Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Transformação Digital: comércio eletrônico deve continuar crescendo em 2021, apontam dados da Criteo

Publicado

em

Da descoberta de um novo vírus letal ao impacto nas compras online, o início da pandemia no Brasil trouxe novas experiências. Diante do isolamento social, os brasileiros foram obrigados a encontrar diferentes formas para manter seus hábitos e atender às novas necessidades que surgiam com esse momento atípico do mundo e o e-commerce se destacou.

De acordo com pesquisa realizada pela Criteo, empresa global de tecnologia que fornece publicidade confiável e impactante a profissionais de marketing, 56% dos consumidores brasileiros pesquisados afirmaram que compraram em canais de e-commerce pela primeira vez durante o pico do COVID-19; além disso, 94% pretendem continuar comprando nas lojas online que descobriram nesse período. No Brasil, podemos esperar uma transformação digital acelerada.

Por necessidade, o hábito de comprar online ganhou destaque entre os consumidores brasileiros. A tendência, que antes da pandemia esperava-se que iria levar anos para acontecer no país, foi alcançada em meses. De acordo com outro estudo da Criteo, 67% descobriram pelo menos uma nova forma de consumo que pretendem continuar usando na fase pós-coronavírus. Comprar produtos pela internet, pedir comida por delivery e fazer compras por apps estão entre os principais comportamentos adotados pelos consumidores.

Com a digitalização, a Black Friday deste ano também marcou forte presença no e-commerce. Mundialmente, de acordo com os dados mais recentes da empresa de tecnologia, houve um crescimento de 139% nas compras online em relação a outubro de 2020.

“Depois de 2020, as marcas não conseguirão sobreviver se não estiverem online para contato. Se o consumidor precisar, ele deve conseguir contatar a empresa de qualquer maneira, seja de formas simples como por e-mail ou WhatsApp. Mas a presença online é essencial. E não é necessário que o comerciante venda por meio de um site tradicional, mas pode explorar outras formas – por exemplo, o social commerce”, afirma Tiago Cardoso, diretor geral para a América Latina da Criteo.

O QUE ESPERAR DE 2021

Formas de pagamento “sem toque”

De acordo com estudo do Plano CDE realizado pelo Banco Pan no início de 2020, cerca de ¾ dos brasileiros com renda familiar mensal de até R$ 10.000 usam suas contas bancárias menos de uma vez por mês. Ainda assim, existe um percentual de pessoas que não têm conta em banco – mais representativo entre a população com renda mensal de até R$ 4.999,00.

Apesar dessa desigualdade, que pode excluir alguns consumidores do ambiente exclusivamente online fortalecido pela pandemia, novidades como o pagamento pelo WhatsApp e opções de pagamento pelas carteiras digitais facilitarão essas transações. No início da pandemia, muitas marcas brasileiras – grandes e pequenas – viabilizaram a opção de compra com um consultor pelo WhatsApp. Novas “experiências sem toque”, como os QR codes, também forçarão os varejistas a se adaptarem a esse novo comportamento de consumo, já que facilitam a experiência de compra do consumidor.

De maneira geral, o crescimento exponencial do e-commerce continuará – e a digitalização constante possibilitará uma maior participação da população brasileira neste modelo de compra online.

Novos eventos com descontos

Diante das boas experiências nas compras virtuais, com a facilidade e praticidade do comércio online, os novos consumidores digitais continuarão ativos em 2021. Ao mesmo tempo, o consumo nas lojas físicas não vai acabar, mas ficará mais focado em experiências relevantes. Segundo participantes de um estudo da Criteo, 69% dos brasileiros sentem falta de fazer compras fisicamente e o ideal para o varejo neste ano é saber trabalhar cada vez mais com estratégias de vendas omnichannel.

Os insights da Criteo também mostram que mais varejistas vão querer criar seus próprios eventos de compras para impulsionar as vendas em 2021 – seja online ou offline – como uma forma de alcançar o sucesso em vendas e envolvimento do consumidor.

Setor de viagem em recuperação

Além disso, as viagens tendem a voltar gradualmente ao normal. Dados da empresa mostram que a procura por viagens aumentou 32% na semana anterior ao último Dia das Crianças, graças à redução das medidas de isolamento em algumas cidades. O aumento na semana de 4 a 11 de outubro foi superior aos 21% registrados no mesmo período de 2019. Além disso, na Black Friday de 2020, as companhias aéreas no Brasil tiveram um aumento de 504% no tráfego do site e 217% nas reservas de voos em comparação com as duas primeiras semanas de agosto.

“Os voos domésticos começaram a dobrar nos últimos meses e semanas. E esperamos que essa tendência continue aqui no Brasil. Com o tempo, teremos que viajar de avião, não só de carro, e certamente as pessoas vão preferir ficar por perto em vez de viajar para o exterior”, completa Tiago Cardoso.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Universo Live

Zé Delivery surpreende dupla que perdeu ônibus no feriado com viagem de helicóptero para curtir o São João em Campina Grande

Publicado

em

Durante qualquer feriado, é muito comum que as pessoas se organizem para enfrentar horas na fila do aeroporto, trânsito nas estradas ou até mesmo atrasos. E quando o assunto é São João, não é diferente: se deslocar entre cidades para aproveitar quermesses e celebrações acaba sendo rotina em muitas regiões do País. Pensando nisso, neste ano, o Zé Delivery,  serviço de entrega de bebidas, garantiu as bebidas geladas, entrega rápida e no precinho no Nordeste, e também foi muito além do delivery: surpreendeu com uma viagem de helicóptero uma dupla que perdeu o ônibus durante o feriado e a salvou do perrengue.

Idealizada pela agência California, a ação aconteceu no Terminal Rodoviário de João Pessoa. De plantão para analisar o movimento no local, estava o humorista Renan da Resenha, que foi elencado pela marca para surpreender alguém que estivesse passando por algum perrengue ou simplesmente perdido a oportunidade de seguir viagem. Foi quando ele viu duas pessoas que chegaram atrasadas na estação e perderam o ônibus para Campina Grande, e as abordou com a proposta de contar com o Zé Delivery para aproveitar o feriado e chegar rapidinho ao seu destino final.

Após toparem a viagem inesperada, a dupla acompanhou o humorista até o local onde estava estacionado o “Zélicóptero” todo envelopado com as características cores amarela e preta do Zé. O destino também era Campina Grande, mais precisamente a festa São João Premium, e a viagem contou com a expectativa de finalmente curtir a cidade, ver as bandeirolas e escutar um forró, além de uma experiência exclusiva de observar do alto todo o trajeto entre as duas cidades.

A ação, registrada pelo Zé e repercutida em suas redes sociais e por influenciadores digitais, terminou com a chegada do grupo na Vila Forró, onde todos foram recepcionados pelo cantor e compositor Juzé – parceiro e um dos “Zés” da marca -, que os convidou para curtir o momento com muita comida típica, bebidas geladas e shows de diferentes artistas.

“O Zé Delivery quer celebrar no Nordeste o que o São João tem de melhor: tradição e conexão entre públicos de diferentes origens e gostos, além de unir a capital e o interior em uma só festa. Isso porque sabemos que esse momento não se trata apenas de uma data, mas é parte de uma cultura que extrapola o mês de junho. Essa ação tem o objetivo de mostrar que o consumidor pode contar com o Zé em qualquer lugar e a qualquer momento, e sempre garantir a bebida gelada, rápida e no precinho”, comenta Thaís Azevedo, CMO do Zé Delivery.

 

Continue lendo

Universo Live

Levantamento revela que cerca de 90% dos vendedores resgatam recompensas financeiras em campanhas de incentivo

Publicado

em

É notório que cada vez mais as grandes indústrias apostam em ativações de engajamento junto aos vendedores dos canais varejistas, como forma de intensificar a comercialização de seus produtos. Visando entender o comportamento dos profissionais que participam dessas campanhas, a Incentive.me, startup de tecnologia para gestão de campanhas de incentivo de vendas, realizou um levantamento inédito sobre o setor. Entre os destaques, está o fato de que 89,7% dos vendedores optam por recompensas financeiras nos resgates de prêmios.

Dentro desse grupo de prêmios financeiros, a realização de transferências bancárias lidera a preferência com 57,9% dos resgates, seguido por cartões pré-pago (19,0%) e wallets (12,8%), sendo que essa última categoria vem crescendo nos últimos anos em relação ao segundo colocado. Os dados foram coletados a partir de uma amostra de 80 mil participantes de ações, no período entre abril de 2022 e o mesmo mês do ano passado.

“Esse resultado mostra a preferência do vendedor quando todas as opções de prêmios são oferecidas para ele. Uma distorção que observamos no mercado é que muitas vezes as indústrias optam por oferecer recompensas não financeiras (produtos, viagens, etc.), indo contra a preferência dos próprios beneficiários das campanhas e não maximizando a atratividade que essas ativações têm para o vendedor”, argumenta Jansen Moreira, CEO e fundador da Incentive.me.

O estudo da startup também coletou outros tipos de premiações resgatadas pelos profissionais, que juntos somam 10,3%. O segmento de Compras representa 4,5% da preferência, seguido por Recargas (2,7%) e Refeição (1,9%). Denominado como outros, os segmentos de Vestuário e Entretenimento representam 1,2%. Além disso, o levantamento mostra que o ticket médio dos resgates é de R$ 170,00 e o tempo médio que o vendedor leva para resgatar a premiação é de 15 dias após o recebimento do valor em sua carteira digital.

Vendas crescem nos canais varejistas

As ações promovidas pelas indústrias em parceria com a Incentive.me, visando o engajamento e incentivo aos profissionais de milhares de canais varejistas do país, foram capazes de ampliar as vendas em 35% nos pontos de vendas (PDVs), no período analisado pelo estudo.

“Trabalhar diretamente para motivar os vendedores a participarem de inúmeras campanhas ao mesmo tempo é essencial. Por isso, é muito importante que os gestores comerciais saibam compreender e analisar os resultados de cada ativação, dando aos vendedores autonomia, conforto e possibilidade de converter seu bom desempenho em premiações atraentes”, explica Jansen.

Ainda segundo o empreendedor, hoje é preciso que as marcas entendam a realidade dos profissionais que estão no PDV. “Para isso, é fundamental compreender qual tipo de bonificação é a mais atraente para cada ativação. Sem dúvida, esse é um ponto estratégico e vital para o sucesso de uma ação. Apenas dessa maneira é possível engajar a ponta da cadeia”, conclui.

Continue lendo