Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

‘Vovloggers’ tiram dúvidas com Drauzio Varella e ensinam a usar máscara em campanha do Todos pela Saúde

Publicado

em

O médico e escritor Drauzio Varella volta a esclarecer dúvidas sobre o uso de máscaras como forma de proteção ao novo coronavírus em uma série de vídeos que conta com uma ajuda especial: das “vovloggers” Lilia e Neuza. Amigas há mais de 60 anos que fizeram sucesso em campanhas do Itaú Unibanco, elas voltam à cena para reforçar para todos os públicos a mensagem sobre a importância de proteger o rosto ao sair de casa – com direito a ensinar como usar a máscara e dar “bronca” em quem não faz direito. Em conteúdos da iniciativa Todos pela Saúde, elas fazem perguntas que são respondidas por Drauzio. A campanha é assinada pela agência Africa.

Um dos principais influenciadores na área de medicina no Brasil, Drauzio faz parte da iniciativa criada pelo Itaú para combate à pandemia de coronavírus e é o rosto frequente nas campanhas de incentivo ao uso de máscaras. Desde abril, ele protagonizou um vídeo manifesto (aqui)reforçando a importância de proteger nariz e boca e tirou diversas dúvidas de anônimos e famosos – entre eles Ivete Sangalo (aqui) e Luan Santana (aqui) – sobre a medida. 

Agora, ele conversa remotamente com as “vovloggers” – como Lilia e Neuza ficaram conhecidas ao estrelarem campanhas do Itaú Unibanco em 2016. Com foco em alcançar o público geral, as duas conversam entre elas e com Drauzio via chamada de vídeo. As atrizes gravaram em suas respectivas casas, remotamente, de seus próprios computadores – enfatizando a importância do isolamento social para combater a doença.  

Os conteúdos esclarecem como fazer uma máscara em casa sem ter máquina de costura – Lilia faz a pergunta após contar que a sua quebrou justamente quando ia costurar uma -, como fazer para os óculos não embaçarem enquanto a máscara estiver no rosto, e qual o jeito certo de usar, sem deixar o nariz de fora. Mesmo estando dentro de suas casas, em um dos vídeos as vovloggers colocam máscaras e mostram ao público como utilizá-las corretamente. 

As dúvidas apresentadas nos vídeos – assim como as respondidas anteriormente por Drauzio – foram mapeadas pela Africa e também sugeridas pelo próprio médico. Produzidos pela Café Royal, com criação da Africa, os vídeos serão exibidos na TV aberta e também nos canais digitais.

 O uso de máscaras é uma recomendação do Ministério da Saúde e inclusive se tornou obrigatório em diversas cidades pelo país. A medida alinha-se aos estudos médicos que comprovam a alta capacidade de transmissão do coronavírus também entre pessoas assintomáticas, tornando indispensável o uso da máscara de proteção mesmo para quem não apresenta febre, tosse, dor de cabeça ou de garganta.

Confira os filmes:

“Distanciamento”: https://youtu.be/-EzmiXc8DvE

“Rebobina”: https://youtu.be/WC9jTc2lB7o

“Visita de Médico”: https://youtu.be/A0iPivqe2Xg

Todos pela Saúde

O incentivo ao uso de máscaras é uma das principais ações da Todos pela Saúde, criada com o objetivo de combater o novo coronavírus e seus efeitos sobre a sociedade brasileira. Composta por quatro eixos – informar, proteger, cuidar e retomar – a iniciativa abrange desde orientação e valorização de iniciativas já existente até a compra de equipamentos de saúde, capacitação de profissionais e compra e distribuição de insumos. Em seu primeiro mês de atividades, várias ações já foram realizadas, entre elas a compra de 90 milhões de EPIs, 20 milhões de máscaras de pano e a instalação de gabinetes de crise em todo o Brasil. As informações detalhadas estão em www.todospelasaude.org.

O Itaú direcionou R$ 1 bilhão para financiar as atividades da Todos pela Saúde. Os recursos aportados são administrados por um grupo de especialistas liderado pelo médico Paulo Chapchap, doutor em clínica cirúrgica pela Universidade de São Paulo e diretor-geral do Hospital Sírio Libanês. Esta equipe define as ações a serem financiadas, de forma que as decisões estratégicas sejam respaldadas por premissas técnicas e científicas. 

Além de Paulo Chapchap e Drauzio Varella, integram o grupo o ex-presidente da Anvisa Gonzalo Vecina Neto, o ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde (ANS) Maurício Ceschin, o consultor do Conselho dos Secretários de Saúde (CONASS) Eugênio Vilaça Mendes, o presidente do Hospital Albert Einstein, Sidney Klajner, e o presidente do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), instituição ligada à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Pedro Barbosa.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Empresa

“Trago verdades” é nova campanha de Brastemp com foco em lava-louças

Publicado

em

A Brastemp, marca sinônimo de qualidade presente na maioria dos lares brasileiros, lança nova campanha de lava-louças em conexão com o cenário vivido pelos seus consumidores. Partindo do conceito “Cansei de Louça Suja”, abraçado pela marca no começo do ano, a Brastemp ressalta em sua nova campanha quais são as desculpas mais utilizadas na hora de escapar da “nada agradável” tarefa de encarar uma pia cheia de louça suja. A campanha irá desmistificar, de maneira leve e divertida, as dúvidas que cercam o universo do lava-louças com a campanha “Trago verdades”.

Criada pela agência BFerraz Retail, empresa da B&Partners.co, a nova campanha quer se aprofundar sobre os benefícios do produto, desmistificando alguns mitos e inseguranças do consumidor, como: “Lava direito panelas e travessas?”, “Pode colocar taça de vinho?” e “Gasta muita água? E se tiver pouca louça?”, trazendo as verdades da lava-louças com muito humor.

A campanha se inicia com um vídeo divertido onde o influenciador @vitordicastro, do canal Deboche Astral, aborda o comportamento de cada signo quando o assunto é, literalmente, colocar a mão na esponja e encarar a louça suja. Além da brincadeira, ao longo do mês de maio, um time de Influenciadores vai abordar um território diferente a cada semana e ,por meio de suas próprias rotinas, trazem a solução com a lava-louças Brastemp. O time é composto por: @vitordicastro, @leosemfiltro, @ademaravilha, @luhsicchierolli, @caroleasquadrigemeas, @chefraquelnovais e @pensandoaocontrario.

Como mensagem final, a Brastemp quer quebrar todos os mitos de se ter uma lava-louças, garantindo para o consumidor a oportunidade de descansar ou assistir um filme enquanto a máquina faz o serviço, sem que ele precise se preocupar com qualquer detalhe.

Para Frederico Silverio, Gerente Sênior da Whirlpool, detentora da marca Brastemp, o tempo despendido em casa tem mudado a relação dos consumidores com as tarefas domésticas – e lavar a louça é uma das que está no topo do incômodo diário.

“O consumidor brasileiro está atrás de praticidade, já que a rotina da casa foi intensificada desde o início do isolamento social. Nesse cenário, a lava-louças é uma grande aliada na economia de tempo daqueles que precisam otimizar as tarefas domésticas e continuar dando conta da rotina. Por isso, acreditamos que com essa campanha vamos ajudá-los a desmistificar o uso da lava-louças, facilitando a vida dos nossos consumidores”comenta o executivo.

“Buscamos inspiração em uma linguagem memética e popular que já estivesse inserida no cotidiano das pessoas para ser o fio condutor desta fase. ‘Trago Verdades’ vem como uma chamada criativa que ao invés de mostrar o lado ruim (mito) valoriza o imaginário coletivo do ato de lavar louça” acrescenta Enricco Benetti, CCO & Partner da BFerraz

Continue lendo

Empresa

Fortnite faturou 9 bilhões em somente dois anos

Publicado

em

Com o andamento do julgamento entre Epic Games e Apple, diversas informações relevantes sobre as empresas que até então eram mantidas em sigilo. Dentre as informações pertinentes, está por exemplo, os dados sobre “Fortnite”, o principal game da publisher, incluindo todo o faturamento que o jogo rendeu para a empresa até o momento.

Os documentos financeiros que se tornaram públicos durante o processo, revelaram que o jogo rendeu mais de US$ 9 bilhões no total para a Epic em 2018 e 2019. Porém, o relatório não detalha quanto a Epic lucrou especificamente com o “Fortnite”, mas a empresa reportou um lucro de mais de US $ 5,5 bilhões no período.

Dessa forma, essa receita superou de longe qualquer outro negócio que a Epic administrava durante o período. Como por exemplo, “Rocket League”, game de futebol com carros como jogadores, que também é um dos destaques da desenvolvedora, que foi adquirido em 2019, e gerou US$ 108 milhões em receita em 2018 e 2019. ENquanto o Unreal Engine, motor gráfico da Epic, gerou receita de US$ 221 milhões. A loja online da Epic Games, por sua vez, lançada em 2018 faturou um total de US$ 235 milhões.

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo