Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Ironhack São Paulo terá primeira turma para formação de analista de dados

Publicado

em

Com profissão em alta no mercado de trabalho e salários de até R$ 12.500, escola de tecnologia abre inscrições para curso voltado à área; Aulas começam em março de 2019

Atualmente uma das profissões com maior número de oportunidades no mercado de trabalho na área de tecnologia é o de analista de dados. Responsável por coletar, compilar, analisar e interpretar os dados para promover o desenvolvimento sustentável dos negócios, esse profissional precisa aliar sólidas habilidades em programação e estatística com a visão analítica para atuar no setor. Segundo relatório da consultoria Robert Half, neste ano a remuneração do cargo variou entre R$ 5,5 mil e R$ 12,5 mil. Em 2019, as perspectivas de mercado devem se manter favoráveis para a área, segundo a empresa.

Aproveitando esse cenário, a Ironhack – escola global especializada no ensino de tecnologia e programação com presença em oito países – anuncia a abertura das inscrições da primeira turma do curso de Data Analytics, na unidade de São Paulo. Com início programado em março de 2019, as aulas ocorrem sempre às terças e quintas (noturno), além dos sábados (diurno), ao longo de 24 semanas.

Pedro Falkenbach, growth manager da Ironhack no Brasil, informa que o curso é indicado tanto para os profissionais que almejam uma qualificação profissional como estudantes e recém-formados com a intenção de ingressar na indústria de análise de dados. “O curso também é altamente recomendado para empreendedores que desejam se aprofundar nas mais novas tecnologias e práticas do setor e aproveitar o conhecimento para aplicar em suas empresas”, complementa.

Com carga horária de 360 horas, o bootcamp é dividido em três módulos. No primeiro, o aluno aprenderá a filtrar dados, construir APIs, web scraping e as linguagens Git, MySQL e Python. No módulo seguinte, o foco será a condução de análises com Panda, utilização de dados para fins exploratórios e storytelling, além de estatísticas de inferência com uso de Python e Business Intelligence. Na última parte do curso, o estudante conhecerá os fundamentos de Machine Learning por meio do software Scikit-Learn para construir, avaliar e lançar modelos. Também terá noções básicas de algoritmos e construção de pipelines de machine learning.

Para cumprir a missão de oferecer cursos acessíveis para todas as idades e níveis de conhecimento, ao se inscrever no programa, o aluno terá acesso a uma plataforma on-line com mais de 60 horas de conteúdo sobre os fundamentos básicos de Data Analytics. A ação visa familiarizar e nivelar os conhecimentos da classe antes do início do curso, além de facilitar a progressão do grupo.

Assim como nos demais bootcamps da Ironhack, o estudante contará com auxílio para se inserir no mercado de trabalho. No final do curso, a escola organiza a Hiring Week, semana de contratação onde os recrutadores de diversas empresas, em busca de analistas de dados, poderão conhecer e entrevistar os alunos recém formados. Vale ressaltar que não há custo e compromisso para nenhuma das partes.

Detalhes adicionais podem ser consultados diretamente no link: http://www.ironhack.com/pt/cursos/data-analytics-part-time

Demais cursos

Além da turma de Data Analytics, a Ironhack está com inscrições abertas para o curso de Desenvolvimento Web, que visa formar principalmente desenvolvedores full-stack. A turma do período integral, com duração de 9 semanas e aulas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, começa a partir de 7 de janeiro. Já em 21 de janeiro, ocorre o início das atividades do curso part time (24 semanas).

A escola também disponibiliza turmas para formação de UI/UX Design, focado na experiência do usuário. O curso em período integral inicia no dia 18 de fevereiro. Já a aula inaugural do curso part time está prevista para o dia 11 de março.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Universo Live

NovaDAX distribui criptomoedas na Stock Car

Publicado

em

A sétima etapa da temporada de 2022 da Stock Car aconteceu no Autódromo de Interlagos, em São Paulo e agitou o mundo dos criptoativos. A NovaDAX – exchange global de negociação de criptomoedas e patrocinadora oficial da Stock Car, marcou presença com uma ação de live marketing, seguindo tendências de players internacionais ao apostar no automobilismo de maneira inovadora e imersiva.

“As ações de live marketing são importantes para criar awareness da marca e produtos, ao mesmo tempo em que aproximam o público e desenvolvem uma conexão mais próxima com os clientes”, diz Aloizio Manoel, trainee marketing da NovaDAX.

Os convidados tiveram a oportunidade de interagir com uma máquina de vento com distribuição gratuita de papéis que presentam valores reais em criptomoedas, ao mesmo tempo em que recebiam informações valiosas sobre as soluções da corretora de criptoativos, que tem se destacado no mercado brasileiro.

A ação foi idealizada e produzida pela Agência Folzke, que aposta na nova economia da geração Z.

“A NovaDAX é um retrato da nova economia, da era tech em que estamos vivendo e irá se intensificar ainda mais com a geração Z. Tudo isso está em total sintonia com a missão da Folzke e nos inspira a criar soluções cada vez mais criativas e imersivas”, conclui Gabriel Folzke, diretor da agência Folzke.

Continue lendo

Universo Live

Budweiser apresenta projeto artístico que impede a demolição de quadras de basquete de rua pelo Brasil

Publicado

em

As quadras de basquete de rua fazem parte da vida das pessoas. Elas estão nos bairros, nos centros, na infância e na juventude e, por isso, acabam se tornando mais do que um lugar para se jogar basquete. Mas se por um lado a quadra é sinônimo de lazer, cultura, música e senso de comunidade, ela também é um espaço altamente visado pelo mercado imobiliário. Afinal, são 420m2 de um terreno plano que poderia dar lugar para novos estacionamentos e prédios.

Infelizmente, quando uma quadra é destruída, não se perdem apenas 420 m2, mas toda a cultura que está a sua volta e, por isso, a Budweiser, parceira da NBA e uma das porta-vozes do basquete no Brasil, decidiu agir. A marca encontrou uma brecha na Lei de Tombamento Brasileira nº 25/1937, que diz: “um lugar de interesse público com valor artístico é considerado patrimônio público e não pode ser demolido”.

Intitulada “Quadras Indestrutíveis”, a iniciativa criada pela agência Africa contempla a realização de um projeto artístico, com relevância cultural ao local, em uma quadra de rua. Com o projeto realizado, é possível entrar com um pedido de tombamento*. Para isso, a Budweiser resumiu o processo em cinco passos, descritos no site Quadras Indestrutíveis : 1) Escolha uma quadra pública de basquete; 2) Encontre um tópico relevante para a cultura local; 3) Selecione um artista; 4) Budweiser conecta o artista, a quadra e você; 5) Entre com o pedido de tombamento.

“Esse é um projeto extremamente relevante, que dá poder para as pessoas exigirem o que é delas por lei. Cada dia que passa é mais comum vermos quadras abandonadas, sem cuidado ou iluminação. As pessoas não merecem esse descaso, elas merecem cultura e lazer,” comenta André Mota, gerente de estratégia da marca Budweiser na Ambev.

O projeto piloto, realizado com sucesso em uma quadra em Natal, RN, mostrou o potencial de transformação da iniciativa. A Budweiser convidou um artista local, que criou uma arte homenageando um dos principais jogadores brasileiros de basquete, também nascido na cidade, Oscar Schmidt. Após a realização da obra, o pedido de tombamento foi feito e levado para o secretário de cultura junto ao prefeito. Hoje, a quadra já é considerada um patrimônio cultural e não pode ser demolida. Daqui em diante, ela servirá apenas para lazer, entretenimento, cultura e até como ponto turístico na cidade.

Pelo site, já foram registradas cerca de 16 quadras, que agora estão no processo para receberem um artista e serem transformadas. Na Mooca, tradicional bairro da cidade de São Paulo, SP, uma quadra acaba de ser finalizada.

Continue lendo