Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

5 séries sobre redes sociais para ver no streaming

Publicado

em

5 séries sobre redes sociais para ver no streaming
De Black Mirror a Emily em Paris, veja como as redes estão presentes em séries.
No início da semana, coloquei aqui as dicas de filmes onde as redes sociais tem papel muito importante, E agora, para encerrar a semana, aí vão as minhas sugestões de séries  para maratonar. Também nelas as redes sociais tem enorme importância. Dê uma olhada:Emily em Paris – Netflix

Emily Cooper (Lily Collins) é uma jovem executiva de marketing, especialista em mídias sociais, que se muda de Chicago para Paris. Afinal, ela recebeu uma proposta irrecusável de trabalho. Só que as coisas são mais difíceis do que ela esperava. Porque os franceses não estão muito dispostos a aceitar suas ideias.  O bom é que lá ela conhece um lindo vizinho (Lucas Bravo), dono de um restaurante. A série é fofa, Paris é linda, e a segunda temporada vem aí…

 

Você – Netflix

Um charmoso gerente de livraria, Joe Goldberg (Penn Badgley), se envolve com a linda Guinevere Beck (Elizabeth Lail). Só que ele é um tanto obcecado, e a stalkeia todo o tempo, inclusive suas redes sociais. Na segunda temporada, em uma nova cidade, Joe segue o mesmo caminho. E não demora em encontrar uma nova obsessão, chamada Love (Victoria Pedretti). A terceira temporada já foi aprovada.

 

Black Mirror – Netflix

Black Mirror é uma série de antologia de ficção com cinco temporadas. Explora sensações do mal-estar contemporâneo. Cada episódio conta uma história diferente, traçando uma antologia que mostra o lado negro da vida atrelada à tecnologia.

 

Madam Secretary – Globoplay

Elizabeth McCord (Tea Leoni) deixou seu cargo na CIA por razões éticas. E agora decide retornar à vida pública a pedido do próprio presidente como Secretária de Estado. O problema é que seu predecessor teve uma morte bem suspeita. As redes sociais tem importância na história especialmente devido às fake news. A série tem seis temporadas.

Madam Secretary' série produzida por Morgan Freeman está na GloboPlay ! | Guia do Streaming

 

Younger – Amazon Prime

A série de sete temporadas conta a história de Liza (Sutton Foster). Ela é uma mãe solteira que de repente se encontra de volta no mercado de trabalho. Só que sua idade se tornará um fator de dificuldade. Porém, as coisas mudam quando ela conhece Maggie (Debi Mazar), que acha que ela aparenta ser muito mais jovem do que realmente é.

 

Eliane Munhoz

Para saber mais sobre filmes e séries acesse blogdehollywood.com.br

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações
sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Empresa

Empresa opta em usar aspectos divertidos para se posicionar no mercado

Publicado

em

A Dr. Good, empresa no segmento de vitaminas e suplementos em gomas, embutiu em seus produtos um ingrediente especial: o lúdico. A abordagem divertida tem como objetivo mexer com os sentidos de seus consumidores, indo do aspecto visual, que brinca com formas geométricas, até o toque e o sabor, garantindo prazer e uma experiência completa ao cliente.

O toque lúdico nada mais é que um formato de customer experience, que por sua vez une uma totalidade de respostas cognitivas, afetivas, sensoriais e comportamentais do consumidor durante todos os estágios do processo de consumo, incluindo a pré-compra, consumo e pós-compra. Segundo o fundador da hub de soluções estratégicas para marcas, LabOF,  Bruno Bernardo, esses pequenos detalhes fazem toda a diferença na hora que o consumidor vai escolher a sua marca favorita e se fidelizar a ela.

De acordo com a gerente de grupo de produtos da empresa, Paula Prado, todos os detalhes nas linhas de Dr. Good são intencionais e visam oferecer uma melhor experiência ao cliente. “Existe todo um estudo por trás de cada característica nos produtos da Dr. Good. Eles são desenvolvidos de maneira inteligente para oferecerem muito mais que uma funcionalidade, mas para proporcionarem um verdadeiro momento de auto cuidado”, destaca a gerente.

 A atenção nos detalhes é perceptível em toda a gama de produtos da Dr. Good, como na Melatonina, estimulante do sono que possui um formato de lua, ou ainda na linha de multivitamínicos infantis, o qual é possível encontrar formatos geométricos de morango, que se tornam super atrativas na hora do consumo dos pequenos e torna o cuidado com a saúde em quase uma brincadeira. Na versão adulta, o item leva formato, além de morangos, de abacaxis. Outras vitaminas, ainda, ganham forma de estrelas, coração e escudo.

Continue lendo

Empresa

Guaraná Antarctica abraça movimento para inclusão de jogadoras brasileiras no universo dos games

Publicado

em

Se as mulheres seguem brilhando nos gramados reais, no mundo virtual só se for com avatares bem longe da realidade. E para mudar isso, Tamires, Bia Zaneratto, Maria Eduarda, Adriana e Ary Borges entraram em campo com o movimento #BotaElasnoJogo, agora, reforçado por Guaraná Antarctica. Se nenhuma jogadora ainda está presente nos games, chegou a hora de mudar essa situação!

Para reforçar a importância de trazer rostos e nomes verdadeiros para os jogos virtuais, Guaraná Antarctica dá mais um passo dentro do seu compromisso de colaborar para uma maior visibilidade para o futebol feminino. Dessa forma, a marca vai assumir parte do direitos de imagem das atletas que iniciaram #BotaElasnoJogo e trazer iniciativas que vão ajudar a ampliar o movimento.

E como todo time merece grandes reforços, o refrigerante Original do Brasil traz para a conversa a jogadora Formiga e mais atletas renomadas, como Jully Silva (Palmeiras), Maiara Lisboa (Internacional), Juliete (Corinthians), Nicole Ramos (Atlético Mineiro), Gisele e Maria Eduarda (Flamengo) e Fabiana Guedes (Santos). A iniciativa também envolve quem mais entende o universo gamer e, dessa forma, as streamers não podiam ficar fora: Wendell Lira, Carol Docha, Marielle Mariano e Stephanie Santos também entram com tudo para apoiar o movimento com tutoriais para criar avatares personalizado das jogadoras brasileiras, dando um jeitinho de colocar elas no game e, não só no futebol, mas também nos maiores jogos do mundo.

“Ver que nenhuma jogadora brasileira pode ser encontrada nos games, é um reflexo dessa falta de representatividade do esporte. Queremos que as pessoas possam encontrar suas jogadoras preferidas nos jogos. E o #BotaElasnoJogo não para por aqui. Vamos seguir com iniciativas para fazer esse movimento crescer ainda mais”, conta Giuliana Cittadino, gerente de marketing de Guaraná Antarctica.

Continue lendo