Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Adtech Applift lança nova marca e reposicionamento no mercado de publicidade mobile

Publicado

em

Mudanças chegam com o lançamento da nova solução Mobile Journey Advertising

Ferramenta alia as duas principais motivações de uma campanha de publicidade mobile – aquisição de novos usuários e retenção/engajamento deles dentro do universo do app, fazendo com que as instalações se convertam em negócios.

A adtech Applift, empresa líder em tecnologia de publicidade móvel, com operações no Brasil, América Latina, Alemanha, EUA, Índia, Coréia do Sul, entre outros, está de marca nova. A mudança está alinhada com o reposicionamento e abordagem da companhia, que passou a ser “True Mobile Performance” (em português, “Performance Mobile Real”).

“Não que antigamente fosse menos importante, mas agora a exigência do mercado é a de permitir que as marcas possam se conectar com os usuários para todas as finalidades, desde gerar visibilidade de marca até a geração imediata de negócios diretamente nos aplicativos. Queremos nos posicionar como uma empresa que oferece soluções que permitam as marcas se conectarem com seus usuários e clientes em todo o funil de conversão, ou seja, em toda a jornada do usuário no universo mobile”, explica Marcus Imaizumi, head de operações da Applift no Brasil e América Latina.

 Nova estratégia de campanhas para publicidade mobile

Outra novidade diz respeito ao lançamento do Mobile Journey Advertising. Focada em resultados centrados no desempenho por meio do custo por ação (CPA), a ferramenta está alinhada à nova abordagem da Applift, que passa a oferecer desempenho ao longo de toda a jornada do cliente. “Mais do que uma solução, é uma estratégia de campanha publicitária que estamos oferecendo aos nossos clientes e que combina as duas principais metodologias – aquisição de usuários, mas já olhando à frente, tendo em vista promover maior retenção e engajamento deles dentro do app, para possibilitar o processo de aquisição mais longo e consistente. Até mesmo porque o maior problema é a retenção de usuários e não necessariamente o aumento da sua base de novos”, completa Imaizumi. De acordo com estudo feito recentemente pela adtech, as pessoas têm, em média, 36 aplicativos instalados nos seus dispositivos móveis. Desses, quatro costumam ser usados diariamente; um em quatro nunca foram usados; e 23% dos usuários abandonam o app logo após a instalação.

O Mobile Journey Advertising da Applift elimina a abordagem isolada de executar campanhas de aquisição de usuários de aplicativos para dispositivos móveis e campanhas de retargeting separadamente, permitindo que os anunciantes paguem pelos clientes adquiridos, em vez de pagar por usuários potencialmente não engajados ou não ativados. Isso acaba aumentando o retorno dos gastos com publicidade e permite que as marcas paguem por resultados reais em um modelo de preços de CPA.

“A Applift é a primeira e única companhia do mercado de publicidade móvel a oferecer este modelo CPA de desempenho real para novos e reengajados clientes. A indústria de publicidade móvel precisa urgentemente de um modelo centrado em ROI que se concentre em todo o funil e impulsione a ativação do cliente”, conta Tim Koschella, CEO da Applift.

Tendência de mercado: mais engajamento do que aquisições

O reposicionamento da Applift é uma resposta direta às mudanças na publicidade móvel que vem ocorrendo em âmbito mundial nos últimos anos e que deixaram marcas e profissionais de marketing com altas métricas de instalação, mas com um número potencialmente baixo de clientes engajados e de qualidade. O novo conceito foca na questão de que as marcas consigam adquirir clientes verdadeiros, ou seja instalações que vão gerar negócios, com usuários engajados e ativos.

“Nossos grandes clientes, principalmente no Brasil, estão mais maduros. Querem cada vez mais comprar soluções de engajamento e retenção do que de aquisição, buscando performance em ROI, rentabilidade nas campanhas. Não querem apenas aumentar o volume da base de usuários, mas impulsionar as métricas de negócios das empresas”, diz Marcus.

Para mais informações, visite o site www.applift.com.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Digital

GOAT Digital e House Performance se unem e estimam faturamento de R$ 25 milhões em 2025

Publicado

em

A agência de marketing digital GOAT Digital, acaba de anunciar a aquisição de 30% da House Performance – aceleradora de marketing e vendas especializada nos mercados imobiliário e automotivo.

A união com a House representa um passo significativo na missão da GOAT Digital de se tornar a agência referência em marketing digital para PME no Brasil. O projeto “25em25” é um dos destaques desta nova fase. A nova operação digital estima alcançar um faturamento de R$ 25 milhões até 2025, se consolidando como a maior de todos os tempos.

Comandada pelos sócios Renato Hideki (CEO), Eric Agnello (CCO), Raphael Nunes (COO), e Victor Soares (CFO), atualmente a GOAT Digital atende cerca de 250 clientes recorrentes de diversos segmentos em todo o Brasil e, com a aquisição da House Performance, amplia seu portfólio de soluções de marketing digital para os mercados imobiliário e automotivo. O projeto “25em25”’ reforça o compromisso da agência com o crescimento sustentável e a inovação contínua, com a expectativa de crescer 80% nos próximos 12 meses.

“Estamos entusiasmados com a chegada da House Performance. Esta parceria fortalece nossa capacidade de oferecer soluções inovadoras e eficazes também para clientes de setores em que ainda não atuamos. Juntos estamos bem-posicionados para ganharmos em rentabilidade e escala e liderarmos a transformação digital em todos os mercados”, explica Renato Hideki, CEO da GOAT Digital.

A GOAT Digital e House Performance continuarão operando com suas marcas distintas, mas com sinergias fortalecidas que beneficiarão o portfólio de ambas as empresas com melhores práticas e inovações tecnológicas. Juntas, as empresas já geraram R$1 bilhão em vendas para seus clientes.

Steve Pereira, que atuava como Diretor de Produto e Estratégia na House Performance, agora assume como CEO da agência. “Estou honrado com a oportunidade de liderar a HP nesta nova fase. A integração com a GOAT Digital nos permitirá acelerar o desenvolvimento de tecnologias e soluções que impulsionarão ainda mais o sucesso de nossos clientes,” afirma Pereira.

Continue lendo

Digital

Brasil soma 1 milhão de influenciadores no Tiktok

Publicado

em

O TikTok, da empresa ByteDance, surgiu há 8 anos e já se consolidou como fonte de informação, em especial entre a “Geração Z”. Para 1 em cada 5 nascidos entre 1995 e 2010, o Tiktok é a única plataforma que utilizam para busca de informações, aponta relatório da Reuters Institute Digital News.

Para os criadores de conteúdo, a plataforma já é considerada a 2ª melhor para monetização do conteúdo, segundo pesquisa realizada pela Influency.me. A monetização se traduz no pagamento da plataforma ao influenciador pelas visualizações e alcance que seu conteúdo gerou, forma mais tradicional de lucrar com as redes sociais.

Para as marcas, o Tiktok já é considerado essencial, com 60% delas realizando ativações nessa rede social em 2023. Em 2022, esse índice era de 35%, de acordo com a Influency.me, que ouviu 350 profissionais do marketing de influência.

Levantamento realizado em abril de 2024 pela Influency.me aponta que o Tiktok já soma 1 milhão de influenciadores, consolidando-se como 2ª rede social com mais influenciadores no País. No Instagram, são 1 milhão e 200 mil produtores de conteúdo.

O TikTok é a rede social na qual os usuários passam, em média, mais tempo: 95 minutos por dia. Em seguida, aparece o YouTube, com 74 minutos, e o Instagram, com 51 minutos. Os dados são de pesquisa realizada pela Sensor Tower.

“Rede social comparativamente nova, o Tiktok já desbancou o Instagram quando o quesito avaliado é o tempo do usuário no aplicativo. Esse dado pode ser relevante para o influenciador iniciante, que ainda pode escolher qual rede focar seus esforços e onde terá mais retorno financeiro”, aponta Rodrigo Azevedo, CEO da Influency.me

Continue lendo