Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

O Waze impulsiona estratégias de visitação a lojas físicas na Black Friday

Publicado

em

A cada ano se torna um hábito mais comum do brasileiro, preparar uma listinha para aproveitar as ofertas da Black Friday, a última sexta-feira de novembro com super ofertas do varejo. E além da adesão de grandes portais e lojas online, as lojas físicas – desde grandes redes até os pequenos negócios, também têm aderido cada vez mais à proposta. O reflexo disso se dá no consumo que em 2014 apontou 17% que dos consumidores fizeram compras na data, no ano passado a participação foi de 53%.

É evidente que nesta data, tanto o tráfego da internet, quanto o tráfego de carros nas ruas aumenta consideravelmente – cerca de 77% em trajetos para lojas de departamento, levando wazers para diversas lojas em busca das melhores compras, e o Waze é a única plataforma que está presente em momentos e horários de deslocamento estratégicos para o consumo, conectando as ofertas dos varejistas e por meio de sua tecnologia com às necessidades do motorista, e contribuindo diretamente com o aumento de visitações e vendas das marca na Black Friday.

E como sexta-feira é um dia desgastante para o motorista, são muitas ofertas, opções e o trânsito fica ainda mais intenso. Dados internos apontam que os wazers passam 5% mais tempo em deslocamento neste dia. Conheça abaixo os tipos de anúncios do Waze e como eles impactam no consumidor.

O Zero Speed Takeover é uma opção que aparece quando o carro não está em movimento e atrai os motoristas com ofertas antes da data do BlackFriday, possibilitando que o consumidor se programe para o deslocamento e possa guiá-lo quando a promoção começar.

Já com os Pins é possível marcar no mapa do aplicativo onde o seu estabelecimento se localiza com até três ruas de distância, e assim o motorista visualiza o local exato do negócio, ou qual a loja mais próxima em caso de grandes redes.

O First Look é o anúncio ideal para os dias da promoção, sendo programado para aparecer no primeiro deslocamento do motorista ao abrir o Waze, impactando o consumidor indeciso com uma oferta irrecusável. Nesse último momento antes de chegar à loja, os pins e a busca no app conectam potenciais consumidores as suas lojas, garantindo maior visibilidade das ofertas.

Quer saber mais? Entre em contato com nosso time e planeje sua estratégia. https://www.waze.com/brands

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Digital

Peppery conquista Locaweb

Publicado

em

A Locaweb, pioneira em soluções B2B para transformação digital no Brasil, escolheu a Peppery como sua nova agência de social media. A decisão foi tomada após processo de concorrência conduzido em formato 100% digital, com reuniões e apresentações realizadas remotamente.

“Para nós, desde sempre, tudo é digital. Por isso, foi até natural conduzir esta concorrência de um jeito não presencial. A Peppery de fato mostrou o melhor escopo de trabalho e acreditamos em uma parceria duradoura”, detalha Vinicius Koch, gestor de comunicação & branding da Locaweb.

“Estamos felizes demais por começar essa história mesmo em tempos tão complicados. Desde o início sentimos uma sinergia muito grande com o time da Locaweb e tenho certeza de que vamos fazer grandes trabalhos, indo muito além do always on tradicional para ser realmente relevantes”, completa Luis Maia, CEO da Peppery.

Um bom exemplo é o primeiro projeto realizado pela nova parceria: “A Chefa tá On”. Lançada como teaser no Dia Internacional da Mulher, a plataforma irá ajudar empreendedoras selecionadas com uma consultoria completa para elevar os seus negócios. O acompanhamento acontecerá nas redes sociais da Locaweb e será coordenado pela Peppery.

Continue lendo

Digital

Marketing é para todos

Publicado

em

É inegável que nos últimos anos houve uma invasão das redes sociais tanto em nossa vida pessoal quanto no trabalho e a especialista em Marketing e comportamento de consumi, Fátima Bana, explica que há muito mais por trás dos tão falados algoritmos das redes sociais.

Não basta apenas aparecer nas plataformas de buscas para garantir o cliente ou a venda. “Afinal, de que adianta investir rios de dinheiro em captação e geração de leads, se a operação ainda tem problemas e não entrega (o serviço ou produto) com o mínimo esperado? Já pensaram nisso?”, explica Fátima Bana.

Ao falar sobre isso, a especialista se refere a todo o funil de Growth, reforçando que não adianta focar apenas em acompanhar os números online e esquecer que outros pontos são super importantes. O comportamento do cliente vai muito além do que observamos nos dashs. O marketing digital acaba entregando números interessantes, reduz o CAC, só que com isso ele acaba comprando sempre os mesmos clientes pela performance, sendo com a estratégia esse poderia estar vindo sem custo algum, já que comprou o produto. “Eis o segredo de ir além dos números e atuar na linha de frente, em agir como seu cliente age e criar uma experiência focada com a que ele quer ter” – resume.

Conhecer os clientes é o primordial, mas humanizar as relações (mesmo que a distância) é o que garante a recorrência. “É claro que não podemos deixar os algoritmos de lado, eles são ferramentas indispensáveis. É Eles oferecem um parâmetro para todas as ações, são responsáveis por definir as métricas de avaliação e de performance, mas quem foco apenas neles, tá perdendo espaço” – afirma.

Estamos vivendo uma geração de demanda do office que não está sendo valorizada. Acreditamos que todos os consumidores são iguais, que possuem um comportamento parecido, mas não é bem assim, não vivemos em bolhas! As marcas precisam entender que cada cliente é único, e começar a aliar uma estratégia de aquisição e fidelização do consumidor com uma estratégia de comunicação.

“Engana-se quem acha que só porque está em um ambiente virtual, não há necessidade de oferecer uma experiência diferente em uma, ou em todas as etapas de compra. Conhecer o passo a passo dessa jornada pode ser crucial para fechar o caixa de maneira positiva e, principalmente, para reter, fidelizar, ser admirado e recomendado pelo seu público”, finaliza Fatima Bana.

Continue lendo