treinamento, além de fortalecer a marca empregadora da Raccoon”, explica Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy. As aulas estão previstas para janeiro de 2022.
Continue lendo