Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Digital Favela fecha 2021 conectando 120 anunciantes a 3 mil influenciadores de comunidades

Publicado

em

A Digital Favela, única empresa a transformar moradores de favelas de todo o Brasil em influenciadores digitais, potencializando suas conexões com as marcas, apresenta o balanço de seu primeiro ano completo de atuação. A operação chega ao fim de 2021  com mais de 120 anunciantes utilizando sua plataforma de mídia, com mais de 3 mil influenciadores, majoritariamente micros e nanos, dando visibilidade e credibilidade às suas campanhas de forma autêntica e legítima – recebendo, em troca, remuneração que por muitas vezes os permitem realizar verdadeiras mudanças as suas vidas e de suas famílias.

“Há mais de 14 milhões de moradores de favelas em todo o Brasil, muitos em situação de extrema vulnerabilidade”, enfatiza Celso Athayde, cofundador da DF ao lado de Guilherme Pierri. “Com os cachês recebidos por cada campanha, muitos dos nossos influenciadores compram itens básicos do lar, como uma cama ou uma geladeira, o que confirma o poder de transformação e inclusão da Digital Favela”, revela.

Com o apoio da CUFA (Central Única das Favelas), parceira social da companhia, a DF resolve um dos principais desafios deste novo segmento de marketing de influência: encontrar as pessoas mais adequadas para cada marca. São mais 3 mil favelas mapeadas em todo o Brasil e um ativo de 6,5 mil influenciadores cadastrados, que falam diariamente sobre finanças, educação, beleza, saúde, tecnologia, viagens, bem estar e outras dezenas de temas para seus milhares de seguidores.

Há pouco mais de 3 meses, a DF também lançou sua área proprietária de conteúdo, a CRIA D.FAVELA, um hub especializado em produção e cocriação que utiliza mentes brilhantes de dentro das próprias comunidades para que o parceiro anunciante possa realizar projetos especiais exclusivos, como podcasts e vídeos institucionais, com uma força de trabalho da própria favela – incluindo produtores, roteiristas, fotógrafos e redatores. O podcast inédito do rapper Dexter, multiartista da cena hip-hop, ator e ativista, foi o primeiro projeto realizada pela CRIA e traz um formato inédito para as plataformas de streaming.

Do ponto de vista de estrutura, a Digital Favela já conta, hoje, com 22 funcionários diretos, além outros 27 indiretos, presentes dentro das principais favelas do Brasil. São pessoas que fazem a interlocução direta entre anunciantes e influenciadores, facilitando a penetração de ativações e comunicações regionais nos territórios.

Os planos para 2022 são grandiosos. Além de mirar sua internacionalização, a DF irá possibilitar ações de experiências de marca dentro das maiores favelas do País. “Percebemos que nossos anunciantes sempre tiveram imensa dificuldade de penetrar no território das favelas. Agora, porém, além de campanhas feitas pelos próprios moradores, as empresas poderão fazer verdadeiras imersões nas comunidades, inclusive com bases de experimentação de produtos”, adianta Guilherme Pierri.

Continue lendo

Digital

Rocky.Monks é o mais novo parceiro da JustForYou

Publicado

em

A agência digital full service Rocky.Monks, em mais uma movimentação de mercado, fecha uma nova parceria com a JustForYou, maior marca de personalização de produtos de hair care da América Latina. Com início neste ano, a parceria visa aumentar os resultados em mídias pagas, expandindo a marca  e ajudando na divulgação das novidades da empresa.

“Nosso time de Mídias Pagas já está a todo vapor. Para nós, é de suma importância parcerias com grandes empresas como é o caso da JustForYou, e tenho certeza de que, com um bom trabalho do nosso time, vamos atingir ótimos resultados para que essa parceria dure por muitos anos”, explica Daniela Gebara, sócia fundadora e diretora comercial da Rocky.Monks.

A JustForYou é mais um grande cliente como Telhanorte e Loungerie, que também compõem a carteira de mais de 80 clientes da Rocky.Monks. Além disso, em 2021, a agência foi reconhecida como uma das melhores agências de comunicação para se trabalhar pelo GPTW.

Continue lendo

Digital

Monetização de dados é componente importante da Transformação Digital que movimentará US$ 2,3 trilhões até 2032

Publicado

em

O conceito Data Driven e a consequente monetização desses dados cresce exponencialmente e cada vez mais deve fazer parte dos negócios em todos os níveis. O mercado de transformação digital vai movimentar US$ 2,3 trilhões até 2032, com crescimento médio de 14,2% ao ano, de acordo com o relatório Market Research Report da Fact.MR. Apenas este ano, a expectativa é de que o segmento atinja US$ 621 bilhões. A consultoria Forrester avalia que as empresas que são Data Driven estão crescendo 30% ao ano.

O consultor Caio Cunha, presidente da WSI Master Brasil e membro do Global WSI Internet Consultancy Advisory Board, afirma que o novo modelo significa sobrevivência no mercado. “Ser Data Driven hoje é um diferencial competitivo. Muitos dos concorrentes já adotam e os que não adotarem vão sair do mercado. Cada vez mais os clientes querem ações mais inteligentes”, sentencia o consultor.

Cunha explica que a empresa que é Data Driven usa uma base de dados estruturada, com informações concretas para a tomada de decisões, apoiada em ferramentas de Business Inteligence, inteligência de negócios na tradução. O sistema usa grande quantidade de dados de maneira rápida, segura e eficiente.

“Monetizar esses dados passou a ser interessante. Essas tecnologias podem ser usadas para reduzir custos com automação de tarefas, aumentar receitas identificando e servindo melhor os clientes, atrair mais clientes com engajamento reduzindo esforços, ser mais pessoal e melhorar qualidade dos serviços sem aumentar a equipe”, afirma o consultor.

Continue lendo