Conecte-se com a LIVE MARKETING

Agências

V3A é a primeira agência de live marketing a fazer evento na Antártica

Publicado

em

Empresa é responsável pela inauguração da base brasileira Estação Comandante Ferraz

O ano mal começou e a V3A já está fazendo história. Será a primeira agência de live marketing do mundo a fincar sua bandeira no continente gelado, para a inauguração da nova base brasileira na Antártica, a Estação Comandante Ferraz. O Diretor Alexandre Moreira e o Diretor Executivo Marcos Jochimek enfrentaram a turbulenta travessia da passagem de Drake, considerado o mar mais perigoso do mundo, e estão encarando temperaturas e sensação térmica muito baixas para garantir o atendimento e uma experiência inesquecível para os 100 convidados que participarão do evento, que será realizado no dia 14 de janeiro. “Não há dúvidas de que estamos falando do maior desafio da história da empresa”, garante Jochimek.

Não é difícil imaginar que a logística e as condições climáticas foram os principais obstáculos a serem vencidos, além de terem inserido o evento em uma matriz de risco bem complexa. Por isso, o planejamento foi fundamental para que tudo desse certo, tendo começado em julho de 2019. Contribuiu também a vasta experiência da V3A em eventos oficiais, muitos deles (mais de 20) com a presença de presidentes da República, o que impõe à agência alguns protocolos e know how bem específicos. Os eventos dos submarinos Riachuelo e Humaitá foram operações bem sucedidas que serviram de parâmetro para a aventura gelada.

Não é difícil imaginar que a logística e as condições climáticas foram os principais obstáculos a serem vencidos, além de terem inserido o evento em uma matriz de risco bem complexa. Por isso, o planejamento foi fundamental para que tudo desse certo, tendo começado em julho de 2019. Contribuiu também a vasta experiência da V3A em eventos oficiais, muitos deles (mais de 20) com a presença de presidentes da República, o que impõe à agência alguns protocolos e know how bem específicos. Os eventos de lançamento dos submarinos Riachuelo e Humaitá, realizados nos anos de 2018 e 2019, para a Marinha do Brasil e ICN (Itaguai Construções Navais), foram operações bem sucedidas que serviram de parâmetro para a aventura gelada.
“Apresentamos a proposta no meio do ano passado. A Marinha foi bem receptiva, mas o desafio era gigante. Fizemos visita técnica em outubro e no mês seguinte já começamos a enviar o material, que foi nos navios Ary Rongel e Maximiano, da Marinha do Brasil, e nos Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira. Ainda capacitamos os oficiais que trabalham na base para montagem do evento, já que não teríamos como levar nossa equipe”, explica o explica o Diretor, Alexandre Moreira.
Em meados de dezembro a V3A estava de volta à Antártica para dar início à montagem do evento, que será realizado tanto na área externa quanto dentro da nova estação, que fica entre o mar e as montanhas geladas da Ilha Rei George. A geografia local e a ciência foram fontes de inspiração para a criação do cenário: o público ficará dentro de dois domos vazados cujas estruturas têm forma de moléculas de gelo – um outro, menor, estará no palco. As coberturas serão feitas por lonas transparentes. O verde, amarelo e o branco dão o tom da presença do país. Tudo feito em estruturas modulares, com o objetivo de simplificar o transporte, a montagem e a desmontagem, além de realizar o menor impacto ambiental possível.
Os painéis de LED possuem especificações para enfrentar baixas temperaturas e não comprometer o evento. O sistema de som também foi montado seguindo os mesmos parâmetros. Por sinal, para evitar problemas de última hora, também foram montadas estruturas dentro da estação recém construída pela empresa chinesa Ceiec. A nova base substituirá o Módulo Antártico Emergencial (MAE) e possui 17 laboratórios, além de ter capacidade para hospedar 64 pessoas. A estação ainda gera 30% de sua energia através de placas solares e uma mini usina eólica.

Não é difícil imaginar que a logística e as condições climáticas foram os principais obstáculos a serem vencidos, além de terem inserido o evento em uma matriz de risco bem complexa. Por isso, o planejamento foi fundamental para que tudo desse certo, tendo começado em julho de 2019. Contribuiu também a vasta experiência da V3A em eventos oficiais, muitos deles (mais de 20) com a presença de presidentes da República, o que impõe à agência alguns protocolos e know how bem específicos. Os eventos dos submarinos Riachuelo e Humaitá foram operações bem sucedidas que serviram de parâmetro para a aventura gelada.

“Apresentamos a proposta no meio do ano passado. A Marinha foi bem receptiva, mas o desafio era gigante. Fizemos visita técnica em outubro e no mês seguinte já começamos a enviar o material, que foi nos navios Ary Rongel e Maximiano, da Marinha do Brasil, e nos Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira. Ainda capacitamos os oficiais que trabalham na base para montagem do evento, já que não teríamos como levar nossa equipe”, explica o sócio-diretor executivo, Marcos Jochimek.

Em meados de dezembro a V3A estava de volta à Antártica para dar início à montagem do evento, que será realizado tanto na área externa quanto dentro da nova estação, que fica entre o mar e as montanhas geladas da Ilha Rei George. A geografia local e a ciência foram fontes de inspiração para a criação do cenário: o público ficará dentro de dois domos vazados cujas estruturas têm forma de moléculas de gelo – um outro, menor, estará no palco. As coberturas serão feitas por lonas transparentes. O verde, amarelo e o branco dão o tom da presença do país. Tudo feito em estruturas modulares, com o objetivo de simplificar o transporte, a montagem e a desmontagem, além de realizar o menor impacto ambiental possível.

Os painéis de LED possuem especificações para enfrentar baixas temperaturas e não comprometer o evento. O sistema de som também foi montado seguindo os mesmos parâmetros. Por sinal, para evitar problemas de última hora, também foram montadas estruturas dentro da estação recém construída pela empresa chinesa Ceiec. A nova base, que substitui a estrutura parcialmente destruída por um incêndio, em 2012, possui 17 laboratórios, contra os 5 anteriores, e tem capacidade de hospedar 64 pessoas. O local ainda gera 30% de sua energia através de placas solares e uma mini usina eólica.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Agências

V3A lança a GTG, empresa de games e eSports

Publicado

em

V3A lança a GTG, empresa de games e eSports

Atenta ao franco crescimento da indústria de games e eSports, no Brasil e exterior, a V3A anuncia a criação da GTG, nova empresa que passa a ser responsável pelos projetos de games e eSports da companhia e tem como sócio o investidor Kevin Tang, diretor da Câmara de Comércio Brasil China. A GTG, fruto da sigla de Good To Game, já nasce com um portfólio de projetos proprietários de alto impacto, como o Prêmio eSports Brasil, em sociedade com a Player 1, e o WESG Latam, a maior competição multiplataforma de eSports da América Latina. Dalmo Castello Filho é o CEO da nova empresa, que faz parte do pilar de Ventures (projetos proprietários) comandada por Victor Vocos, co-CEO da V3A.

Além dos projetos já existentes, a GTG terá uma divisão pronta para atender marcas que desejam se conectar ao mundo gamer através de ativações, eventos, conteúdo e projetos taylor made.

Victor Vocos fala sobre o que a criação da GTG representa para o mercado e a V3A.  “Para aproveitar as oportunidades que o mercado de games oferece, não basta entender o mercado, você tem que fazer parte dele.  A GTG é uma empresa gamer, com uma equipe gamer, que conhece o ecossistema e cria os elos mais autênticos entre as marcas e a comunidade. A GTG é uma empresa B2G ‘Business to Gamer’ , conectando marcas ao mundo gamer através das nossas plataformas proprietárias e também, como agência, inovando com os nossos clientes.

Continue lendo

Agências

SRCOM, uma das principais agências de live marketing do mercado brasileiro, é a responsável por criar e produzir espetáculo inédito em Dubai

Publicado

em

SRCOM, uma das principais agências de live marketing do mercado brasileiro, é a responsável por criar e produzir espetáculo inédito em Dubai

Emocionar em vários lugares do Brasil e do mundo é uma especialidade da SRCOMA agência de live marketing, responsável por grandes criações e produções com visibilidade internacional como as Cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Casas Brasil em Londres, Beijing, e Sidney, 14 edições do Réveillon de Copacabana, o maior do mundo, dentre outros projetos, vai levar toda a força e potencial do Estado de São Paulo para a EXPO Dubai 2020, primeira expo do Oriente Médio. A SRCOM, de Sheila Roza (CEO), Abel Gomes (VP Criativo) e Paulo Cesar Ferreira (VP Executivo), ganhou a concorrência para criar e produzir o pavilhão do Estado de São Paulo, que acontece entre 24 e 31 de outubro.

Com a participação de 192 países, o grande hub em Dubai estima receber mais de 25 milhões de visitantes durante seis meses. No pavilhão do Brasil, de 24 a 31 de outubro, os visitantes vão viver São Paulo, numa day trip do que é o estado, sua gente, suas cores, seus sons e seus sabores. O público será conectado a São Paulo através dos hábitos, costumes, da cultura e das pessoas que o constroem todos os dias.  A realização  e promoção  do evento é do Governo de São Paulo e da INVEST-SP.

“Levaremos junto à SRCOM o mais robusto projeto para o pavilhão do Brasil na Expo Dubai. Uma experiência que mistura entretenimento, negócios e economia criativa, sob um conceito arrebatador: São Paulo é do tamanho do mundo! Vamos mostrar a força do estado mais potente do Brasil, com uma participação única, do tamanho de Sao Paulo.” comenta, Gustavo Diniz Junqueira, Presidente da INVEST-SP.

A SRCOM criou e desenvolveu um espetáculo com a força de São Paulo, que será mostrado em uma estrutura multi conteúdos, instalada sob o espelho d’agua do pavilhão do Brasil. Um mix de nomes da arte e cultura que movem a economia criativa do Estado. No line up, a São Paulo Cia. de Dança, uma das mais importantes do país, dirigida por Ines Bogea, a Orquestra Brasil Jazz Sinfônica sob o comando do maestro, compositor e produtor musical Ruriá Duprat, a moda da UMA, assinada pela estilista Raquel Davidowicz, os conteúdos criados pelo Studio Curva, além de artistas plásticos como Chivitz e Minhau, com curadoria de Baixo Ribeiro. E mais as participações de Simoninha, Fabiana Cozza e a pickup do DJ Nuts. O futebol e a Fórmula 1 estarão representados por conteúdos do Museu do Futebol e do Grande Premio do Brasil F1. Mais de 120 profissionais serão levados do Brasil, misturando talentos, tendencias e estilos. Vai ser inesquecível!

“Cada visitante verá uma experiência diferente, A vivência será coletiva mas o olhar e a sensação serão individuais, únicos. Vamos voltar a emocionar, tocar os corações. Agora, mais do que nunca, precisamos de diversão, cultura, música e energia positiva”, comenta Abel Gomes, VP de criação da SRCOM.

O projeto promove também estreita conexão entre marcas e convidados, gerando significativo impacto para o público final. Raízen, Sebrae, Guaraná Antartica, Sadia, Sabesp, Natural One são as confirmadas, até o momento.

A semana de São Paulo na Expo Dubai contará ainda com outras variadas atrações. Patrocinadores, apoiadores e parceiros vão ativar suas marcas através de experiências em um mercado instalado no interior do pavilhão. Muito conteúdo e grandes possibilidades de negócios. A energia da indústria de São Paulo para o mundo!

Continue lendo