Conecte-se com a LIVE MARKETING

Gente

Phillip Klien é novo CEO da ClickBus

Publicado

em

A ClickBus, plataforma que atua em vendas online de passagens rodoviárias no Brasil, anuncia Phillip Klien como seu novo CEO. O executivo, que teve passagens pela área de crescimento de algumas das grandes empresas do mercado, assume a posição de Fernando Prado, que passa a integrar o conselho da empresa da qual é fundador.

“Esse movimento é estratégico para empresa. Buscamos uma pessoa que possa estar focada 100% em trazer a estratégia pro dia a dia da ClickBus, mais focada na rotina da empresa, enquanto eu assumo um papel mais estratégico no conselho da empresa para pensar nos nossos próximos grandes passos”, conta Fernando Prado, fundador da ClickBus.

Phillip Klien chega a empresa após já ter assumido a vice-presidência de marketing e growth no PicPay. O executivo tem passagens por empresas como OLX, Uber e Twitter, além de ter sido fundador da Predicta – empresa pioneira em marketing digital no Brasil. Phillip assume o posto de CEO da ClickBus com o objetivo de ajudar a empresa a dar os próximos passos em sua rota de crescimento.

“Assumo esse novo desafio com muito orgulho, curiosidade e ambição. A ClickBus é o principal marketplace de passagens rodoviárias no Brasil e espero que minha experiência com marketplaces digitais em fase de hyper growth ajude a empresa a acelerar ainda mais seu crescimento. Além disso, este é também um mercado cheio de oportunidades que tem muita estrada pela frente. Vamos continuar a trazer tecnologia de ponta em tudo que tocamos. Ainda temos muito o que explorar quando se trata de inovação para esta indústria”, diz Klien.

Pandemia e Expectativas 2021

Em 2020, ano em que o setor de turismo sofreu por conta da pandemia, a ClickBus apresentou uma retração de 27% em sua receita, no comparativo com o período anterior. Em volume de passagens, foram emitidas 20% menos passagens que em 2019.

Porém, com a vacinação em andamento, já é possível enxergar uma retomada ainda em 2021 para o setor, que não parou durante todo o período da crise. A empresa espera ter um resultado maior do que o que obtivemos em 2019.

Segundo dados da ABRATI (Associação Brasileira das Empresas de Transportes Terrestres de Passageiros), apenas no primeiro trimestre deste ano o número de passageiros embarcados caiu cerca de 70% e o faturamento 73%, em relação ao ritmo normal. Na ClickBus, no entanto, a queda foi de apenas 23% na emissão online de passagens e 19% na receita gerada na comparação com o mesmo período de 2020. Vale ressaltar que o setor só começou a ser afetado pelos efeitos do Covid-19 a partir da segunda quinzena de março de 2020.

“Após um ano de pandemia nós já sabemos com o que estamos lidando e temos uma visão melhor do cenário. Conseguimos, juntamente com nossos parceiros, desenvolver ações que reforçaram a segurança dos nossos passageiros durante seu trajeto, quando foi necessário viajar – teremos muitas inovações que iremos apresentar ao mercado”, comenta Prado, que esteve na operação da empresa durante a pandemia.

Enquanto as vendas foram afetadas negativamente pela pandemia, a relevância dos canais digitais para o setor teve um aumento no ano. Em 2020, a participação das vendas online chegou a 20% no setor. “A participação do nosso app na emissão de passagens cresceu 65% em relação a 2019. Neste período as vendas em App representaram 31% do total. Acreditamos que, com o cenário da pandemia, isso se deu pela praticidade e facilidade deste canal, além de ser uma maneira mais segura de comprar.”, explica Klien, novo CEO da ClickBus.

Continue lendo

Gente

V4 Company tem nova head de marketing

Publicado

em

A V4 Company,  rede de assessoria de marketing digital, anuncia a chegada de Thaís Brunelli como sua nova head de Marketing. Com formação em Administração e Contabilidade, Brunelli já passou por indústrias de eletroeletrônicos como a Monter, antes de fundar a agência de marketing NewIE.

Atuou por três anos como diretora de operações, atendendo grandes contas como ActionCoach, Wizard, Melissa, Labellamafia, entre outras totalizando mais de 5 milhões em investimento de mídia.

Desde 2018, a profissional é sócia-franqueada da V4 Company, em Itatiba, município do interior de São Paulo. Agora, passa a integrar a equipe na matriz da empresa, em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.

“Minha principal missão como head de marketing da V4 Company é trazer o background desde a operação, até a experiência que tive como franqueada da V4. Esse trabalho envolve o foco em nosso growth, com novas estratégias de mercado e qualificação de demanda nos três principais produtos da empresa: assessoria, assessor e franquia”, declara Thaís.

A V4 Company atende atualmente cerca de 2,6 mil PMEs. A rede conta com mais de 1.600 pessoas em 200 escritórios espalhados pelo país.
Continue lendo

Gente

Disney elege mulher como presidente pela primeira vez

Publicado

em

Susan Arnold, que é membro do conselho da Disney há 14 anos, sucederá Bob Iger no final deste ano. Ela foi executiva da empresa de investimento global Carlyle.

Iger, que deixou o cargo de presidente-executivo da Disney em 2020 após 15 anos no cargo, deixará a empresa no final deste mês.

“Ao assumir esta nova função como presidente do conselho, espero continuar a servir aos interesses de longo prazo dos acionistas da Disney e trabalhar em estreita colaboração com o CEO Bob Chapek à medida que ele desenvolve o legado secular de excelência criativa da empresa e inovação “, disse Arnold em um comunicado.

Ela também ocupou cargos seniores em algumas das maiores empresas da América.

Nos últimos oito anos, a Sra. Arnold foi executiva do Carlyle Group, tendo, anteriormente, ocupado cargos na gigante de bens de consumo Procter and Gamble e na rede de fast food McDonald’s.

“Susan é uma executiva incrivelmente estimada, cuja riqueza de experiência, integridade inabalável e opinião especializada têm sido inestimáveis ​​para a empresa desde que ela ingressou no Conselho em 2007”, disse Iger.

Sua nomeação ocorre em um momento em que grandes empresas estão se afastando de estruturas de gestão em que as funções de presidente e executivo-chefe são desempenhadas pela mesma pessoa, após pressão de especialistas em governança corporativa, investidores e, em alguns casos, reguladores para separar os dois cargos principais.

A saída de Iger marca o fim de uma era para a Disney, que ocupa uma função sênior na empresa desde 1996.

Em seu tempo como executivo-chefe, a Disney fez várias aquisições importantes, incluindo as da Pixar, Marvel, Lucasfilm e 21st Century Fox. Em 2016, a empresa abriu seu primeiro parque temático e resort na China continental.

Vários outros executivos da Disney anunciaram planos de sair até o final deste ano, incluindo o chefe dos estúdios, Alan Horn, o presidente e diretor de criação da Disney Branded Television, Gary Marsh, e o conselheiro geral da empresa, Alan Braverman.

Texto traduzido do portal BBC News.

Continue lendo