Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

CX: lições da pandemia para melhorar a experiência do cliente

Publicado

em

Com a continuação do distanciamento social e a dependência maior do e-commerce em detrimento dos pontos físicos, experiência se torna essencial

É possível dizer que a pandemia da COVID-19 terá consequências para atuação das marcas mesmo depois que o vírus for controlado. Primeiramente, fica visível a importância de um propósito maior do que apenas vender, com empresas em todo o mundo se solidarizando com as vidas dos seus colaboradores e consumidores. E por último, a necessidade de uma presença digital forte, por meio de conteúdo e um e-commerce preparado.

Mas depois que muitas empresas tentaram melhorar sua estrutura – ou mesmo “correr atrás do prejuízo”, um novo desafio surge: o da experiência. Em época de distanciamento social, com lojas fechadas e menos viagens aos varejistas, e uma vez que as emoções são mais do que nunca responsáveis ​​por gerar as melhores experiências e satisfação do consumidor, o que as marcas devem fazer?

“Para qualquer estratégia de experiência do cliente, há três desafios: primeiro, projetar as jornadas; depois, absorver os dados entre esses pontos e, no final, elaborar uma estratégia entre esses pilares de contatos principais, sempre seguindo o objetivo da marca”, afirma Daniel Machado, diretor de CX da Kantar para a América Latina. “Uma experiência bem pensada fornece resultados de curto e longo prazo para qualquer empresa.”

Em tempos de emoções e preocupações fortes, torna-se ainda mais vital colocar o consumidor no centro. De acordo com os estudos que realizamos com a Kantar os clientes preferem até 10 vezes mais a uma marca quando percebem que ela é centrada no cliente e as chances de recomendar essa marca para as pessoas próximas são dobradas.

Para Machado é preciso analisar a experiência em três níveis: na sua indústria; no commerce (dos varejistas, empresas digitais e mesmo da indústria) e entre seus colaboradores.

Repensando seu mercado

Com a pandemia, muitas marcas precisaram repensar o jeito tradicional como faziam seus negócios. A jornada do cliente muda completamente quando lojas estão fechadas e pessoas estão se isolando. O desafio, então, se torna entender as novas jornadas e pontos de contatos das pessoas e como se inserir nelas – ou mesmo ajudar a criar novas jornadas.

Isso pode significar criar conteúdos e interações novas, assim como novas parcerias para driblar todos os desafios criados pela crise do coronavírus.

O uso da tecnologia de forma humanizada

A pandemia tornou-se um período para compradores digitais de primeira viagem, além de ter proporcionado um crescimento no e-commerce como um todo.

E apesar de 47% dos brasileiros acharem que a compra no digital é mais satisfatória que a física, segundo a onda mais recente do nosso Barômetro COVID-19, ainda há muito o que fazer em termos de experiência. Com a progressão da pandemia, tempo e dinheiro perdem relevância para a conveniência e energia gasta no processo de compra digital. “Os e-commerces ainda são complexos para a maioria das pessoas. Trabalhar fluidez é fundamental”, diz Machado.

Para o especialista, no caso do e-commerce é preciso tomar três importantes passos:

  1. Melhorar ainda mais o que é positivo;
  2. Entender as dores dos compradores de primeira viagem;
  3. Tentar transpor pontos positivos da experiência física para o digital.

O bem-estar em primeiro lugar

O ponto final de uma boa estratégia de CX é garantir uma boa experiência interna, para os colaboradores da empresa. Sob uma crise como a atual, saber o que os funcionários sentem, pensam e como estão lidando com a situação é vital para as empresas. Segundo nosso Barômetro COVID-19, 83% dos brasileiros esperam que essas companhias se preocupem com a saúde de seus colaboradores; 65% esperam que elas flexibilizem o modelo de trabalho.

Modelo de trabalho, por sinal, é uma das maiores mudanças ocasionadas pela pandemia, já que levou a um crescimento do trabalho remoto. Segundo o projeto Stay-At-Home da Kantar, 24% dos entrevistados puderam passar mais tempo com a família com um modelo mais flexível proporcionado pela quarentena; 15% focaram em seu bem-estar; 15% falaram que conseguiram manejar melhor sua rotina.

“A empresa precisa garantir as condições para que o trabalho remoto funcione da melhor maneira possível”, diz Machado. “Isso inclui metodologias para administração de tempo, financiamento para uma estrutura ideal – como internet e hardware -, avaliações constantes e outros.”

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Universo Live

Ampro celebra sanção do novo Perse e destaca benefícios para o setor de eventos

Publicado

em

A Associação de Marketing Promocional (AMPRO), representada pela presidente executiva, Heloísa Santana, Elza Tsumori, conselheira e diretora setorial de relações institucionais da Associação, presidente da CBIE e diretora administrativa e financeira da Academia Brasileira de Eventos e Turismo e Raphael Rodrigues, membro da diretoria setorial de marketing de incentivo e do grupo de trabalho do Perse celebra com entusiasmo sua participação na cerimônia oficial realizada ontem no Palácio do Planalto, para sanção do novo Perse (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos) pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O programa, aprovado pelo Senado Federal em 30 de abril após intensas negociações, representa um marco histórico para a retomada do setor de eventos, um dos mais impactados pela pandemia de COVID-19.

Lembrando que o novo Perse oferece medidas de apoio financeiro e tributário para empresas do setor e garante a continuidade do programa até 2026, com teto de R$ 15 bilhões. Os CNAEs (7319-0/01, 7490-1/05 e 8230-0/01) vinculados ao setor de live marketing e marketing de experiência seguem abrangidos pelo programa.

A Ampro e seu grupo de trabalho de relações governamentais, reiteram seu compromisso em trabalhar sempre em conjunto com o governo e o setor privado para garantir a efetiva implementação do novo Perse e a plena retomada do setor de eventos no Brasil.

Acompanhe as novidades sobre o programa na página da entidade que vai oferecer aos seus associados, um webinar para tratar sobre as novas diretrizes após a sanção da lei.

Continue lendo

Universo Live

Transamerica Expo Center lança Evenflix, uma homenagem bem-humorada aos profissionais do setor de eventos

Publicado

em

Para comemorar o Dia do Profissional de Eventos, o Transamerica Expo Center acaba de lançar uma campanha descontraída com o objetivo de homenagear as pessoas que atuam na área. “Evenflix” faz uma paródia entre filmes clássicos e o universo dos eventos.

Por meio de um hotsite interativo, os usuários podem personalizar a releitura de cartazes icônicos da cultura pop, assumindo o papel de autores das obras que podem ser compartilhadas nas redes sociais.

O Evenflix conta com títulos bem-humorados como “Corra que o Prazo vem Aí”, “Onze Estandes e um Segredo”, “Plenárias do Caribe” e “Os Caçadores do PPT Perdido”, todos projetados para refletir o espírito e os desafios diários dos profissionais de eventos. A plataforma, feita em tom fictício, procura estimular a interação e o relacionamento entre entusiastas do setor.

“Mais do que apenas parabenizar os profissionais nesta data, queremos, de forma lúdica, enaltecer aqueles que trabalham incansavelmente nos bastidores para criar experiências memoráveis. E que, invariavelmente, passam por inúmeras situações que demandam criatividade e bom humor”, afirma Alexandre Marcilio, diretor geral do Transamerica Expo Center.

A iniciativa reconhece o empenho, a paixão e a relevância dos profissionais do setor de forma descontraída, reforçando o compromisso do Transamerica Expo Center em apoiar e valorizar a comunidade de eventos, oferecendo uma experiência única para todos.

Continue lendo