Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Com o crescimento acelerado da retail media e o risco de fragmentação, o mercado varejista depende de colaboração e unificação

Publicado

em

Com o rápido crescimento da retail media, os profissionais de marketing de todas as regiões enfrentam desafios cruciais que exigem colaboração e unificação. À medida que o mercado da América LAtina procura amadurecer e aproveitar ao máximo os benefícios da retail media, é essencial compreender a mudança de paradigma que a retail media trouxe para as relações entre varejistas e marcas.

De acordo com a pesquisa 2023 Latin America Marketing and Retail Media Trends da eMarketer, 54,8% dos ad buyers na América Latina usarão retail media para colocar anúncios digitais nos próximos 12 meses. À medida que os profissionais de marketing brasileiros começam a perceber o potencial deste ecossistema crescente, eles têm a vantagem de olhar para mercados mais maduros, como os EUA, para enfrentar os desafios e aprendizados que certamente surgirão com o rápido crescimento no mercado local.

“A retail media permite que as marcas aumentem a visibilidade na prateleira digital, de forma semelhante às gôndolas, que dão maior destaque a determinados produtos na loja física. À medida que o mercado LATAM continua investindo no espaço e amadurecendo, a indústria publicitária como um todo deve trabalhar para eliminar qualquer atrito associado à rápida adoção”, aponta Tiago Cardoso, managing director para América Latina na Criteo.

A fragmentação e a falta de padronização em toda a indústria ainda impedem os varejistas, marcas e agências de atingirem o seu pleno potencial com a retail media, impactando os negócios de diferentes formas. O mercado da América Latina é relativamente novo neste aspecto, o que significa que os profissionais de marketing brasileiros devem analisar como os mercados mais evoluídos estão se ajustando para lidar com esses desafios e evitar obstáculos semelhantes.

Continue lendo

Empresa

Heinz lança campanha inspirada em “Deadpool & Wolverine”, da Marvel Studios

Publicado

em

Na preparação para o lançamento de “Deadpool e Wolverine” da Marvel Studios, nos cinemas em 25 de julho, os fãs notaram algo especial nos trajes vermelhos e amarelos, marca registrada dos super-heróis – eles se parecem muito com outra dupla icônica: Ketchup e Mostarda Heinz que anunciou o lançamento de produtos colecionáveis de edição limitada nos EUA, que permitem aos fãs ter embalagens de ketchup e mostarda personalizados e parecidos com Deadpool e Wolverine.

“Depois de ver a conversa nas redes sociais destacando as semelhanças entre nossas duas duplas icônicas – Deadpool & Wolverine e Ketchup & Mostarda Heinz – sabíamos que tínhamos que nos unir ao filme”, disse Lizzy Goodman, gerente de comunicações de marca Heinz na The Kraft Heinz Company. “Depois que fizemos essa conexão – não podíamos “desver” –  pois essas semelhanças vão além da cor. Todo mundo tem um favorito, mas, na verdade, eles ficam melhores juntos, as duas duplas desempenham papéis principais em um verão épico.”

A campanha faz parte de uma collab entre Heinz e Deadpool & Wolverine da Marvel Studios. Inspirada na verdade que os fãs não podem deixar de ver – a semelhança entre as duas duplas icônicas – a campanha é lançada com um curta-metragem com narração personalizada do próprio Deadpool, Ryan Reynolds. O filme começa como um novo spot para “Deadpool e Wolverine”, mas rapidamente se transforma em um anúncio para os icônicos Ketchup e Mostarda Heinz. Em seu estilo clássico de quebrar a quarta parede, Reynolds (como Deadpool) chega à chocante constatação de que ele e Wolverine se parecem exatamente com garrafas de Ketchup e Mostarda da marca.

Continue lendo

Empresa

Uso da blockchain no varejo está estimulando a competitividade do segmento marketeiro

Publicado

em

A competitividade do mercado de varejo está cada vez mais acirrada, com isso, equipes de marketing, inovação e comercialização têm enfrentado, diariamente, grandes desafios para cativar o consumidor, o qual passou a ser mais exigente em suas escolhas. Desta forma, a personalização do atendimento se tornou uma prioridade para o varejo, principalmente para e-commerces, que passaram a investir em tecnologias diferenciadas para se adaptar aos mais diversos consumidores, como o uso da Blockchain.

A tecnologia Blockchain já não é mais novidade, mas seu uso ficou muito conhecido no segmento financeiro, de logística e segurança. Para o varejo, a ferramenta já é bastante implementada na segurança de dados e informações, transações, tal como rastreabilidade e otimização de logísticas e produção, entre outros. Entretanto, o uso tem tomado novos rumos, ainda pouco explorados no mercado e, desta vez, voltado para equipes de marketing, CX e inovação, que passaram a trazer benefícios do cruzamento de dados da Blockchain para o atendimento direto ao cliente, como personalização e co-criação.

“Com o uso da Blockchain, ficou mais fácil para o consumidor participar do processo criativo da marca e se conectar com aquelas que ele mais se identifica. Através dela, as lojas passam a registrar de forma transparente todas as contribuições, criando um histórico confiável, e podendo distribuir recompensas para contribuições, gerando engajamento, conexão, feedbacks mais assertivos e permitindo ajustes mais rápidos e interativos”, explica André Carneiro, CEO da BBChain.

Continue lendo