Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Call of Duty: Vanguard: fotojornalistas usam engine para capturar imagens

Publicado

em

A franquia Call of Duty, agora conta com uma parceria inédita que pela primeira vez permitiu que fotojornalistas de guerra entrassem em Call of Duty: Vanguard para capturar imagens da guerra dentro do jogo que poderiam ser facilmente confundidas com fotos reais, como se estivessem realmente inseridos nas missões desta guerra.

Os renomados fotojornalistas de guerra de longa data, Alex Potter e Sebastiano Tomada Piccolmini tem uma grande experiência capturando imagens em zonas de conflito, incluindo diversas batalhas pelo Oriente Médio. Para o lançamento de Vanguard, baseado na Segunda Guerra Mundial, dia 5 de novembro, os dois se aventuraram na engine do jogo para uma sessão de fotos exclusiva na nos estúdios de captura da Activision. A jornada de Potter e Piccolmini também pode ser vista neste trailer, permitindo que fãs – dos games e de fotografia – vejam as reações e a experiência dos fotógrafos em tempo real.

Call of Duty: Vanguard captura a intimidade da Segunda Guerra de uma forma incrivelmente imersiva”, disse o brasileiro Fernando Machado, Chief Marketing Officer da Activision Blizzard. “Nós testamos seu realismo ao enviar Alex Potter e Sebastiano Tomada Piccolomini com portais similares á câmeras dentro da engine do jogo, que os levou de volta no tempo como se estivessem fotografando naquele período, mostrando quão real Vanguard é vista e sentida pelos fãs”.

Os incríveis gráficos e visuais de Vanguard mostrarão os mais recentes avanços tecnológicos quando o jogo for lançado mês que vem, dia 5 de novembro. Isso inclui seu uso de fotogrametria, onde locais, cenas e objetos são recriados dentro do jogo com qualidade fotorrealista.

Os fotojornalistas Alex e Sebastiano esperaram pelos momentos exatos para capturar suas imagens, da mesma forma que fazem na vida real. “Essas são situações que capturaria normalmente”, comenta Alex Potter, no vídeo. “Fiquei impressionado com a forma como tudo era cinético e envolvente”, afirmou Sebastiano Tomada Piccolmini. “Como fotógrafos, é assim que conflitos realmente se parecem”

Cópias de edição limitada destas fotos de Call of Duty: Vanguard estão disponíveis no site oficial da Bleecker Trading e em seu endereço em Nova Iorque. Toda renda das fotos será doada para a instituição Call of Duty Endowment.

“Esta colaboração especial é uma grande oportunidade de continuar a aumentar a conscientização e homenagear nossos veteranos enquanto continuamos em nossa missão de ajudá-los a encontrar empregos de alta-qualidade”, disse Dan Goldenberg, Diretor Executivo da Call of Duty Endowment.

De acordo com a Activision, a A Call of Duty Endowment financiou a colocação de mais de 90.000 veteranos em empregos de alta-qualidade desde o seu início e pretende colocar 100.000 veteranos em empregos significativos até 2024. O custo da Endowment para colocar um veterano em 2020 foi de US$ 515, proporcionando emprego a cerca de 1/9 do custo dos esforços do U.S. Department of Labor.

Para ajudar os veteranos a encontrarem trabalhos, é possível acessar o site oficial da ORG ou segui-la nas redes (Instagram e Facebook) em @CallofDutyEndowment, e no Twitter em @CODE4Vets.

Call of Duty: Vanguard é o mais recente título da franquia que já vendeu mais de 400 milhões de cópias em toda sua história. O título tem lançamento marcado para PlayStation5, PlayStation4, Xbox Series X|S, Xbox One, e PC, a partir de 5 de novembro. Lembrando, que Call of Duty: Vanguard estará disponível apenas em cópias digitais no Brasil.

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Digital

Rocky.Monks é o mais novo parceiro da JustForYou

Publicado

em

A agência digital full service Rocky.Monks, em mais uma movimentação de mercado, fecha uma nova parceria com a JustForYou, maior marca de personalização de produtos de hair care da América Latina. Com início neste ano, a parceria visa aumentar os resultados em mídias pagas, expandindo a marca  e ajudando na divulgação das novidades da empresa.

“Nosso time de Mídias Pagas já está a todo vapor. Para nós, é de suma importância parcerias com grandes empresas como é o caso da JustForYou, e tenho certeza de que, com um bom trabalho do nosso time, vamos atingir ótimos resultados para que essa parceria dure por muitos anos”, explica Daniela Gebara, sócia fundadora e diretora comercial da Rocky.Monks.

A JustForYou é mais um grande cliente como Telhanorte e Loungerie, que também compõem a carteira de mais de 80 clientes da Rocky.Monks. Além disso, em 2021, a agência foi reconhecida como uma das melhores agências de comunicação para se trabalhar pelo GPTW.

Continue lendo

Digital

Monetização de dados é componente importante da Transformação Digital que movimentará US$ 2,3 trilhões até 2032

Publicado

em

O conceito Data Driven e a consequente monetização desses dados cresce exponencialmente e cada vez mais deve fazer parte dos negócios em todos os níveis. O mercado de transformação digital vai movimentar US$ 2,3 trilhões até 2032, com crescimento médio de 14,2% ao ano, de acordo com o relatório Market Research Report da Fact.MR. Apenas este ano, a expectativa é de que o segmento atinja US$ 621 bilhões. A consultoria Forrester avalia que as empresas que são Data Driven estão crescendo 30% ao ano.

O consultor Caio Cunha, presidente da WSI Master Brasil e membro do Global WSI Internet Consultancy Advisory Board, afirma que o novo modelo significa sobrevivência no mercado. “Ser Data Driven hoje é um diferencial competitivo. Muitos dos concorrentes já adotam e os que não adotarem vão sair do mercado. Cada vez mais os clientes querem ações mais inteligentes”, sentencia o consultor.

Cunha explica que a empresa que é Data Driven usa uma base de dados estruturada, com informações concretas para a tomada de decisões, apoiada em ferramentas de Business Inteligence, inteligência de negócios na tradução. O sistema usa grande quantidade de dados de maneira rápida, segura e eficiente.

“Monetizar esses dados passou a ser interessante. Essas tecnologias podem ser usadas para reduzir custos com automação de tarefas, aumentar receitas identificando e servindo melhor os clientes, atrair mais clientes com engajamento reduzindo esforços, ser mais pessoal e melhorar qualidade dos serviços sem aumentar a equipe”, afirma o consultor.

Continue lendo