Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Jovem Nerd anuncia jogo de tabuleiro do Ozob na CCXP 2023

Publicado

em

Jovem Nerd, produtora de conteúdo geek e nerd do grupo Magalu, anuncia seu primeiro jogo de tabuleiro na Comic Con Experience (CCXP). O protagonista do game será Ozob, personagem criado pelo co-fundador do Jovem Nerd, Deive Pazos, que ficou muito conhecido nos episódios do podcast Nerdcast RPG e também pela sua participação especial no game Cyberpunk 2077.

Ozob é um palhaço distópico, debochado, conhecido por carregar uma granada vermelha no lugar do nariz. A personagem nasceu em um dos podcasts mais ouvido do país e fez tanto sucesso que já ganhou um livro apenas sobre suas histórias. “Este é mais um passo na expansão de nossas propriedades intelectuais”, diz Alexandre Ottoni, co-fundador do Jovem Nerd. “Entrar no universo dos board games é nos aproximar ainda mais dos nossos fãs e do mundo nerd, que é obcecado por jogos neste estilo”.

O jogo será um dungeon crawler cooperativo para até 4 jogadores, que explorarão um ambiente cyberpunk, em uma campanha de múltiplas missões distintas. A mecânica inovadora trará um aspecto de push your luck (abuse da sorte), onde cada jogador revela cartas do seu próprio deck, que por sua vez indicam bônus em várias habilidades que poderão ser usados no seu turno. Quanto mais cartas forem abertas, mais dados o jogador poderá lançar para atacar inimigos, hackear robôs ou influenciar pessoas. Porém, se o jogador abrir 3 cartas com um “X”, receberá 2 pontos de ferimento. Isso faz com que a cada jogada, a tensão esteja sempre presente e os jogadores devem decidir o quanto podem ou não abusar da sorte para terem mais chances de cumprir seus objetivos.

Continue lendo

Empresa

Conta Simples na Times Square

Publicado

em

A Conta Simples, plataforma brasileira de gestão de despesas de cartões corporativos, inicia 2024 com uma ação única na sua história. Após anunciar a primeira grande captação da América Latina no ano, de US$41,5 milhões, a empresa lança a campanha “Potência brasileira, confiança global”.

A iniciativa representa um passo ousado e estratégico, que teve início na icônica Times Square, em Nova Iorque, visando comunicar a confiança dos investidores na Conta Simples. O aporte e a campanha enfatizam o orgulho em ser uma startup brasileira que está ajudando outras empresas nacionais, além da expertise em gestão de despesas corporativas.

“A decisão de iluminar nosso nome na Times Square vai além do simbolismo e é o pontapé inicial da nossa campanha ‘Potência brasileira, confiança global’. Queremos mostrar que, apesar de sermos uma empresa nacional, estamos orgulhosos de conquistar o apoio global de investidores renomados”, afirma Guto Quirós, CMO da Conta Simples.

A campanha representa o início das ambições de marketing da empresa para 2024. “Essa é apenas a primeira de muitas ações ousadas que estão sendo planejadas. O nosso foco para este ano é realmente mostrar todo o potencial da marca, por isso estamos aumentando ainda mais nosso investimento em marketing e campanhas. Cada ação vai ser projetada para destacar, de maneira única, a capacidade transformadora da Conta Simples”, explica.

Continue lendo

Empresa

Inteligência artificial e desafios logísticos moldam o setor de eventos

Publicado

em

O setor de eventos experimentou uma transformação significativa nos últimos anos, impulsionado pela pandemia global. A transição para o digital durante aquele período foi uma realidade, mas a expectativa de que o pós-pandemia seria predominantemente híbrido não se concretizou. Os eventos presenciais ganharam força e a BPool – plataforma EGM que conecta empresas com os melhores parceiros de marketing e live marketing do mercado, por meio de curadoria, inteligência de dados e um algoritmo proprietário – geriu somente em 2023,  R$ 25 milhões em projetos no segmento.

“Apostar no storytelling com a criação de conteúdos que acompanhem as tecnologias emergentes cada vez mais presentes nos eventos é algo que deve ser mantido para 2024, mas a grande evolução será a inclusão da inteligência artificial na criação e gestão, desde a produção de imagens de cenografia até a geração de conteúdos e performances em tempo real”, explica Nuno D’eça sócio e especialista de live marketing da BPool.

Nuno se uniu a Pedro Rodrigues, Diretor Geral da Desafio Global Eventos, empresa baseada em Portugal, para listar os principais desafios e tendências que devem movimentar o mercado em 2024.

Eventos presenciais e o valor da experiência
Em 2023, os eventos presenciais e especialmente a retomada dos grandes shows e festivais marcaram o reencontro e a celebração da vida, focando na união das pessoas após anos de restrições. Experiências únicas, memoráveis e compartilháveis deram o tom, tanto dos eventos como das ativações das marcas.

Não podemos deixar de mencionar a The Sphere – arena futurista inaugurada em Las Vegas esse ano e que é um marco na história do live marketing.

Uso de IA e novas tecnologias

A tecnologia está perpassando a produção dos eventos de ponta a ponta. De um lado, vemos a utilização de robôs, provenientes da área industrial, com a capacidade de movimentarem, com uma precisão milimétrica, cargas pesadas tais como objetos, ecrãs ou mesmo pessoas. Na outra ponta, a inteligência artificial generativa cria um universo de possibilidades de criação, ampliando e agilizando o potencial inovador dos eventos e gerando tanto insights de ativações como imagens e vídeos para cenografia.

Tudo isso pode se combinar a outras tecnologias como assentos imersivos, experiências sensoriais, realidade aumentada e equipamentos de led de altíssima resolução, elevando as possibilidades de entretenimento a outro patamar.

Cadeia de fornecedores e a emergência da questão climática
“Os fornecedores, desfalcados de recursos e em muitos casos, com mudanças de atuação, não conseguiram acompanhar a demanda pós-pandemia, dificultando a logística e qualidade dos eventos”, comenta Pedro Rodrigues, da Desafio Global Eventos em conversa com Nuno D’eça, sócio e especialista de live marketing da BPool.

Porém, os desafios continuam. A falta de prazos adequados para a produção de eventos e a interface com áreas de compras geram obstáculos que podem comprometer o sucesso dos eventos em 2024.

Outro desafio a ser gerido pela cadeia de eventos são as questões climáticas: em 2023 fomos de tempestades à temperaturas extremas e a cadeia como um todo precisa compreender com profundidade essa mudança e prover soluções que garantam segurança e conforto.

Otimização de recursos

Para 2024, tanto para os grandes eventos como em eventos menores, no âmbito corporativo, as empresas irão buscar maximizar a qualidade dos porta-vozes, mantendo os custos controlados. Locais inovadores, alinhamento com valores de marca, sustentabilidade e inclusão são prioridades presentes na agenda.

“Para o próximo ano, é preciso que o live marketing gere experiência ao clientes para processos mais eficientes na organização de eventos, visando evitar prazos inadequados que impactam na qualidade e na disponibilidade de locais”, finaliza Pedro.

Continue lendo