Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Itaú mostra o poder transformador da música em aquecimento para o Rock in Rio

Publicado

em

Criada pela Africa, série “Eu busco as diferenças” conta a história de pessoas que se encontraram por meio da música; o 1º episódio tem Tabatha Aquino, artista que viralizou na internet cantando no metrô carioca

O Itaú, patrocinador máster do Rock in Rio 2019, acredita que a música tem o poder de transformar e aproximar as pessoas, abraçando as diferenças de cada um. Para mostrar como isso acontece na vida real, o banco começa a se aquecer para o festival lançando a série ” Eu busco as diferenças”: três minidocumentários sobre pessoas que, usando a música, viram nas diferenças e adversidades uma forma de se encontrarem. A criação é da agência Africa e as histórias serão publicadas nas redes sociais do Itaú, além de exibidas no canal Multishow ao longo deste mês. Confira o primeiro episódio: 

A estreia fica por conta de Tabatha Aquino, artista que cantava em transportes e espaços públicos para se expressar e ganhou fama quando um vídeo seu cantando no metrô do Rio de Janeiro viralizou na internet. Carioca, 22 anos, mulher negra, mãe e cantora: para Tabatha, a música sempre a consolou e a abraçou ao longo das dificuldades enfrentadas em sua vida. E seu talento e insistência a recompensaram. Após ter sido descoberta, ela assinou um contrato com uma grande gravadora. 

“Eu saía para a rua para cantar para os outros esperando me encontrar”, diz a cantora no minidoc. “Eu buscava a minha cura, e com isso, eu levava cura também”.

A música transformou a vida de Tabatha, que divide sua história de vida com quem a estiver ouvindo, mas também promove a união entre as pessoas, independente da origem, gênero, idade, religião, gostos e afins. Essas histórias serão contadas em mais dois episódios da série, que serão publicados ainda no mês de agosto.

“Nossa história com o Rock in Rio é marcada pela crença de que a música transforma e aproxima as pessoas. Com essas histórias reais, queremos valorizar as pessoas que abraçaram o poder transformador da música, e acima de tudo celebrar as diferenças. A história de Thabata e as outras que ainda iremos contar são exemplos concretos de como os encontros podem mudar vidas, algo que vamos explorar durante o festival em 2019”, diz Eduardo Tracanella, diretor de Marketing do Itaú Unibanco. 

“Em um mundo onde se coloca cada vez mais as pessoas em caixinhas, a música existe para nos lembrar que, sem as diferenças, não só ela não existiria, como tampouco a graça e o colorido da vida”, comenta Sophie Schonburg, ECD da agência Africa.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Empresa

Águia Branca lança campanha especial de São João assinada pela Hagens

Publicado

em

Esperando há dois anos para retomar as celebrações e a alegria dos tradicionais festejos, a população da região está ansiosa para promover essa catarse cultural, cheia de reencontros e oportunidades que movimentarão ainda mais o turismo e a economia dos estados que celebram a data. A campanha tem foco nos mercados do sul da Bahia e Petrolina, trabalhando por meio das peças o uso dos canais digitais da empresa como a melhor opção de compra para os clientes.

Assinada pela agência Hagens, a identidade visual da campanha traz como referência a xilogravura e a literatura de cordel, com o ônibus estilizado e ilustrações que remetem a figuras tradicionais do São João, como o sanfoneiro, um balão e a dança tradicional da quadrilha. Com tom descontraído, as peças apostam na brasilidade e têm o objetivo de celebrar com os passageiros nesse momento de retorno às festividades. Para destacar e trazer o tom alegre e festivo, o verde limão e o laranja são utilizados como pontos de destaque. A campanha contará também com um jingle especial que veiculará em rádios do Nordeste e comercial de 30” para TV, além de diversas peças e estratégias online em todos os mercados de atuação da empresa.

Continue lendo

Empresa

Marketing digital é uma das grandes apostas do Grupo Stefanini, que anuncia aquisição da Ecglobal

Publicado

em

Com um faturamento de R$ 5 bilhões em 2021 e expectativa acima de R$ 6 bilhões este ano, utilizando uma estratégia baseada em crescimento orgânico e aquisições, o Grupo Stefanini dá mais um passo para ampliar seu ecossistema de inovação composto por mais de 30 empresas. Dessa vez, o foco é complementar o portfólio de soluções do ecossistema de marketing digital, batizado de Haus, com a aquisição da Ecglobal, uma empresa brasileira, com operações no exterior – países da América Latina e Estados Unidos -, que desenvolveu uma plataforma colaborativa, com tecnologia proprietária, para criar comunidades e redes sociais. O objetivo é que marcas e consumidores se engajem, colaborem e cocriem melhores produtos e experiências, sendo os dados de propriedade das empresas.

Responsável por divulgar anualmente o Net Love Score – NLS, estudo que revela as marcas que conquistaram o Brasil, a Ecglobal busca entender a evolução das tendências comportamentais dos consumidores, a partir da combinação de social listening em comunidades, com metodologias de pesquisas quantitativas e qualitativas. Sua plataforma promove uma participação ativa na rotina das pessoas por meio da automação e inteligência de dados e consegue interagir rapidamente em torno de uma causa ou propósito, impulsionando novos negócios.

Pela rede Ecglobal, as equipes de marketing, inovação e CX/UX podem desenvolver e validar conceitos, próximas inovações, experiências, posicionamento e comunicação. Da mesma maneira, a área de pesquisa pode gerar insights estratégicos para os departamentos de marketing e branding. É um espaço onde os participantes podem ouvir e ser ouvidos, receber informações e influenciar decisões de marcas e organizações que admiram.

Para o Managing Partner da Haus, Guilherme Stefanini, a chegada da Ecglobal ao grupo reforça a estratégia de aportar cada vez tecnologia e inteligência ao marketing para trazer resultados. Ao unir expertises, as empresas ampliam a capacidade de analisar dados, geram mais inteligência, se aproximam dos clientes e criam comunidades, que podem ser segmentadas por interesses comuns, discutem alternativas para tomar decisões mais assertivas e agregar valor ao negócio.

Continue lendo