Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Vídeo de “Charlie mordeu meu dedo” é vendido por $ 760.999

Publicado

em

Vídeo de “Charlie mordeu meu dedo” é vendido por $ 760.999

Após mais de doze anos na internet, o viral “Charlie bit my finger” ou Charlie Mordeu meu dedo, em português, foi leiloado por $ 760.999 dólares, cerca de 4 milhões de reais em conversão direta. Por isso, o vídeo deve ser retirado da plataforma do Youtube em pouco tempo.

O leilão aconteceu no último final de semana e recebeu ofertas cada vez mais altas ao se aproximar do final. Foi no domingo (24), que ocorreram os últimos lances entre duas contas anônimas que disputavam o vídeo. O perfil “3fmusic” acabou ganhando “mememaster” na luta pelo direito do clipe, que foi assistido mais de 880 milhões de vezes.

família Davies-Carr criou um site para a venda do clipe como um NFT, um tipo de certificado que dá a alguém a propriedade da versão original de algo que esteja na internet. Dessa maneira, qualquer conteúdo que viralizou na rede, como tweets, vídeos, imagens, podem ser vendidos como uma obra de arte.

No site do leilão, a descrição dizia: “Faça um lance para ser o dono do fenômeno do YouTube que em breve será excluído, Charlie Bit My Finger. Assim você será o único proprietário deste adorável pedaço da história da internet (e terá a chance de dizer que Charlie mordeu seu dedo. Veja do que se trata todo o hype)”.

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Empresa

Chilli Beans celebra a influência de Michael Jackson na moda em novo lançamento

Publicado

em

A Chilli Beans, maior rede especializada em óculos de sol da América Latina, lança a coleção inspirada em um dos ícones culturais mais importantes e influentes de todos os tempos, além de um dos maiores artistas da história da música: Michael Jackson. Fãs e admiradores do Rei do Pop poderão adquirir modelos exclusivos de óculos de sol, óculos de prescrição e relógios, inspirados pelo estilo único e icônico do superstar.

Com produtos que apresentam elementos e referências ao estilo do astro, a coleção Michael Jackson by Chilli Beans é uma homenagem ao legado icônico do maior entertainer do mundo. Cada peça foi cuidadosamente projetada para transmitir a energia, ousadia e originalidade que Michael incorporava em sua maneira de se vestir. A marca o reverencia com modelos que apresentam cores no espírito vibrante do artista e incorporam elementos característicos de seu estilo, como cristais – que eram essenciais em seus casacos e outras peças de roupa -, zíperes e outros adereços metálicos.

“Música e moda são dois pilares muito importantes para a Chilli Beans. Desde o início, sempre buscamos criar produtos que transmitissem energia, estilo e atitude. Com a coleção Michael Jackson, queremos levar essa paixão pelo pop internacional e sua influência como um dos maiores ícones para todo o público. Nossos consumidores podem esperar óculos cheios de referências e detalhes incríveis que farão a diferença”, diz Caito Maia, fundador da Chilli Beans.

Continue lendo

Empresa

Jornalistas se unem para criar consultoria focada na creator economy

Publicado

em

Chega ao mercado um novo formato de consultoria, totalmente voltado para a chamada Creator Economy. A iniciativa é fruto da experiência de mais de 10 anos dos jornalistas Daniel Lopes e Paula Grinover, que se uniram para criar a Creator Economy House, especializada em ajudar marcas, criadores, plataformas, agências e o mundo corporativo a navegarem na economia criativa, a empresa combina estratégias tradicionais e digitais para o desenvolvimento de audiências, novos negócios e reputação.

“A ideia para a criação da nova empresa surgiu naturalmente a partir das demandas do mercado, quando criadores e marcas nos procuravam para resolver questões específicas dentro de suas realidades”, explica Daniel Lopes, que atualmente lidera projetos de social branding e creative PR.

Com apenas três meses, a empresa já fechou contratos com clientes como a plataforma de design Canva; Oppo, uma das principais fabricantes de celulares do mundo; a grife de moda Reserva; a Nappô, marca da criadora e empresária Bia Napolitano; e grandes criadores como Brian Baldrati (@isthisreal), Gue Oliveira (@gueoliveira) e Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar), entre outros.

“Nosso objetivo é atender quem precisa atuar neste mercado e enfrenta obstáculos dos mais variados, desde a estratégia de conteúdo em redes sociais, passando pelo reposicionamento de marca para vender melhor nesse ambiente, até grandes empresas que necessitam de projetos estruturados e bem gerenciados, envolvendo criadores de conteúdo, publicidade e estratégias de imagem e reputação”, afirma Paula Grinover, sócia da Creator Economy House.

Continue lendo