Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Sustentabilidade financeira na cadeia de fornecedores.

Publicado

em

Este título pode ser um tanto vago e pouco esclarecedor quando a palavra “sustentabilidade” é aplicada, mas de forma bem objetiva, ela deve ser entendida como um pedido de “socorro” num momento em que o mundo pede um posicionamento responsável em ralação ao próximo.

O mercado de Live Marketing foi o primeiro a ser atingido pela crise com os cancelamentos e adiamentos dos eventos, shows e demais ações, atitude correta e necessária para não tornar a pandemia um mal maior.

Também é sabido que este mercado será o último a se recuperar, pois não seremos tão confiantes daqui em diante, e até chegarmos na tranquilidade de poder ir a um evento sem medo do risco de contaminação, mesmo do ponto de vista psicológico, levará um certo tempo.

Superada a pandemia, entra minha grande preocupação, hoje temos centenas de milhares de pessoas que vivem e dependem destes eventos para sobreviver e estão paradas em suas casas sem recursos e sem perspectiva.

Se existe algo a fazer imediatamente para que a retomada seja mais rápida é montar um plano de atuação com as empresas que compram serviços de Live Marketing, e a primeira necessidade é a conscientização e a necessidade de reduzir os prazos de pagamentos. Hoje muitas empresas trabalham pagando as agências com 90, 120 e até 180 dias após o “Pedido de Compra” e a agência quando não antecipa os pagamentos para sua equipe e fornecedores, acaba repassando os prazos. Não quero entrar aqui na discussão de identificar como chegamos a isso, pois nós sabemos que aceitamos o inaceitável.

O poder econômico das grandes empresas, aliada a capacidade técnica das áreas de suprimentos em negociar de forma agressiva os prazos, preços e sabendo da fragilidade das agências, da falta de união, somada a necessidade de girar o caixa, levaram as agências a aceitarem este erro mortal, e isso fica claro hoje quando observamos várias agências fechando e deixando suas obrigações com seu time de colaboradores pendentes.

É fundamental interrompermos este processo de autodestruição, temos a opção do “não”.

Este texto na verdade nunca deveria estar sendo produzido, pois é fato que quando você compra um serviço, ele deve ser pago imediatamente após a entrega, sem falar da importância em alguns casos de adiantamentos, necessários para que a estrutura se mantenha forte.

A responsabilidade de todos está em fazer a economia girar de forma saudável, não é possível estruturas pequenas, que lutam para se manter sadia no campo financeiro tenham que sustentar e antecipar valores para produzir o evento de uma multinacional que deixa de lado seu “core business” para ganhar dinheiro na antecipação de valores se associando aos bancos e fintechs.

Por este ponto de vista que acredito na negociação e na conscientização, pois a Governança deve ser ponto prioritário nas empresas que atuam na Bolsa de Valores, e no momento que todo um mercado com seus colaboradores e familiares que dependem deste trabalho para sobreviver estão sofrendo este “assédio moral” nos prazos de pagamentos, cabe a toda sociedade reavaliar se estas empresas merecem o respeito de consumo de seus produtos. É importante que o grupo de Sustentabilidade e Governança da Bolsa de Valores avaliem o “modus operandi” destas empresas, identifiquem como o uso desproporcional da força econômica é usado para constranger fornecedores gerando lucros que não são provenientes de suas atividades principais, as quais os acionistas acreditam que estão investindo e sendo remunerados.

Pode parecer difícil, mas eu acredito que os tomadores de serviços de Live Marketing devem implantar no treinamento de seus times de colaboradores a conscientização da função social da empresa, o respeito aos fornecedores, principalmente nos dias atuais onde uma pandemia traz à tona práticas que nunca deveriam ter sido usadas.

Depois do vírus necessitamos de um mundo melhor.

Evento entregue, Evento pago.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Empresa

MChecon torna público, projeto proprietário de mobiliário social, em ação S.O.S Rio Grande do Sul

Publicado

em

A MChecon Design & Cenografia, reconhecida empresa de cenografia no Brasil, resolveu turbinar sua ajuda ao Rio Grande do Sul de uma maneira diferente, com a abertura para o público do seu projeto de mobiliário social, onde são produzidos itens em chapas de MDF submetidos a corte em router.

Criado em 2022 e liderado por Rafael Mattos, sócio e head de marketing & inovação na MChecon, e Simone Lima, gestora de arquitetura da empresa, o projeto levou para a comunidade da Cumbica, em São Paulo, berços, um cômodo mobiliado na comunidade de Paraisópolis, além da adaptação de uma cama de casal para solteiro, todos pensados para que não tenham nenhum tipo de ferragem e sejam totalmente de encaixe, o que os torna rápido de produzir e extremamente fácil de montar. O item de acervo escolhido para essa nova ação foi a cama Cecília, carinhosamente batizada com o nome da primeira pessoa a ganhar o mobiliário no ano passado.

Com a abertura do projeto proprietário ao público, o detalhamento do arquivo de corte, imagens ilustrativas, manual, além das especificações da chapa de MDF estão disponíveis para todos os interessados. Para que a iniciativa tenha ainda mais tração e seja viabilizado o maior número de peças produzidas para doação imediata às famílias do Sul, a MChecon faz um chamado para que qualquer empresa ou pessoa que possa colaborar com a fabricação da cama Cecília abrace essa causa. A própria empresa já encaminhou 45 camas num caminhão que ainda contou com o apoio da Sambastudio e do Instituto Cau Saad para o envio de itens como água, produtos de limpeza, roupas de frio, entre outros.

Para fazer parte desse time, além de poder entrar em contato pelo e-mail [email protected] para solicitar outros formatos de arquivos para corte e tirar dúvidas sobre o projeto e montagem, os interessados podem acessar diretamente https://mchecon.com/sos-rs e fazer o download de todo material.

Continue lendo

Empresa

Shell apresenta seu novo programa de fidelidade Shell Box Clube

Publicado

em

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, acaba de lançar para o mercado o Shell Box Clube, programa de fidelidade integrado ao ecossistema de benefícios Stix, em campanha idealizada pela Euphoria Creative. Trazendo ainda mais experiências para seus clientes, o novo serviço oferece aos consumidores uma oportunidade única, combinando a vantagem de abastecer nos postos da marca com um sistema de recompensas exclusivo.

O filme, intitulado ‘Especialistas em pontos’e protagonizado por Fábio Porchat e Oscar Schmidt, visa destacar o Shell Box Clube como o principal programa de fidelidade em pontos e benefícios do mercado.

“Nossa ideia foi criar uma campanha ‘one single message’ deixando muito claro que chegou o Shell Box Clube que é quem mais entende de pontos. Para criar uma comunicação com relevância cultural, trouxemos os maiores especialistas em pontos, como uma senhora que faz ponto cruz a vida toda e até mesmo o Oscar Schmidt, um dos maiores pontuadores de basquete do mundo. Ninguém melhor do que eles para recomendar os pontos do Shell Box Clube. Com humor e uma mensagem muito clara, mostramos que agora o consumidor tem mais essa vantagem ao abastecer nos postos Shell.” comenta Marcelo Rizério, cofundador e CCO da Euphoria Creative.

Para o lançamento, a campanha conta com um plano de mídia abrangente, englobando um vasto ecossistema de meios offline e online. Com um alcance amplo e diversificado, a campanha será veiculada em TV aberta, incluindo grandes emissoras como Globo, SBT, Record e Band, com lançamento previsto para o intervalo do Fantástico. Além disso, a presença da marca se estenderá para TV fechada, rádio e out of home. No mundo digital, Shell Box Clube também estará presente em diversos veículos, como Meta, Google, Youtube, TikTok e Spotify, com criativos e derivações do filme comercial, além da estratégia de influenciadores digitais, garantindo uma cobertura abrangente e impactante em múltiplos canais de comunicação.

“Estamos muito empolgados com esta nova campanha que brinca com o conceito de ‘acumular pontos’. A ideia é simplificar a compreensão do nosso novo programa de fidelidade Shell Box Clube, tornando-o acessível e divertido para todos. Ao transformar a experiência em algo lúdico e interativo, acreditamos que os clientes não só entenderão melhor como acumular e usar seus pontos, mas também se sentirão mais engajados a participar. Queremos que cada interação com o programa seja uma oportunidade para os clientes se divertirem e se sentirem recompensados pelo seu engajamento e lealdade à marca Shell”, comenta Ricardo Berni, diretor executivo de marketing e digital da Raízen, licenciada da marca Shell.

Continue lendo