Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Publicado

em

Em decorrência do 10° aniversário do lançamento do iPhone, a Axway (Euronext: AXW.PA), uma catalisadora para a transformação, anuncia hoje o resultado de uma pesquisa que examina o papel dos smartphones na vida dos consumidores, com serviços e experiências aprimoradas, e como esses gostariam que o aparelho evoluísse futuramente. A pesquisa, realizada com 1.200 usuários nos EUA, revela que os consumidores privilegiam a segurança dos dados e a privacidade em vez de novos aplicativos e recursos de última moda; preferem apps móveis a novos serviços ativados por voz, como a Siri® e o Alexa®; querem enviar mensagens em vez de falar; e acreditam que bateria com vida útil estendida é a chave para aprimorar a experiência do usuário.

 

Segurança e privacidade no topo da lista de desejos

Ao passo que os novos smartphones lançados focam novos recursos e capacidades mirabolantes, a pesquisa indica que a segurança dos dados e a privacidade estão no topo da lista de desejos dos consumidores para atualizações futuras.

  • Entre os donos de smartphones, 69% disseram que gostariam que o desenvolvimento se concentrasse na segurança dos dados e na privacidade em vez de novos aplicativos e recursos de última moda.

 

Os apps ainda deixam os consumidores satisfeitos

Enquanto o setor de telecomunicações mira cada vez mais os serviços ativados por voz, como chatbots, os respondentes disseram que não querem abrir mão dos seus apps móveis e atualmente não veem serviços ativados por voz como uma prioridade na experiência móvel.

  • 62% disseram que não abririam mão de todos os seus aplicativos móveis por um serviço ativado por voz, como a Siri, que funcionasse perfeitamente sempre;
  • Apenas 5% dos consumidores citaram os novos recursos de voz em sua lista de desejos para melhorar a experiência do usuário.

 

Importante ressaltar: as mensagens superam as ligações

Durante os últimos 10 anos, o smartphone passou a reunir sozinho múltiplos dispositivos, de leitores de música a videogames e mapas, reorientando a definição de um telefone. A fim de observar como isso impactou o modo de usar dispositivos móveis, a pesquisa pediu que os consumidores listassem as 5 formas mais frequentes de uso do seu smartphone. No topo da lista estão as mensagens.

  • 70% citaram as mensagens como uso principal;
  • 62% citaram as ligações;
  • E-mails (54%), redes sociais (51%) e câmera (37%) também apareceram no top 5;
  • Outros usos comuns incluem jogos (30%), música (28%), obter direções/mapas (24%), consultar horas (23%), fazer compras (23%), consultar a previsão do tempo (22%) e operações bancárias (21%);
  • Serviços emergentes, como chat por vídeo (8%) e TV móvel (11%), foram pouco mencionados.

 

A bateria como chave de experiência móvel futura

O uso de smartphones evolui permanentemente, conforme surgem novas tecnologias como realidade virtual e aumentada, que possibilitam mais imersão. A fim de determinar o que, segundo os consumidores, poderia fazer a maior diferença para a experiência móvel, a pesquisa perguntou o que estaria no topo da lista de desejos para melhorar essa experiência no futuro.

 

  • A bateria foi de longe a prioridade para os consumidores, com quase metade (48%) a citando como número 1 na lista de desejos;
  • O carregamento sem fio (15%), a maior durabilidade (10%) e uma conectividade otimizada com outros dispositivos (8%) também apareceram entre os critérios mais importantes para o futuro;
  • Tecnologias mais futuristas, como tela em 3D (4%) ou realidade virtual (4%), não foram vistas como significativas entre eles.

 

O que o meu smartphone irá substituir?

Smartphones têm representado uma ampla fatia de mercado nas empresas que vendem dispositivos, de câmeras a leitores de música móveis e sistemas de GPS. Quando perguntados sobre o que os smartphones substituiriam nos próximos dois anos, os cartões de débito estão em primeiro lugar.

  • 37% acham que o smartphone irá substituir os cartões de débito;
  • 28% acham que o smartphone irá substituir os tablets;
  • 27% acham que o smartphone irá substituir os laptops;
  • 21% acham que o smartphone irá substituir as chaves de carro.

 

Não tirem meu smartphone de perto!

É senso comum que os smartphones desempenham agora um papel central no nosso dia a dia, e a maioria das pessoas não consegue imaginar como a vida seria sem esse aparelho. Quando perguntados sobre do que poderiam abrir mão por uma semana – se do smartphone ou outros objetos essenciais – os consumidores ficariam felizes em se sacrificar para não se separarem do telefone.

  • 47% dos participantes da pesquisa abririam mão de bebidas alcoólicas;
  • Cerca de um terço abriria mão do açúcar (35%), de café (33%), de exercícios (31%) e de assistir à TV (31%);
  • 24% dos participantes abririam mão de sexo;
  • 10% abririam mão de falar com familiares/amigos em troca de uma semana com seu smartphone.

 

“As pessoas costumam falar sobre transformação digital, mas no caso do iPhone as perspectivas foram realmente mudadas, não somente redefinindo a função do telefone móvel, mas também a forma como todos nós usamos serviços digitais nos dias de hoje, com a economia da experiência desfocando nossas vidas pessoais e profissionais”, explica Jean-Marc Lazzari, CEO da Axway. “A fim de marcar o décimo aniversário de tal avanço tecnológico, decidimos observar o papel que os smartphones desempenham agora em nossa vida diária, com aplicativos e APIs criando experiências imersivas e aumentando os serviços de conveniência. Nós vemos essa tendência como uma evolução e crescimento inerentes da rede de experiência do cliente, em que o smartphone será a chave principal. O resultado da pesquisa fornece algumas ideias interessantes – e outras surpreendentes – uma vez que as marcas têm procurado otimizar a experiência móvel”.

 

Marcelo Ramos, vice-presidente sênior e gerente geral para América Latina da Axway comenta que no Brasil o cenário não é diferente. “Temos hoje no país mais de 198 milhões de smartphones em circulação, segundo a Fundação Getúlio Vargas. Os usuários estão cada vez mais exigentes quanto aos serviços disponíveis no ambiente mobile. Como apontou o estudo, questões como segurança, privacidade, agilidade e autonomia devem fazer parte da experiência do cliente e, para tanto, as empresas devem estar atentas ao novo perfil de consumidor e oferecer soluções personalizadas que estejam integradas a outros canais, dentro do que chamamos jornada do cliente”, finaliza.

 

Sobre a pesquisa

A pesquisa, com o título “O papel dos smartphones em nossas vidas hoje”, estuda a importância atual dos smartphones em nossas vidas e como os consumidores gostariam que o aparelho evoluísse no futuro. Realizada pela empresa de pesquisas internacional Research+Data Insights (RDI), foi preenchida on-line e contou com a participação de 1.200 usuários de smartphones nos Estados Unidos, sejam dispositivos Apple, Android ou Windows. Homens e mulheres entre 18 e 60 anos responderam à pesquisa.

 

Infográfico: veja o resultado completo aqui

 

Twitter: @Axway

Continue lendo

Digital

Douglas, do vôlei, é o novo hit das redes sociais, confira!

Publicado

em

Douglas, do vôlei, é o novo hit das redes sociais, confira!

Na Vila Olimpíca, Douglas Souza ganha cada vez mais fãs e já tem até contrato assinado com a maior agência de influenciadores do país

Nesta semana, Douglas Souzaatleta da equipe de vôlei masculino da Seleção Brasileira, virou um sucesso nas redes sociais por entregar muito entretenimento ao público. O jogador, que tem 25 anos e já foi campeão olímpico na modalidade em 2016, aproveita o tempo livre enquanto a competição ainda não começa para fazer tours pelas instalações olímpicas e divertir os seguidores.

O atleta, nascido em Santa Bárbara d’Oeste (SP), tornou-se um ícone na internet não só pelo talento de influenciador, mas também por representar a comunidade LGBTQIA+ nos Jogos Olímpicos. Douglas é homossexual, foi o primeiro jogador da seleção masculina brasileira de vôlei a se declarar gay, há três anos, e faz parte da resistência de ser quem é no esporte.

O novo queridinho das redes começou a ganhar mais visibilidade após ter publicado um vídeo em que testava a resistência das polêmicas camas de papelão oferecidas aos atletas em Tóquio. Nele, Douglas aparece pulando e sambando na acomodação e atesta que dá sim para usá-la para fins além do descanso. Confira:

Apesar de normalmente gravar enquanto está ocioso, o atleta também já mostrou todo o seu carisma enquanto se preparava para treinar. Veja:

Ele também deu uma pausa pra falar sobre o uniforme oficial e mostrar como o look ficou. Tem como amar mais?

Douglas se tornou um nome tão falado nas redes sociais, que o número de seguidores do atleta só cresce. No início da semana, cerca de 300 mil pessoas acompanham seu perfil no Instagram, hoje (21), já são mais de um milhão de internautas seguindo a conta dele. Já avistando a fama, o jogador assinou com a Mynd8, maior agência de influenciadores digitais do Brasil. Veja a reação dele com o aumento dos seguidores:

Continue lendo

Digital

Agência Ecco é responsável pela comunicação digital da Máximo Decoração

Publicado

em

Agência Ecco é responsável pela comunicação digital da Máximo Decoração

A Ecco, agência de publicidade formada com o intuito de empoderar marcas por meio da criatividade, conquistou no último mês a conta da Máximo Decoração, loja de artigos para decoração de residências e empresas, que tem como objetivo facilitar a vida de arquitetos e decoradores.

A estratégia será traçada a partir da criação de landing page e de identidade visual, desenvolvimento de textos e artes, produção de fotos, além da gestão das mídias sociais, como Instagram e Facebook.

O objetivo principal da parceria é fazer com que a marca seja reconhecida pelos itens selecionados e pela qualidade, tornando-se referência em decoração e painéis verticais. Além de apresentar novidades e lançamentos do segmento, mostrando-se sempre próxima do mundo de arquitetos e decoradores, além é claro, de fidelizar os clientes.

Atualmente a Agência Ecco conta com 15 contas ativas em seu portfólio de clientes, 7 delas foram conquistadas entre 2020 e 2021.

Continue lendo