Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Gastos com o blockchain devem chegar a US$ 2,1 bilhões até o final do ano, segundo pesquisa

Publicado

em

O Brasil ocupa a 11ª posição no ranking dos países que utilizam a tecnologia

O uso de tecnologias que ajudam a proteger as transações digitais tem se tornado prioridade para as empresas, principalmente, quando estão relacionadas à descentralização de dados, como o blockchain, um sistema de alta proteção que é utilizado para guardar e registrar informações de forma segura, impossibilitando a invasão de hackers. Um levantamento realizado pela IDC (International Data Corporation), apontou que até o final do ano serão gastos US$ 2,1 bilhões no desenvolvimento de produtos e serviços, utilizando o blockchain. Porém no Brasil, essa ferramenta precisa ganhar mais visibilidade, pois das 4.200 startups entrevistadas, apenas nove já estão aplicando essa tecnologia nos negócios.

Uma pesquisa realizada pelo Criptomoeda.org, também apontou que as instituições que mais utilizam os recursos do blockchain se encontram na América do Norte. Os EUA ocupam o primeiro lugar no ranking dos países que mais utilizam essa tecnologia, já o Brasil ocupa a 11ª posição. Criada em 2008 por Satoshi Nakamoto, mesmo criador da bitcoin (moeda virtual), a ferramenta começou a ganhar visibilidade por ser a principal tecnologia de segurança por trás das criptomoedas e, posteriormente, também passou a ser aplicada em outros negócios, nas áreas da saúde, em universidades, em bancos e, até mesmo, em corretoras.

O blockchain é visto pelo Fórum Econômico Mundial como uma tecnologia que vai mudar o futuro. Para Everton Andrade, sócio e Diretor de Operações da Web Estratégica – consultoria de marketing focada em performance de negócios no mundo digital -, o blockchain vem impactando o mercado financeiro, principalmente por causas das criptomoedas, onde está a sua maior base, por mudar a forma como o dinheiro é transacionado, ajudando nas negociações, sem causar uma grande revolução. “Ainda há muito a ser discutido e evoluído para alguma coisa concreta acontecer. O mercado financeiro é sempre muito cauteloso quanto ao uso de novas tecnologias, devido à falta de segurança que elas podem representar”, comenta Andrade.

Uma das principais vantagens do blockchain está nas informações descentralizadas. Também conhecida como uma corrente de dados, as informações são armazenadas em blocos de dados. Quando um novo bloco é criado, ele ganha uma hash, que é uma assinatura digital própria, e também carrega consigo as informações do bloco anterior, dificultando o ataque de hackers. “Podemos destacar três principais vantagens do blockchain: a primeira é a confiabilidade dos dados já cadastrados de cada transação registrada; a segunda é a credibilidade dos indivíduos, pois é possível saber o histórico e programar contratos de compra e venda, por exemplo. E por fim, ainda permite a descentralização de dados, pois todo mundo detém a informação real, sem precisar confiar em bancos ou no governo”, sinaliza Andrade.

O especialista ainda explica que a aplicação da tecnologia blockchain ainda é muito recente e será preciso saber acompanhar todas as suas transformações para que as empresas possam evoluir e se reinventarem no mesmo ritmo. Além disso, a quantidade de informações pode acabar gerando custos de armazenamento e o seu tráfego pode ficar alto, comprometendo a troca de informações. “É importante ressaltar que todas as aplicações de blockchain ainda são experimentais, portanto, é preciso avaliar se é realmente a solução para o problema que você tenta resolver ou se há outra tecnologia equivalente que faça o trabalho”, comenta Andrade.

Segundo o especialista da Web Estratégica, as empresas e pessoas podem aproveitar o blockchain para ter certeza sobre o histórico de um produto ou para acesso à alguma informação, pois é um registro inviolável. “Toda e qualquer situação que precisa de um registro confiável de histórico é potencial para o uso da tecnologia”. No entanto para Andrade, utilizar o blockchain somente para tentar acompanhar a novidade, pode não trazer benefícios para as empresas, em razão disso, é preciso avaliar detalhadamente cada modelo de negócio, para definir que tipo de tecnologia é a ideal para uma organização.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Digital

Positivo Casa Inteligente faz parceria com Salinas Maragogi para automação de novo bloco do resort

Publicado

em

Ir para a praia de Maragogi, em Alagoas, ficar em um dos melhores hotéis all inclusive da América Latina e, depois de aproveitar o dia no paraíso de águas claras, desfrutar de um quarto com todo conforto e praticidade. Isso é o que o hóspede do Salinas Maragogi All Inclusive encontra ao chegar em um apartamento do bloco Vitória Régia. São 42 acomodações equipadas com soluções da Positivo Casa Inteligente que permitem controlar a iluminação, a TV e o ar condicionado por comandos de voz e que tornam a experiência no resort ainda mais completa e aconchegante.

Com o Smart Interruptor Wi-Fi, por exemplo, é possível acessar e controlar a iluminação do quarto, da cabeceira da cama, do banheiro ou da varanda, e com o Smart Controle Universal acionar a TV, o ar condicionado e o Echo Dot 4ª geração, dispositivo da Amazon que faz a integração com os demais produtos inteligentes compatíveis e permite pedir à assistente voz Alexa para acender as luzes, trancar portas e muito mais. 

“Essa é a primeira instalação que fazemos no setor de hotelaria. Já temos várias parcerias com construtores, mas o Salinas Maragogi é nossa estreia em resorts e temos certeza que abrirá outras frentes, pois os benefícios para os hóspedes em termos de segurança e bem-estar são sensíveis”, diz José Ricardo Tobias, responsável pela Positivo Casa Inteligente.

Daniel Almeida, gerente de Tecnologia da Amarante, Administradora do Resort Salinas Maragogi, explica que a implantação de soluções inteligentes nos apartamentos e suítes do resort é mais uma forma de atender a demanda de uma geração exposta às novas tecnologias. “Estamos sempre atentos ao que nossos clientes buscam e avaliamos que as soluções da Positivo Casa Inteligente vão nos ajudar na oferta de uma melhor experiência aos nossos hóspedes, com tecnologia e conforto.”

Continue lendo

Digital

Raccoon.Monks vai atuar no desenvolvimento de e-commerces via VTEX

Publicado

em

A transformação digital acelerada provocou um crescimento exponencial das compras online, bem como o surgimento de diversos novos e-commerces. Segundo um estudo do PayPal, no último ano, 789 novas lojas virtuais foram criadas por dia no Brasil. Outro dado, da ConQuist Consultoria, mostrou que 71% dos brasileiros preferem comprar online do que fisicamente. Tais números mostram a força do e-commerce para o varejo nacional.

Sempre atenta nas movimentações de mercado, a agência digital full service Raccoon.Monks, uma das maiores da América Latina, oferece um novo serviço:  o desenvolvimento completo de e-commerces por meio da plataforma VTEX, uma das mais completas soluções disponíveis na área.

A agência escolheu a VTEX após estudos e feedbacks coletados com os parceiros e times de performance. “Atuamos com Desenvolvimento Web desde 2017, criando sites, blogs e Landing Pages para clientes como Nubank, iFood e MRV. Além disso, nos baseamos em performance e a VTEX se mostrou uma plataforma robusta, que garante toda infraestrutura para o bom funcionamento do e-commerce, incluindo segurança, escalabilidade e estabilidade, mesmo em picos de acessos ao site”, explica Luiz Fernando Bacellar, gerente de Tecnologia da Raccoon.Monks.

Outro benefício da plataforma é a tecnologia VTEX IO, que permite o desenvolvimento focado na experiência do usuário, já que a interface da loja independe do back-end (a estrutura e os códigos do servidor, que não são vistos pelo internauta). Isso facilita atualizações, além de trazer funcionalidades que podem ser aproveitadas na estratégia, como, por exemplo, a feature Live Shopping – ferramenta de transmissão e venda ao vivo.

O modelo de trabalho que a Raccoon.Monks oferece para criar e-commerces é completo. O início é na etapa Discovery, na qual é feito um mapeamento da jornada do usuário no site e das integrações que serão realizadas. Em seguida, vem a criação de wireframes e mockups, o desenvolvimento, a manutenção e o lançamento da loja virtual. Há, ainda, as estratégias de Data Analytics, SEO (otimização para mecanismos de busca), CRO (otimização da taxa de conversão) e mídias após o lançamento, para alavancar resultados de vendas.

O novo serviço busca tanto empresas que já possuem e-commerce e estão insatisfeitas com a performance, quanto empreendedores que estão iniciando, mas que já consideram a loja virtual como pilar da estratégia digital e omnichannel.

“Quando o site é desenvolvido desde o princípio para ser otimizado e com o tracking implementado corretamente, as estratégias de mídias, SEO e CRO se tornam muito mais eficientes em menos tempo. Buscamos oferecer uma solução de ponta a ponta para maximizar os resultados, a partir do desenvolvimento completo do e-commerce, para assim garantir uma base sólida para as estratégias de performance de nossos parceiros”, conta Bacellar.

Continue lendo