Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Digi cria travessuras no PDV para o Halloween de Fanta

Publicado

em

Para engajar a força de vendas dos fabricantes de Fanta e garantir positivação e presença da marca em mais de seis mil PDVs em todo Brasil, a Digi criou uma ação de trade marketing e ativação com o tema Halloween, que acontece durante todo mês de outubro. A agência é uma das mais influentes na área de Incentivo e Relacionamento do mercado.

“Historicamente, Fanta vem construindo uma conexão muito forte com a diversão. No Halloween, as pessoas, independentemente de sua idade, se sentem livres para ser o que quiserem, de uma forma divertida. Por isso, o dia 31 de outubro é a data mais importante do ano para a marca”, conta Pedro Abondanza, diretor de Marketing da Coca-Cola Brasil.

O objetivo da ação é “vestir” com as cores de Fanta e a temática assustadora do Halloween áreas de exposição em milhares de atacadistas, hiper, supermercados e minimercados pelo país – dando destaque para os quatro sabores de Fanta existentes no país (laranja, uva, guaraná e a edição limitada Mistério).

Para atingir essa meta, a Digi criou um concurso de merchandising para a força de vendas dos fabricantes de Fanta e em conjunto com o enxoval de MPDV (material de ponto de venda), criado para deixar os espaços coloridos e divertidos no PDV, que devem ser usados também para exposição dos produtos em pontos extra.

Os times que criarem os espaços mais criativos e com maior visibilidade no ponto extra ganham prêmios e brindes da marca Fanta, como malas, mochilas, camisetas e frigobares.

Outras ações da Digi para o Halloween de Fanta incluem a criação de histórias de mistérios e a divulgação nas redes sociais de mini movies feitos pelos colaboradores para celebrar as ativações, com suas dancinhas preferidas ou contando histórias de superação com a marca.

“Nosso principal objetivo com as ações é o engajamento do time. Também queremos mostrar para a força de vendas dos fabricantes que o Halloween pode ser uma data divertida e cheia de oportunidades”, completa Giane Medeiros, gestora de Negócios da Digi.

Continue lendo

Digital

Rocky.Monks é o mais novo parceiro da JustForYou

Publicado

em

A agência digital full service Rocky.Monks, em mais uma movimentação de mercado, fecha uma nova parceria com a JustForYou, maior marca de personalização de produtos de hair care da América Latina. Com início neste ano, a parceria visa aumentar os resultados em mídias pagas, expandindo a marca  e ajudando na divulgação das novidades da empresa.

“Nosso time de Mídias Pagas já está a todo vapor. Para nós, é de suma importância parcerias com grandes empresas como é o caso da JustForYou, e tenho certeza de que, com um bom trabalho do nosso time, vamos atingir ótimos resultados para que essa parceria dure por muitos anos”, explica Daniela Gebara, sócia fundadora e diretora comercial da Rocky.Monks.

A JustForYou é mais um grande cliente como Telhanorte e Loungerie, que também compõem a carteira de mais de 80 clientes da Rocky.Monks. Além disso, em 2021, a agência foi reconhecida como uma das melhores agências de comunicação para se trabalhar pelo GPTW.

Continue lendo

Digital

Monetização de dados é componente importante da Transformação Digital que movimentará US$ 2,3 trilhões até 2032

Publicado

em

O conceito Data Driven e a consequente monetização desses dados cresce exponencialmente e cada vez mais deve fazer parte dos negócios em todos os níveis. O mercado de transformação digital vai movimentar US$ 2,3 trilhões até 2032, com crescimento médio de 14,2% ao ano, de acordo com o relatório Market Research Report da Fact.MR. Apenas este ano, a expectativa é de que o segmento atinja US$ 621 bilhões. A consultoria Forrester avalia que as empresas que são Data Driven estão crescendo 30% ao ano.

O consultor Caio Cunha, presidente da WSI Master Brasil e membro do Global WSI Internet Consultancy Advisory Board, afirma que o novo modelo significa sobrevivência no mercado. “Ser Data Driven hoje é um diferencial competitivo. Muitos dos concorrentes já adotam e os que não adotarem vão sair do mercado. Cada vez mais os clientes querem ações mais inteligentes”, sentencia o consultor.

Cunha explica que a empresa que é Data Driven usa uma base de dados estruturada, com informações concretas para a tomada de decisões, apoiada em ferramentas de Business Inteligence, inteligência de negócios na tradução. O sistema usa grande quantidade de dados de maneira rápida, segura e eficiente.

“Monetizar esses dados passou a ser interessante. Essas tecnologias podem ser usadas para reduzir custos com automação de tarefas, aumentar receitas identificando e servindo melhor os clientes, atrair mais clientes com engajamento reduzindo esforços, ser mais pessoal e melhorar qualidade dos serviços sem aumentar a equipe”, afirma o consultor.

Continue lendo