Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Localiza lança plataforma digital e fecha parceria com parque para atrair clientes em campanha de férias

Publicado

em

Campanha “Vai Viajar? Vai de Localiza” tem como objetivo estimular o aluguel de veículos no período das férias escolares e mostrar os benefícios da reserva antecipada

Quais as vantagens de se alugar um carro para viajar nas férias de verão? A Localiza, rede de aluguel de carros da América Latina, acaba de lançar uma campanha para incentivar o aluguel de carros durante as férias e mostrar que, as reservas realizadas com antecedência para o período apresentam preços mais atrativos, com descontos. Com o mote “Vai viajar? Vai de Localiza”, as ações foram criadas pela Solution Comunicação Estratégica e a Agência Digital TV1. A campanha divulga também as condições especiais para o aluguel mensal na alta temporada, além da variedade de marcas e modelos dos veículos, ideias para todo tipo de viagem.

Segundo o diretor de Marketing da Localiza, Herbert Viana, o intuito é mostrar, de forma leve e por meio de situações reais, que poucas experiências na vida proporcionam mais liberdade que pegar o carro e cair em uma rodovia. “Foram criadas peças e posts no facebook com a temática “Motivos para viajar de carro”, que retratam situações como: viajar de carro tem mais paisagens, rende mais histórias, mais diversão e mais surpresas. É aquele ritual de acordar cedo, colocar as malas no carro, de poder parar onde quiser e descobrir novos cenários. Ou se você está em uma praia ou cidade e quer conhecer outros lugares, basta alugar um carro e pronto. Tudo isso com muita praticidade e agilidade, curtindo a viagem, os amigos, mais tempo para conversar e ouvir música”, diz o diretor.

Roteiros de Viagem e Redescobrindo o Brasil

Além do investimento em mídias convencionais como rádio, TV, jornais, revistas e mídia aeroportuária, a Localiza está investimento pesado em marketing digital. Para ajudar os clientes na escolha do destino, a empresa acaba de lançar uma plataforma digital denominada “Roteiros de Viagem”, um guia com 30 rotas turísticas de diversas regiões do Brasil que está disponível no site da empresa ou diretamente no link: https://www.localiza.com/brasil/pt-br/viaje-de-carro.

Dentre as ações de fim de ano, a Localiza fechou parceria com o Estadão e é patrocinadora do projeto “Redescobrindo o Brasil”, uma viagem de mais de 3.500 km, de Fortaleza a São Paulo, percorrendo o litoral brasileiro, que teve início no dia 21 de novembro e terminará na capital paulista no dia 16 de dezembro. A aventura, a bordo de um Jeep Renegade e de um Ford EcoSport, irá explorar algumas das cidades mais importantes do trajeto , bem como seus arredores e as estradas (principais e secundárias) que as conectam. Todo o conteúdo gerado para os cadernos de Gastronomia, Turismo e Veículos do jornal estará disponível nas redes sociais da Localiza, para que as pessoas possam entrar e pesquisar o roteiro que mais lhe agrada. A equipe do projeto é composta por dois repórteres e fotógrafo, além de um videomaker e dois produtores.

Segundo a gerente de Marketing e Comunicação da Localiza, Carolina Guimarães, o objetivo do projeto é gerar conteúdo de qualidade para aqueles que buscam viajar de carro pelo Brasil. “Poucas experiências na vida proporcionam mais liberdade que pegar o carro e cair na estrada. Fazer um roteiro de carro rende mais histórias. O país possui opções turísticas incríveis, desconhecidas até dos próprios brasileiros. O objetivo dos projetos Roteiros de Viagem e Redescobrindo o Brasil é revelar lugares surpreendentes e encantadores para se conhecer de carro”, comenta Carolina.

Novas playlists no Spotify

Como viajar de carro tem tudo a ver com escutar música, a Localiza criou novas playlists no Spotify inspiradas na mensagem da campanha de férias e com trilhas elaboradas para cada tipo de viagem. “ Ao utilizar a plataforma Spotify, a Localiza pretende criar uma relação mais próxima com o cliente”, explica o especialista em MKT digital da Localiza, Rodrigo Sales.

“Já é uma tradição a Localiza desenvolver campanhas durante a temporada de férias. Esse é mais um momento em que a empresa chega forte no mercado, buscando ficar próxima dos clientes e com inovações para manter seu protagonismo no negócio de aluguel de carros”, explica o diretor de Marketing da Localiza, Herbert Viana. As agências da Localiza e as vans estão decoradas com adesivos e displays da campanha. A ação inclui, ainda, flyer promocional.

Circuito elegante

Por meio de uma parceria com o Circuito Elegante, uma associação de viajantes exigentes que conta com um conjunto de serviços especiais e de qualidade, a Localiza fechou parceria com influenciadoras reconhecidas no trade turístico. Por meio de posts em instagram, facebook e blog, a locadora busca estimular o aluguel de carro no período das férias e reforçar a marca.

Parceria com o Beach Park

Nas agências Localiza de Guarulhos (SP) e na loja do Beach Park da Avenida Beira Mar de Fortaleza (CE), um simulador de realidade virtual do Beack Park fez as pessoas se sentirem em um dos brinquedos radicais do parque. Visitantes do Beach Park tem 15% de desconto para alugar um carro na Localiza.

Festival de Verão de Salvador

Para terminar 2016 com festa, a empresa foi a locadora oficial do Festival de Verão de Salvador (BA), realizado nos dias 10 e 11 de dezembro.

Continue lendo

Universo Live

Publicidade nos muros das favelas gera cestas básicas ao G10

Publicado

em

Presente em comunidades de todo o país, o Outdoor Social® foi criado para conectar marcas com o público das favelas e aquecer a economia local. Na prática, como modelo de mídia OOH (Out Of Home), o morador recebe para tornar o muro de sua casa um outdoor para anúncios, fazendo com que a população local tenha contato com as marcas. “É uma forma de mostrar ao mundo o poder de consumo da região e possibilitar uma renda extra aos expositores, que são domiciliados locais”, explica Emilia Rabello, fundadora do Outdoor Social®, pioneiro no segmento OOH em favelas.

Nesse momento de agravamento da pandemia, além da renda extra, que auxilia os moradores, o Outdoor Social® destinará cestas básicas para o G10, bloco das 10 maiores favelas do Brasil. A cada painel instalado em abril, uma cesta básica é doada. A meta é alcançar o mínimo de 1.000 outdoors, de marcas como O Boticário e Tim, colocados nos muros dos moradores das principais favelas do país. O intuito é amenizar os impactos socioeconômicos deste momento de crise no país. “Estamos em uma situação crítica com o agravamento da pandemia e precisamos nos mobilizar. Só na primeira semana, conseguimos entregar 268 cestas e esperamos distribuir ainda mais rapidamente. Com essas doações, queremos atravessar juntos o momento de crise e inspirar outros líderes empresariais a destinarem parte do lucro à entrega social”, conta Emilia.

Segundo o Monitor das Doações Covid-19, organizado pela Associação Brasileira dos Captadores de Recursos (ABCR), a população brasileira fez muitas doações durante os 12 meses da pandemia no país. A cifra da solidariedade já totaliza R$ 6,5 bilhões, englobando doações de pessoas físicas e jurídicas. Desse valor, 84% são originários de companhias privadas.

 “Não podemos mais esperar por políticas públicas. Somos um povo forte, unido, trabalhador e juntos, sairemos dessa”, ressalta Gilson Rodrigues, presidente do G10. Acreditando na soma de esforços para atender as necessidades da sociedade, Emilia reforça o potencial que as comunidades têm. “As favelas brasileiras possuem um enorme potencial cultural, intelectual e econômico. Por isso, precisamos seguir somando esforços para garantir as ferramentas de pleno desenvolvimento dessas populações e alavancar a economia do país”, finaliza.

Continue lendo

Universo Live

Marketing de influência: como as comunidades potencializam as marcas

Publicado

em

A oportunidade de criar uma proximidade maior com os clientes é um dos pontos que mais chama atenção das marcas para as comunidades, que também são conhecidas como “Fórum 4.0”. O levantamento do Community Roundtable, que aponta as estratégias de comunidade com um ROI médio de 6.469% para as marcas, é a prova de que esse tipo de ação está em alta entre as empresas.
As comunidades propiciam a troca de conhecimento por meio da produção de artigos, interação rápida, cursos online e se tornou uma oportunidade para o público, influenciadores e marcas conviverem em um ambiente virtual seguro e garante até mesmo uma chance de obter renda e maior faturamento. De acordo com Luciano Kalil, CPO da Squid e especialista em comunidades, essa é uma forma assertiva de as marcas entenderem o que de fato os consumidores estão buscando.

“Para se aproximar dos seus clientes, empresas têm investido na construção de comunidades como um canal direto de relacionamento com influenciadores e, claro, com o consumidor. Esse canal se torna um ambiente de troca de informações e também para a construção de produtos e serviços que tenham a cara daquele público, pois quem consome tem esse canal direto com a marca”, analisa o executivo da empresa líder em marketing de influência e comunidades no Brasil.

Essas comunidades também são importantes para que as empresas compreendam quais as necessidades da sua marca e apliquem mudanças em seus serviços ou produtos. É como se fosse um novo FAQ, em que as principais dúvidas dos usuários são esclarecidas e a partir disso, é possível realizar mudanças que aproximem ainda mais aquela empresa ao público final.

No mundo, essa solução já é a realidade de muitas empresas. A Lego, por exemplo, criou uma comunidade para os amantes da marca. Lá, os consumidores conseguiram propor novas soluções, votar em seus favoritos e enviar feedbacks. As ideias mais populares se tornam produtos e o idealizador do projeto ganha um percentual das vendas. A plataforma agrega mais de 1 milhão de inscritos.

“Aqui no Brasil, a Squid lançou o #ClubeDaInfluência e já possui mais de 40 mil inscritos. Nesse espaço, os criadores de conteúdo ajudam os outros de forma colaborativa e encontram na plataforma cursos que proporcionam a profissionalização de influenciadores digitais. É uma oportunidade de gerar conhecimento, além de movimentar o mercado da influência”, explica Luciano Kalil.

Continue lendo