Conecte-se com a LIVE MARKETING

Empresa

Franquia Mary Help e Mary Help de Marco Luque fecham parceria para divulgação da marca

Publicado

em

Em vídeos produzidos para viralizarem nas redes sociais, a “diarista” mais famosa da TV veste o uniforme da franquia pioneira em intermediação de profissionais para serviços domésticos no país

De um lado um ator que interpreta uma personagem engraçada de uma profissional que realiza diárias de limpeza. De outro uma rede de franquias que intermedia a contratação de serviços para pessoas que precisam daquele “help” em casa. O que eles têm em comum? Por uma mera e feliz coincidência, tanto a rede de franquias quanto a personagem foram batizadas com o mesmo nome: Mary Help. Agora, a personagem Mary Help do humorista global Marco Luque é a nova garota propaganda da rede de franquias Mary Help.

Quando José Roberto Campanelli criou a Mary Help em 2011, a inspiração para o nome da rede veio exatamente da necessidade que o levou a procurar alguém para limpar sua casa. “Naquela época, a nossa funcionária estava em férias e eu precisava encontrar alguém com referência de maneira rápida e prática para nos auxiliar em casa. Pensei: se eu tenho essa necessidade outras pessoas também e aí existe uma oportunidade de negócio. A Mary Help surgiu, assim, com essa missão de intermediar a contratação de bons profissionais para quem precisa deles”, explica Campanelli.

Conforme o fundador, o nome Mary Help foi escolhido pensando exatamente em algo popular que remetesse facilmente ao serviço que iria ser prestado. A brincadeira com o inglês deixou o nome mais charmoso. “Pensei em “Mary Help” pela tradução simples da palavra – Maria do Socorro. Quando as pessoas precisassem de ajuda, daquele “help”, lembrariam da marca”, comenta.

Já para compor a personagem Mary Help o humorista revelou “eu me inspirei na empregada de um amigo que se chamava Maria do Socorro. Ela falava muito rápido, aí comecei a imitá-la”, contou Marco Luque em entrevista para o UOL em 2013 – inicialmente a personagem ficou conhecida em São Paulo, nos shows de stand up, mas depois se popularizou em todo o país.

Em peças produzidas para serem divulgadas nas redes sociais, a Mary Help de Luque veste o uniforme da Mary Help de Campanelli e apresenta os serviços da franquia. De maneira bem-humorada, os vídeos mostram como é fácil contratar uma diarista através de telefone ou via aplicativo da marca. “Acreditamos no sucesso dessa parceria. A visibilidade que dará à marca será muito positiva, já que a personagem do Luque é extremamente carismática e querida do público”, comenta José Roberto.

Além dos profissionais que realizam serviços domésticos de limpeza, a Mary Help também disponibiliza lavadeiras, passadeiras, cozinheiras, garçons, churrasqueiros, babás, personal organizers, cuidadores de idosos e muitos outros. As unidades da rede de franquias também fazem processos seletivos e terceirizam mão de obra para empresas.

A rede conta com 82 unidades em todo o Brasil. Todas as profissionais selecionadas por suas habilidades e preferências de funções são posteriormente confirmadas através de seu histórico profissional que também é checado, além de passarem por treinamento comportamental e em algumas funções. Desta maneira, se pode assegurar a excelência dos serviços prestados.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Empresa

PlayStation anuncia parceria com Discord

Publicado

em

PlayStation anunciou, nesta segunda-feira (3), investimento no Discord como maneira de construir uma relação com o popular serviço de conversa online.

Jim Ryan, presidente e CEO da PlayStation, anunciou a parceria por meio de publicação no site oficial. Por enquanto, não foram divulgados detalhes a respeito dessa relação. A Sony diz que fez um investimento na Série H do Discord e que a PlayStation entrou em contato com os fundadores da plataforma, Jason Citron e Stan Vishnevskiy, com o objetivo de reunir amigos e comunidade.

“Empoderar os jogadores para que possam criar comunidades e compartilhar experiências de jogos é o coração do que fazemos”, disse Ryan. “Portanto, estamos mais do que animados por começar essa jornada com um dos serviços de comunicação mais populares do mundo.”

Discord é um serviço de comunicação online em que as pessoas podem se unir em canais criados por usuários para conversar por texto, voz ou chats de vídeo. Esses canais podem ser focados em hobbies e criados por grupos de amigos ou mesmo empresas oficiais de jogos. O Discord tem cerca de 140 milhões de usuários por mês ao redor do mundo.

A notícia da participação minoritária da PlayStation vem após relatos de que o Discord interrompeu negociações com três compradores em potencial, incluindo a Microsoft. Supostamente, a gigante da tecnologia estava pronta para oferecer US$10 bilhões pelo Discord. Ao que tudo indica essas conversas podem ser “reiniciadas no futuro”.

Matéria traduzida do IGN Brasil de Matt T.M. Kim .

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo

Empresa

WhatsApp Pay já está disponível no Brasil, veja como usar

Publicado

em

O serviço de pagamentos no WhatsApp, o WhatsApp Pay finalmente chegou ao Brasil.. Através desta nova função, os usuários do aplicativo podem transferir dinheiro para outras pessoas, sem taxas e com a mesma facilidade que enviam uma foto para seus contatos. Lembrando, que os pagamentos para empresas serão ativados no futuro após aprovação.

A nova função chega após colaboração com o Banco Central, com o objetivo de reduzir custos para as pessoa. Com a aprovação do Banco Central, o Facebook Pagamentos do Brasil Ltda, se tornou um iniciador de pagamentos para transferências entre pessoas físicas.

“Facilitar o envio e o recebimento de dinheiro de maneira segura não poderia ser mais importante neste momento, já que não só diminui a exposição das pessoas à pandemia, mas também as ajuda a se manterem conectadas com entes queridos, expande o acesso a serviços financeiros e possibilita que mais pessoas participem da economia digital”, afirma Matt Idema, diretor de operações do WhatsApp

Os pagamentos no WhatsApp são habilitados pelo Facebook Pay, uma forma simples e segura de efetuar pagamentos nos aplicativos do Facebook. As transferências e pagamentos são protegidos por várias camadas de segurança, como o PIN do Facebook Pay ou a biometria em dispositivos compatíveis.

Para começar a usar, as pessoas podem adicionar seu cartão de um banco parceiro, escolher uma pessoa para enviar o dinheiro e clicar para adicionar a transação. Em seguida, o destinatário verá o pagamento direto na conversa com o remetente.

Porém, as pessoas podem enviar até R$ 1.000,00 por transação e receber 20 transações por dia, com um limite de R$ 5.000,00 por mês (os bancos podem estabelecer um limite menor para transações). 

Conheça os bancos parceiros

Inicialmente, o serviço será habilitado para usuários com cartões de débito, pré-pago ou combo do Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi e Woop Sicredi, com as bandeiras Visa e Mastercard.

“Nossos clientes poderão fazer pagamentos com a mesma facilidade com que conversam com os amigos e sem pagar nada a mais por isso. Estamos felizes em dar mais esse passo para promover acesso a serviços financeiros digitais descomplicados para todos os brasileiros.” Comentou Cristina Junqueiraco-fundadora do Nubank

Como funciona o WhatsApp Pay

Confira o passo a passo de como utilizar a nova função do mensageiro:

  • Toque no ícone de “clipe de papel” (Android) ou “+” (iPhone) e escolha a opção “Pagamento”;
  • Adicione o valor e uma mensagem opcional;
  • Toque em “Pagar” e coloque o PIN (senha) do Facebook Pay;
  • Em seguida, a transação vai aparecer como como se fosse uma mensagem na conversa do WhatsApp, e a pessoa precisa aceitar o pagamento. Depois, o dinheiro cairá na conta dela.

Porém, caso o usuário não tenha habilitado o WhatsApp Pay, uma notificação irá pedir para que a pessoa cadastre o cartão no sistema para receber a transferência. Contudo, isso precisa ser feito em até 2 dias, caso contrário o valor é reembolsado.

Vale ressaltar, que para enviar e receber pagamentos no WhatsApp, as pessoas precisam ter um número de telefone do Brasil. Somente transações dentro do país e em moeda local são autorizadas. Dessa forma, nenhuma taxa será cobrada. 

Para mais informações, acesse o site www.whatsapp.com/payments/br.

 

Matéria publicada no portal de notícias AdNews. Se quiser mais informações sobre o mundo da publicidade e do marketing acesse: https://adnews.com.br/

Continue lendo