Conecte-se com a LIVE MARKETING

Eventos

WME Conference anuncia programação de 2019

Publicado

em

A conferência, que acontece nos dias 22 e 23 de março no Centro Cultural São Paulo e tem festa de encerramento na rua dia 24, chega à sua terceira edição com maior número de painéis e muitas novidades.

Após o sucesso da premiação WME Awards by Music2!, realizada em dezembro de 2018 com homenagem especial à cantora Elza Soares, o Women’s Music Event – plataforma criada para aumentar o protagonismo da mulher na música – anuncia a programação da terceira edição de sua conferência focada em música, negócios e tecnologia, a WME Conference, que reúne mais de 100 mulheres entre artistas e profissionais da música brasileira. O evento acontece nos dias 22 e 23 de março, e os ingressos variam de R$ 25 a R$ 150.

Este ano, a WME Conference conta com um número maior de painéis, 15 no total, 8 workshops e novidades como o Pitch dos Estados, atividade em que produtoras culturais de várias regiões do país irão proporcionar uma imersão pela cena de 6 estados brasileiros. Ainda entre as novidades, um painel especial assinado pelo Spotify, o Discografia WME, além do já tradicional momento de networking e das festas e shows da programação.

Entre os nomes confirmados na programação de painéis e workshops da WME Conference 2019 até agora estão: Eliane Dias, Sarah Oliveira, Céu, Anna Butler, Patrícia Palumbo, Claudia Assef, Monique Dardenne, Samantha Almeida, Fabiana Lian, Fátima Pissarra, Laura Diaz, Karol Conka, Julia Branco, Luiza Lian, Josyara, Maria Beraldo, Valesuchi, Carol Matos, Maria Rita Stumpf, Gaia Passarelli, Renata Simões, Guta Braga, Rafa Brites, Fernanda Paiva, Camila Garófalo, Juçara Marçal, Tulipa Ruiz, Mulher Pepita, Aíla, entre outras.

Já a programação musical conta com apresentações das seguintes artistas no Centro Cultural São Paulo: Maria Beraldo, Slam das Minas, Mahmundi, Anelis Assumpção e o grupo de hip hop formado por refugiadas bolivianas Santa Mala.

O WME 2019 também traz uma atividade desenvolvida em parceria com o projeto SÊLA. Com o nome CONHE| SÊLA, trata-se de uma releitura dos tradicionais speed meetings e a proposta é ir além de uma reunião, incorporando conceitos de associação cognitiva, como a dinâmica e a performance. Através de uma inscrição prévia, mulheres do mercado respondem a um questionário e passam por uma triagem antes de se conhecerem. No dia do evento a SÊLA coloca frente à frente mulheres que têm afinidades em seus perfis revelando suas potencialidades. Esse projeto tem parceria com a analista comportamental Laura Faria e com a performer Maria Moreira, da coletiva Casarelas.

O Spotify, player oficial, passa a integrar a programação da WME Conference e apresenta o espaço Discografia WME: Histórias por trás dos álbuns comentados pelos próprios artistas, que conta com a participação da Karol Conka falando de Ambulante, Julia Branco falando sobre Soltar os Cavalos, Luiza Lian falando de Azul Moderno e Maria Rita Stumpf falando do clássico Brasileira.

A festa de encerramento acontece no domingo, dia 24 de março, na House of All, em Pinheiros, com parte da rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto fechada para o evento. Ano passado, um line-up com seis rappers, entre elas, Karol Conka, a festa levou mais de 4.500 pessoas ao evento.

Os line-ups das festas de sexta-feira (22) no Jazz nos Fundos, sábado (23) no Jerome Club e do encerramento, no domingo (24), serão anunciados em breve.

MADRINHA 2019

Depois de estrear com Marina Lima como madrinha num dos momentos mais emocionantes do WME 2017 e com a homenagem à cantora e compositora baiana Pitty na edição de 2018, a WME Conference de 2019 traz Céu, indicada ao Grammy três vezes, como madrinha.

Para participar da extensa programação de painéis, workshops e momentos de networking, o valor do ingresso é de R$ 50 (R$ 25 meia entrada) por dia. Os shows de Mahmundi, Santa Mala, e Anelis Assumpção, programados para o CCSP nos dois dias da conferência, são gratuitos.

TEMAS DOS PAINÉIS

Sustentabilidade – Quando o legado musical de uma festa ou festival combina com baixo impacto para o meio ambiente, todo mundo ganha.

O Som das Refugiadas – O Brasil se consolidou como um importante destino de imigrantes em busca de sobrevivência longe de casa. Todos lucram quando essas vivências se transformam em música. Conheça histórias poderosas de algumas dessas refugiadas.

Management, profissão perigo – Como empresárias mantém a sanidade diante das demandas malucas de artistas.

Performance é uma arte – Nem todo mundo veio com o DNA da performance nas veias. Neste painel, artistas que sabem exatamente como domar multidões contam seus segredos (ou não) de palco.

O feminino muito além do RG – Como a música pode acelerar a quebra de tabus envolvendo representatividade de gêneros.

O artista nas redes sociais – O que veio antes, o post ou a vida? Em que ordem pensamos nossas ações? Fazer Stories pode ser autopromoção, mas também é ativismo? Como as artistas enxergam suas plataformas.

Uma 5-D na mão e uma idéia na cabeça – Um videoclipe bem feito pode mudar a trajetória de uma música. Mas e o dinheiro pra fazer? Diretoras de guerrilha contam como viabilizam vídeos usando a criatividade no conceito e na planilha de custos.

Q&A Madrinha WME 2019 – Um papo sobre a vida e a obra de uma das artistas mais plurais da música brasileira, Céu.

Música dá Ibope? – Reza a lenda no universo audiovisual que música não dá audiência. Por outro lado, programas de calouros, documentários e vídeos em streaming nunca bombaram tanto. Reunimos profissionais que fazem música no audiovisual para debater o que é mito e o que é realidade nessa história.

Data SIM – A importância de dados e informações confiáveis para o desenvolvimento do mercado da música no Brasil.

Inspiração x Composição – Os momentos de inspiração são mais importantes do que o trabalho braçal? Como se desenrola o processo de composição de uma música, afinal?

Produção Executiva de Festivais e Festas – Festa é que nem dar palpite em escalação da Seleção, todo mundo acha que sabe. Mas, muito mais do que comprar gelo suficiente, a produção executiva esconde bem seus truques e artimanhas. Aprenda com quem conhece tudo desse assunto!

Plataformas de Streaming – Plataformas de streaming, como ganhar dinheiro com a música que a galera ouve no computador?

BRMC Apresenta: DJs Além da Cabine – Elas são empresárias, artistas, produtoras de eventos, donas de clubes, fazem todo o corre para fomentar suas cenas dentro da música eletrônica. Esse perfil multitask é algo que todx DJ deveria se preocupar em ter?

As convidadas para os painéis são: Daniela Rodrigues (Foco na missão), Eliane Dias (Boogie Naipe), Monique Dardenne (WME), Malu Barbosa (Liga/Mynd), Laura Diaz (Mamba Negra), Joyce Prado, Virginia de Ferrante, Tata Pierry, Roberta Cunha, Iara Rennó (Artista), Débora Pill (Radialista), Céu (Artista), Anna Butler, Rafaela Brites, Patrícia Palumbo (TV Cultura), Renata Simões, Carina Shimizu, Karla Megda (Sympla), Fernanda Paiva (Natura Musical), Renata Gomes (Data SIM), Ana Canãs (Artista), Mariana Mello (Artista), Bia Granja (YouPix), Josyara (Artista), Mahmundi (Artista), Juçara Marçal (Artista), Tulipa Ruiz (Artista), Sarah de Oliveira (Apresentadora), Adriana Barbosa (Feira Preta), Luzinha Noleto (Agência Luz), Maira, Fátima Nadije (Artista), Oula Al-Sagir (Artista), Gaía Passarelli (Jornalista), Guta Braga, Mari Rossi (DJ), Bruna Calegari (Jornalista), Karol Conka (Artista), Julia Branco (Artista), Luiza Lian (Artista), Lulie Macedo (Jornalista), Cris Naumovs, Camila Garófalo (SÊLA), Letícia Frungillo (Lets Producoes), Fabiana Lian (On Stage Lab), Samantha Almeida (Mynd/Music2) e Fátima Pissarra (Mynd/Music2).

WORKSHOPS FECHADOS ATÉ O MOMENTO

Music Content como amplificador da estratégia digital – Samantha Almeida (Mynd/Music2)

Booking Artístico – Estratégias de compra e venda artistas – Fabiana Lian (OnStageLab)

Produção Executiva de Festivais e Festas – Letícia Frungillo (Lets Produções)

As Marcas podem resolver o seu problema de grana? – Fátima Pissarra
SOBRE O WME

Com o intuito de ser tornar o eixo central em torno dos eventos focados no universo musical feminino que surgem a cada dia no Brasil, o Women’s Music Event (WME) é uma plataforma de música, negócios e tecnologia vista por uma perspectiva feminina.

Criada por Claudia Assef e Monique Dardenne em 2016, a plataforma estreou offline em março de 2017 com um evento em São Paulo, que atraiu mais de 1.000 pessoas em painéis de debate, workshops, shows e festas. Em 2018, o mesmo evento atraiu 6.000 pessoas, apresentando um crescimento fantástico. Em 2017 e 2018, o WME Awards se firmou como a primeira premiação brasileira voltada para as mulheres na música, e reuniu as principais profissionais do mercado em suas duas primeiras edições.

Na internet, a plataforma mantém conteúdos em vídeo como o programa WME Sessions, com versões intimistas de shows de artistas brasileiras, além de matérias e entrevistas com profissionais da indústria e artistas.

SERVIÇO:

WME CONFERENCE 2019

Centro Cultural São Paulo

Sexta, 22 de março, a partir das 11h00

Sábado, 23 de março, a partir das 14h00

Rua Vergueiro, 1000, Liberdade, São Paulo

Ingressos: R$ 50 e R$ 25 por dia; passaporte contemplando 2 dias de CCSP + Clube Jerome + Jazz nos Fundos: R$ 150 (R$ 75 meia-entrada) * na compra do passaporte completo há uma bolsa do evento de brinde.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Eventos

DigitalReef Day aconteçe no espaço Itahy

Publicado

em

O evento DigitalReef Day, acontece no próximo 3 de agosto de 2022, a partir das 14h30, no Espaço Itahy, localizado no Itaim. O encontro com os executivos e especialistas nacionais e internacionais em mobile marketing e Connected TV, que marca o primeiro ano da DigitalReef, promoverá uma imersão sobre as principais tendências e novidades do setor.

A empresa promove o debate sobre a privacidade nos meios digitais e seus impactos no Brasil e na América Latina, e as novas tecnologias e soluções utilizadas nas estratégias de aquisição e monetização de usuários. Como diferencial e um dos pontos centrais do evento, uma sessão sobre o fortalecimento da CTV, a Connected TV, o meio com perspectiva de grande crescimento no Brasil por meio de streaming e aparelhos conectados. Essa sessão será apresentada pelo presidente e COO do grupo, Mark Yackanich.

O encontro trará como speakers os executivos André Bain – VP Publishers, Antonio Affonseca – VP de AdSales & Operations, Marcus Imaizumi – Country Manager, Nadav Peretz – VP Product, Carlos Loureiro – Diretor de Novos Negócios e o Presidente e COO da DigitalReef, Mark Yackanich.

A DigitalReef, foi formada pela fusão de quatro empresas, Imagination Unwired, Imox, Flowsense, MobTarget – as duas últimas brasileiras. A mais recente integrante, a Column6, é a quinta empresa a se juntar à operação e é líder do segmento de CTV na América Latina. A DigitalReef possui atualmente mais de 470 milhões de usuários registrados, mais de 100 aplicativos parceiros, e milhares de campanhas de publicidade já veiculadas.

 

Continue lendo

Eventos

Rock in Rio 2022 terá mais de 500 produtos oficiais para a edição deste ano

Publicado

em

Faltam apenas 45 dias para a abertura de portas da nona edição do Rock in Rio Brasil e quem é fã já pode começar a entrar no clima do maior festival de música e entretenimento do mundo. Para a edição do reencontro, do abraço, a organização apresenta para 2022 uma variedade de mais de 500 produtos oficiais e licenciados com a marca do festival. Junto com a Angra Marcas, empresa parceira no licenciamento da Marca Rock in Rio, esse marco vem crescendo categoricamente desde 2001. Ao longo das edições no Brasil, o Rock in Rio já atingiu a marca de mais de 3.3 mil produtos licenciados.

A venda de produtos oficiais e licenciados supera a cada ano as expectativas não só do público, mas da própria organização, que busca novidades sempre atreladas a muita qualidade na entrega ao público. O sucesso ao longo das edições estimula a associação das marcas com o evento, além de impulsionar a criação cada vez maior de produtos que carregam todo o cuidado nos detalhes, características presentes no DNA do festival.

“A cada ano o Rock in Rio se consolida ainda mais como uma plataforma de comunicação, que busca dialogar com públicos variados e com uma pluralidade de conteúdos e experiências que vai muito além da música. Associar-se com a marca Rock in Rio entrega para as empresas uma conexão com os fãs do festival durante todo o ano e não somente nos dias de evento. A credibilidade do evento junto às marcas se comprova através dos relacionamentos de longo prazo que estabelecemos com as mesmas”, avalia Luis Justo, CEO do Rock in Rio.

Os produtos estão divididos em 14 categorias, um acréscimo de seis categorias em comparação com a última edição: alimentos, vestuário, casa e decoração, utensílios domésticos, roupa íntima, viagem, maquiagem, enxaguante bucal, óculos e relógio, boné, calçados, acessórios PET, acessórios de celular e pin. A variedade e quantidade de itens se deve à parceria do festival com 24 marcas que, mesmo em um momento pós pandêmico, apostam no Rock in Rio por sua solidez e por entregar para seus fãs muito mais do que produtos, mas experiências.
 

Continue lendo