Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Winning Omnichannel 2020: 5ª edição do estudo da Kantar aponta desempenho do mercado de bens de consumo massivo em 2020 e futuro do setor pós-COVID-19

Publicado

em

O consumo de FMCG dentro do lar quadruplicou para 10% globalmente em 2020, um aumento de US$ 220 bilhões em comparação a 2019.

A quinta edição do Winning Omnichannel, estudo anual da Kantar, líder global em dados, insights e consultoria, que acaba de ser lançada, traz uma visão global abrangente de como as dinâmicas do FMCG (bens de consumo massivo) e do varejo se transformaram em 2020.

A análise considerou o comportamento de consumo em 42 países e constatou que os eventos causados ​​pela pandemia do novo Coronavírus mudaram a forma de comprar FMCG. Algumas das tendências vistas nos anos anteriores se aceleraram, outras se inverteram.

No início de 2020, esperava-se uma continuação do crescimento de FMCG perto de 2,5%, e o que se viu foi um crescimento quatro vezes maior, para 10%, o que representa US$ 220 bilhões. Os fatores foram diversos, do movimento de estocagem no primeiro trimestre até a mudança contínua do consumo fora de casa para dentro durante o resto do ano e a falta de interações sociais presenciais. Os impactos foram sentidos em quase todas as regiões, países, canais, setores e categorias, com taxas de crescimento dobrando ou triplicando.

Entre as regiões, a exceção foi a Europa Oriental, que teve menor crescimento por causa da Rússia, onde o segmento de FMCG caiu de 8,4% para 5%. O impacto da Covid-19 foi mais pronunciado na América Latina, nos EUA e na Europa Ocidental, todos passando de um crescimento estável ou lento para um de dois dígitos. A Dinamarca foi o mercado com o crescimento mais rápido, da ordem de 23,5%, e os EUA foram o maior contribuinte geral, com 14%.

O efeito de estocagem foi evidente com crescimento no primeiro trimestre de 8,7%, já significativamente maior do que qualquer outro já visto nos últimos anos. Uma exceção foi a China Continental, onde os protocolos de lockdown impediram o aumento normal nos gastos de FMCG esperados para o Ano Novo Lunar.

No segundo trimestre, o crescimento da FMCG atingiu o pico de 2020 em 13,6%. Mais países entraram em lockdown e se viu uma migração do consumo de comer e beber fora de casa para dentro, inclusive durante o importante período de Natal. E embora o crescimento tenha desacelerado ligeiramente durante a segunda metade do ano, permaneceu próximo a 10%.

Impacto dos lockdowns em setores e categorias

Os setores de bebidas, laticínios e alimentos, que responderam por 74% do valor de FMCG em 2019 – cresceram 8,6%, 10,3% e 11,4%, respectivamente, se beneficiando com o movimento do consumo fora de casa para dentro durante a maior parte de 2020.

Vinho e cerveja foram as duas categorias de bebidas com melhor desempenho em 2020 na Europa e América Latina, quando os consumidores procuraram replicar a experiência do bar em casa.

O setor de cuidados com o lar cresceu a uma taxa semelhante ao FMCG total: 9,8%. O aumento da demanda foi gerado por um maior enfoque na higiene e na limpeza e fez com que alvejantes e outros produtos aumentassem 25% e 21%, respectivamente – duas de apenas seis categorias que tiveram um crescimento de mais de 20%. E atrelada ao aumento do consumo de alimentos no domicílio, a categoria Lava Louça foi beneficiada com um crescimento de 12%.

Com a falta de interação social, o setor de Saúde e Beleza passou do que mais cresceu em 2019 para o único setor em queda em 2020. A maquiagem teve a maior queda de qualquer categoria de FMCG – 17% – uma oscilação de 24%, após ter registrado crescimento de 7% em 2019. Apesar da queda na demanda do setor, lavagem de mãos e corpo acelerou de 6% para 16%.

A visão 360°: declínio de alimentos e bebida

Apesar das vendas de FMCG In-Home (dentro de casa) terem atingido 10% em 2020, o quadro completo de 360°, combinando vendas para Out-of-Home (fora de casa -OOH) e In-Home, mostra um declínio de 2% a 5% para alimentos e bebidas (excluindo bebidas alcoólicas).

As maiores quedas em vendas OOH foram registradas na Espanha, com -37%, Grã Bretanha, com -32%, França, -26%, e Brasil, com declínio significativo de -25%.

Bebidas impulsionam o declínio do OOH

No final de 2020, as vendas de bebidas OOH caíram mais de 30%, enquanto as vendas em casa aumentaram apenas 6%. As vendas totais caíram 14%. O setor foi duramente atingido durante o primeiro período de bloqueio (segundo trimestre de 2020), no qual as vendas de OOH caíram mais da metade. Refrigerantes e café, que dependem mais do OOH, sofreram a queda mais significativa: -16% e -22%.

Enquanto o canal OOH em todo o mundo apresentou uma queda de US$ 45 bilhões, o delivery se destacou. O uso de agregadores de terceiros (empresas como UberEats, iFood) tem sido um dos principais motores do sucesso e o potencial é evidente. Mais de 80% dos consumidores usam agregadores de terceiros em toda a Ásia, enquanto os da França, México, Brasil e Portugal ainda preferem fazer pedidos por telefone.

Junto com esse crescimento extraordinário para entrega de refeições, foram os varejistas de comércio moderno (hipermercados, supermercados, lojas de conveniência, self-service) que tiveram o melhor desempenho em 2020. Essa mudança oferece aos fabricantes a oportunidade de ganhar a ocasião OOH, especialmente na Europa.

Para obter mais informações, visite: https://www.kantar.com/inspiration/fmcg/how-covid-19-has-re-shaped-latin-america-shopping-habits

Continue lendo

Universo Live

Vencedores da 21ª edição do Prêmio POPAI Brasil são anunciados em cerimônia

Publicado

em

A cerimônia do Prêmio POPAI Brasil 2021 aconteceu em grande estilo e foi conduzido por Bruno Busquet, presidente do POPAI Brasil, e pela comunicadora Luah Galvão na noite do dia 23 de novembro, no Espaço Wood em São Paulo.

Foram mais de 170 troféus entregues, e reuniu 250 convidados presenciais além de milhares espectadores virtuais ao redor do mundo, os quais puderam acompanhar ao vivo pela web a maior e mais duradoura Premiação do Marketing no Varejo. Aclamado como o “Oscar do Varejo”, o Troféu do Prêmio POPAI Brasil incentiva e reconhece o trabalho dos profissionais do setor, que a cada evento surpreende com soluções cada vez mais criativas e eficazes, que há vários anos colocam o Brasil em destaque na premiação mundial – SHOP! Global Awards nos Estados Unidos.

Mesmo em um ano tão atípico como o vivido, o prêmio bateu mais um recorde de inscrições, foram quase 400 campanhas, de mais de 60 empresas diferentes. Tais números, crescentes ano após ano, espelham o grau de relevância e prestígio da premiação. “São números impressionantes que crescem a cada ano, o Prêmio POPAI Brasil é mais do que uma premiação dos melhores, ele tangibiliza e inspira soluções extraordinárias do marketing no varejo”, afirmou o VP de Premiações Raphael Tasquetto.

O evento contou ainda com diversas entidades convidadas como APAS, TWO SIDES, RDI, IDVF, BRAZIL PROMOTION além das empresas patrocinadoras e apoiadoras que foram essenciais para realização dessa grande festa. E ainda foram entregues os troféus dos ganhadores da 1ª edição do Prêmio GC Shopper Show que tem como objetivo compartilhar os melhores projetos e reconhecer os profissionais que se engajam ano a ano para oferecer a melhor experiência do shopper em loja. “Nós temos um compromisso verdadeiro com a credibilidade, por isso temos conosco o apoio integral de todos os agentes dentro do ecossistema varejista,” finalizou Bruno Busquet .

Continue lendo

Universo Live

Rio de Janeiro ganha cenografia de Natal assinada pela MChecon

Publicado

em

Declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO, na categoria paisagem cultural urbana, a cidade do Rio de Janeiro atrai turistas de todo mundo não só por conta das suas praias, clima e belezas naturais, mas também pelas inúmeras atividades turísticas propostas pela Prefeitura do Rio, por meio da Riotur. Através da Riotur, a cidade promove alguns dos maiores eventos do mundo, entre eles o Carnaval – o maior espetáculo da terra – e o Réveillon. No entanto, engana-se quem pensa que o Natal está fora do calendário de celebrações.

De olho na retomada do turismo, a Prefeitura carioca, inspirada pelas linhas, formas, cores, paisagens e luzes da cidade do Rio de Janeiro, acaba de lançar uma decoração natalina que vai atrair visitantes de todos os lugares. Assinadas pela MChecon, considerada uma das maiores empresas do país no ramo de cenografia, as instalações temáticas poderão ser vistas e visitadas na orla das zonas Sul e Oeste e no Parque Madureira, na Zona Norte, até o dia 06 de janeiro de 2022. A ideia é que o projeto se torne uma tradição na cidade.

A cenografia traz elementos e instalações que se integram à paisagem local, inspiradas nas linhas da cidade, no calçadão de Copacabana, nas ondas do mar e no céu. Um verdadeiro convite à contemplação e interação. Ao longo da Avenida Atlântica, em Copacabana, postes decorados vão iluminar o calçadão. Na altura da Rua Santa Clara, uma Árvore de Natal de 14 metros vai decorar o canteiro central e estruturas iluminadas, em formato de estrela e globo, estarão na altura das ruas Xavier da Silveira, Bolívar, Figueiredo de Magalhães e República do Peru. No calçadão, um letreiro iluminado com a mensagem de “Feliz Natal” será instalado entre as ruas Constante Ramos e Santa Clara. Estrutura semelhante também irá decorar o Parque Madureira.
Além disso, os 24 postos de salvamento da orla marítima, do Leme ao Pontal, ganharão painéis temáticos e uma placa com a frase “Feliz Natal” em sete idiomas: português, inglês, espanhol, francês, alemão, japonês e chinês. A instalação dos painéis contou com o apoio da concessionária OrlaRio e da Fecomércio e toda a ação teve o patrocínio da Coca-Cola e Fecomércio.

“Esse ano, queremos que a passagem do Natal no Rio seja emblemática. E, nada melhor que a Avenida Atlântica, na Praia de Copacabana, reconhecida mundialmente com um dos cenários mais bonitos da cidade, para simbolizar a esperança e o amor que essa época faz florescer em nós. A orla, nosso maior atrativo turístico, exibirá mensagens positivas de Feliz Natal, assim como o exuberante Parque de Madureira”, celebra a presidente da Riotur, Daniela Maia.
Continue lendo