Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Foi cria uma nova plataforma para avaliar o nível de engajamento das empresas nas redes sociais

Publicado

em

O Engajômetro é um quiz com 16 perguntas que, combinadas, testam o nível de interação e engajamento das marcas no âmbito digital. Mas como essa ideia surgiu? A história começou em 2010, quando o professor Alysson Lisboa retornou de seu primeiro mestrado na Espanha. Lá, ele conheceu a fundo novas ferramentas de comunicação digital e um conceito chamado Transmedia Storytelling.

Desde então, foi desenvolvendo metodologias próprias para aplicar os conceitos estudados. O que intrigava o professor que, na época trabalhava com jornalismo digital e lecionava Marketing Digital, era o fato de que alguns conteúdos são mais aderentes que outros e, consequentemente, mais fáceis de serem propagados. Foi então que surgiu o Canvas Propagabilidade, um instrumento utilizado em sala de aula e também em congressos, workshops e mentorias na área de comunicação e marketing digital.

Durante o desenvolvimento da metodologia, que vem evoluindo constantemente, o professor Alysson sentiu a necessidade de digitalizar o processo para que mais pessoas pudessem ter acesso. Assim, nasceu o Engajômetro – um quiz com 16 perguntas que, combinadas, geram insights sobre a qualidade da propagação e engajamento da audiência de uma marca nas redes sociais. O professor Alysson é diretor da ETC Digital, empresa de Assessoria, Consultoria e Planejamento em Marketing Digital, com sede em Belo Horizonte (MG).

“Comunicação Social” não é uma ciência exata e há diversas variáveis quando falamos dos motivos pelos quais os conteúdos são ou não producentes. Segundo o pesquisador norte-americano e autor de importantes livros sobre convergência e cultura participativa Henry Jenkins, “a propagação, de todas as formas de mídia, depende tanto (ou mais) de sua circulação pelo público quanto de sua distribuição comercial”. Ele completa: “A propagabilidade é determinada por processos de avaliação social e com a participação ativa dos públicos engajados”. Para Jenkins, a circulação se dá pelo público e por meio dele. Mas a pergunta que o professor Alysson se fazia era: “Quais comportamentos das marcas nas redes sociais podem aumentar as chances de tornar o conteúdo ‘propagável’?”.

Esse foi então o ponto de partida para a criação do Canvas Propagabilidade, desenhado pelo professor, e que agora ganha uma adaptação para o digital. A ideia não é reproduzir a estrutura do trabalho anterior, mas sim apresentar uma evolução dos processos.

As respostas trazem apontamentos sobre comportamentos que dificultam que um conteúdo produzido para as mídias sociais chegue ao público certo. O grande desafio foi colocar pesos diferentes para cada resposta incluída no formulário. As pontuações são combinadas por algoritmos e, dependendo do que é marcado, indicam um nível de engajamento maior ou menor.

A comunicação por meio das mídias sociais levam em consideração diversos fatores e não apenas se há presença ativa em várias redes sociais, como Facebook, Twitter, Tik Tok etc. O empenho em construir conteúdo próprio, materiais ricos, como post blog e adaptar os materiais para cada público e rede são fortes indicativos de uma rede mais producente e próxima do cliente.

Continue lendo

Digital

Raccoon.Monks vai atuar no desenvolvimento de e-commerces via VTEX

Publicado

em

A transformação digital acelerada provocou um crescimento exponencial das compras online, bem como o surgimento de diversos novos e-commerces. Segundo um estudo do PayPal, no último ano, 789 novas lojas virtuais foram criadas por dia no Brasil. Outro dado, da ConQuist Consultoria, mostrou que 71% dos brasileiros preferem comprar online do que fisicamente. Tais números mostram a força do e-commerce para o varejo nacional.

Sempre atenta nas movimentações de mercado, a agência digital full service Raccoon.Monks, uma das maiores da América Latina, oferece um novo serviço:  o desenvolvimento completo de e-commerces por meio da plataforma VTEX, uma das mais completas soluções disponíveis na área.

A agência escolheu a VTEX após estudos e feedbacks coletados com os parceiros e times de performance. “Atuamos com Desenvolvimento Web desde 2017, criando sites, blogs e Landing Pages para clientes como Nubank, iFood e MRV. Além disso, nos baseamos em performance e a VTEX se mostrou uma plataforma robusta, que garante toda infraestrutura para o bom funcionamento do e-commerce, incluindo segurança, escalabilidade e estabilidade, mesmo em picos de acessos ao site”, explica Luiz Fernando Bacellar, gerente de Tecnologia da Raccoon.Monks.

Outro benefício da plataforma é a tecnologia VTEX IO, que permite o desenvolvimento focado na experiência do usuário, já que a interface da loja independe do back-end (a estrutura e os códigos do servidor, que não são vistos pelo internauta). Isso facilita atualizações, além de trazer funcionalidades que podem ser aproveitadas na estratégia, como, por exemplo, a feature Live Shopping – ferramenta de transmissão e venda ao vivo.

O modelo de trabalho que a Raccoon.Monks oferece para criar e-commerces é completo. O início é na etapa Discovery, na qual é feito um mapeamento da jornada do usuário no site e das integrações que serão realizadas. Em seguida, vem a criação de wireframes e mockups, o desenvolvimento, a manutenção e o lançamento da loja virtual. Há, ainda, as estratégias de Data Analytics, SEO (otimização para mecanismos de busca), CRO (otimização da taxa de conversão) e mídias após o lançamento, para alavancar resultados de vendas.

O novo serviço busca tanto empresas que já possuem e-commerce e estão insatisfeitas com a performance, quanto empreendedores que estão iniciando, mas que já consideram a loja virtual como pilar da estratégia digital e omnichannel.

“Quando o site é desenvolvido desde o princípio para ser otimizado e com o tracking implementado corretamente, as estratégias de mídias, SEO e CRO se tornam muito mais eficientes em menos tempo. Buscamos oferecer uma solução de ponta a ponta para maximizar os resultados, a partir do desenvolvimento completo do e-commerce, para assim garantir uma base sólida para as estratégias de performance de nossos parceiros”, conta Bacellar.

Continue lendo

Digital

Riachuelo inova com inclusão digital e empoderamento dos clientes com autoatendimento

Publicado

em

Inovação, dinamismo e agilidade garantem à Riachuelo o posto de uma das maiores empresas de moda do Brasil. Mas foi na digitalização do atendimento ao cliente que a rede com mais de 360 lojas físicas, e-commerce, marketplace com mais de 170 sellers e 30 milhões de clientes no cartão Riachuelo, ganhou destaque em 2021.

Em abril do último ano, a Riachuelo decidiu oferecer o serviço de autoatendimento para seus clientes e escolheu a plataforma colaborativa DialMyApp, que digitaliza as ligações para centrais de atendimento e convida o cliente a olhar para a tela do seu smartphone. Lá o cliente encontra menus com variadas opções de autosserviço que solucionam problemas como segunda via da fatura do cartão, limite e desbloqueio do cartão, alterações cadastrais e outros serviços, sempre de forma digital e eliminando filas de espera no atendimento telefônico.

A plataforma DialMyApp é um hub digital que une todas as opções para atender seus clientes, que podem decidir seguir para: o atendimento humano, ir para o WhatsApp, seguir para o chat ou ficar no menu digital e ter uma excelente experiência de atendimento.

Segundo Keegan Nylander, Gerente de Grupo de Produtos de Crédito, Cobrança, CRM, WhatsApp e Atendimento da Midway, empresa financeira do Grupo Guararapes, controlador das lojas Riachuelo, o grande diferencial da plataforma DialMyApp é a forma didática como ela orienta o cliente a aderir ao atendimento digital. “Você pode ter todos os seus canais de atendimento digitalizados, mas ainda existe uma grande parcela da população que não sabe utilizá-los, quando o assunto é comercial. Enxergamos a plataforma como uma excelente oportunidade de educar digitalmente nossos clientes e ajudá-los a vivenciar uma excelente experiência”.

Continue lendo