Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Dia Internacional do Esporte: Rexona lança o Projeto “Quebrando Barreiras”

Publicado

em

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 80% da população jovem do mundo se movimenta pouco, abaixo do considerado ideal. Em paralelo, um estudo encomendado por Rexona – que ouviu mais de cinco mil pessoas em cinco países, incluindo o Brasil – mostrou que 1 em cada 3 pessoas está infeliz com seu atual nível de atividade física, ainda 2 em cada 3 pessoas sofrem com falta de motivação, e quase a metade dos entrevistados identifica o constrangimento como uma barreira ao movimento.

Essa é uma realidade que Rexona está lutando para transformar por meio do Projeto Quebrando Barreiras. O programa, lançado hoje (06) no Dia Internacional do Esporte, visa usar o esporte e a atividade física para capacitar jovens com a confiança e oportunidade de superarem barreiras e alcançarem a vida ativa e saudável que desejam através do movimento. 

“Como uma marca que está lutando por um mundo onde todos tenham confiança para se movimentar mais, precisamos agir para garantir que todos, independentemente de raça, gênero, habilidade ou classe social, realmente tenham o direito de serem fisicamente ativos. Por meio do Projeto Quebrando Barreiras, estamos dando aos jovens motivação, acesso a treinadores e espaços seguros, de que precisam para se movimentarem mais. Porque, por meio do movimento, todos podem encontrar a confiança para quebrar seus limites”, diz a Kathryn Swallow, vice-presidente global de Rexona na Unilever.

Rexona acredita no poder do movimento para transformar vidas, já que todos devem ser capazes de experimentar os benefícios físicos, mentais e sociais que ele traz. Em parceria com a Beyond Sport, – líder na promoção de mudanças sociais sustentáveis por meio do esporte – o Projeto Quebrando Barreiras oferecerá aos jovens a confiança e a oportunidade de se movimentarem cada vez mais.  

Barreiras em relação ao movimento

A pesquisa global conduzida por Rexona descobriu que um número surpreendente de pessoas enfrentam barreiras que as impedem de se movimentarem.

Uma das principais é a dúvida de si mesmo. O estudo revelou que uma em cada 2 pessoas se preocupa em não ser boa o suficiente, enquanto 4 em cada 10 temem ser julgadas por outras pessoas. 6 em cada 10 pessoas acham que uma vida ativa seria inatingível, por isso nem tentam.

A pesquisa revelou ainda que 66% das pessoas globalmente acreditam que a sociedade apenas comemora os vencedores, número que entre os brasileiros é ainda maior, 71%. Duvidar das suas próprias capacidades é um sentimento comum (88%) entre as pessoas entrevistadas em todos os países e, entre os jovens, a frequência da dúvida é maior. 

Dados da Fundação ABRINQ (2021) apontam que 74% dos jovens no Brasil estão em escolas públicas, que muitas vezes não possuem estrutura básica para o incentivo a atividades físicas.

Além disso, 4 milhões de jovens moram em regiões periféricas com condições de vida precárias. Isso se reflete também na pesquisa conduzida por Rexona, que mostrou que um em cada dois participantes diz que os custos necessários para a prática de alguma atividade física é um fator limitante para sua participação, sem contar a dificuldade de acesso observada principalmente em regiões periféricas. 

“Nossa pesquisa, realizada em março de 2020, início da pandemia, já revelava um cenário delicado – que se intensificou ainda mais – sobre o quanto as pessoas têm se movimentado em todo o mundo. Por saber que o movimento é uma ferramenta poderosa para manter-se bem física e mentalmente, nosso compromisso de inspirar e ajudar as pessoas nesse sentido se tornou ainda mais importante agora, já que viveremos os possíveis impactos da pandemia a longo prazo”, conta Andreza Graner, gerente de marketing de Rexona no Brasil. 

Por meio do Programa Quebrando Barreiras, a marca vai contribuir para quebrar de fato grandes barreiras que impedem as pessoas de se movimentarem, através de ações concretas com foco em impacto social e desenvolvimento humano. 

Sobre o Projeto

O programa se concentra no apoio a crianças e adolescentes, especialmente aqueles que enfrentam as maiores barreiras de serem ativos – como jovens de periferia – equipando-os com habilidades essenciais para a vida, como confiança, trabalho em equipe e resiliência.

Ao proporcionar acesso a treinadores e mentores, além de espaços seguros para se movimentar, esses jovens poderão encontrar a confiança para superarem os limites que os afastam de uma vida com mais movimento e qualidade – aqueles que são impostos por eles próprios e pela sociedade.

O Projeto Rexona Quebrando Barreiras será composto por:

Parcerias: com ONGS, treinadores e líderes comunitários para proporcionar aos jovens o acesso a programas relacionados ao movimento, bem como o coaching e mentoria que precisam para transformar suas vidas através do esporte. O objetivo de Rexona é contribuir para que essas organizações possam fortalecer seus programas já existentes e expandir o alcance a cada vez mais  beneficiários. No Brasil, algumas das instituições parceiras são love.fútbol, IEE, ACER Brazil, Instituto Fazer Acontecer e ACE Projects. 

Coaching e treinamento:  treinamentos digitais, desenvolvidos com especialistas de instituições internacionais como “Coaches Across Continents”, “The Sports Creative” e “The Change Foundation”, projetados para mentores e professores, com o objetivo de proporcionar a eles as ferramentas que precisam para continuar inspirando suas comunidades. Por meio de uma plataforma online, Rexona irá equipá-los com habilidades para capacitar os jovens com a confiança de superar barreiras e conseguir mais por meio do poder do movimento, combatendo principalmente a dúvida de si mesmos.

“Tive a oportunidade de conhecer em diversos países o poder incrível que o esporte, em especial o futebol, tem de reunir pessoas em torno de um objetivo comum: uma vida mais positiva e produtiva para todos. É para isso que trabalhamos todos os dias, e contar com Rexona no nosso time faz toda a diferença, porque nos permitirá alcançar ainda mais pessoas através do movimento”, afirma Mano Silva, COO da love.fútbol.

Juntando-se a nomes como Dove, Seda, e outras grandes marcas da Unilever, o programa reforça o compromisso recém divulgado da categoria de Beleza e Cuidados Pessoais da Unilever em melhorar a saúde e o bem-estar e promover a equidade e a inclusão, atingindo 1 bilhão de pessoas por ano até 2030. Com lançamento inicial no Brasil, Estados Unidos e Reino Unido, a ambição é estender o programa a outros mercados em 2022. 

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Empresa

Empresa opta em usar aspectos divertidos para se posicionar no mercado

Publicado

em

A Dr. Good, empresa no segmento de vitaminas e suplementos em gomas, embutiu em seus produtos um ingrediente especial: o lúdico. A abordagem divertida tem como objetivo mexer com os sentidos de seus consumidores, indo do aspecto visual, que brinca com formas geométricas, até o toque e o sabor, garantindo prazer e uma experiência completa ao cliente.

O toque lúdico nada mais é que um formato de customer experience, que por sua vez une uma totalidade de respostas cognitivas, afetivas, sensoriais e comportamentais do consumidor durante todos os estágios do processo de consumo, incluindo a pré-compra, consumo e pós-compra. Segundo o fundador da hub de soluções estratégicas para marcas, LabOF,  Bruno Bernardo, esses pequenos detalhes fazem toda a diferença na hora que o consumidor vai escolher a sua marca favorita e se fidelizar a ela.

De acordo com a gerente de grupo de produtos da empresa, Paula Prado, todos os detalhes nas linhas de Dr. Good são intencionais e visam oferecer uma melhor experiência ao cliente. “Existe todo um estudo por trás de cada característica nos produtos da Dr. Good. Eles são desenvolvidos de maneira inteligente para oferecerem muito mais que uma funcionalidade, mas para proporcionarem um verdadeiro momento de auto cuidado”, destaca a gerente.

 A atenção nos detalhes é perceptível em toda a gama de produtos da Dr. Good, como na Melatonina, estimulante do sono que possui um formato de lua, ou ainda na linha de multivitamínicos infantis, o qual é possível encontrar formatos geométricos de morango, que se tornam super atrativas na hora do consumo dos pequenos e torna o cuidado com a saúde em quase uma brincadeira. Na versão adulta, o item leva formato, além de morangos, de abacaxis. Outras vitaminas, ainda, ganham forma de estrelas, coração e escudo.

Continue lendo

Empresa

Guaraná Antarctica abraça movimento para inclusão de jogadoras brasileiras no universo dos games

Publicado

em

Se as mulheres seguem brilhando nos gramados reais, no mundo virtual só se for com avatares bem longe da realidade. E para mudar isso, Tamires, Bia Zaneratto, Maria Eduarda, Adriana e Ary Borges entraram em campo com o movimento #BotaElasnoJogo, agora, reforçado por Guaraná Antarctica. Se nenhuma jogadora ainda está presente nos games, chegou a hora de mudar essa situação!

Para reforçar a importância de trazer rostos e nomes verdadeiros para os jogos virtuais, Guaraná Antarctica dá mais um passo dentro do seu compromisso de colaborar para uma maior visibilidade para o futebol feminino. Dessa forma, a marca vai assumir parte do direitos de imagem das atletas que iniciaram #BotaElasnoJogo e trazer iniciativas que vão ajudar a ampliar o movimento.

E como todo time merece grandes reforços, o refrigerante Original do Brasil traz para a conversa a jogadora Formiga e mais atletas renomadas, como Jully Silva (Palmeiras), Maiara Lisboa (Internacional), Juliete (Corinthians), Nicole Ramos (Atlético Mineiro), Gisele e Maria Eduarda (Flamengo) e Fabiana Guedes (Santos). A iniciativa também envolve quem mais entende o universo gamer e, dessa forma, as streamers não podiam ficar fora: Wendell Lira, Carol Docha, Marielle Mariano e Stephanie Santos também entram com tudo para apoiar o movimento com tutoriais para criar avatares personalizado das jogadoras brasileiras, dando um jeitinho de colocar elas no game e, não só no futebol, mas também nos maiores jogos do mundo.

“Ver que nenhuma jogadora brasileira pode ser encontrada nos games, é um reflexo dessa falta de representatividade do esporte. Queremos que as pessoas possam encontrar suas jogadoras preferidas nos jogos. E o #BotaElasnoJogo não para por aqui. Vamos seguir com iniciativas para fazer esse movimento crescer ainda mais”, conta Giuliana Cittadino, gerente de marketing de Guaraná Antarctica.

Continue lendo