Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Mobile ganha protagonismo em estratégias de marketing

Publicado

em

Oportunidades como impacto por geolocalização e fidelização de clientes por meio de aplicativo fazem dos dispositivos móveis um canal diferenciado para acessar usuários

Eles estão na palma da mão e por meio deles tudo se faz: pagamento de contas, compra de produtos, reservas de hotéis, entre outras inúmeras atividades. Os smartphones são praticamente uma ferramenta de sobrevivência no mundo conectado e, por isso, podem se tornar eficientes canais para acessar e impactar clientes.

“Segundo uma pesquisa global da Statista, o brasileiro gasta, em média, quatro horas por dia no celular e, muitas vezes, utiliza o aparelho em momentos de ociosidades, como esperando na fila do banco. Isso pode ser muito oportuno para uma marca que precisa encontrar um usuário disposto e minimamente interessado”, afirma André Palis, fundador da Raccoon,  uma das maiores agências de marketing digital do País.

Com clientes como Leroy Merlin, Natura e MRV em sua carteira, a empresa vem investindo pesado em tecnologias voltadas ao mobile – tecnologia que conquistou tanto os clientes que isso já é perceptível em números. A Criteo divulgou, em 2017, o estudo Análise do E-commerce no Mundo e mostrou que o dispositivo móvel foi a ferramenta utilizada para 48% das compras realizadas em e-commerces que investiram em aplicativos e web mobile. A pesquisa também mostrou que 22% das compras realizadas pelo desktop aconteceram depois que usuário navegou naquele link via mobile.

Mas, se o mobile é assim tão impactante por que é que ainda existem tantas marcas que não aproveitam esse canal? O fundador da Raccoon explica que o motivo pode estar em um uso pouco eficiente da mídia. Ele destaca que o marketing via mobile tem suas especificidades e, caso elas não sejam consideradas, a estratégia pode ter seu efeito diminuído. A começar pela escolha da plataforma por onde o usuário vai navegar: a marca pode ter um website mobile friendly ou pode oferecer um app.

“As duas opções são aceitáveis, mas temos percebido um usuário muito mais engajado e propenso à compra no ambiente do aplicativo. Pensando nessa plataforma há uma infinidade de ferramentas para gerar vendas, como as plataformas de retargeting, que apostam no impacto repetitivo do usuário, e de push notification, que notificam o usuário por meio de mensagens na tela”, completa.

A forma como se constrói o anúncio para o mobile também pode impactar diretamente no resultado, segundo Palis. Ele lembra que o uso do celular pode acontecer em qualquer lugar: durante uma caminhada, numa fila de espera, no ponto do ônibus. Por isso, a mídia não pode exigir muito tempo de leitura e deve apostar em imagens chamativas. “Para ser mais assertivo um anúncio mobile deve ser objetivo e impactante ao mesmo tempo”, explica.

Palis também destaca que, embora o celular seja uma excelente porta de entrada para se relacionar com o cliente, ele também é um espaço de privacidade do usuário. Portanto, estratégias que pretendem ter sucesso no ambiente mobile devem ser cuidadosas e não invasivas. Para isso, o fundador da Raccoon sugere uma “comunicação que entregue valor” para os diferentes tipos de usuários. Isso é possível por meio do monitoramento dele e acompanhamento de seus interesses na web.

Oportunidades

Depois de entender as especificidades do mobile e adequar a estratégia de marketing para extrair o melhor desse ambiente, o próximo passo é aproveitar as oportunidades que esse formato permite. A geolocalização é uma delas, segundo Palis. Ele sugere a utilização dessa tecnologia para oferecer, por exemplo, um benefício para frete grátis em determinada região ou a entrega rápida, caso o usuário esteja próximo a um centro de distribuição. “Pensando em estratégia omnichannel, pode-se direcionar o usuário à loja física mais próxima ou dar a alternativa de comprar online e retirar na loja”, diz.

Outra oportunidade é a comunicação em tempo real. O fundador da Raccoon afirma que nem todos os anunciantes dão o devido valor a essa estratégia, o que ela considera um erro, tendo em vista seu potencial de engajamento e retenção de público. Essa comunicação pode ser feita por meio de lives nas redes sociais, chat ou ligação. Segundo Palis ela se diferencia de um anúncio comum porque dá ao usuário a sensação de estar próximo à marca, além de ser uma oportunidade para ele interagir e tirar dúvidas.

O executivo lembra que as redes sociais podem e devem ser usadas para outras estratégias também. “Um terço do tempo gasto na internet é em redes sociais. Além disso, esse é um canal onde o usuário procura informações e tem maior engajamento com os anúncios. O anunciante que combinar uma estratégia bem estruturada à criatividade que esse ambiente permite alcançará ótimos resultados em vendas”, afirma.

O fundador da Raccoon lembra que o aplicativo também é uma excelente oportunidade para fidelização dos clientes. Isso porque, a partir do momento que o usuário instala o app, a marca abre um canal direto com esse cliente. Depois disso, basta que o anunciante tenha uma estratégia inteligente de marketing, que não invade a privacidade do usuário, mas entrega valor a ele.

Palis explica que observar as especificidades e as oportunidades de cada canal de comunicação é importante, mas destaca que o sucesso de uma campanha de marketing vai muito além do entendimento da plataforma. “Não basta apenas executar uma estratégia. É preciso analisar a interação dos usuários com cada anúncio e plataforma e ajustar constantemente a estratégia para ter o melhor resultado”, alerta.

Para ele, é exatamente nesse trabalho integrado e completo que está o diferencial da Raccoon. A agência é composta por profissionais extremamente capacitados tanto na elaboração de estratégias, como na mensuração, acompanhamento e execução delas. “Na Raccoon não nos preocupamos apenas com o resultado entregue, mas também com a qualidade da estratégia e alinhamento com o negócio de nossos clientes”, finaliza.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Digital

Digi é finalista do prêmio internacional IMA Summit Awards 2022

Publicado

em

O IMA Summit Awards 2022 anunciou os finalistas da principal premiação dos Estados Unidos no setor de marketing de incentivo e relacionamento, que avalia campanhas de agências do mundo todo. A Digi, uma das principais agências de Marketing de Incentivo e Relacionamento do país e três anos consecutivos vencedora do Circle of Excellence Awards (a premiação anual do IMA – Incentive Marketing Association), recebeu duas indicações.

Na categoria Excelência em Incentivo de Vendas, a campanha de lançamento de Coca-Cola sem Açúcar é uma das finalistas. A ação para o Halloween de Fanta entrou no shortlist da categoria Excelência em Merchandising em Programa de Incentivo.

A premiação é organizada pelo IMA (Incentive Marketing Association ou Associação de Marketing de Incentivo) desde 2015, para celebrar a excelência no setor de Incentivo, Recompensa e Reconhecimento em todo mundo.

A Digi compete com campanhas feitas para empresas como Intel, Lexus, IBM e Vodafone, por agências europeias e norte-americanas. Os vencedores do IMA Summit Awards 2022 serão conhecidos durante cerimônia de premiação em Utha, nos Estados Unidos, no dia 12 de julho.

Para a campanha de lançamento da nova Coca-Cola sem Açúcar no Brasil, a Digi criou um programa de incentivo para os times de vendas e merchandising dos produtores da marca, baseado em um novo aplicativo, similar ao Instagram. O app criado pela Digi permitia postagens de fotos e vídeos dos vendedores, os primeiros a experimentarem o novo sabor, antes mesmo dos consumidores. Foram mais de 2 mil postagens, 30 mil likes e 5 mil comentários, além de milhares de prêmios exclusivos Coca-Cola.

Já para engajar a força de vendas dos fabricantes de Fanta e garantir positivação e presença da marca em milhares de PDVs em todo Brasil, a Digi criou, em outubro de 2021, uma ação de trade marketing e ativação com o tema Halloween, que envolveu 3.500 colaboradores. Os times de merchandising “vestiram” com as cores de Fanta e a temática assustadora de Halloween as áreas de exposição de produtos, participaram com suas dancinhas no TikTok e ganharam milhares de prêmios. A campanha também recebeu mais de 5 mil fotos dos times de vendas de 470 cidades brasileiras.

“É com grande alegria e orgulho que recebemos essas duas indicações em um prêmio internacional tão importante do mercado de marketing de incentivo mundial, promovido pelo IMA, a principal associação do setor. É o quarto ano consecutivo de indicação da Digi, provando que estamos cada vez mais concentrados em desenvolver ações inovadoras e disruptivas para nossos clientes, sempre parceiros, investindo em pessoas e infraestrutura para crescer com qualidade e de maneira sustentável”, declara Pedro Bannura, presidente da Agência Digi.

Continue lendo

Digital

Orla carioca na onda das Blockchains

Publicado

em

A orla carioca vai contar com uma novidade digital: a entrada no mundo dos Fan Tokens. A Orla Rio, em parceria com a DaX, empresa de tecnologia que utiliza blockchain para gerar experiências e negócios, vai lançar, em julho, um projeto inédito e phygital (combinação do mundo digital com o físico) do primeiro quiosque no mundo financiado por fan tokens.

A iniciativa vai permitir que o público adquira tokens pela internet que renderão experiências extras e únicas no quiosque escolhido, como uma espécie de clube de benefícios exclusivos para seus sócios. O local escolhido para o piloto do projeto ainda está sendo definido pela concessionária, mas ficará nas praias de Ipanema ou Leblon e ficará pronto já para o próximo verão, garante João Marcello Barreto presidente da Orla Rio.

Continue lendo