Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Site de vinhos reverte compra em doação de cobertores para população em vulnerabilidade social

Publicado

em

Site de vinhos reverte compra em doação de cobertores para população em vulnerabilidade social

Apesar da crescente popularidade em qualquer estação, o vinho costuma ser bem lembrado durante o inverno. Esse ano, a Portus Cale oferece mais um motivo para apostar na bebida atrelando à compra a possibilidade de praticar solidariedade.

Neste inverno, a cada 200 reais em vinhos comprados diretamente no site, a Portus doará 3 cobertores para as pessoas atendidas pelo projeto Viralize o Bem, da ONG Olhar de Bia, que distribui cestas básicas e cobertores para 110 ONGs em São Paulo e Guarulhos (região metropolitana). “Nesse inverno e com a pandemia, ações como essas são essenciais. Estamos nos preocupando com vidas que precisam ser aquecidas. Além dos cobertores, queremos de fato aquecê-las com atenção, cuidados e perspectivas.”, conta Beatriz Martins, fundadora da organização. O projeto atinge mais de 50 mil famílias de baixa renda e moradores de rua.

Para quem aproveitar o momento solidário para comprar vinhos, a equipe de sommeliers da Portus dá dicas de como harmonizar pratos que são a cara do inverno.

Fondue de queijo

Para o Fondue de Queijo clássico, com queijos à base de Gruyère, Gouda e Emmental, indicamos um vinho também clássico: um belo Chardonnay, a uva branca mais famosa. Nesse caso, a dica é o Bacalhôa Chardonnay, que possui a acidez ideal para acompanhar pratos mais salgados e intensos.

Ao mergulhar nessa mistura, você pode ficar no tradicional e escolher um pão italiano. Porém, cada vez mais, a ideia é variar e apostar nas  batatas, cenouras, brócolis cozidos e até mesmo camarões ou cubinhos de frango refogados.

Para quem optar por queijos menos gordurosos e focar só nos legumes como acompanhamento, sugerimos um vinho mais leve, como um Sauvignon Blanc, um Viognier ou até mesmo um Pinot Grigio. Nesse caso, a sugestão é o Casa Rojo Musso – Sauvignon Blanc.

Boeuf Bourguignon

Esse guisado de carne de origem francesa só tem o nome difícil. De preparação simples, é um ensopado de carne com semelhança ao nosso famoso picadinho. A maior diferença está na marinada e cocção, que leva uma uma dose de vinho tinto. Para esse  prato típico feito na região da Borgonha, nada melhor que um belo Pinot Noir para harmonizar. Nossa dica é O Bueno Bellavista Estate Pinot Noir, produzido com uma uva delicada e complexa da Campanha Gaúcha.

Canjica Doce

O inverno com as festas juninas e julinas, também é o tempo da canjica de milho. Para acompanhar o doce, que costuma vir carregado de leite condensado, a sugestão é apostar em um vinho fortificado. Com alto teor alcoólico e alto residual de açúcar, esse tipo de vinho possui o corpo e a acidez ideal para degustar com as sobremesas. Nossa dica é o Moscatel de Setúbal 5 anos, Este vinho possui aroma intenso e apresenta notas florais de flor de laranjeira e rosas, passas, amêndoas e mel.

Continue lendo

Empresa

GMD assina campanha para a Roku

Publicado

em

A GMD acaba de assinar mais uma campanha de marketing  da Roku, plataforma de streaming para TV líder nos Estados Unidos em horas de consumo, segundo a Hypothesis Group. A nova campanha conta com mais de 40 peças publicitárias.

Com o objetivo de ampliar o awareness da Roku no país e estimular as vendas de produtos nos meses de maio e junho, a campanha criada pela GMD complementa outras iniciativas da empresa. Para isso, foram criados dezenas de vídeos em diferentes formatos e tamanhos, direcionados aos fãs de streaming que têm por hábito consumir conteúdos como filmes, séries, jogos de futebol, música, entre outros. 

Para desenvolver a campanha, a GMD contou com um time de 13 profissionais e levou cerca de um mês entre planejamento e produção. Lucas Patrício, CEO da GMD, acredita que os excelentes resultados conquistados no ano passado, quando fizeram o primeiro trabalho para a Roku, foram determinantes para a realização da nova campanha.

“A GMD tem bastante sinergia com os mercados do entretenimento e tecnologia, não só pelo histórico da agência no segmento, mas porque todos aqui são consumidores. Entendemos rapidamente a mensagem que a Roku queria transmitir e os resultados do ano passado foram bastante positivos. Esperamos repetir o sucesso de alcance, engajamento e conversão nessa nova campanha”, comenta.

Ficha técnica:

Gerente de Projetos: Barbara Toscano

Analista de Projetos: Thais Queiroz

Especialista de mídia: Gilmar Pereira

Diretor e roteirista: Vina Aguiar

Editor: Rafael Balão

Diretores de arte: Bruno Ribeiro e Lucas Coimbra

Analista de Conteúdo: Diogo Carvalho

Continue lendo

Empresa

Waze convida usuários a corrigirem a pronúncia de vias públicas

Publicado

em

Waze, a plataforma que conecta comunidades dentro e fora das estradas, lança uma nova campanha comunitária para melhorar e atualizar a pronúncia de ruas, avenidas e rotas em português. A ativação faz parte do trabalho de desenvolvimento da operação de conversão de texto em voz dos engenheiros da empresa, que visa tornar uma das suas vozes padrão – a Alessandra, que reproduz o nome das ruas e avenidas – mais fluente e compreensível para os usuários do aplicativo.

A partir do dia 15 de maio e até dia 31/05, os usuários do Waze poderão ajudar a aprimorar a experiência de navegação para si e para outras pessoas ao relatar a pronúncia incorreta de nomes de ruas e rotas em todo o país. Por meio desse formulário, o feedback será enviado aos engenheiros e desenvolvedores da empresa e ajudará a atualizar e melhorar a experiência de navegação para milhões de motoristas do Brasil. A iniciativa já foi realizada em Israel, país onde o aplicativo nasceu e o resultado foi bastante satisfatório, em duas semanas de campanha foram feitos 200% mais ajustes do que em um ano. Os usuários agora têm uma pronúncia em hebraico muito mais clara e fluída.

O Waze adiciona recursos úteis regularmente, atualizar o desenvolvimento de texto para fala é outra melhoria projetada para aperfeiçoar a experiência do uso em português do Brasil.

Continue lendo