Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Agência Digi desenvolve para Coca-Cola Brasil plataforma digital de apoio a microempreendedores e ambulantes de alimentação

Publicado

em

O número de vendedores ambulantes e microempreendedores na área de alimentação deu um salto para driblar o desemprego ou buscar um aumento de renda durante a pandemia. Só no primeiro semestre de 2020, houve acréscimo de 10,2% ou 1 milhão de novos microempreendedores individuais (MEIs) no país, de acordo com dados do Portal do Empreendedor, do Governo Federal.

O Brasil ultrapassou a marca de 10 milhões de MEIs (microempreendedores) no ano passado e a categoria que mais cresceu durante a pandemia foi justamente a de fornecimento de alimentos, que avançou 10,4% entre março e junho, segundo levantamento feito pela ferramenta Easymei.

Para dar suporte e ajudar esses pequenos empreendedores e os ambulantes de alimentos e bebidas, a Coca-Cola Brasil apresenta o programa “Crescendo Juntos Microempreendedores”, a maior plataforma de relacionamento, parceria e fidelização do Brasil voltada para microempreendedores de alimentação. A agência Digi, uma das mais influentes agências de Incentivo e Relacionamento do mercado, é responsável, em conjunto com a Coca-Cola Brasil, pelo desenvolvimento e gestão operacional do programa.

A plataforma oferece benefícios exclusivos da companhia de bebidas e cursos de capacitação e profissionalização desenvolvidos pelas entidades-parceiras como Sebrae e Aliança Empreendedora. O objetivo é cadastrar os microempreendedores e ambulantes que vendem produtos do portfólio Coca-Cola Brasil nas ruas, barraquinhas, trailers, carrinhos, nas suas comunidades, entre outros, e oferecer o resgate de prêmios e treinamentos.

Para acessar o programa, o microempreendedor ou ambulante deve baixar o aplicativo (disponível gratuitamente na Apple Store ou Google Store para celulares com IOS ou Android), cadastrar a nota fiscal dos produtos Coca-Cola Brasil comprados nas lojas e canais participantes, juntar pontos e trocar por prêmios exclusivos da marca, como guarda-sóis, bonés, tênis, geladeirinhas de isopor, mesas e cadeiras etc.

Os participantes têm acesso digital aos conteúdos, dicas e treinamentos exclusivos para vender mais e desenvolver o negócio; às soluções para abrir uma loja online e aumentar as vendas de forma simples e rápida; e a microcrédito e parcerias para turbinar o negócio. O programa Crescendo Juntos já firmou parceria com o Atacadão, maior rede atacadista do país, com mais de 200 unidades em todo Brasil.

Os benefícios valem para compras de produtos de todo portfólio da Coca-Cola Brasil (refrigerantes Coca-Cola, Fanta, Sprite; água Crystal; sucos Del Valle; e chá Matte Leão), que geram pontos que podem ser resgatados no app.

Até o final de abril a expectativa é mobilizar até 110 mil microempreendedores e ambulantes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A expectativa é que o programa seja expandido para até 15 estados do Brasil ainda este ano.

Para apoio nas ações de mobilização, diálogo e engajamento, a iniciativa estabeleceu parcerias com duas associações de microempreendedores: a ABAM (Associação Nacional de Baianas do Acarajé, de Salvador); e a Acor-SP (Associação de Comida e Bebida de Rua do Estado de São Paulo).

“O programa, que tem uma preocupação social relevante, trabalha em dois pilares: o de capacitação e profissionalização dos microempreendedores, ambulantes e vendedores autônomos por meio de parcerias com instituições, como Sebrae e Aliança Empreendedora; e suporte com infraestrutura e materiais para potencializar suas vendas, através de fidelização, com resgates de materiais funcionais da marca e oferta de benefícios e prêmios. O slogan do programa é ‘Dê um gás no seu negócio com a Coca-Cola”, explica Marina Morato, diretora de Business Strategy da Digi. O time da agência levou seis meses para desenvolver o programa para a multinacional de bebidas.

“Se hoje a Coca-Cola já atende e distribui para mais de 1 milhão de pontos de venda no Brasil, temos milhões de microempreendedores de alimentação com quem ainda não nos relacionamos diretamente. São pessoas batalhadoras que foram muito impactadas pelos efeitos da pandemia ou iniciaram pequenos negócios em função do desemprego e empreendem para garantir o sustento de suas famílias. O que queremos com esta iniciativa é nos aproximar, apoiar e contribuir da forma mais relevante e com os melhores parceiros e soluções possíveis. Queremos crescer juntos”, diz Rodrigo Brito, gerente de Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil.

Mais informações no site: www.crescendojuntosme.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Digital

Agência3 assina projeto digital sobre sustentabilidade para DOW

Publicado

em

Diálogos Mais Sustentáveis é uma plataforma de conteúdo criada pela Agência3 para DOW, empresa líder em ciência dos materiais, com o objetivo de discutir os desafios mais críticos que envolvem a sustentabilidade na América Latina e propor ações de impacto positivo. A ideia é que seja um espaço de compartilhamento de informações e de parceria com a sociedade para a construção de um mundo mais sustentável. A Dow oferece produtos e soluções de base científica para mercados importantes como embalagens, infraestrutura e cuidados do consumidor.

A agência fornecerá conteúdo digital para reforçar a comunicação com vários públicos e dar visibilidade ao projeto, reforçando o compromisso da marca com a sustentabilidade. Entre as metas da empresa estão a redução das emissões anuais de carbono até alcançar a neutralidade em 2050, investir em tecnologia para reciclagem de plásticos e até 2035 oferecer 100% de produtos reutilizáveis ou recicláveis nas aplicações de embalagens.

“A intenção é, por meio do nosso hub de conteúdo, abrir um espaço de conversa que amplie o conhecimento para reforçar as mudanças em nome da sustentabilidade”, diz Willian Rocha, Diretor de Conexões da Agência3.

Continue lendo

Digital

Estácio é o novo cliente da Raccoon

Publicado

em

A agência de marketing digital Raccoon assume a conta da Estácio, um dos maiores players de educação superior no Brasil, com uma enorme presença nacional. Entre outras ações, o escopo de trabalho da agência envolve gestão, performance (mídias pagas, web analytics e design) e criação de conteúdo digital (conteúdo, CRM, CRO, SEO e Front End). A parceria entre as empresas teve início em dezembro de 2020.

De acordo com André Palis, sócio-fundador da Raccoon, a conta da Estácio era um desejo antigo da empresa e um enorme desafio para a equipe. “Trata-se de um projeto bastante profundo. O segmento educacional é muito concorrido, os players do setor têm uma presença forte e intensa no ambiente online, de modo que o nível de trabalho tem que ser bem elevado”, afirma.

Continue lendo

Digital

Com estratégia Reamp e soluções para aplicativo do Google e Facebook, Movida transforma app em um dos principais geradores de negócios

Publicado

em

O uso de aplicativos para serviços automotivos apresenta grande crescimento no Brasil: segundo o eMarketer, até 2019, a popularidade desse serviço entre os donos de smartphones cresceu a uma taxa de 15% por ano, desde 2017. Foi percebendo essa oportunidade que a Reamp, adquirida pelo digital partner global Jellyfish em 2020, e a Movida Aluguel de Carros, locadora de veículos que oferece soluções inovadoras em mobilidade urbana para todo tipo de necessidade, criaram um projeto de otimização de aplicativo com tecnologia Google que transformou a performance nesse canal. O projeto contou, ainda, com o estudo direcionado sobre Aumento de Conversão do Facebook, com otimização da campanha também pela rede social.

O projeto, que ganhou ainda mais visibilidade com mudanças necessárias provocadas pela pandemia de COVID-19, começou com uma análise simples: a observação de que o site concentrava todas as conversões online, enquanto o app, que oferece praticidade e rápido acesso, gerava somente visitas, não conversões. “Era uma questão de centralizar a ciência de dados em mensuração e direcionamento de campanha. Com o aplicativo otimizado para compra, restava entender como engajar o usuário e apresentar para ele a oferta oportunamente”, contou Charles Sperandio, CMO da Movida.

A solução da Reamp foi simples: centralizar a mensuração no Analytics Firebase, do Google, e enviar, por lá, notificações via push de acordo com variantes como clima, audiência mais responsiva e geografia. “A ferramenta do Firebase, nesse contexto, acaba sendo essencial para a estratégia de crescimento, centralizando as informações sobre o app em um só lugar e permitindo uma mensuração mais precisa de desempenho, possibilitando ajustar estratégias em tempo real”, comenta Gustavo Galli, Gerente de Parcerias do Google.

A aferição do valor da otimização de social, feita em parceria com o Facebook, calculou o incremento das vendas – um método conhecido como Conversion Lift. Foi possível observar que, dentro das campanhas de social, a pesquisa foi fundamental e revelou tanto a importância da campanha na rede social (responsável pelo aumento do ROAS – Retorno Sobre o Investimento Publicitário – em mais de cinco vezes), quanto da sedimentação da mensagem pelo multicanal – contribuindo, também para as compras feitas dentro do aplicativo. Em resumo, a nova estratégia da Movida no Facebook, com uma estrutura de conta mais simples e ferramentas disponíveis no próprio aplicativo, aumentou o número de pessoas interessadas em seus serviços.

Para a empresa digital, o sucesso veio de uma convergência de fatores. “Foi importante a nossa percepção do aplicativo, mas também a estratégia de centralização, organização e ativação dos dados de usuário. No fim, o que conseguimos foi contextualizar o aplicativo dentro da jornada de compra e torná-lo relevante para o usuário no contexto dele, coordenando as táticas de App+Site. Quanto à estratégia de push, só no primeiro mês de disparos, o número de reservas aumentou 17% e o número de aberturas do app cresceu 48%. É uma média de aumento de 69% em aberturas do aplicativo e 20% em reservas a cada disparo. Pensando na estratégia geral, em apenas quatro meses, a participação de investimento nas campanhas de app aumentou de 5% para 44%, enquanto as reservas passaram de 9% para 59%.”, conclui Adones Duarte, da Reamp.

Continue lendo

Tendências