Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

AMPRO quer fazer DR entre clientes e agências

Publicado

em

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional iniciou um movimento nacional pela mudança definitiva nas condições de contratação das agências de Live Marketing por parte dos clientes. Motivada pela crise do coronavírus, que prejudicou diretamente mais de 70% do mercado, segundo o último levantamento feito pela Entidade, a AMPRO assina campanha que convida clientes a discutirem a relação com as agências, com a repercussão da #jobEntreguejobPago. O movimento conta com adesão e apoio da ABAP – Associação Brasileira de Agências de Publicidade, da Fenapro – Federação Nacional das Agências de Propaganda e do GAN – Grupo de Atendimento e Negócios.

O texto, que começou a circular na última segunda-feira (27), diz que “concorrências não remuneradas, contratos sem garantias, sem compromisso de faturamento anual e com prazos de pagamento de 60, 90, 120 dias tornam a manutenção das estruturas necessárias para a viabilização das estruturas de Live Marketing insustentável”.

“Mudar esse cenário das relações entre clientes e agências tornou-se vital para o mercado. Depois do covid-19 as agências ficaram descapitalizadas para bancar prazos mais elásticos ou concorrências não remuneradas com mais de quatro agências. A boa notícia é que as maiores empresas do Brasil já estão sensíveis e dispostas a estabelecer práticas mais sustentáveis na retomada das ações”, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

Nas últimas semanas, a Entidade já tem promovido aproximação amigável com grandes marcas para expor a situação, com retornos positivos. “As empresas estão entendendo que, se não houver mudanças agora, as agências podem concluir que não conseguirão se manter sustentáveis e começar a expor as marcas que não adotam boas práticas, trazendo consequências negativas”, informa.

As ações da AMPRO por relações mais sustentáveis clientes e agências no Live Marketing não são novas. Para inibir os modelos de concorrências consideradas predatórias, há 8 anos a AMPRO lançou a campanha “4 or Pay”, com orientação para que os clientes convidem até quatro participantes para a disputa ou remunerem a participação do grupo. Como extensão, surgiu, na sequência, o canal Fala Mais, para a troca sigilosa de experiências com práticas predatórias ou sustentáveis do mercado, com intervenções da AMPRO por meio do envio de recomendações nos casos mais críticos.

Milhares de profissionais e centenas de empresas foram também impactados em todo o país com iniciativas como o Dia AMPRO, que disseminou as boas práticas dos Dez Princípios de Valor sugeridas pelo seu Comitê de Sustentabilidade durante os Workshops de Valor, além de outras iniciativas, como Guia de Melhor Prática de Seleção de Agências e Guia ABA de Boas Práticas do Relacionamento, em parceria com a Associação Brasileira de Anunciantes.

“Desta vez, a DR precisa ser pra valer”, alerta Pagliarini.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Universo Live

UBRAFE participa do 53º Congresso AFIDA em Buenos Aires

Publicado

em

A Ubrafe (União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios) participou, nos dias 27 e 28 de maio, da 53ª edição do Congresso Latino Americano da Indústria de Feiras e Convenções, promovido pela AFIDA (Associação Internacional de Feiras da América). A ocasião torna a Ubrafe como importante aliada da AFIDA no processo de geração de espaços de networking, oportunidades de negócios e aprendizagem latino-americana, de forma a promover e garantir êxito na indústria de eventos.

O Congresso promoveu duas jornadas de capacitação e atividades sociais, com a participação de conferencistas internacionais de alto nível, bem como de diretores da indústria de Feiras, Congressos e Convenções Ibero-americanos, trazendo experiências que permitem ao setor identificar a visão atual e futura do cenário de eventos e organizações que fazem parte dela.

“O evento da AFIDA é uma excelente oportunidade de alto nível para se relacionar com o mercado de eventos B2B Latino Americano. O Brasil é o líder regional pela quantidade de eventos e estabelecer estas conexões é fundamental”, destaca Paulo Ventura, presidente do conselho de administração da Ubrafe.

“O convite para palestrar neste evento que aconteceu na La Rural, a principal venue de Buenos Aires, mostra que a Ubrafe está inserida no ecossistema Latino Americano de feiras e eventos B2B”, finaliza Paulo Octávio Pereira de Almeida (P.O.), presidente executivo da Ubrafe.

A Ubrafe possui o Barômetro Eventos B2B, um dos índices mais confiáveis do setor de eventos, pois consolida a quantidade de eventos com foco na geração de negócios, por enquanto na cidade de São Paulo. Seu levantamento registrou um impacto de R$ 9,3 BI apenas na economia da cidade de São Paulo, 7 milhões de participantes únicos em um ano e um total de 1.286 eventos de grande porte em 2023 – primeiro ano completo que o setor não sofreu os impactos da crise sanitária (covid-19).

Continue lendo

Universo Live

Ampro celebra sanção do novo Perse e destaca benefícios para o setor de eventos

Publicado

em

A Associação de Marketing Promocional (AMPRO), representada pela presidente executiva, Heloísa Santana, Elza Tsumori, conselheira e diretora setorial de relações institucionais da Associação, presidente da CBIE e diretora administrativa e financeira da Academia Brasileira de Eventos e Turismo e Raphael Rodrigues, membro da diretoria setorial de marketing de incentivo e do grupo de trabalho do Perse celebra com entusiasmo sua participação na cerimônia oficial realizada ontem no Palácio do Planalto, para sanção do novo Perse (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos) pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O programa, aprovado pelo Senado Federal em 30 de abril após intensas negociações, representa um marco histórico para a retomada do setor de eventos, um dos mais impactados pela pandemia de COVID-19.

Lembrando que o novo Perse oferece medidas de apoio financeiro e tributário para empresas do setor e garante a continuidade do programa até 2026, com teto de R$ 15 bilhões. Os CNAEs (7319-0/01, 7490-1/05 e 8230-0/01) vinculados ao setor de live marketing e marketing de experiência seguem abrangidos pelo programa.

A Ampro e seu grupo de trabalho de relações governamentais, reiteram seu compromisso em trabalhar sempre em conjunto com o governo e o setor privado para garantir a efetiva implementação do novo Perse e a plena retomada do setor de eventos no Brasil.

Acompanhe as novidades sobre o programa na página da entidade que vai oferecer aos seus associados, um webinar para tratar sobre as novas diretrizes após a sanção da lei.

Continue lendo