Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Final Level anuncia aporte de R$ 8.5 milhões

Publicado

em

Final Level, plataforma de entretenimento gamer, anuncia aporte de R$ 8.5 milhões co-liderado por sócios da Atmos Capital, Outfield Capital, a inglesa 1st11, além de family offices, como a Kaducaio Holding, do gestor Kadu Cunha, sócio do Grupo Mantiqueira. Após se firmar com a proposta única de valor de ser o ponto de encontro de todas as comunidades gamers e principal parceiro de negócios do mercado para criadores de conteúdo nos segmentos de games e esports, a Final Level tem como objetivo se aproximar ainda mais do consumidor final e fortalecer o desenvolvimento da cultura gamer e o gaming lifestyle por meio da tecnologia.

“Nosso propósito desde o início foi reunir tudo o que o fã de games busca e deseja. A ‘porta de entrada’ num ambiente extremamente pulverizado e dinâmico, com oferta infinita de conteúdo em diversas plataformas. A empresa, que nasceu com forte vocação publicitária e inovou com a criação de pacotes de conteúdo anuais, atraiu marcas como Oi, Ame Digital, Coca Cola, além das mais diversas publishers”, afirma Fernanda Lobão, cofundadora e CEO da Final Level. “A próxima fase toma partido de todas as forças que construímos de branding, hub de criadores de conteúdo, comunidade e engajamento para estabelecer uma relação direta com a comunidade gamer e expandir o ecossistema Final level com novos produtos e serviços que ampliam a experiência do fã nesse ambiente de pura paixão”.

Criada em 2018, a Final Level formou um hub com os melhores creators de games do mercado, pioneiro no mundo, que já soma mais de 60 milhões de inscritos nas redes sociais e quase 500 milhões de views mensais apenas no YouTube. São números expressivos que mostram a dimensão de um mercado que movimentou US$ 180 bilhões globalmente no ano passado, mais do que as indústrias do cinema e da música juntas. Os dados são da consultoria IDC. Estima-se ainda que, em todo mundo, mais de 2,7 bilhões de pessoas joguem algum game, seja no PC, no celular ou em consoles.

Os chamados eSports, por sua vez, atraem quase meio bilhão de espectadores e o ano de 2021 marca o fortalecimento da divisão de eSports da Final Level, com time próprio, os Gamelanders, para disputar competições, line up feminino e a organização de campeonatos

em parceria com grandes marcas, como a gigante dos shopping centers brMalls, e alguns dos mais relevantes influenciadores gamers, como Rakin e Baiano, referências nos cenários de Valorant e League of Legends, respectivamente. Por aqui, o mercado de games movimentou US$ 1,5 bilhão no ano passado, cerca de R$ 5,6 bilhões, segundo dados da Newzoo, e conta com aproximadamente 75,7 milhões de players. Mais de 90% deles assistem a vídeos de games na internet. Não por acaso, o dream team de influenciadores da Final Level atua na co-criação de conteúdo autêntico, inédito e diário para múltiplas plataformas, como YouTube, Instagram, TikTok, Spotify, Facebook, Twitter e Telegram, engajando assim toda a comunidade de maneira disruptiva.

“A Final Level é um exemplo perfeito do novo modelo de mídia e de construção de comunidades. Acreditamos muito no potencial de crescimento do negócio, por conta da visão inovadora sobre como interagir com a comunidade gamer, sempre criando conteúdos de qualidade e retratando como ninguém esse lifestyle. Os games são a principal plataforma de entretenimento do mundo e a Final Level está muito bem posicionada para ser uma das protagonistas desse mercado”, afirma Pedro Oliveira, cofundador da OutField Capital. O fundador e chefe de operações da 1st11 no Brasil, Flávio Maria, reforça esse pensamento. “Fazer um investimento no Final Level é uma declaração considerável e um incentivo importante para nossos planos nos próximos 5 anos”, comenta.

Os novos investidores se unem assim aos outros sócios de peso da Final Level, como Felipe Neto, maior youtuber do Brasil e segundo mais assistido do mundo em 2019, João Pedro Paes Leme, ex-diretor executivo de esportes da Rede Globo, o técnico e empresário Bernardinho, bicampeão olímpico, e Marcos Vinicius Freire, ex-diretor executivo do COB.

O bem sucedido modelo da Final Level vem chamando a atenção de players de diversos países e a primeira parada da marca fora do Brasil será na Espanha. Recentemente, a Final Level anunciou uma parceria com a produtora de conteúdo Grupo Xanela Producciones, responsável pela plataforma na capital da Espanha. O plano é “exportar” o modelo, a exemplo do que fez a Endemol, produtora holandesa por trás do Big Brother e Masterchef. A expectativa é que a estreia na Espanha ocorra no segundo semestre deste ano. Como se vê, o jogo da Final Level está apenas começando.

Redes Sociais (Final Level + HUB)

Youtube: 5M

Instagram: 21M

TIKTOK: Quase 2M

Twitter: 54.4 mil

Spotify e agregadores: mais de 340 downloads

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Empresa

Android: Cavalo de Troia brasileiro afeta usuários nos EUA e Espanha

Publicado

em

McAfee, empresa de segurança cibernética, foi a responsável pela descoberta de uma onda de Cavalos de Tróia brasileiros que estão afetando dispositivos com sistema Android. Os malwares em questão, surgiram em 2018 e são chamados de ‘BRATAs‘, ou Brazilian Remote Access Tool Android (Ferramente brasileira de acesso remoto ao Android).

O vírus se apresentam como aplicativos de segurança e alertam ao usuário de que ele precisa atualizar algum software do aparelho, como o Google Chrome ou Whatsapp. Mas, quando são baixados, eles passam a fornecer acesso a todos os dados do celular aos criminosos e até permitem que eles o controlem de maneira remota.

De acordo com a empresa de cibersegurança, esses malwares podem acessar dados financeiros, usados para roubar dinheiro ou identidades, senhas e conseguem até gravar a tela do aparelho. A McAfee ainda confirmou que encontrou ao menos cinco aplicativos do tipo na principal loja de aplicativos do Android, a Play Store.

Android de outros países são afetados

Os aplicativos maliciosos, ainda que tenham surgido no Brasil e estivessem disponíveis apenas em português, agora já se difundiram para outras partes do mundo e tem novos idiomas, como inglês e português.

Na Grã Bretanha, onde quase metade dos aparelhos usados tem sistema Android, os usuários foram alertados sobre a existência e os riscos do Malware. Apesar de a McAfee não ter confirmado se o vírus está circulando pelo Reino Unido, a população britânica, que recentemente sofreu com um roubo de milhões de libras, ficou em alerta.

Como evitar:

  • Verificar a reputação dos aplicativos antes de instalá-los, mesmo que eles estejam na Play Store
  • Não aceitar atualizações feitas por fora da loja oficial de aplicativos do Google
  • Não aceitar sugestões de acessibilidade dos aplicativos, porque pode se tratar de um malware que dá controle total ao dispositivo

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Empresa

Globoplay e Deezer lançam parceria inédita no Brasil

Publicado

em

O Globoplay e a Deezer, fecharam uma parceria inédita no Brasil, e a partir desta quinta, 15, os dois serviços podem ser contratados em conjunto. Com o acordo, assinantes de todos os planos do Globoplay, poderão assinar Deezer Premium e usufruir de 12 meses de degustação gratuita.

A experiência mais integrada entre os dois serviços deve apresentar diversas novidades nos próximos meses. Por exemplo, a as páginas de conteúdos do Globoplay irão oferecer links para acessar a trilha sonora de novelas e séries na Deezer, assim como terão áreas exclusivas no streaming de áudio destinadas aos conteúdos Globo.

“No Globoplay, sempre admiramos a Deezer pelo espírito inovador, pela capacidade de organizar comunidades em torno da música e pela execução primorosa de um produto streaming moderno e fácil de usar. É uma honra tê-la agora no nosso selecionado clube de parceiros, oferecendo ainda o incrível benefício de 12 meses de degustação gratuita aos nossos assinantes”, comemora Erick Brêtas, diretor de Produtos e Serviços Digitais da Globo.

Para Marcos Swarowsky, diretor geral da Deezer no Brasil, a parceria vem em um momento estratégico de expansão de mercado. “Ao nos associarmos a uma marca que está tão presente no cotidiano dos brasileiros como a Globo, conseguimos multiplicar a nossa voz para que milhões de pessoas conheçam as vantagens do streaming de áudio, e com isso ajudar a capitanear o crescimento da indústria como um todo.”

“E nada melhor do que unir música e audiovisual para entregar uma experiência completa de entretenimento para os usuários. Com a parceria com o Globoplay, passamos a oferecer o melhor dos dois mundos”, finaliza Marcos.

Parceria também em produções exclusivas

O acordo ainda prevê a produção de podcasts e outros conteúdos originais co-exclusivos entre as plataformas Globo e Deezer. Além disso, a parceria traz para a Deezer oportunidades comerciais especiais na Globo. Como por exemplo, a participação já confirmada da plataforma de áudio global como parceira estratégica do The Voice Brasil 2021.

“É uma alegria ter a Deezer no The Voice Brasil 2021. Um reality show musical e uma plataforma de streaming de áudio são um match perfeito entre conteúdo e marca. Que esta seja a primeira de muitas ações”, pontua Manzar Feres, diretora de Negócios Integrados da Globo.

Como assinar

Para adquirir a Deezer Premium em condições promocionais, é preciso acessar o site exclusivo da parceria e seguir as instruções.

Assinantes do Globoplay poderão contratar o streaming de áudio com 12 meses de degustação gratuita, seguidos por um valor reduzido de mensalidade de R$ 14,90. Para ter direito ao benefício, o usuário precisará manter a assinatura do Globoplay por todo o período. Em caso de cancelamento do Globoplay, o usuário poderá manter a assinatura da Deezer, porém a mensalidade será reajustada automaticamente para o valor atual de mercado, hoje de R$ 16,90. Tanto novos, quanto atuais assinantes do Globoplay são elegíveis à promoção. Contudo, atuais assinantes da Deezer não são elegíveis.

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo