Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Publicado

em

Em decorrência do 10° aniversário do lançamento do iPhone, a Axway (Euronext: AXW.PA), uma catalisadora para a transformação, anuncia hoje o resultado de uma pesquisa que examina o papel dos smartphones na vida dos consumidores, com serviços e experiências aprimoradas, e como esses gostariam que o aparelho evoluísse futuramente. A pesquisa, realizada com 1.200 usuários nos EUA, revela que os consumidores privilegiam a segurança dos dados e a privacidade em vez de novos aplicativos e recursos de última moda; preferem apps móveis a novos serviços ativados por voz, como a Siri® e o Alexa®; querem enviar mensagens em vez de falar; e acreditam que bateria com vida útil estendida é a chave para aprimorar a experiência do usuário.

 

Segurança e privacidade no topo da lista de desejos

Ao passo que os novos smartphones lançados focam novos recursos e capacidades mirabolantes, a pesquisa indica que a segurança dos dados e a privacidade estão no topo da lista de desejos dos consumidores para atualizações futuras.

  • Entre os donos de smartphones, 69% disseram que gostariam que o desenvolvimento se concentrasse na segurança dos dados e na privacidade em vez de novos aplicativos e recursos de última moda.

 

Os apps ainda deixam os consumidores satisfeitos

Enquanto o setor de telecomunicações mira cada vez mais os serviços ativados por voz, como chatbots, os respondentes disseram que não querem abrir mão dos seus apps móveis e atualmente não veem serviços ativados por voz como uma prioridade na experiência móvel.

  • 62% disseram que não abririam mão de todos os seus aplicativos móveis por um serviço ativado por voz, como a Siri, que funcionasse perfeitamente sempre;
  • Apenas 5% dos consumidores citaram os novos recursos de voz em sua lista de desejos para melhorar a experiência do usuário.

 

Importante ressaltar: as mensagens superam as ligações

Durante os últimos 10 anos, o smartphone passou a reunir sozinho múltiplos dispositivos, de leitores de música a videogames e mapas, reorientando a definição de um telefone. A fim de observar como isso impactou o modo de usar dispositivos móveis, a pesquisa pediu que os consumidores listassem as 5 formas mais frequentes de uso do seu smartphone. No topo da lista estão as mensagens.

  • 70% citaram as mensagens como uso principal;
  • 62% citaram as ligações;
  • E-mails (54%), redes sociais (51%) e câmera (37%) também apareceram no top 5;
  • Outros usos comuns incluem jogos (30%), música (28%), obter direções/mapas (24%), consultar horas (23%), fazer compras (23%), consultar a previsão do tempo (22%) e operações bancárias (21%);
  • Serviços emergentes, como chat por vídeo (8%) e TV móvel (11%), foram pouco mencionados.

 

A bateria como chave de experiência móvel futura

O uso de smartphones evolui permanentemente, conforme surgem novas tecnologias como realidade virtual e aumentada, que possibilitam mais imersão. A fim de determinar o que, segundo os consumidores, poderia fazer a maior diferença para a experiência móvel, a pesquisa perguntou o que estaria no topo da lista de desejos para melhorar essa experiência no futuro.

 

  • A bateria foi de longe a prioridade para os consumidores, com quase metade (48%) a citando como número 1 na lista de desejos;
  • O carregamento sem fio (15%), a maior durabilidade (10%) e uma conectividade otimizada com outros dispositivos (8%) também apareceram entre os critérios mais importantes para o futuro;
  • Tecnologias mais futuristas, como tela em 3D (4%) ou realidade virtual (4%), não foram vistas como significativas entre eles.

 

O que o meu smartphone irá substituir?

Smartphones têm representado uma ampla fatia de mercado nas empresas que vendem dispositivos, de câmeras a leitores de música móveis e sistemas de GPS. Quando perguntados sobre o que os smartphones substituiriam nos próximos dois anos, os cartões de débito estão em primeiro lugar.

  • 37% acham que o smartphone irá substituir os cartões de débito;
  • 28% acham que o smartphone irá substituir os tablets;
  • 27% acham que o smartphone irá substituir os laptops;
  • 21% acham que o smartphone irá substituir as chaves de carro.

 

Não tirem meu smartphone de perto!

É senso comum que os smartphones desempenham agora um papel central no nosso dia a dia, e a maioria das pessoas não consegue imaginar como a vida seria sem esse aparelho. Quando perguntados sobre do que poderiam abrir mão por uma semana – se do smartphone ou outros objetos essenciais – os consumidores ficariam felizes em se sacrificar para não se separarem do telefone.

  • 47% dos participantes da pesquisa abririam mão de bebidas alcoólicas;
  • Cerca de um terço abriria mão do açúcar (35%), de café (33%), de exercícios (31%) e de assistir à TV (31%);
  • 24% dos participantes abririam mão de sexo;
  • 10% abririam mão de falar com familiares/amigos em troca de uma semana com seu smartphone.

 

“As pessoas costumam falar sobre transformação digital, mas no caso do iPhone as perspectivas foram realmente mudadas, não somente redefinindo a função do telefone móvel, mas também a forma como todos nós usamos serviços digitais nos dias de hoje, com a economia da experiência desfocando nossas vidas pessoais e profissionais”, explica Jean-Marc Lazzari, CEO da Axway. “A fim de marcar o décimo aniversário de tal avanço tecnológico, decidimos observar o papel que os smartphones desempenham agora em nossa vida diária, com aplicativos e APIs criando experiências imersivas e aumentando os serviços de conveniência. Nós vemos essa tendência como uma evolução e crescimento inerentes da rede de experiência do cliente, em que o smartphone será a chave principal. O resultado da pesquisa fornece algumas ideias interessantes – e outras surpreendentes – uma vez que as marcas têm procurado otimizar a experiência móvel”.

 

Marcelo Ramos, vice-presidente sênior e gerente geral para América Latina da Axway comenta que no Brasil o cenário não é diferente. “Temos hoje no país mais de 198 milhões de smartphones em circulação, segundo a Fundação Getúlio Vargas. Os usuários estão cada vez mais exigentes quanto aos serviços disponíveis no ambiente mobile. Como apontou o estudo, questões como segurança, privacidade, agilidade e autonomia devem fazer parte da experiência do cliente e, para tanto, as empresas devem estar atentas ao novo perfil de consumidor e oferecer soluções personalizadas que estejam integradas a outros canais, dentro do que chamamos jornada do cliente”, finaliza.

 

Sobre a pesquisa

A pesquisa, com o título “O papel dos smartphones em nossas vidas hoje”, estuda a importância atual dos smartphones em nossas vidas e como os consumidores gostariam que o aparelho evoluísse no futuro. Realizada pela empresa de pesquisas internacional Research+Data Insights (RDI), foi preenchida on-line e contou com a participação de 1.200 usuários de smartphones nos Estados Unidos, sejam dispositivos Apple, Android ou Windows. Homens e mulheres entre 18 e 60 anos responderam à pesquisa.

 

Infográfico: veja o resultado completo aqui

 

Twitter: @Axway

Continue lendo

Digital

Sherwa fecha parceria com Overwolf para lançar aplicativo

Publicado

em

Sherwa, anunciou sua mais nova parceria. De olho em desenvolver um aplicativo para computador, a companhia recebeu um investimento da Overwolf, uma plataforma completa que permite aos criadores construir, distribuir, e monetizar seus aplicativos.

Para criar esse novo programa para PC, que ajudará os jogadores a encontrar parceiros em mais de 80 jogos diferentes, a Sherwa recebeu um investimento de 100 mil dólares da sua nova parceira, com o objetivo de aprimorar e otimizar o desenvolvimento.

Para Pedro Vasconcellos, CMO da Sherwa, a parceria será extremamente importante para os planos de expansão da empresa: “Ter a oportunidade de entrar no mundo dos computadores era algo que buscávamos há bastante tempo. Porém, queríamos encontrar o parceiro ideal para darmos esse passo tão importante. Junto com a Overwolf, vimos a oportunidade certa de poder desenvolver o melhor aplicativo para nossos clientes. Além disso, com o incentivo de 100 mil dólares, conseguimos aplicar tudo o que pensávamos para poder oferecer uma melhor experiência para todos os usuários do nosso app. Em breve, vocês poderão conhecer o protótipo em primeira mão”.

“A Sherwa foi fundada por uma equipe apaixonada com ideias inovadoras, tanto sobre o produto como sobre o envolvimento do usuário. Com a ajuda da Overwolf, a Sherwa será capaz de crescer, passando a ter um aplicativo para computador que abrirá as portas para novos jogadores, oferecendo novas possibilidade”, comenta Shahar Sorek, CMO da Overwolf.

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Digital

Estudo aponta que a presença de negros na publicidade digital não aumenta no Dia da Consciência Negra

Publicado

em

A mais recente pesquisa do Elifegroup e da agência SA365 indica que o Dia da Consciência Negra não tem impacto significativo na presença de negros e pardos na publicidade digital. A análise é um recorte do estudo anual sobre “Diversidade na Comunicação de Marcas em Redes Sociais”, em que foi identificado que a presença de pessoas negras e pardas aumentou apenas 4% em 2020 quando comparado ao ano anterior.

Mesmo durante o mês de novembro, marcado pelo dia da consciência negra, a participação de pessoas pretas e pardas nas publicações de marcas não aumenta e é inferior a meses anteriores, como em abril – com 95 publicações – e maio – com 98 de posts registrados -. Estes números, associado à análise de conteúdo das publicações no período, indicam que não há impacto significativo ou publicações específicas para marcar a data na publicidade digital.

Continue lendo