Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Stages quer se tornar a Netflix da Creator Economy

Publicado

em

Segundo um estudo da Technavio, o setor da Creator Economy deve chegar a US$269 bilhões até 2024. Dentro desse cenário, a Stages também planeja uma grande expansão. Com foco no mercado B2B, especialmente no nicho esportivo, a empresa tem como meta atingir R$1 milhão de faturamento por mês até o final do ano e crescer a operação em 50%, chegando a R$4 milhões até dezembro.

A ideia é ajudar empresas a terem sua própria maneira de impulsionar vídeos de alta qualidade online, bem como ligas esportivas locais, grupos de esporte maiores e até competições infantis. Para isso, a marca aposta em oferecer um lugar próprio e personalizado para divulgar conteúdos, que é acessível e de fácil usabilidade, sem a necessidade do creator entender sobre códigos complexos.

Nas últimas semanas, a startup também trouxe novas funcionalidades ao seu software, como a opção de pagamento por PIX. Além disso, agora, os criadores de conteúdo têm acesso a uma tecnologia inédita de transmissão ao vivo de baixa latência IVS (Interactive Video System), o que é muito útil para as lives de eventos que não podem ter atrasos nas transmissões.

Tiago Maranhão, Country Manager da Stages, resume o formato como “um canal de TV próprio, mas na internet”. “Nossa plataforma é projetada para ser intuitiva e acessível, permitindo que qualquer um crie seu próprio streaming. Ou seja, todas as pessoas, desde jornalistas, influenciadores do mundo dos esportes, empresas de apostas, além de muitas outras verticais, têm a chance de mostrar seus conteúdos e fazer transmissões, com muita facilidade na monetização direta, ao contrário de redes sociais ou mesmo sites, que têm muitas limitações”, destaca.

Continue lendo

Empresa

Heinz lança campanha inspirada em “Deadpool & Wolverine”, da Marvel Studios

Publicado

em

Na preparação para o lançamento de “Deadpool e Wolverine” da Marvel Studios, nos cinemas em 25 de julho, os fãs notaram algo especial nos trajes vermelhos e amarelos, marca registrada dos super-heróis – eles se parecem muito com outra dupla icônica: Ketchup e Mostarda Heinz que anunciou o lançamento de produtos colecionáveis de edição limitada nos EUA, que permitem aos fãs ter embalagens de ketchup e mostarda personalizados e parecidos com Deadpool e Wolverine.

“Depois de ver a conversa nas redes sociais destacando as semelhanças entre nossas duas duplas icônicas – Deadpool & Wolverine e Ketchup & Mostarda Heinz – sabíamos que tínhamos que nos unir ao filme”, disse Lizzy Goodman, gerente de comunicações de marca Heinz na The Kraft Heinz Company. “Depois que fizemos essa conexão – não podíamos “desver” –  pois essas semelhanças vão além da cor. Todo mundo tem um favorito, mas, na verdade, eles ficam melhores juntos, as duas duplas desempenham papéis principais em um verão épico.”

A campanha faz parte de uma collab entre Heinz e Deadpool & Wolverine da Marvel Studios. Inspirada na verdade que os fãs não podem deixar de ver – a semelhança entre as duas duplas icônicas – a campanha é lançada com um curta-metragem com narração personalizada do próprio Deadpool, Ryan Reynolds. O filme começa como um novo spot para “Deadpool e Wolverine”, mas rapidamente se transforma em um anúncio para os icônicos Ketchup e Mostarda Heinz. Em seu estilo clássico de quebrar a quarta parede, Reynolds (como Deadpool) chega à chocante constatação de que ele e Wolverine se parecem exatamente com garrafas de Ketchup e Mostarda da marca.

Continue lendo

Empresa

Uso da blockchain no varejo está estimulando a competitividade do segmento marketeiro

Publicado

em

A competitividade do mercado de varejo está cada vez mais acirrada, com isso, equipes de marketing, inovação e comercialização têm enfrentado, diariamente, grandes desafios para cativar o consumidor, o qual passou a ser mais exigente em suas escolhas. Desta forma, a personalização do atendimento se tornou uma prioridade para o varejo, principalmente para e-commerces, que passaram a investir em tecnologias diferenciadas para se adaptar aos mais diversos consumidores, como o uso da Blockchain.

A tecnologia Blockchain já não é mais novidade, mas seu uso ficou muito conhecido no segmento financeiro, de logística e segurança. Para o varejo, a ferramenta já é bastante implementada na segurança de dados e informações, transações, tal como rastreabilidade e otimização de logísticas e produção, entre outros. Entretanto, o uso tem tomado novos rumos, ainda pouco explorados no mercado e, desta vez, voltado para equipes de marketing, CX e inovação, que passaram a trazer benefícios do cruzamento de dados da Blockchain para o atendimento direto ao cliente, como personalização e co-criação.

“Com o uso da Blockchain, ficou mais fácil para o consumidor participar do processo criativo da marca e se conectar com aquelas que ele mais se identifica. Através dela, as lojas passam a registrar de forma transparente todas as contribuições, criando um histórico confiável, e podendo distribuir recompensas para contribuições, gerando engajamento, conexão, feedbacks mais assertivos e permitindo ajustes mais rápidos e interativos”, explica André Carneiro, CEO da BBChain.

Continue lendo