Conecte-se com a LIVE MARKETING

Eventos

AMPRO Live Experience 2017 discute novas relações trabalhistas e Rio quer receber mais eventos

Publicado

em

Palestrantes demonstram otimismo em relação à atuação da Justiça do Trabalho no novo cenário

“Na minha percepção, 70% dos juizes do trabalho devem acatar as novas regras estabelecidas pela reforma tributária “, afirmou o juiz federal do trabalho Marlos Melek, em palestra durante o AMPRO Live Experience 2017, 3º Congresso Brasileiro de Live Marketing que está acontecendo nesta segunda-feira (23) no Palácio Tangará, em São Paulo. “À diferença do que foi divulgado recentemente após o congresso da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho), nas conversas que tenho com colegas, sinto que a maioria vai seguir a nova lei, discordando de um ou outro ponto. ”

Membro da Comissão de Redação Final da Reforma Trabalhista, Melek é um dos convidados do bloco de discussões sobre a modernização das relações de trabalho do congresso promovido pela AMPRO (Associação de Marketing Promocional). A poucos dias da entrada em vigência da nova lei, o setor debateu sobre os impactos positivos que ela deve provocar no mercado de live marketing, um dos que tinha mais dificuldades para se encaixar no modelo da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho).

Considerado como a ferramenta de comunicação do futuro, o Live Marketing é a atividade na qual se incluem todas as ações, campanhas ou eventos que proporcionem experiência de marca e interação com pessoas para, de forma estratégica, atingir resultados e soluções de comunicação para marcas, produtos e serviços. É o guarda-chuva no qual se inserem todas as ações, eventos e campanhas que aconteçam ao vivo. Uma degustação de um queijo no supermercado, por exemplo, é uma ação de Live Marketing. As ações que aconteceram dentro do Rock in Rio ligadas a marcas são outro exemplo.

Como trabalham quase que exclusivamente com ações pontuais, as agências de live marketing devem ser um dos setores mais beneficiados pela nova lei. Essas agências, que contratam muitos freelancers, podem agora usar o esquema de trabalho intermitente com uma segurança muito maior. O juiz Melek explicou que a empresa poderá contratar vários trabalhadores ao mesmo tempo e só chamá-los quando houver demanda. Mesmo tendo assinado a carteira, não pagará nada pelo tempo em que o trabalhador ficar parado, nem para o trabalhador nem impostos. O trabalhador, por sua vez, poderá ter vários registros na carteira ao mesmo tempo. Durante o período trabalhado, o empregado tem direito aos proporcionais de férias, 13º e FGTS.

A terceirização também foi apontada como um grande avanço para o setor que tem uma flutuação muito grande na demanda por serviços. “No entanto, é preciso ficar atento para não incorrer na ‘pejotização'”, disse Melek. “A empresa não pode pedir para que o design, a diretora de arte, o produtor se transformem em pessoa jurídica e continuar usando o trabalho desses profissionais regularmente. Isso é ‘pejotização’.”

Outro ponto de interesse para o setor é o que trata de bônus e premiações — que deixarão de ser obrigatoriamente incorporados aos salários. A Ampro teve, inclusive, papel ativo na formatação desse item, participando de várias discussões sobre o tema.

Compuseram também o painel sobre reforma trabalhistas Luiz Amaral, sócio da FAS advogados, e Marcel Cordeiro, partner-tax-labor&social security PWC – PricewaterhouseCoopers, falando sobre as oportunidades que a reforma traz para o negócio. E Luiz Alberto Teixeira, sócio-fundador do escritório Teixeira Alcantara Coelho e Alabi Advogados Associados, explicando como fica o e-Social dentro do novo modelo de relações trabalhistas.

 

Rio quer receber mais eventos

Marcelo Alves, presidente da Riotur e Rioeventos, falou ao mercado de Live Marketing sobre a marca Rio de Janeiro e as oportunidades do destino para o mercado de Eventos. O painel Rio de Janeiro a Janeiro fez parte da programação do AMPRO Live Experience – 3º Congresso Brasileiro de Live Marketing, neste dia 23 de outubro, que reuniu mais de 300 profissionais do setor em São Paulo.

O principal desafio da gestão, segundo Alves, que também comanda uma agência de Live Marketing, é fazer com que o Rio de Janeiro suba no ranking das cidades mais visitadas do mundo. “O Rio está em 92ª posição dentre as 100 cidades mais visitadas. Isto não combina conosco, não combina com o Brasil. Quando fui convidado para a Riotur, a demanda era que o Rio precisava de marketing, de Live Marketing. Não adianta uma visibilidade absurda nas olimpíadas sem um planejamento de continuidade. Tivemos a Olimpíada mais encantadora de todos os tempos. Não há país no mundo que entrega tão bem evento quanto o Brasil. Precisamos estar na vitrine positiva”, pontuou.

Embora as notícias sobre a insegurança no estado cheguem ao conhecimento do mundo, Alves garante que o Rio está preparado para receber outros muitos grandes acontecimentos. “Há um ano tínhamos 20 mil quartos e hoje temos 58 mil, 372 hotéis, prontos pra receber qualquer tipo de evento. Os nossos aeroportos estão aptos a receber um volume grandioso de turistas. Temos o nosso centro de operações, o COR, por meio do qual a cidade é administrada, controlada e vigiada por 1000 câmeras diariamente. A mobilidade urbana está preparada. Ano que vem temos grandes projetos para o Boulevard Olímpico, temos o teatro Municipal, centros de convenções, diversos lugares preparados para receber grandes eventos, Maracanã, Sambódromo, Jockey Club, Museu do Amanhã, Aqua Rio – que bate mensalmente recordes de público etc”.

Para ele, o Turismo é uma das maiores representações do Live Marketing. “O turista tem a visão, audição, o tato, o olfato e o paladar estimulados em sua viagem. É o elo direto entre o consumidor e a cidade, ao vivo, provocando experiências que os aproximem e sejam inesquecíveis, gerando venda ou valor. O Rio é Live. Nosso segmento é o que realmente vai virar esse país, é o que mais emprega e tem respostas rápidas; nossa capacidade, vontade de fazer é o que vai fazer com que o Rio saia dessa posição e esteja na que merece”, enfatizou.

O AMPRO Live Experience, organizado pela AMPRO – Associação de Marketing Promocional, aconteceu no Palácio Tangará e finaliza com a revelação dos vencedores da maior premiação do Live Marketing no Brasil, o AMPRO Globes Awards.

Continue lendo

Eventos

Museu da imaginação apresenta oficinas de arte on-line

Publicado

em

Que tal um programa on-line onde as crianças podem brincar e aprender ao mesmo tempo? O Museu da Imaginação segue sua programação de oficinas on-line e neste sábado (24/04), a mergulha na arte abstrata de Piet Mondrian.

Além de aprender sobre o movimento artístico, as crianças desenvolverão uma obra de arte a partir de propostas inspiradas nos quadros do artista. A lista de materiais é enviada por e-mail e os materiais são simples: a ideia é produzir arte com o que você possui em casa, e o melhor de tudo é que as crianças conseguem desenvolver as atividades sozinhas, sem intervenção dos pais.

Piet Mondrian teve um percurso interessante: influenciado pelas obras do Van Gogh, começou a pintar quadros com coisas figuras em suas formas reais: uma árvore, uma ponte, etc. Conforme foi ficando mais velho, sua obra foi ficando cada vez mais abstrata, seguindo alguns conceitos bem particulares. Como isso aconteceu? Como foi esse processo? Nessa aula, falaremos um pouco sobre isso e sobre sua relação com as cores e formas, coisa que o deixou muito famoso!

A oficina acontece via Google Meets, tem duração de 1 hora com duas possibilidades de horário: uma sessão acontecerá as 11h e outra as 15h. A venda está disponível até as 17h do dia 23/4 para compra no site do Museu da Imaginação!

O Museu agora pode estar na sua casa!

O Museu da Imaginação agora na sua casa! Foram elaboradas uma atividade online, onde os educadores apresentam às crianças um assunto artístico e desenvolvem uma oficina com matérias simples, que todos tem em casa, desenvolvendo a imaginação, criatividade e coordenação motora.

Essas oficinas online foram desenvolvidas para que as crianças mergulhem no mundo da arte com muita imaginação e através de brincadeiras e diversão. As oficinas compreendem, além da confecção de objetos, uma reflexão sobre a produção artística da criança e o aprimoramento do pensamento criativo, tão importante para o desenvolvimento infantil.
Serviço:

MUSEU DA IMAGINAÇÃO

Ingressos para as oficinas disponíveis via whattsapp ou neste link .

WhattsApp.: (11) 94539-7638

@museudaimaginacao

Continue lendo

Eventos

BIG Festival estima movimentar US$50 milhões em 2021

Publicado

em

O BIG Festival,  festival e hub de negócios de games, apoiado pelo Brazil Games, o programa de exportação criado pela Associação Brasileira de Desenvolvedores de Jogos Digitais, ABRAGAMES, em parceria com a Apex-Brasil, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, anunciou  que já tem 290 empresas inscritas para suas rodadas de negócios.
A plataforma, exclusiva do BIG Festival, conecta empresas com perfis complementares para reuniões de negócios. Ao longo de suas oito edições, o BIG Business Meetings já contou com a participação de mais de 2100 empresas e movimentou mais de US$200 milhões.

“O BIG Festival está presente em todas as frentes de negócios em games. Além de promover investimentos, nossos encontros estimulam a compra de jogos da região e até a compra de estúdios”, afirma Eliana Russi, Gerente Executiva do Projeto Brazil Games, “Para esse ano, estimamos movimentar em torno de US$50 milhões, um número expressivo para um ano como 2021 e para uma fase como esta que ainda vivemos no Brasil”, continua.
As reuniões de negócios do BIG Business Meetings colocam empresas desenvolvedoras brasileiras à frente de grandes publishers, como Sony, Microsoft, Nintendo e Epic Games, e em 2021 não será diferente. Destas oportunidades, surgiram diversos cases de sucesso ao longo da história do evento.

Um dos exemplos de negócios gerados no BIG é o jogo Kaze and the Wild Masks, finalista na categoria de Melhor Jogo Brasileiro nesta edição. “O BIG Festival é um dos eventos de jogos mais relevantes do Brasil, e, para nós, o mais importante do qual participamos nestes últimos seis anos de desenvolvimento. Em 2019 tivemos a oportunidade de expor o nosso jogo e ver milhares de jogadores testando o Kaze”, afirma Paulo Bohrer, co-fundador da PixelHive, compositor e sound designer no Kaze and the Wild Masks.

“Além disso, a rede de contatos que fizemos no BIG foi importantíssima para o jogo, pois foi naquele mesmo ano que iniciamos as negociações com a nossa publisher internacional, SOEDESCO; um grande passo que estávamos buscando e que possibilitou o lançamento do Kaze para as diversas plataformas nas quais ele está disponível hoje”, continua Paulo.

Com mais de 60 horas de programação online e gratuita, o BIG oferece palestras de diversos temas do universo dos games, mas para quem está buscando fazer negócios no evento, há alguns destaques:

Como preparar seu estúdio para receber investimentos
Cassia Curran, especialista em investimentos e apoio a estúdios indies por meio do WINGS Fund, discute, ao lado de Rebecca Owen, da Digital Development Management, o que um estúdio deve considerar ao se preparar para receber investimento ou para uma fusão.
Quando: 5 de maio (quarta-feira), das 12h30 às 13h00.

Humble Bundle: Black Game Developer Fund
Nesse papo, Justin Woodward, Co-fundador do The Mix, falará sobre o Black Game Developer Fund, um programa anual de US﹩ 1 milhão que visa apoiar os desenvolvedores de jogos negros, ajudando-os a publicar jogos com financiamento, produção e suporte de marketing por meio da publisher Humble Games, da Humble Bundle.
Quando: 5 de maio (quarta-feira), das 17h30 às 18h00.

Financiamento indie: conheça a Kowloon Nights
Anlu Liu, Content Manager do Kowloon Nights, Mark Venturelli, CEO e Diretor Criativo da Rogue Snail, uma das empresas investidas pelo fundo, e Astrid Refstrup, CEO e Co-founder da Triple Topping Games, vão bater um papo sobre o Kowloon Nights e financiamento indie. Conhecido como um fundo de investimento especializado em games que já adicionou mais de 40 títulos em seu portfólio, o Kowloon Nights tem mais de US﹩100 milhões em custódia para financiar jogos independentes.
Quando: 7 de maio (sexta-feira), das 11h30 às 12h00.

A programação completa do BIG Festival, com mais de 60 horas de conteúdo online e gratuito, contará ainda com grandes nomes do mercado de games como Ubisoft, BioWare e NetEase e será divulgada em breve.

O BIG Festival 2021 acontece entre os dias 3 e 9 de maio e todo o conteúdo do festival será disponibilizado de forma virtual e gratuita, com exceção das rodadas de negócios, voltadas a desenvolvedores, compradores, publishers e investidores internacionais e nacionais.
Continue lendo