Conecte-se com a LIVE MARKETING

Agências

Grupo Case anuncia fusão com a agência europeia events by tlc

Publicado

em

Agora, com atuação em território ibero-americano, as agências passam a oferecer novas competências em ações para os seus clientes

 

O Grupo Case, especializado em live marketing e que atua por meio da Case Imagine e Case Imagine Américas (na Flórida, EUA), acaba de anunciar fusão com a events by tlc, agência europeia com matriz em Portugal e agências na Espanha e no Brasil.

Parceiras de muitos anos, as duas empresas possuem relação de confiança e admiração e, agora, poderão partilhar os seus conhecimentos de forma global na realização de ações de live marketing, marketing digital, organização de eventos corporativos e esportivos, congressos internacionais, viagens de incentivo, entre outros.

Somado a essa parceria bem-sucedida, Carlos Arruda, CEO do Grupo Case, conta que a união foi motivada pelas necessidades dos próprios clientes em ir além e ter experiências diversificadas com uma presença ibero-americana consolidada. “Como sempre nossas decisões são tomadas com o cliente ao centro da mesa. E ter essa maior participação na Europa nos dá possibilidades de complementar as necessidades das ações e oferecer novas experiências tanto para os clientes como aos nossos colaboradores”.

Arruda ainda ressalta que as duas agências dividem da mesma visão em ouvir seus clientes, resolver suas demandas, atender as estratégias e oferecer as ferramentas mais atuais e adequadas. “Culturalmente, Case e events by tlc tem muito em comum, o que possibilita entregar aos clientes o melhor em Live Marketing e Experience Incoming, agora em território ibero-americano. Essa complementariedade geográfica é muito interessante. Amplia a nossa rede de atuação já que passamos a ter operação com equipe em Lisboa, Porto, Madri, Barcelona e Flórida, e ao mesmo tempo reforça a presença da Case no Brasil junto com a events by tlc”.

Apesar da atuação global, Arruda destaca que o Grupo mantém a sua expertise em definir estratégias locais e continua com equipe especializada em cada país. O executivo atenta que os negócios e operações da Case e events by tlc são complementares e, neste momento, as duas empresas irão operar sob o mesmo guarda-chuva, porém, de forma independente. Os contratos continuarão sendo executados com a mesma qualidade de sempre.

A Case permanece com suas bases em São Paulo (SP) e em Orlando (Flórida), mas estende operações para a Espanha e Portugal e se torna a marca de eventos esportivos do grupo; e a events by tlc continua com suas unidades em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Lisboa e Porto (Portugal), Madri e Barcelona (Espanha), mas agora amplia suas operações na Flórida (USA). Diante desse desenho, Carlos Arruda continua à frente como CEO Américas, e Diogo Assis como CEO do Grupo.

“Acreditamos que o processo de integração será bastante rápido, justamente por conta da proximidade dos valores culturais e também pela alta sinergia estratégica entre as duas empresas. Com essa fusão de culturas e intercâmbio de ideias entre os mercados iremos trazer um valor agregado muito grande aos nossos clientes e um potencial de desenvolvimento ainda maior”, sinaliza Arruda. As estratégias, segundo ele, é preparar a agência para desenvolver novas soluções e formas de comunicação. “Sabemos que as necessidades das empresas em se comunicar através de eventos estão mudando rapidamente e precisamos ser mais rápidos que essa mudança”, observa o executivo ao lembrar que é importante que as agências entendam que hoje, as culturas são muito próximas e que a velocidade das informações é grande e impacta o mercado. “Não vamos parar de investir e avançar. Iremos adaptar as empresas a todas as mudanças que estão ocorrendo não só regionalmente, mas também do ponto de vista de processos. O nosso objetivo é manter o nível de empreendedorismo e inovação da empresa sempre do time para cima”, acrescenta Diogo Assis, CEO do grupo.

Diogo Assis compartilha do ponto de vista de Arruda e reforça que para a empresa a fusão traz novas oportunidades e expansão dos negócios, inclusive de trabalhos na Flórida – agora com operação da events by tlc – o que impulsiona a continuidade dos investimentos para atender diferentes demandas com o objetivo de entregar sempre o melhor aos clientes. “Não pensamos em ser os maiores, mas sim os melhores em todas as áreas de negócios onde o Grupo opera, e com esta fusão oferecer muito mais possibilidades aos clientes e soluções que impulsionem resultados positivos para os mesmos”, conclui Assis.

Continue lendo

Agências

Ampla conquista a conta da Margarina Primor

Publicado

em

A Ampla – agência com sede em Recife (PE) e escritórios em Vitória (ES), Aracaju (SE) e Maceió (AL) – acaba de conquistar a conta da Margarina Primor, líder no segmento de margarinas de consumo nas regiões Norte e Nordeste. A agência cuidará de toda a comunicação e campanhas on e off-line da Margarina Primor. A marca pertence à Seara, da JBS.

“A Ampla será uma parceira estratégica da Primor na região. Vamos apoiar a marca no fortalecimento de sua liderança, além de reforçar para o consumidor a inovação e a qualidade dos produtos Seara”, explica Queiroz Filho, co-presidente da Ampla.

A Seara também possui as marcas Delícia, Doriana, Delicata, Gradina, Salada, Ricca, Cremosy e Cukin, e ocupa, atualmente, a segunda posição no mercado brasileiro de margarinas, com 35,5% de participação.
Continue lendo

Agências

WWF-Brasil e Loop Brands firmam parceria para gestão de contratos de licenciamento

Publicado

em

Num mundo cada vez mais consciente, no qual as pessoas estão mais atentas ao desperdício, reciclagem, reuso e consumo sustentável, o WWF-Brasil licencia seu icônico panda  – uma das marcas mais reconhecidas e queridas no mundo – com o objetivo de comunicar suas mensagens de conservação em prol do meio ambiente para um maior público possível, com produtos sustentáveis e que expressem as causas defendidas pela organização e que são endossadas pelos consumidores.

A agência escolhida para o gerenciamento da marca é a Loop Brands, já reconhecida no segmento de causas relacionadas com saúde, meio ambiente e relações sociais. A empresa será responsável pela prospecção e gerenciamento dos contratos de licenciamento de produtos que visem um mundo mais sustentável, com maior respeito à biodiversidade e menor desperdício e pegada de carbono.

Os produtos que estamparão a marca WWF no Brasil possuirão caráter educativo e de comprometimento ativo. Eles trarão mensagens de conservação como forma de expressão daqueles que se identificam com a causa ambiental. O objetivo é proporcionar às pessoas o sentimento de pertencimento e oportunidade de externar opiniões, trazendo informações novas que as estimulem a reflexão sobre o planeta e suas responsabilidades com o meio ambiente.

Para evitar a geração excessiva de lixo, toda a produção será amigável com o meio ambiente, desde a embalagem que deve gerar o mínimo possível de resíduos, incorporando materiais reciclados ou reutilizáveis até o produto em si, que deve ser inteligente, com design consistente, durável, com função e propósito, feitos de materiais sustentáveis ou alimentados por energias renováveis.

A iniciativa ocorre num momento de expansão da consciência ambiental em que boa parte dos consumidores são totalmente favoráveis ao marketing de causa, conforme sinaliza a pesquisa Ipsos 2019. Na mesma análise, 34% das pessoas disseram ter adquirido no último ano, produtos que destinaram parte do seu valor a causas sociais, culturais ou ambientais. Para Murilo Hinojosa, sócio-fundador da Loop Brands, o anúncio de licenciamento da marca chega em boa hora. “os consumidores valorizam e estão dispostos a adquirir produtos fabricados da maneira ambientalmente correta”.

Gabriela Yamaguchi, diretora de sociedade engajada do WWF-Brasil afirma que “mais que uma parceria, a ação representa um esforço de adequação às tendências de comportamento e engajamento da sociedade. Trata-se de mais uma iniciativa do WWF-Brasil para a mudança da atual trajetória de degradação do nosso planeta. A cada ano, o mundo despeja cerca de 8 milhões de toneladas de plástico nos oceanos, as paisagens naturais têm sido alteradas e muitas espécies de plantas e animais estão em risco de extinção. Precisamos mudar a forma como consumimos e nos engajar mais com a causa ambiental”, ressalta.

Continue lendo