Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Seis fatos que provam a escalada da inteligência criativa no marketing

Publicado

em

Com a criação de um novo modelo de negócio, surge também uma grande desconfiança do mercado sobre se aquele novo serviço é realmente confiável e vantajoso. Foi assim com aplicativos de mobilidade urbana, de bancos e com a própria internet. Contudo, quando essas inovações começam a ganhar tração, normalmente após muito tempo de trabalho, todas essas incertezas parecem mudar. E, o que antes era uma grande dúvida, se transforma em: como vivi sem isso até hoje?

O fato é que hoje a sociedade está diante da ascensão de negócios disruptivos criados com um propósito bem definido e com foco em inovação. E como não poderia ser diferente, isso também impactou o universo do marketing, principalmente nos últimos anos. No início, as campanhas eram baseadas e pulverizadas em massa, depois os canais de comunicação foram ampliados e hoje estamos na era da tecnologia e dos dados.

Pensando nisso, e com o intuito de contribuir com o mercado, o CEO da VidMob, Alex Collmer, explica algumas tendências que servirão como norte para quem busca se basear no conceito de inteligência criativa dentro do segmento da comunicação. Confira!

1 – O atrito criativo se tornará um fator onipresente por décadas

Nas próximas décadas o mercado vai observar o atrito criativo aumentar em todas as comunicações globais. A dificuldade de criar todos os ativos necessários para o sucesso (entre pago, orgânico, merchandising, a jornada completa de comércio e todo o ciclo de vida do CRM) torna-se esmagadora para qualquer empresa sem a utilização da tecnologia criativa adequada.

2 – A comunicação ficará cada vez mais complexa com o tempo

O vídeo permanecerá crescendo até que seja substituído por algo mais interessante, possivelmente AR (realidade aumentada) primeiro, e depois algo mais complexo. “O tempo aponta sempre para uma maior complexidade. Não vamos voltar a uma era da internet dominada por texto estático, ou mesmo por imagens”, explica Alex. Assim, à medida que essa evolução vai acontecendo, é fundamental que os profissionais de marketing se mantenham atualizados. Isso porque, o mercado vai continuar em constante processo de expansão de canais e, com eles, surgiram inúmeras possibilidades sobre o que pode ser feito para, de fato, prender a atenção do consumidor.

3 – Agências de marketing e publicidade continuarão lucrando

Aproximadamente 100 bilhões de dólares são investidos anualmente em holdings de marketing e publicidade e, a tendência é que esse número aumente ainda mais. Isso porque essas empresas são valorizadas pelo mercado pela sua expertise e grande habilidade em entender o mercado. Assim, nos próximos anos será possível observar cada vez mais essa ascensão e novas parcerias sendo formadas com outras empresas que tenham ferramentas diferenciadas para esse mercado.

4 – A tecnologia continuará sendo o motor propulsor para que as marcas se conectem de forma única com o público

No mercado, como um todo, os softwares têm tido grande sucesso pela sua capacidade de realizar atividades de forma escalável, repetível e com custo muito baixo. Entretanto, no marketing eles são usados com o intuito de criar uma mensagem única, capaz de criar uma conexão genuína e impactante com o consumidor. Assim, não faria sentido nenhum se todas as marcas de cosméticos utilizassem a mesma solução criativa para criar suas campanhas em escala.

É claro que isso não significa que a tecnologia não possa ter um papel na criatividade. “O caminho é uma plataforma que potencialize as criações humanas, automatizando tarefas operacionais e fornecendo dados importantes para que a tomada de decisões criativas seja feita de forma mais inteligente”, conta o CEO.

5 – Os recursos de Inteligência Artificial e Machine Learning continuarão seguindo a Lei de Moore

Nos próximos 10 anos, o mercado vai observar 100 vezes mais evolução do que nos últimos 10. Isso significa que as empresas que constroem sistemas hoje para capturar dados exclusivos crescerão em valor agregado, ao passo que a capacidade de gerar análises estratégicas amadurecer. Isso fará com que se coloquem em uma posição de privilégio para fornecer significativamente mais valor aos seus clientes e parceiros mais cedo do que o esperado. “Com base na minha experiência, acredito que uma API totalmente focada em Inteligência Criativa se tornará uma das plataformas mais valiosas do mundo. E, embora certamente esteja em debate quem preencherá essa oportunidade, acho que é indiscutível que alguém o faça”, comenta Collmer.

6 – Empresas de software para o mercado criativo terão valores de mercado de US$ 2 a 3 trilhões

Antes de aprofundar nesse assunto, é preciso deixar claro que não será uma única empresa que vai captar todo (ou mesmo a maioria) desse valor. Além disso, essa receita não sairá exclusivamente das holdings. Contudo, cada vez mais as empresas vão atuar com marcas, holdings, agências independentes, entre outros players, desenvolvendo parcerias que beneficiarão todo o ecossistema, aumentando seu valor de mercado.

Continue lendo

Empresa

Nexo.Live e BigDay anunciam collab para empoderar o live marketing

Publicado

em

As startups Nexo.Live, com foco em inteligência em plataforma de experiências Phygital, e BigDay, especialista na captação, mineração, gestão e uso estratégico dos dados, firmam uma parceria com objetivo de oferecer soluções de visão analítica sobre o comportamento dos participantes dentro das ações de live marketing.

“Percebemos que hoje o mercado de eventos precisa de soluções que traduzam e facilitem a visualização da quantidade de dados que são coletados durante toda a jornada (pré, durante e pós-evento). A pandemia trouxe novos comportamentos, soluções tecnológicas e estratégias digitais, com isso um grande emaranhado de dados. É preciso saber domar essas informações em tempo real, pois elas são a fonte de resultados e novas estratégias de sucesso.”, explica Higor Magno, CEO da Nexo.Live.

Com a solução criada a partir da collab entre Nexo.Live e Big Day, informações levantadas a partir da presença do participante, como check-in via QR Code, RFID (Radio Frequency Identification – Identificação por Radiofrequência) e outras interações, serão conectadas aos dados digitais de CRM, redes sociais, campanhas de mídia e cadastros de clientes.

A partir dessas informações serão gerados relatórios em dashboards interativos, cujo objetivo é nutrir as tomadas de decisões das empresas a partir dos dados levantados durante os eventos.

“O evento deve ser pensado como uma peça integrante da comunicação estratégica das empresas, e não como uma ação isolada com começo e fim. O pensamento analítico deve ser contínuo, fazendo com que todas as ações de comunicação e marketing sejam mensuráveis e comparáveis com todas as outras realizadas.”, completa Fabio Naranjo, CEO da BigDay.

Continue lendo

Empresa

Adriane Galisteu é a nova garota-propaganda da Face Doctor

Publicado

em

A apresentadora e modelo, Adriane Galisteu, é a mais nova garota-propaganda da Face Doctor, rede de franquias de centros estéticos premium, focada em procedimentos de rejuvenescimento facial e corporal, com mais de 50 unidades espalhadas pelo Brasil.

No escopo de fornecimento estão contempladas ações de publicidade e campanha institucional com foco nas redes sociais e plataformas digitais, envolvendo conteúdos para Instagram, Facebook, Linkedin, TikTok e lives.
O anúncio da parceria com Adriane Galisteu aconteceu durante a convenção com os franqueados da rede, com direito a um vídeo exclusivo enviado pela apresentadora a todos os participantes. As demais ações começarão a
ser veiculadas nas redes sociais a partir de agosto.

Para o CEO da rede, Nelson Lins, Adriana Galisteu representa os atributos da marca. “Ela é elegante, gosta de se cuidar e enxerga na beleza um aliado do bem estar e do viver bem. Acreditamos exatamente nisso na FaceDoctor, no poder do cuidado, no respeito à beleza de cada um e no compromisso de entregar procedimentos de altíssima qualidade de forma acessível”, finaliza.

Continue lendo