Pesquisa inédita aponta como a Inteligência Artificial pode interferir na jornada de compra

15 de Maio de 2018
Compartilhar:

EMBRACING THE MACHINES: AI’s Collision With Commerce mostra
como esta tecnologia trará economia de tempo e dinheiro

A Integer\OutPromo, agência de shopper marketing do grupo Omnicom, apresenta a EMBRACING THE MACHINES: AI’s Collision With Commerce, uma pesquisa que traz tendências que vão impactar os shoppers das gerações X, Y e Z e o varejo nos dias de hoje. Inédito no Brasil, o estudo foi apresentado no Commerce Experience, evento-proprietário da agência, realizado no auditório do CUBO Itaú, em São Paulo.

“Criamos este evento proprietário para apresentar para o mercado os dados dessa importante pesquisa, além de outras tendências e ferramentas exclusivas de Shopper Marketing e Customer Experience, como o CX3® – Consumer Experience 3D, por exemplo.”, comenta Ricardo Franken, sócio e CCO da agência.

Desenvolvida por Craig Elston, Global Chief Strategy Office do The Integer Group dos E.U.A., a pesquisa aponta como a Inteligência Artificial pode impactar a jornada de compra dos shoppers. O cenário da Inteligência Artificial é bastante positivo e a adoção da tecnologia já é esperada em muitas áreas; o foco é ajudar na economia de dinheiro e, consequentemente, tempo. Para o futuro, espera-se que ela tome uma postura mais pessoal na vida do shopper, algo como um assistente pessoal, um personal stylist, concierge, alguém que o ajude a tomar melhores decisões.

“A automatização da nossa memória é uma realidade próxima. Agora tudo fica na nuvem, mas esse modus operandis está (há tempos) evoluindo para outras áreas da nossa vida, por exemplo, os nossos hábitos de consumo. Isso é feito através da Inteligência Artificial, que trabalha registrando o que a gente compra, entendendo a periodicidade dela e avisando quando vai faltar, ou quando tem um bom desconto.”, explica Eduardo Assunção, planner da Integer\|OutPromo.

Apesar do conceito estar presente em diversas manchetes, a AI ainda é um mistério: os participantes da pesquisa tratam o assunto como “coisa de alienígena, ou “alguma coisa relacionada a robôs, como eram nos filmes de ficção”. Entretanto, segundo a pesquisa, 40% dos 3.665 entrevistados estariam dispostos a deixar suas compras do dia a dia (como amaciante, detergente, saco de lixo, etc.) nas mãos de uma Inteligência Artificial. Mesmo sem saber direito o que é de fato inteligência artificial, 90% dos pesquisados dizem estar abertos para “smart home devices”, que tornarão, num futuro próximo, a nossa geladeira em um ponto de venda inteligente. Outro aspecto importante é preço: 78% dos pesquisados dizem que o maior benefício buscado nessa tecnologia é economizar dinheiro, outros 74% dizem esperar encontrar melhores ofertas por meio dessa ferramenta. Um dos principais players do mercado de AI é a Amazon, o maior e-commerce dos EUA, e onde 50% das buscas por marcas acontece.