Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

“Diversidade é mais do que palavra da moda. É realmente importante”, diz Gene Foca, CMO da iStock

Publicado

em

audiovisual e mercado de banco de imagens e vídeos vem crescendo cada vez mais. Mas sabemos também que a demanda por conteúdo visual mudou na última década. As empresas – grandes e pequenas – precisam de imagens, vídeos, vetores e ilustrações que sejam diversos e autênticos para envolver seu público e eliminar o ruído.

Para entender as mudanças no consumo imagético no país e no mundo, conversamos com um dos maiores nomes do mercado de banco de imagens. Gene Foca é CMO da iStock e tem mais de 20 anos na construção de marcas, tendências e melhoria dos modelos de negócios para consumidor, B2C e B2B.

Gene Foca comenta pela primeira vez os planos da iStock no Brasil e como a demanda por esse diferente conteúdo visual está sendo suprido pela empresa. Confira a entrevista exclusiva na íntegra:

ADNEWS – Segundo especialistas do portal Bancos de Imagens, as tendências para 2020 eram de fotos da realidade apresentada de forma artística, fotos cruas e ativismo social. Mas, enquanto a 2021, quais são as tendências das imagens em estoque para este ano?

Gene Foca: Como o vídeo agora é um componente central de quase todas as campanhas de marketing, espero que o uso de vídeo de estoque aumente. Ao contrário dos vídeos de produtos específicos, que geralmente exigem pelo menos algumas imagens originais da oferta de uma empresa, os vídeos de estoque podem servir como recursos visuais elevados que complementam as fotografias e demais imagens estáticas para contar uma história e atingir um público.

AD – Com a pandemia o consumo de imagens em estoque aumentou?

Foca: Com o crescimento global de Pequenas e Médias Empresas, a demanda continuou a aumentar. Além disso, o crescimento das plataformas móveis e das redes sociais durante a última década acelerou essa demanda. Todos os dias vemos milhares de fotos, vídeos e ilustrações em nossos telefones, computadores e no mundo ao nosso redor. Portanto, à medida que as empresas tentam envolver seu público durante toda a jornada do cliente, elas têm a tarefa de adentrar espaços já congestionados com um conteúdo visual que se destaque, ressoe e apoie sua história e proposição de valor.

No início da pandemia, os colaboradores da iStock agiram rapidamente para criar fotografias, vídeos, vetores e ilustrações que retratavam com precisão o estado atual do mundo. Os clientes da iStock, especialmente pequenas empresas, que enfrentaram desafios na criação de conteúdo com segurança, confiaram muito em nosso produto de vídeo para concluir projetos e campanhas de marketing.

AD – Durante a pandemia ouvimos muito sobre a importância de ajudar comércios, trabalhadores e artistas locais. A iStock está se preocupando com essa questão na escolha dos fotógrafos?

Foca: A equipe de Relações com Colaboradores da iStock tem pessoas localizadas ao redor do mundo, incluindo o Brasil, que trabalham com criadores de conteúdo local e fornecem orientação, dados focados no que os clientes estão procurando em nosso site e assistência no processo de criação de conteúdo.

Pequenos negócios no Brasil e no mundo precisam de conteúdo visual que seja culturalmente relevante e retrate com precisão a vida de seus clientes. A profundidade e a amplitude do conteúdo da iStock permitem que nossos clientes façam isso facilmente e a um preço acessível.

AD – Sabemos que por muito tempo – e até hoje – há a presença de estereótipos nas publicidades. Você acredita que hoje o mercado de banco de imagens está mais preocupado com inclusão de públicos diversos (incluindo causas LGBTQ+, raciais e culturais)? // Outro movimento que ascendeu recentemente, sobretudo nos Estados Unidos, é o Black Lives Matter. A não diversidade nas imagens de divulgações, propagandas e etc já não é mais aceitável. A iStock está se mobilizando enquanto a isso?

Foca: Nos últimos 10 anos, conforme as plataformas de mídia social como Facebook e Instagram cresceram em popularidade, vimos uma explosão no consumo de conteúdo visual. Portanto, à medida que as empresas tentam envolver seu público por meio de campanhas de marketing, elas têm a tarefa de adentrar espaços congestionados com um conteúdo visual que se destaque e ressoe.

Na iStock, entendemos que o panorama visual atual está lotado e nossa equipe de Creative Insights está constantemente avaliando tendências de mercado mais amplas e combinando-as com nossos próprios dados do Visual GPS para fornecer informações valiosas aos nossos clientes e colaboradores. Diversidade e autenticidade são mais do que palavras da moda – são realmente importantes para os consumidores. O nosso relatório Visual GPS, que entrevistou 10.000 pessoas em todo o mundo, incluindo o Brasil, descobriu que as pessoas querem ver a realidade nos visuais que as cercam, com 80% dizendo que as empresas precisam mostrar as pessoas com todas as formas e tipos de corpo. Além disso, 68% dos entrevistados disseram que é importante para eles que as empresas das quais compram celebrem a diversidade de todas as maneiras.

AD – Qual a importância de agências de comunicação e publicidade usarem banco de imagens?

Foca: Banco de fotos, vídeos, ilustrações e vetores permitem que empresas de todos os tamanhos, incluindo agências de comunicação e publicidade, concluam projetos e distribuam material de marketing com conteúdo visual acessível e de qualidade premium. A iStock também oferece a seus clientes pesquisas de consumo líderes do setor, que permitem que as empresas tomem decisões mais sólidas e baseadas em dados ao licenciar o conteúdo.

AD – Com mais de 20 anos no mercado, quais são os planos da iStock para esse ano no Brasil?

Foca: Em 2021, a iStock continuará a investir na criação de conteúdo local no Brasil com um foco cada vez maior em vídeo. O vídeo agora é um componente central para todas as campanhas de marketing e continuaremos a tornar mais fácil para nossos clientes encontrar, baixar e editar ativos desse setor.

Também continuaremos investindo na equipe de Relações com Colaboradores da iStock, com profissionais localizados em todo o mundo, incluindo a América Latina, que trabalham com criadores de conteúdo local. Mentoria, dados sobre o que os clientes estão procurando em nosso site e assistência no processo de criação de conteúdo são áreas de foco em nível local.

Pequenos negócios no Brasil e no mundo precisam de conteúdo visual que seja culturalmente relevante e retrate com precisão a vida de seus clientes. A profundidade e a amplitude do conteúdo da iStock permitem que nossos clientes façam isso facilmente e a um preço acessível.

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Empresa

Empresa opta em usar aspectos divertidos para se posicionar no mercado

Publicado

em

A Dr. Good, empresa no segmento de vitaminas e suplementos em gomas, embutiu em seus produtos um ingrediente especial: o lúdico. A abordagem divertida tem como objetivo mexer com os sentidos de seus consumidores, indo do aspecto visual, que brinca com formas geométricas, até o toque e o sabor, garantindo prazer e uma experiência completa ao cliente.

O toque lúdico nada mais é que um formato de customer experience, que por sua vez une uma totalidade de respostas cognitivas, afetivas, sensoriais e comportamentais do consumidor durante todos os estágios do processo de consumo, incluindo a pré-compra, consumo e pós-compra. Segundo o fundador da hub de soluções estratégicas para marcas, LabOF,  Bruno Bernardo, esses pequenos detalhes fazem toda a diferença na hora que o consumidor vai escolher a sua marca favorita e se fidelizar a ela.

De acordo com a gerente de grupo de produtos da empresa, Paula Prado, todos os detalhes nas linhas de Dr. Good são intencionais e visam oferecer uma melhor experiência ao cliente. “Existe todo um estudo por trás de cada característica nos produtos da Dr. Good. Eles são desenvolvidos de maneira inteligente para oferecerem muito mais que uma funcionalidade, mas para proporcionarem um verdadeiro momento de auto cuidado”, destaca a gerente.

 A atenção nos detalhes é perceptível em toda a gama de produtos da Dr. Good, como na Melatonina, estimulante do sono que possui um formato de lua, ou ainda na linha de multivitamínicos infantis, o qual é possível encontrar formatos geométricos de morango, que se tornam super atrativas na hora do consumo dos pequenos e torna o cuidado com a saúde em quase uma brincadeira. Na versão adulta, o item leva formato, além de morangos, de abacaxis. Outras vitaminas, ainda, ganham forma de estrelas, coração e escudo.

Continue lendo

Empresa

Guaraná Antarctica abraça movimento para inclusão de jogadoras brasileiras no universo dos games

Publicado

em

Se as mulheres seguem brilhando nos gramados reais, no mundo virtual só se for com avatares bem longe da realidade. E para mudar isso, Tamires, Bia Zaneratto, Maria Eduarda, Adriana e Ary Borges entraram em campo com o movimento #BotaElasnoJogo, agora, reforçado por Guaraná Antarctica. Se nenhuma jogadora ainda está presente nos games, chegou a hora de mudar essa situação!

Para reforçar a importância de trazer rostos e nomes verdadeiros para os jogos virtuais, Guaraná Antarctica dá mais um passo dentro do seu compromisso de colaborar para uma maior visibilidade para o futebol feminino. Dessa forma, a marca vai assumir parte do direitos de imagem das atletas que iniciaram #BotaElasnoJogo e trazer iniciativas que vão ajudar a ampliar o movimento.

E como todo time merece grandes reforços, o refrigerante Original do Brasil traz para a conversa a jogadora Formiga e mais atletas renomadas, como Jully Silva (Palmeiras), Maiara Lisboa (Internacional), Juliete (Corinthians), Nicole Ramos (Atlético Mineiro), Gisele e Maria Eduarda (Flamengo) e Fabiana Guedes (Santos). A iniciativa também envolve quem mais entende o universo gamer e, dessa forma, as streamers não podiam ficar fora: Wendell Lira, Carol Docha, Marielle Mariano e Stephanie Santos também entram com tudo para apoiar o movimento com tutoriais para criar avatares personalizado das jogadoras brasileiras, dando um jeitinho de colocar elas no game e, não só no futebol, mas também nos maiores jogos do mundo.

“Ver que nenhuma jogadora brasileira pode ser encontrada nos games, é um reflexo dessa falta de representatividade do esporte. Queremos que as pessoas possam encontrar suas jogadoras preferidas nos jogos. E o #BotaElasnoJogo não para por aqui. Vamos seguir com iniciativas para fazer esse movimento crescer ainda mais”, conta Giuliana Cittadino, gerente de marketing de Guaraná Antarctica.

Continue lendo