Em pouco mais de 2 anos, Flower Machine já está presente em 21 estados

17 de outubro de 2017
Compartilhar:

A máquina de flores, desenvolvida com exclusividade pela floricultura curitibana Esalflores, se espalhou pelo país

Analisar oportunidades e tirar o foco dos problemas é o principal incentivo para superar a crise brasileira. A curitibana Esalflores, maior floricultura e garden center do sul do Brasil, que atua há 20 anos no segmento, encontrou na inovação uma grande ferramenta para espantar os problemas econômicos que assombram o país. Com foco na venda direta, a empresa lançou há pouco mais de 2 anos a pioneira Flower Machine, uma máquina de flores com o funcionamento que lembra uma máquina de refrigerantes.

O mecanismo é fruto de uma parceria entre a Esalflores e uma das maiores fabricantes do mundo de equipamentos e tecnologias para vendig machine. “Não é em todo momento que existe uma floricultura por perto para comprar uma flor. Pensando nisso, resolvemos oferecer um sistema que permite que as pessoas possam encontrar nossos produtos com mais facilidade. Foi aí que surgiu a máquina de flores, que pode ser instalada nos mais diferentes lugares”, detalha Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores.

A primeira máquina, resultado de um investimento de mais de 50 mil reais, foi instalada no Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba (PR), e após o sucesso chamou a atenção do Brasil. A Flower Machine disponibiliza 10 opções de flores que vão desde botões de rosas até pequenos buquês de flores que podem ser adquiridos com agilidade e segurança, além de preços justos que iniciam em R$8,90. Para fazer a compra, basta o cliente escolher a flor e passar o cartão de crédito ou débito. “Passamos cerca de três anos trabalhando no desenvolvimento das máquinas”, conta Bruno.

Para garantir a qualidade das flores, a máquina ganhou um sistema especial de refrigeração que consegue simular o mesmo ambiente de uma câmara fria profissional, mantendo os arranjos bonitos e saudáveis por mais tempo. A logística é outro destaque da inovação. A floricultura consegue estar presente em todo o Brasil com flores frescas, tudo isso fruto de muita pesquisa e desenvolvimento. Dessa maneira, a empresa curitibana cumpre todos os seus objetivos entregando um produto de excelente qualidade de maneira prática. “Desde que iniciamos nossa operação, sempre tivemos um objetivo claro: estarmos presentes nos principais momentos da vida das pessoas. Acredito que temos feito isso frequentemente. A Flower Machine reforça ainda mais esse objetivo”, comemora o diretor geral da Esalflores.

Segundo Bruno José Esperança, outra grande novidade da Flower Machine fica por conta de um moderno recurso de telemetria, que permite que a empresa consiga, por meio de uma central, monitorar e acompanhar o desempenho de cada máquina. “Temos condições de acompanhar remotamente o comportamento do equipamento, e nos antecipar por exemplo quanto a necessidade de reposição dos produtos, dentre outros recursos”, detalha.

Hoje, após um investimento de quase 3 milhões de reais, a Esalflores espalhou Flower Machines por diversas regiões do Brasil. É possível encontrar a máquina paranaense em aeroportos e shoppings de 28 cidades brasileiras: Porto Alegre (RS), Joinville (SC), Navegantes (SC), Curitiba (PR), Londrina (PR), Maringá( PR), Foz do Iguaçu (PR), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Uberlândia (MG), Uberaba (MG), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Ilhéus (BA), Aracaju (SE), Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Teresina (PI), São Luis (MA), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Goiânia (GO), Palmas (TO), Belém (PA), Manaus (AM) e Vitória (ES).

“O objetivo da Esalflores é e sempre foi estar presente em todos os momentos da vida das pessoas. Estamos criando a oportunidade de oferecer nossos produtos em locais diferentes 24h por dia. Isso contribuiu muito para que superássemos a crise, crescendo consideravelmente em um período difícil para os brasileiros. A grande diferença do nosso negócio perante muitos concorrentes é que há 20 anos nascemos para entregar muito mais que flores. Nosso negócio é entregar emoção”, completa Bruno José Esperança.