Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

COVID-19 levou a uma queda de US$ 22 bilhões nas vendas fora do lar, revela estudo global da Kantar

Publicado

em

As vendas de FMCG (bens de consumo massivo) para consumo em casa atingiram 10% globalmente em 2020; no entanto, nos setores de snacks e bebidas não alcoólicas dentro (In Home) e fora do lar (Out Of Home – OOH) o cenário foi diferente, aponta novo estudo da Kantar. Em comparação com 2019, as vendas OOH diminuíram em oito dos nove mercados analisados, com exceção da Indonésia, em uma queda da ordem de US$ 22 bilhões (-26%), enquanto as internas aumentaram U$ 8 bilhões (+8%). E em seis deles – Espanha, Grã-Bretanha, China, Tailândia, França e Brasil – também foi registrada uma queda nas vendas combinadas de dentro e fora de casa.

 

No Brasil, o gasto Fora do Lar caiu 16% em comparação a 2019, enquanto o Dentro do Lar teve desempenho 12% maior do que em 2019.

No final de 2020, nos países incluídos na análise, as vendas de bebidas OOH caíram mais de 30%, enquanto as vendas em casa aumentaram apenas 6%, o que significa que as vendas totais caíram 14%. Os lanches consumidos fora do lar também sofreram declínio nas vendas OOH (18%), mas aumentaram as vendas internas (8%). A categoria de bebidas foi a mais atingida durante o primeiro período de bloqueio (segundo trimestre de 2020) e, embora nenhum dos setores tenha se recuperado totalmente no último ano, o desempenho foi melhor para snacks no terceiro trimestre. Ao mesmo tempo, as vendas internas aceleraram para um crescimento de dois dígitos tanto no segundo quanto no quarto trimestre.

 

Algumas categorias específicas dentro de bebidas – refrigerantes e cafés – que tinham a maior dependência de OOH, sofreram o declínio mais significativo do consumo dentro e fora do lar, de -16% e -22%, respectivamente. No extremo oposto, dentro de snacks, temos chocolate e snacks salgados, as duas categorias com a menor dependência de OOH para as vendas gerais, e ambas mantendo um crescimento de 4% e 5%, respectivamente.

 

Juntamente com a dependência das vendas OOH, mesmo que todas as ocasiões OOH mudem para bebidas In Home, a categoria bebida sempre sofrerá mais, uma vez que o custo médio da bebida é € 1,20 fora do lar versus € 0,20 dentro do lar, o que significa que um cliente precisa desfrutar uma bebida seis vezes em casa para contribuir com o mesmo valor que pagaria fora de casa.

 

Vendas de hotéis, restaurantes e cafeterias caem US$ 15 bilhões

 

Quando consideramos as vendas OOH, temos quatro canais distintos: dois dos quais são OOH puro – HoReCa (Hotéis, Restaurantes e Cafeterias) e Impulso (quiosques, lojas de doces, postos de gasolina, carro móvel, food truck, vendedores ambulantes e máquinas de venda automática) e dois que reproduzem In-and-Out – Canal moderno (hipermercados, supermercados, lojas de conveniência e self-service) e Canal Tradicional (Lojas de comida tradicional, não self-service).

 

60% dos gastos OOH vêm dos canais OOH puros (41% para HoReCa e 19% para Impulso), e esses dois foram os mais atingidos pela pandemia, devido às restrições de bloqueio entre os países ao longo de 2020. As vendas caíram 36 % em HoReCa e 24% em Impulso, significando que sua decadência foi responsável por 85% da perda de US$ 22 bilhões em vendas OOH, sendo que HoReCa contribuiu com a maior parte disso.

 

O impacto e o declínio de HoReCa significam que o canal perdeu participação em quase todos os lugares e caiu para 41% em 2020, ante 48% em 2019.

 

O canal Impulso é o mais importante para Brasil e registrou um declínio de 17% em valor, enquanto HoReCa teve queda de 22%, Canal Moderno de 6% e Tradicional de 12%, também em comparação a 2019.

 

Os dados acima são baseados na análise do ano completo de 2020 em comparação a 2019, usando os painéis de compra fora de casa em nove mercados: Brasil, China, França, Grã-Bretanha, Indonésia, México, Portugal, Espanha e Tailândia. Esses painéis fornecem uma amostra contínua global e com a mais recente tecnologia disponível, em que a Kantar registra cada lanche, bebida e refeição comprada para consumo fora de casa, seja em movimento, no local de compra, no local de trabalho ou em outro lugar. Abrange dois setores de Snacks (chocolate, biscoitos, bolos, salgadinhos e sorvetes) e Bebidas Não Alcoólicas (café, refrigerantes, sucos e água engarrafada).

 

A Kantar também cobriu quatro canais distintos: HoReCa (pubs, bares, restaurantes – QSR e FSR, cadeias e independentes – cafeterias, padarias e lanchonetes), Impulso (quiosques, lojas de doces, postos de gasolina, carro móvel, food truck, vendedores ambulantes e máquinas de venda automática), Canal Moderno (Hipermercados, supermercados, lojas de conveniência e self-service) e Canal Tradicional (lojas de comida tradicional e não self-service).

 

Continue lendo

Universo Live

Transamerica Expo Center lança Evenflix, uma homenagem bem-humorada aos profissionais do setor de eventos

Publicado

em

Para comemorar o Dia do Profissional de Eventos, o Transamerica Expo Center acaba de lançar uma campanha descontraída com o objetivo de homenagear as pessoas que atuam na área. “Evenflix” faz uma paródia entre filmes clássicos e o universo dos eventos.

Por meio de um hotsite interativo, os usuários podem personalizar a releitura de cartazes icônicos da cultura pop, assumindo o papel de autores das obras que podem ser compartilhadas nas redes sociais.

O Evenflix conta com títulos bem-humorados como “Corra que o Prazo vem Aí”, “Onze Estandes e um Segredo”, “Plenárias do Caribe” e “Os Caçadores do PPT Perdido”, todos projetados para refletir o espírito e os desafios diários dos profissionais de eventos. A plataforma, feita em tom fictício, procura estimular a interação e o relacionamento entre entusiastas do setor.

“Mais do que apenas parabenizar os profissionais nesta data, queremos, de forma lúdica, enaltecer aqueles que trabalham incansavelmente nos bastidores para criar experiências memoráveis. E que, invariavelmente, passam por inúmeras situações que demandam criatividade e bom humor”, afirma Alexandre Marcilio, diretor geral do Transamerica Expo Center.

A iniciativa reconhece o empenho, a paixão e a relevância dos profissionais do setor de forma descontraída, reforçando o compromisso do Transamerica Expo Center em apoiar e valorizar a comunidade de eventos, oferecendo uma experiência única para todos.

Continue lendo

Universo Live

AMPRO comemora momento positivo para o mercado de live marketing

Publicado

em

A Câmara dos Deputados aprovou ontem (23/04) o Projeto de Lei 1026 de 2024 que reformula os incentivos do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE).

“A AMPRO sempre esteve e estará atuante com o tema, principalmente desde a publicação da medida provisória 1202/2023, onde o setor foi surpreendido com as mudanças estruturais da lei. Seguimos com esta pauta, que preserva os negócios dos associados, ao lado de demais entidades, fundamentais para a conquista deste resultado”, afirma Heloísa Santana, presidente executiva da entidade.

O texto aprovado, define teto de R$ 15 bilhões para o Perse, de abril de 2024 a dezembro de 2026, reduzindo de 44 para 30 os tipos de serviços beneficiados atualmente (CNAEs). A proposta agora vai ao Senado.

Ao contrário do texto original, o aprovado permite que empresas tributadas pelo lucro real ou pelo lucro arbitrado, possam contar com todos os benefícios do Perse em 2024. Mas, em 2025 e em 2026, eles ficarão restritos à redução de PIS e Cofins.

Acompanhe as iniciativas da AMPRO sobre PERSE: https://ampro.com.br/perse/

Continue lendo