Conecte-se com a LIVE MARKETING

Eventos

Canaparro Produções cria a primeira edição da Oktober Live

Publicado

em

Estamos vivendo um momento delicado da história, em que nos é solicitado que cuidemos uns dos outros. Usando máscaras, ficando em casa, prestando atenção em nossos hábitos, zelando pelos demais. Por este motivo, a Oktoberfest de Blumenau foi cancelada – a decisão natural e mais correta para a situação vigente em todo o mundo à época.


Para muitas pessoas, esse cancelamento foi apenas técnico e não implicou nenhum sentimento maior. Porém, analisando com mais cuidado, retirando o fator emocional, a Oktoberfest de Blumenau não é apenas dança, cerveja e festa: é também o ganha-pão de muitas famílias. Racionalmente analisando, é fato que um evento da magnitude da Oktoberfest movimenta toda a economia da região e não apenas um setor específico, por consequência, economia da região também é impactada como um todo. Com o cancelamento, toda uma cadeia do trade regional foi sensibilizada.


Além disso, a música move todos os anos, mais de 1.000 pessoas envolvidas diretamente com esta arte na festa. Ficar sem a edição deste ano significaria que todas essas pessoas não teriam trabalho, nem renda e ainda perderiam a chance de levar sua arte ao público. Como ficariam esses trabalhadores incansáveis da Oktoberfest em 2020?


Pensando nisso, logo após a “Ação Solidária Drive Thru”, realizada no mês de junho, a Associação Pequeno Músico e a Tom Natural Produções, através do grupo de bandas, firmou parceria com a agência Canaparro Produções, especializada na organização de grandes eventos e, ainda, com enorme experiência em várias edições da Oktoberfest de Blumenau. Juntos, se propuseram a reinventar a festa, criando, então, a 1ª Oktober Live.


As bandas típicas se revezarão em dois palcos por dia, transferindo toda a energia da Oktoberfest para dentro das casas das pessoas, para dentro dos restaurantes e dos bares, dos hotéis, “invadindo” o mês de outubro com a alegria da festa. Esse será, sem dúvida, um evento diferente. “Não precisaremos sair para ir à festa: a festa vai até a nossa casa”, assegura a diretora da Canaparro Produções, Celina Cunha.


Será também uma festa democrática: para quem quiser sair de casa, com todo o cuidado, com toda a segurança, o patrocinador master do evento vai proporcionar a melhor Oktoberfest possível! O evento será híbrido. “Vai ter Oktober Live presencial também, no Beto Carrero World. O Parque levará a Oktoberfest para dentro das suas instalações durante o mês de outubro! As famílias poderão levar seus filhos para uma festa tradicional durante o dia todo, com diversão, música, gastronomia alemã e as bandas oficiais da Oktoberfest de Blumenau. Tudo com todo o distanciamento necessário e toda a segurança”, destaca Celina.


E esta é a grande reinvenção: o público poderá ir para a festa presencialmente ou acompanhá-la em todos os lugares, nas TVs dos bares e restaurantes. É a primeira vez que teremos a festa presente em vários locais ao mesmo tempo e não só concentrada num único ponto da cidade. Estamos tornando a Oktoberfest acessível a todos!


A Oktober Live vai contar um pouco da história das Oktoberfests até aqui, a tradição da região, a cultura da festa, hábitos, personagens icônicos e curiosidades. Vai mostrar também um pouco da festa-mãe de Munique, na Alemanha.


Para Celina, a maior Oktoberfest da América Latina poderá até não acontecer de forma presencial como tradicionalmente acontece, mas não deixará de marcar sua presença e passar seu recado de esperança e fé. “Aqui a intenção será declarar a força de um povo e sua fé em dias melhores, celebrando a vida, nosso bem maior! E nada melhor que a música para mostrar isso e uma estrutura incrível – tecnologia de ponta (todos vão se surpreender com o que estamos preparando!) e as melhores equipes de cada segmento da área técnica de produção de eventos da nossa região. Todos trabalhando juntos para entregar ao público uma experiência única.”


Serão 13 dias de festa Live, 118 horas de boa música com as melhores bandas, várias oportunidades de interação on-line e presencialmente com o evento, lojas, restaurantes, toda uma rede diferenciada, preparada para atender aos pedidos de delivery. Uma estrutura sem precedentes na história das lives na nossa região. Este ano, a Oktober vai invadir a sua casa e, ainda mais, vai deleitar a sua alma. “Agora estamos na contagem regressiva!”, finaliza a executiva.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Eventos

Oscar 2021 promete ser histórico tanto para os fãs de cinema quanto para as marcas

Publicado

em

A maior e mais aguardada premiação do cinema mundial volta às telas da TNT em 25 de abril: a 93ª Cerimônia do Oscar. Em 2020, a premiação conquistou a liderança de toda a Pay TV com 28% mais televisores ligados que o segundo colocado¹, sendo sua maior audiência dos últimos 13 anos2.  Tendo em vista seus parceiros, a WarnerMedia desenvolveu novos pacotes de entrega para aumentar ainda mais a conexão entre público e marcas.

 Marcas no Oscar 2021

Para aprimorar a presença das marcas no Oscar 2021, a TNT fundamentou as ações em dois pilares: relevância e eficiência por meio das redes sociais e transmissão ao vivo,  além de aproveitar toda a força de cross channel dentro do portfolio do grupo. Em todos os momentos do pré, durante e pós-premiação, as marcas terão a possibilidade de levar conteúdos exclusivos e customizados a milhares de fãs.

Como case de sucesso, a Fiat se destacou na edição 2020 com um cold open em parceria com a Fernandinha. Confira:

Especialistas em cultura pop

Em um formato inédito, a TNT estreou em setembro O Esquenta TNT, programa que antecede as premiações mais importantes do ano. Apresentado sempre por grandes nomes, como por exemplo Aline Diniz, Carol Ribeiro e Tiago Abravanel, já chegou  a alcançar mais de 400 mil pessoas, sendo veiculado simultaneamente no YouTube e canal linear da TNT.

Além disso, as plataformas digitais da TNT contam com um time especialista em cinema e cultura pop para comentar cada minuto da premiação em uma live de mais de 3 horas de duração. No ano passado, a live do Oscar da TNT teve quase um milhão de visualizações.

A Jeep aproveitou muito bem toda essa audiência! Confira a ação da marca durante a live de 2020:

 Engajamento digital

A TNT dá espaço para que os patrocinadores participem dos conteúdos digitais também, isso pode acontecer de duas maneiras:

  • TAKEOVER TNT: Sempre durante as premiações, um dos talentos da TNT estará nos stories comentando direto de casa os acontecimentos relevantes da noite.
  • RADAR AWARDS: Todo mês há posts com novidades do universo pop assinados pela marca.
  • PLAYLISTS DO YOUTUBE: Mais do que assinar uma peça, os patrocinadores têm a chance de desenvolver série de conteúdos tailor-made.

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Eventos

O desafio das feiras e eventos do agro frente à pandemia

Publicado

em

Os eventos representam um elo importante da cadeia de produção de alimentos. Sejam dias de campo, palestras, seminários, congressos, leilões e exposições dos mais diferentes portes, eles movimentam bilhões de reais negócios e milhões de pessoas durante todo o ano. “A importância dos eventos aparece com destaque na 7ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural, da Associação Brasileira de Marketing Rural (ABMRA), de 2018. Os dias de campo, as feiras e exposições agropecuárias e os leilões representam 92% e 73% dos eventos preferidos de agricultores e pecuaristas, respectivamente”, assinala Ricardo Nicodemos, vice-presidente da ABMRA.

Em tempos de pandemia, os eventos deixaram de ser realizados. Uma parcela ganhou versões virtuais, mas o agronegócio tem suas particularidades e as relações pessoais e olho no olho são muito importantes. Nesse cenário, quando voltarão os eventos presenciais?

A Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio convidou a especialista Liliane Bortoluci, da Informa, uma das maiores organizadoras de feiras e eventos do mundo, para falar como o setor de feiras e eventos está se reinventando frente à pandemia e as tendências para os próximos anos. A apresentação foi feita com exclusividade para as empresas cotistas da 8ª Pesquisa ABMRA Hábitos do Produtor Rural, cuja divulgação ocorrerá nos próximos meses.

Liliane informou as empresas de eventos do Brasil já entregaram para as autoridades governamentais protocolo para realização de feiras. O documento trata das questões básicas, como entrada nos eventos, parte interna e estandes dos expositores, corresponsabilidades da promotora, expositores e visitantes. O setor aguarda o retorno desse pleito.

“Quando o setor de eventos foi impactado pela pandemia, em março de 2020, as empresas do setor pararam totalmente. Sem dúvida, é um dos setores mais afetados pela pandemia e todos os elos do negócio estão sofrendo na carne. Por outro lado, os promotores de eventos precisaram acelerar o processo de digitalização. Nós, por exemplo, aceleramos o desenvolvimento de uma plataforma digital, com conteúdos técnicos para manter esse relacionamento entre expositores, clientes e mercado”, informa Liliane Bortoluci.

Ela explica que o evento digital tem suas vantagens. Uma dela é o maior alcance. “Quando uma feira acontece, a maior participação é do público é regional. Percebemos que no digital o alcance mudou. Quem não participava devido à distância passou a acompanhar. Isso pode ser visto com os números”, explica.

“Esperamos reativar os eventos presenciais nos próximos meses. O modelo digital mostrou que é viável em determinados casos. Há possibilidade de integração dos dois modelos no futuro”, assinala a especialista da Informa.

Além da palestra, as empresas cotistas da 8ª Pesquisa ABMRA Hábitos do Produtor Rural tiveram acesso aos atual status da pesquisa. “Nosso planejamento é apresentar os resultados para as empresas cotistas em abril. É uma excelente oportunidade para outras empresas adquirirem cotas da pesquisa e, assim, terem condições de sair à frente dos seus concorrentes. Afinal, trata-se de uma fonte rica e completa de informações, tendo como fontes os próprios produtores rurais de 15 atividades e 15 estados”, diz Ricardo Nicodemos, vice-presidente da ABMRA e coordenador da Pesquisa.

Continue lendo